Articles

SUÉCIA Desenvolve novo submarino

In Defesa, Exercícios Militares, Guerra Anti-submarino, Navios de Guerra, Negócios e serviços, Sistemas de Armas, Submarinos, tecnologia on 19/06/2010 by Comandante.Melk Marcado: , , , , , , ,

http://sitelife.aviationweek.com/ver1.0/Content/images/store/11/0/3b63dc89-fe94-459c-90f0-c775eee3892a.Large.jpg

Tradução e Adaptação do Texto: Comandante Melk

A Agencia de Aquisição e Administração de Material de Defensa (FMV)
da Suécia assinou um contrato com o construtor naval AB Kockums (Subsidiaria da ThyssenKrupp Marine Systems Group da Alemanha) para o desenvolvimento e construção do novo submarino de propulsão diesel-elétrico A26 para a Marinha Real desse país escandinavo.Tres submersível do tipo A26 irão substituir os três submarinos da classe Gotland atualmente em serviço com a RSwN, até ao final da década que se inicia.

Eles terão um comprimento de 63 metros e um deslocamento de 1.700 toneladas, será alimentado por um sistema híbrido diesel-elétrico e um sistema Sterling independente de ar (AIP). A tripulação será composta por 17 oficiais e 31 marinheiros. A Noruega também está interessada em comprar o A26.

Os submarinos Classe Gotland, que são considerados entre os melhores submarinos convencionais do mundo, conseguiram derrotar os submarinos nucleares dos Estados Unidos e França, em exercícios. O porta-aviões USS Ronald Reagan da Marinha americana também foi “afundado” por um submarino Gotland em um ataque simulado com torpedos. Reconhecendo a excelência destes submersíveis e os seus tripulantes, o HMS Gotland foi “contratado´´ entre 2005  e  2007 pela Marinha americana para servir como adversário “AGRESSOR” na formação de suas unidades submarinas e de superfície em táticas para combater os submarinos convencionais.

Fonte: Enfoque Estratégico


About these ads

15 Respostas to “SUÉCIA Desenvolve novo submarino”

  1. E o MD resolveu comprar o Scorpene…

    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

  2. Nós temos os U209 , uns 03, quando deveriam ser no mínimo uns 15, + uns dizem q os escopénes são tanto quanto ou até melhores .Temos de ter uma frotilha composta de uns 21 Subs SSKs e no mínimo uns 05 Subs Médio Nuclear e mt bem armados; c capacidade de minar uma área a ataque a superficie…Vamos ver.

  3. Eduardo

    Não é exatamente Scorpene,é uma versão alterada denominada de SBR,e outra ele é muito bom sim,dai falam que não presta e que deviamos ir de U-214,sendo que o mesmo também apresentou falhas e não oferecia uma oportunidade de parceria a altura.

    Sds

  4. Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    Se comprássemos outra classe com certeza estáriamos hoje sem Sub-Nuclear (Sem Casco e algumas tecnologias para o mesmo), já foi discutido isso aqui e em outro blogs repetidas vezes, explicando o porque da escolha do Scorpene, que por sinal é um excelente Sub, é só esperarem para ver…

  5. Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    É porque tem um esquema no meio. Corrupção, desvio de verba etc.

  6. Luiz :

    Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    É porque tem um esquema no meio. Corrupção, desvio de verba etc.

    Desvio de verbas, haveria até com os U-214! Alias quem escolheu foi a MB não o MD.

  7. É….

    Vamos esperar pra ver se esse Scorpene é td q falam mesmo.

  8. “Os submarinos Classe Gotland, que são considerados entre os melhores submarinos convencionais do mundo, conseguiram derrotar os submarinos nucleares dos Estados Unidos e França, em exercícios”.

    Depois de ler isto fico cada vez mais cismado com a história do Scorpene (e da Odebrech a tira colo). E tem mais, comprar um convencional com a história que ele vai ser base para um nuclear é história da carochinha. Os indianos arrendaram um russo e estão construindo um próprio deles, sem cair nesta história de “casco”. Para se ter um SubNuc tem que investir.

    O Ministério do Planejamento no seus site fez um balanço das políticas do governo, e desse o cacete na política de reconstrução de defesa, eles são cristalinos, NÃO tem dinheiro para tudo que o governo esta prometendo. Classifica o END como altamente custosa e inviável economicamente.

  9. Aqui vai outra justificativa para o entendimento do Eduardo: em primeiro lugar, o governo não comprou apenas o submarino em si mas também tecnologia para desenvolver o submarino nuclear, cuja forma hidrodinâmico dos Scorpene é similar á de um submarino equipado com essa tecnologia, o que servirá de base para essa etapa do projeto nuclear da Marinha encerrando o último ciclo da pesquisa nuclear (ou seja, a construção do casco resistente para abrigar o reator, uma vez concluída as outras três fases);

    Segundo, a dependência e burocracia que a Marinha tem com a classe tupi para a manutenção dos submarinos alemães é determinante para a escolha francesa, principalmente se levarmos em consideração a Estratégia Nacional de Defesa: 22. “Capacitar a indústria nacional de material de defesa para que conquiste autonomia em tecnologias indispensáveis à defesa”. É esta autonomia, ou independência, que o Brasil precisa para que tenha total controle de seus próprios equipamentos militares.

    Vale outra determinação da END: “Serão buscadas parcerias com outros países, com o propósito de desenvolver a capacitação tecnológica e a fabricação de produtos de defesa nacionais, de modo a eliminar, progressivamente, a compra de
    serviços e produtos importados”. Esta vale como teceira explicação: vamos nos desacostumar á usar o verbo “comprar” e usar o verbo “produzir”. Fica a dica Eduardo, leia a Estratégia Nacional Defesa!

    Parece que todas nações estão começando á atualizar seus arsenais. Para “derrotar” um inimigo em uma simulação, o equipamento não é a única garantia de sucesso. Uma equipe bem treinada é prioritário. Não adianta ter um bom submarino, no caso, se não tem uma boa tripulação para bem guarnecê-la. E a Marinha do Brasil é uma das melhores!

  10. Nada é como se fala se não há pessoal prepaprado para a tarefa de se operar um equipamento desse com a eficiência necessária.

  11. falar em corrupção .. desvio de verbas (ainda mais no MD)….. pode ter que provar… cuidado…

    ps. os que usam a internet … sua localização é muito fácil (tendo-se a ‘ferramenta’ e vontade para isso). Até lembro que anos atrás um brasileiro.. entrou no site da casa branca e ..pasmem… mandou uma mensagem ameaçando o presidente americano de morte… óbviamente foi localizado .. tomou uma ‘reprimenda’ e claro ..nunca mais ganha visto para ‘disney’.. rsrs (usaram na época um programa do FBI com um nome sugestivo.. ‘carnivoro’..rs ..agora já em sua versão 5.. e já aviso ..não encontram nos p2p da vida..rs).

  12. Leandro Mello :

    Luiz :

    Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    É porque tem um esquema no meio. Corrupção, desvio de verba etc.

    Desvio de verbas, haveria até com os U-214! Alias quem escolheu foi a MB não o MD.

    Mentira deslavada. A MB e o GF exigiram que o ministério publico acompanhasse todo o processo e assegurasse que tudo fosse legal. Cuidado com o que fala pois vai ser taxado de rídiculo se continuar postando sem ao menos pesquisar antes em fontes confiáveis.

  13. Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    Outra besteira dita sem antes pensar ou pesquisar. Não foi só os suecos que “afundaram” PA´s dos EUA. O Brasil tb o fez com subs bem mais antigos e menos modernos.
    E outra, esse tipo de sub que desenvolverão é sub para país minúsculo, país anão. O BRASIL é grande e necessita de outras classes de subs. Não temos um marzinho na nossa frente. Temos o Atlantico Sul inteiro.

  14. Leandro Mello :

    Luiz :

    Eduardo Wanderley :
    E o MD resolveu comprar o Scorpene…
    Não entendo pq o Brasil nunca compra o q há de melhor em equipamentos militares.

    É porque tem um esquema no meio. Corrupção, desvio de verba etc.

    Desvio de verbas, haveria até com os U-214! Alias quem escolheu foi a MB não o MD.

    Vcs que ficam aqui postando essas coisas tentem pesquisar mais por aí.
    Comparem:
    Valor dos IKL 214 oferecido ao Brasil pela Alemanha.
    Valor pago pelos Portugueses.
    Valor de todo o pacotão da DCNS para a MB, o que engloba e etc.
    Independência numa questão vital para a integridade nacional. Subs.

    Comparem e façam autocrítica.

  15. Para reforçar ainda mais a necessidade da aquisição dos Scorpenes, vai um trecho do blog DEFESA BRASIL:

    “A opção pelo Submarino Classe Scorpène
    O processo de escolha do Submarino Classe Scorpène foi longo, exaustivo e criterioso, e envolveu reuniões, visitas a países possuidores de submarinos nucleares e de submarinos dessa Classe, além de análises de diversos relatórios e intensas negociações.

    Diferentemente do usual, apesar de tratar-se de um submarino convencional, seu projeto não constitui evolução de uma classe convencional anterior; pelo contrário, seu casco hidrodinâmico é derivado do submarino nuclear “Rubis/Amethyste”, só que mais compacto. Essa classe de submarinos, denominada classe Rubis, tem seis unidades em operação na Marinha Francesa. Além disso, emprega tecnologias usadas nos submarinos nucleares franceses, como o sistema de combate SUBTICS.

    Em decorrência, dentre as vantagens que apresenta, seu projeto destaca-se por facilitar uma rápida transição para o nuclear, haja vista sua forma de casco clássica daquele tipo de submarinos, com hidrodinâmica apropriada para elevados desempenhos em velocidade e manobra. A escolha do projeto do Scorpène, para servir de base ao desenvolvimento do projeto do nosso submarino de propulsão nuclear, resulta de aprofundados estudos e amadurecido processo de tomada de decisão. No entender da Marinha, essa escolha constitui a opção de menor risco para o êxito da empreitada…

    Os submarinos serão construídos no Brasil. Nesse caso, o modelo do submarino Classe Scorpène será ADAPTADO por nossos Engenheiros Navais. O índice de nacionalização será bastante elevado, havendo em cada um mais de 36.000 itens, produzidos por mais de 30 empresas brasileiras.”

    Estes são apenas pequenos trechos que convém destacar, reforçando nossas convicções pelo submarino francês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 288 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: