Articles

A Utopia Para o Brasil (II) – Onde os fracos não tem vez…

In Defesa, Geopolítica, Opinião, Plano Brasil on 17/05/2010 by nadubigboss Marcado: , ,

http://sandrasouzabh.files.wordpress.com/2009/08/caleidoscopio.jpg?w=400&h=300

Autor: Big Boss

Plano Brasil

Quando olhamos para a segunda guerra mundial observamos alguns fatos muito marcantes, como consequência dos acontecimentos:


• Ate o período da segunda grande guerra, os Estados Unidos não tinha um exercito fixo, ou seja, muito semelhante ao do Brasil onde o contingente é mínimo e as pessoas só são convocadas quando há uma ameaça a segurança nacional. No Brasil apesar de temos um contingente relativamente grande, não representa os 1% que o bom censo manda esta preparado da população.


• O fato que levou principalmente a Alemanha a derrota foi o cerco as refinarias de petróleo que abastecia o exercito, tanto que no final da guerra os aliados perceberam que não teriam como derrotar o maquinário alemão que era composto por modernos tanques, os primeiros caças a jato e submarinos maiores e mais poderosos que todos os dos aliados.


• Na época em que os EUA decidiram usar as armas de destruição em massa, eles tinham a opção de invadir o Japão, porem com o nacionalismo, confiança e preparação da população, todos cidadãos iriam lutar, estendendo a guerra por décadas (alguns soldados que se esconderam nas florestas do Japão para se preparar para a invasão americana só ficaram sabendo que a guerra acabou na década de 70).

São pequenos detalhes que fazem toda a diferença, uma falta de planejamento, uma falta de dedicação, ou qualquer outra coisa faz a diferença, a Alemanha não ganhou a guerra por não se preocupar com as coisas importantes de uma nação como infra-estrutura e manutenção, também observamos que a segunda guerra aconteceu por causa da ignorância dos países aliados entre os outros fatos, a fraqueza não é perdoada.


Agora ficamos imaginado com apenas três países subjugaram todas as nações da terra e quase virou toda a historia de cabeça para baixo, e ouso a dizer que na historia, os fracos não tem vez, vejamos a França, após a primeira guerra, onde sofreu pesadas baixas, porem em vez de se manter preparado, abandonou o seu exercito e voltou-se ao liberalismo, porem quando a segunda guerra estourou, a França não representou um grande desafio a Alemanha. Porem após a segunda a França, aprendendo com os seus erros, entrou na vanguarda da industria bélica mundial.


A historia não poupa que não esta preparado para o futuro, não importa quanto grandiosa e estupenda seja esta civilização, sempre sendo engolida por uma nação maior.


Quando entramos no tema, da utopia para o Brasil entendemos que um país não pode viver crescendo internamente sem se preocupar em ocupar a sua posição na historia. A cultura de um estado é uma recompensa das pessoas que fizeram valer. Observamos a coréia do norte, um país comunista, totalitário e opressor manter um poderoso exercito de mais de 1 milhão de soldados e vários veículos, apesar de o exercito estar equipado com armas antigas, qualquer país que queira invadir.


Se o Brasil quiser manter seu lugar na historia, ele deve fazer por onde, saber se representar nas relações internacionais e ter capacidade de se defender, saber crescer internamente e externamente de forma equilibrada e se preocupar com o futuro. Os países que são quadilvantes no cenário, são na verdade representantes dos países que representam a historia.


Na guerra, quando lutamos, temos que esta preparados para vencer, e se a derrota for inevitável, devemos lutar para que o próximo possa ter maior condição de vencer, porem aqueles que lutam apenas por lutar, não terá a sua chance. Traduzindo, dizemos que abandonar nosso exercito a esmo, estamos jogando fora nossa soberania, da mesma forma que o governo FHC quase jogou por inteiro nossa soberania atômica para o ralo, estamos nos tornando frágeis a países muito inferiores, como a Venezuela.


Na historia recente, o Brasil esta assumindo a liderança na negociação com um país não aliado, ele esta aproveitando a chance de fazer diferença na historia. Iniciativa, preparo, confiança e planejamento, são fatores que vão fazer a diferença na historia, porque o resto, não terão sua vez.

About these ads

Uma resposta to “A Utopia Para o Brasil (II) – Onde os fracos não tem vez…”

  1. Conforme eu repito sempre é na paz , q se prepara pa a guerra ; é esse o único camminho.Estamos nos preparando?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 289 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: