Articles

Fuzil Imbel 1 A2 no Forças Terrestres

In Armas pessoais, Defesa, Sistemas de Armas, Terrestre on 11/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

Detalhe do cano 5,56

Nosos colegas do site Forças Terrestres conseguiram com exclusividade fotos e infomações do novo fuzil  IMBEL IA2. clique aqui e acesse a matéria e conteúdo exclusivo.

Gostaria de parabenizar a Imbel pelo feito e aos colegas do Forte pela bela reportagem esperemos em breve ver esta arma nas mãos dos nossos solados.

E.M.Pinto


IA2 762

FUZIL IMBEL IA2 7,62

IA2 556

FUZIL IMBEL IA2 5,56

Principais características:

  • Família de fuzil em 2 Calibres: 5,56 e 7,62mm;
  • uso de polímero no guarda-mão, punho e coronha;
  • a luva isolante (em cor avermelhada) entre o cano e o guarda-mão podendo ser vista na imagem de detalhe do cano do 5,56. A luva também está disponível no 7,62;
  • os zarelhos para fixação de bandoleira do 5,56 diferente do 7,62. Neste último, o zarelho é rotativo e preso no cano. No 5,56, é preso junto ao guarda-mão e localizado em ambos os lados do corpo da arma (em forma de borboleta);
  • os trilhos Picatinny para fixação de acessórios diversos;
  • a coronha do 5,56 (foto com detalhe) retrátil e rebatível;
  • nova ergonomia do punho com um ângulo bem diferente do usado no FAL e PARAFAL.
  • Fonte: Forças Terrestres
About these ads

28 Respostas to “Fuzil Imbel 1 A2 no Forças Terrestres”

  1. Fantástico furo. Parabéns ao Força Terrestre e a Imbel. Um desenho robusto e elegante que é adequado ao que nossas FFAA desejam e precisam. Nada de invenções. O FAL é uma bela arma e agora recebe melhorias para os desafios que devemos enfrentar neste século. Parabéns a IMBEL e aos engenheiros que trabalharam neste projeto. Gostei mais do 556, mas não sou especialista. Neste desenho tenho dúvidas sobre a durabilidade do dispositivo de rebattimento da coronha, só isso. Mas sou leigo. Os mestres da IMBEL têm muito mais conhecimento e julgaram adequado.
    Fantástico. As duas munições devem permanecer nas FFAA e gostaria de ver uma modularidade entre os dois modelos. Quer dizem, lego mesmo, troca de componentes entre as duas armas, mas está espetacular. Parabéns mais uma vez.

  2. Parabens a todos que ajudaram nesse projeto, espero que entre o mais rapido possivel nas forças armadas, finalmente,de pouco em pouco o Brasil vai mostrando a verdadeira força, inteligencia e soberania que possui espero que cada vez mais projetos militares apareçam e se concretizem.

  3. em termos práticos melhorou o que em relação ao antigo … ???

  4. xtreme, a durabilidade dos FAL é famosa mundo a fora, espero que esta versão 1A2 entregue um fuzil com peso menor mas mantenha a mesma durabilidade e precisão dos FAL. Espero pelos dados técnicos e pelos acessórios. Já que tocamos no tema. Alguém sabe me dizer se aquela história dos Tavor foi pra frente na Tauros????? Acho difícil o EB abrir mão dos IMBEL.
    Se possível gostaria que fosse feito um comparativo prático entre os principais fuzis disponíveis atualmente. Mas é sonho apenas. Valeu!
    EB e MB sempre a frente.

  5. é muito bonito principalmente o 7,62 (na minha opinião), pena que não temos mais detalhes sobre esse fuzil… mas logo, logo teremos, legal.

  6. Acredito que são fotos de dois protótipos, pois se ampliarmos as imagens veremos um acabamento sofrível, A Coronha retrátil e dobrável merece elogios pelo desenho, mas será durável? O 762 poderia ter trilho picatinny em toda a extensão do guarda mão, mas é um excelente começo. Parabéns a Imbel e devemos esperar os comentários de usuários com experiência para sabermos se este será um sucesso ou não dentro das três forças. Os acessórios são muito importantes também. E a pergunta sobre os Tavors da Tauros, estão sendo produzidos? Alguma unidade do EB/FN irá utilizar este fuzil?
    Abraço

  7. Senhores creio se tratar dos modelos definitivos
    em Setembro de 2009 deste ano publiquei em primeira mão esta imagem

    e vejam não modificaram em nada os fuzis estão exatamente iguais aos da foto.a matéria é esta:

    http://pbrasil.wordpress.com/2009/09/16/novo-fuzil-imbel/

    Com o seu anuncio programado para breve não seria de se esperar que sofresse drásticas modificações.
    no mais a arma é linda e pelo que andei conversando com o pessoal da IMBEL estará entre os mais avançados fuzis do mundo.
    intercambiável, modular e moderno, feito em novos materiais, mais leve e guardando a típica característica das armas da IMBEL, durabilidade.
    quem já operou o FAL sabe do que falo em termos de durabilidade.
    No entanto as surpresas não param por ai, o CTEX-Imbel estão trabalhando em muito mais novidades.
    aguardem
    Abraço
    E.M.Pinto

  8. Enquanto isso no programa preferido do povo brasileiro…

    OIII… ha hai, estamos aqui, hum, para anunciar o concorrente que disputará uma licitação de fuzil, hum, fuzil para o exército brasileiro, hum, hihi hahai, quem quer dinheirooo?? Vamos aos candidatos…. hum:

    Quem é que eu vou chamar, quem é que eu vou chamar ??? Ha hai, ihih… hum.

    -O Primeiro é o senhor FAL, o velho guerreiro, hum, mas me diga o senhor é parente do velho barreiro, ihih, ha hai…

    —- Não Silvio, sou eu, o velho defensor do Brasil, lembra quando era bom aquele nosso tempo, jovens e belos, tempo bom não volta mais?!

    -Lembro sim, não falhava uma… ihih, ha hai,….. hum, mas quem é que eu vou chamar, quem é que eu vou chamar??

    -OIII, o nosso próximo, hum, próximo concorrente tem um nome esquisito, parece coisa de filme, hum, filme de ficção científica, hum, chama-se MD-97, pode entrar- pode entrar… mas olha sò, hum, mas o senhor é filho dele?? São parentes??

    —- Sim Silvio, é meu descendente mais jovem…

    -Mas o senhor não é velho demais pra estas coisas?? Descendente com esta idade?? ihih ha hai..

    —- Sabe como é Silvio, muitos se reproduzem quando são jovens, pra mim foi preciso esperar quase 40 anos pra pode amadurecer bem né, e deixar uma semente aqui nesta terra, e foi preciso chegar em 1997 pra coisa vingá uai so…

    -Ih hi, ha hai, eu que pensava que so o Bau da felicidade e a tele-sena que gostavam das velhinhas e velhinhos, ha hai, hi ihih hum.

    Mas não acabou ainda, ha hai, hum, temos um outro concorrente, dizem que novinho em folha, e novamente tem um nome digno de Star Trek, hum, Trek do espaço, chama-se IA2, pode entrar pode entrar…… mas espera um pouco, mas o senhor é o filho do FAL velho guerreiro?? hum, parece que é até o mesmo, veja que interessante… hum

    —- Não Silvio, eu sou o novo, nasci agora na idade da genética, a mais avançada ciência desta época moderna esta em mim… eu sou o novo , sou o futuro, sou o CLONE!!!

    -Ha hai hihi, essa foi a coisa mais ridícula que eu já vi, e depois sou eu o velho birrento que não vai embora nunca e fica aqui ocupando espaço para as novas gerações, OIIII, Ha hai ihihihihih…

    Vamos em frente, ha hai, pra ver que será o escolhido pro EB, ih ih… Roda a Roleta do EB, aqui no programa do….. Rollaentrando…..Oiiii

  9. E.M.Pinto quero ver este rifle passar por teste similar a este video abaixo do HK416

    Sem nos Barret M468… para outra oportunidade…
    Precisamos do melhor, dos melhores requisitos para o fuzil padrão para as 3x forças. O novo 1A2 é um bom começo.

  10. Sei que vão me criticar, fiquem a vontade, claro dentro das normas da boa educação.
    1. Esse fuzil não é nada mais que um FAL feito em polímero;
    2. O sistema de miras continua o mesmo, o que sempre critiquei nos FAL, se a IMBEL realmente tivesse interessada em mudanças deveria dotá-los de miras opticas nativas, como os tavors, steir etc;
    3. Carregadores horríveis, como os do velho FAL e a julgar pelo tamanho e formato, também com capacidade para vinte cartuchos;
    4. Realmente, senhores, prefiro o TAVOR;
    5. Resta saber o valor unitário desses monstrengos e verificar se vale a pena;
    6. Alguém já aventou a possibilidade da MB e FAB adotarem o mesmo fuzil, a FAB pode até ser, levando em consideração o seu amadorismo, mas a MB, duvido que trocarão seus eficientes e testados M-16 por este “FAL”;
    7. Temos que acabar com a mania de achar que tudo que é brasileiro é o melhor do mundo: “melhor fuzil do mundo, melhores pilotos de combate que nunca combateram do mundo, melhor soldado de selva do mundo, melhor futebol do mundo etc. Devemos sim ter um fuzil adequado, seja ele nacional ou não;
    8. Apenas para ilustrar, a Policia Federal ao comprar suas pistolas lhe empurram as Taurus, porem em pouco tempo ela se desfez delas e adquiriu Glocks, nem dá pra comparar.

    um grande abraço a todos e sintam-se a vontade pra criticar ou complementar.

  11. Claudio discordo de você. Permita-me rebater suas alegações

    1. Esse fuzil não é nada mais que um FAL feito em polímero;
    A versão 7.62 se assemelha mas a 556 nada tem haver, é uma arma totalmente nova.

    2. O sistema de miras continua o mesmo, o que sempre critiquei nos FAL, se a IMBEL realmente tivesse interessada em mudanças deveria dotá-los de miras opticas nativas, como os tavors, steir etc;
    OS trilhos picatini são exatamente para isto para fixação destes sistemas.
    veja nas fotos em cima da mesa

    mira laser, visão noturna e tudo mais será incorporado no fuzil.

    3. Carregadores horríveis, como os do velho FAL e a julgar pelo tamanho e formato, também com capacidade para vinte cartuchos;
    O Fuzil poderá usar todo e qualquer tipo de carregadores inclusive os de plástico transparentes, só que obviamete o exército optará por usar os metálicos padrão dos velho FAl e Md 97 por muito tempo, mas apenas por conveniencia, não há motivos para mudar se estes servem, porém se os clientes assim o quiserem é fácil, a imbel produzirá.

    4. Realmente, senhores, prefiro o TAVOR;
    Já tive em minhas mãos e experimentei o Tavor, armas diferentes para ambientes diferentes, aliás o TAvor nãos e adequa a combates urbanos pelo simples fato da recarga, o atirador abaixado precisa se desviar da mira e movimentar o fuzil para recarregá-lo perdendo preciosos segundos que podem ser fatais, deficiência geral dos Bullpup mas sim um excelente fuzil adequado a muitas missões, mas não para ser o fuzil padrão de maior número em uma força, chamo atençao para um ponto positivo do Tavor, seu sistema de miras é impressionantemente genial, moderno simples e eficiente

    5. Resta saber o valor unitário desses monstrengos e verificar se vale a pena;

    Ainda não sabemos é verdade, mas a tradição das arma IMBEL é os eu baixo custo e durabilidade, o barato pode durar pouco enquanto o caro pode operar por 30 anos e pagar-se ao longo dos anos, no mercado há fuzis com durabilidade de 6000-1000 disparos, ideal para nações ricas e de orçamentos avantajados, catastróficos para o Brasil.

    6. Alguém já aventou a possibilidade da MB e FAB adotarem o mesmo fuzil, a FAB pode até ser, levando em consideração o seu amadorismo, mas a MB, duvido que trocarão seus eficientes e testados M-16 por este “FAL”;

    Esta é uma questão em aberto, a END caminha para esta exigência.

    7. Temos que acabar com a mania de achar que tudo que é brasileiro é o melhor do mundo: “melhor fuzil do mundo, melhores pilotos de combate que nunca combateram do mundo, melhor soldado de selva do mundo, melhor futebol do mundo etc. Devemos sim ter um fuzil adequado, seja ele nacional ou não;

    Pelo contrário Cláudio, o que tem se visto é a depreciação de tudo o que é brasileiro, você mesmo deixou estampado isto no seu comentário.
    O que a IMbel e o exército estão fazendo e pronunciando nunca teve o foco de ser “O” melhor do mundo e sim o melhor para nós, adequado a nossa realidade. Nunca disseram que seria o melhor do mundo.
    O que se diz é que este fuzil não perde em nada para os melhores fuzis do mundo, ou seja possui características semelhantes, superiores ou não, não importa, é nosso, atual e moderno e pode competir

    8. Apenas para ilustrar, a Policia Federal ao comprar suas pistolas lhe empurram as Taurus, porem em pouco tempo ela se desfez delas e adquiriu Glocks, nem dá pra comparar.

    Curioso é que o FBI utiliza a Taurus, é padrão lá, outros tantos estados nos EUA utilizam a Taurus,e desculpe amigo, não creio que o FBI seja pior armado que a PF.
    já pensou na possibilidade de lobie, tal como adiquirir VAnt de israel e não de outro fornecedor como a general atomics norte americana?

    Não me leve a mal, não acho que devamos endeusar capacidades sem fundamentos, entendo seu ponto de vista, mas nem sempre as comparações são corretas, pense nisso.
    Estou em contato com o pessoal da IMBEL e o que posso dizer é que o Fuzil de fato é bom, é nacional, é atualizado, é isto que importa, porém num ponto concordo com você, é necessário buscar o melhor e melhorá-lo, não se pode vender a imagem da conquista do olimpo, mas também não se pode entrar de baixo do tapete.
    sds
    E.M.Pinto

  12. JClaudio :Sei que vão me criticar, fiquem a vontade, claro dentro das normas da boa educação.7. Temos que acabar com a mania de achar que tudo que é brasileiro é o melhor do mundo: “melhor fuzil do mundo, melhores pilotos de combate que nunca combateram do mundo, melhor soldado de selva do mundo, melhor futebol do mundo etc.

    Tenho uma dica:
    -O melhor brasileiro do mundo é americano, alemão, italiano, etc. Até o chinês é o melhor brasileiro do mundo.

    Este me parece ser um meio mais que adequado para as 3 forças. Tem melhores? Com certeza. Precisa ser as melhores? Não acredito. As melhores são tão melhores assim? Também não acredito. Pelo menos naquilo que elas foram feitas (atirar contra alvos inimigos).

    Acabou. É assim que se desenvolve a indústria nacional. Os Chineses, Indianos, Coreanos, Iranianos, etc, estão gastando muito para reinventar rodas que já são produzidas não é à toa.

    Só não aprende a enchergar o futuro quem não quer.

  13. Parabéns p a IMBEL, n FAS estão precisando de novos fuzis, estão chegando em boa hora, e 7.62 p cortar “mermo”. Sds.

  14. Wolfpack :
    E.M.Pinto quero ver este rifle passar por teste similar a este video abaixo do HK416
    http://www.youtube.com/watch?v=AGwkHktkTxU&feature=related
    http://www.youtube.com/watch?v=wrV4EcZ5SPU&feature=related
    http://www.youtube.com/watch?v=7rWvCc77wvk&feature=related
    Sem nos Barret M468… para outra oportunidade…
    Precisamos do melhor, dos melhores requisitos para o fuzil padrão para as 3x forças. O novo 1A2 é um bom começo.

    Caro wolfpack, veja o que um cadete da Aman disse em um fórum que frequento: “No video que a imbel apresentou aqui na AMAN, o IA2 atirava apos um deslocamento suberso…aproximadamente 3 ou 4 min…atirava soh com o cano para fora e tambem sem ter deixado a agua sair toda do cano!

    Alem de outras situaçoes adversas!”

  15. Caro Esdras, ótima notícia, obrigado. Caso tenha acesso a este vídeo, acho que ainda é cedo para a IMBEL divulgá-lo, mas coloque aqui no Forum. Tenho certeza que estamos no caminho certo. A arma adequada a função prescrita pelo EB. Espero que os acessórios apareçam logo, a expectativa é grande. Sabe me dizer se as duas versões 762 e 556 apresentam o mesmo comprimento? [ ]s

  16. JClaudio,
    Concordo que a versão de 7,62mm do IA2 seja realmente muito semelhante ao FAL e creio que isso é natural dado que a Imbel partiu daquilo que temos em mãos e operamos por muito tempo.
    É vísivel isso no projeto, partimos das experiências que tínhamos e não de experiências novas, a questão do TAVOR foi introduzida na Imbel a pouco tempo e ao que se diz a idéia/projeto do IA2 é mais antiga.

    Se é só um FAL feito em polímero, já se trata de grande evolução e um passo, importante e até bem grande, é nacional, pode não ser o melhor, mas é o que temos é o que foi feito dadas as nossas realidades de custos (o que esperamos) e portanto o tempo agora e as experiências devem se encarregar de fazer o restante para que o fuzil seja aprimorado.

    Faço um parenteses especial sobre a questão do Taurus com a Glock, estás a cometer uma injustiça sem precedentes e nem vou entrar na questão de outros usuários da Taurus, vou falar do que já ouvi de militares de minha família de um polícial federal que conheço, de um policial rodoviário e de mim mesmo, que já tive os dois em mãos e disparei com ambos.
    A Glock é notavelmente mais leve, ponto e fato, mas sua precisão não é tão maior assim e eu mesmo concordei que mesmo possuindo um tranco maior, a Taurus dá uma firmeza grande na empunhadura com seu peso e até colabora para o tiro (se a pessoa souber usar é claro), de todos que conheço só ouvi uma reclamação sobre a taurus e o problema não era o peso e sim o tranco e o incomodo ao portar embaixo da roupa.

    A Taurus é uma pistola excelente, e além de notável os militares que conheço e já a utilizaram juram que a potência de impacto da Taurus é maior, e meu velho avô comentava que “arma de plástico” não era a dele… O tempo passa e a arma ser mais leve é uma necessidade, porém o caso da Taurus o peso não é proibitivo e nem dificulta o uso, aliás se o peso de um Taurus for proibitivo para alguém esse alguém não pode nem sequer passar perto de uma linha de frente…

  17. Caro Carcará, quais são as pistolas utilizadas atualmente nas três Forças EB,MB e FAB? sabe me dizer? Têm alguma 45?
    [ ]s

  18. Senhores, para as forças aero-transportadas e paraquedistas eu prefiro o TAVOR, para a infantaria este novo FAL está de bom tamanho, para a FN eu prefiro o SCAR… mas que eu gostaria de um carregador em polímero claro nesse novo IMbel, isso sim eu gostaria!

    Creio que pelas fotos do fuzil, não vai mudar muito, vamos ver o que vai dar… mas como diz o Tulio velho:” Ficar um século com o FAL é que não da!”

  19. Carcará, a Glock e bem + leve é tbm tem ótima precisão, e quase o mesmo alcance e sem o tranco da taurus; q é mt boa , + e pesadona e faz + volume. Sds.

  20. Caros E.M. Pinto, Carcará e Ricardo

    Excelentes seus argumentos combatendo o meu comentário, parabéns. o fato de ter exposto minha opinião não quer dizer que elas estejam certas, entretanto, as expus baseadas em fatos práticos, sobre o “novo FAL”li um comentário no blog força terrestre que achei perfeito: “o fato de você por um capô de um audi em um fusca não faz do fusca um audi” para mim, foi o que aconteceu. O que observei, pelos sites, não pessoalmente, foi que trocaram partes antigas por polímero, a tampa da caixa da culatra por uma com trilho, mais um trilho inferior para apontadores laser/lanternas e só. a alavanca de manejo é a mesma, os carregadores, e o pessímo sistema alça/massa de mira (quem já teve a oportunidade de usar o FAL em ambiente confinado ou de baixa luminosidade sabe do que estou falando) permanecem os mesmos. Quanto a existirem em dois calibres, isto é simplório, tambem existe para-fal no calibre 5,56. Até o obturador do cilindro de gases é o mesmo do ‘antigo fal’. Comparar uma Pistola Taurus com uma Glock é até covardia. Atualmente tenho duas pistolas Taurus, uma pt 938 que uso como backup gan, geralmente no tornozelo e uma pt 24/7 pro tatical em polimero, arma de serviço. me envolvi em três eventos em que tive que disparar com a 24/7 nos três ela falhou após o terceiro disparo, graças a deus sem maiores consequencias para mim ou meus parceiros. Pode ser problema com a munição claro, mas muitos amigos tem relatado os mesmos problemas. Quanto ao FBI usar Taurus, sinceramente não sei te explicar, uma vez que existem centenas de melhores opções.

    Sou extremamente patriota,como todos aqui, mas sou realista. não dá pra dizer como ouço alguns dizerem que temos os melhores pilotos, os melhores soldados, o melhor futebol etc.

    Vou parar por aqui pra não ficar muito extenso. Obrigado pelas críticas e um grande abraço a todos.

    P.S. há décadas torço pela troca do FAL.

  21. Caro Carcará, o fato das Taurus serem mais pesadas que as Glocks, não atrapalha em nada, eu, assim como você, tambem acho que até ajuda mais na hora do disparo. Não conheço ninguém que tem uma Glock que fale que ela deixou na mão. Ou os donos de Glock fizeram um voto de silencio entre si (rs, rs, rs) ou ela realmente tem um percentual de falhas muito pequeno. Quanto as Taurus, eu sou a prova viva (graças a deus) de seu alto indice de falhas. Tenho duas pt taurus, uma 938 (que nunca falhou) e uma 24/7 pro tatical (que já falhou tres vezes em confronto). Pode até ser munição, não descarto esta possibilidade, mas com certeza não é manutenção, até por dever de ofício, faço manutençao na arma a cada quinze dias no maximo. Sinceramente, a Taurus não me passa confiança. Um grande abraço.

  22. Qual o melhor/viável calibre de um fuzil de assalto disponível?
    5.56, 6.8, 7.62????
    Eu ficaria com o 7.62 pra sempre… Portanto, erra a Imbel em focar no 556. Apenas minha opinião.
    O vídeo abaixo demonstra isso.

    [ ]s

  23. Meu Deus. Ainda tem gente que insiste nesse 556x45mm Remington,CALIBRE DAS MENINAS.
    Mesmo sabendo que essa munição e um fracasso no combate, e que mesmo vôce acertando o inimigo, ela ainda dá chance para ele reagir e ti matar.
    Deve ser porque só tem sniper na parada, que só acerta na cabeça.
    Eu continuo com o 6.5x39mm Grendel junto com o 762x51mm, que já comprovaram que são os melhores calibres para os combates comteporaneos e futuro cqb cqc, e porisso o 6.5x39mmm e citado por diversos militares e especialistas, com sendo um dos melhores calibres da atualidade, e como substituto do 556, munição fraca mais indicada para caça de coelhos rsrsrsrsrs.

  24. Eu vejo como piada . Não eh possível ver o mundo com alta tecnologia e o Brasil se mostrando com o máximo em armamento um rifle banal deste . Tem lusinha colorida , etc e tal. Eh piada . O Irã , já está enviando animais ao espaço e o Brasil não consegue colocar um satélite 100% brasileiro em orbita equatorial. O Brasil entra no espaço de armamento , se revelando como um pateta . A reportagem inspira que o Brasil consegue fazer metralhadora, fuzil, cartucho, bone, apito de pau. Ora, estamos falando de tecnologia. Vem artigo mostrando a piranha, com poucos metros de alcance, e o Irã com missel intercontinental com alcance de mais de 2. 500 kms.
    Eh bestial . O Brasil ainda não caiu no ridículo . rsss

  25. Ta parecendo uma fall com uma scar, rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 288 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: