Articles

Os Caracal e a polêmica

In Helicópteros, Opinião on 28/05/2010 by E.M.Pinto Marcado: ,

https://i1.wp.com/www.lepoint.fr/content/system/media/1/200809/21619_une-caracal.jpg

A polêmica sobre o Caracal EC 725 vez ou outra volta a tona e a “Jaca” , como tem sido chamado o helicóptero que mais prontidão tem demonstrado no conflito do afeganistão. É Fato que o helicóptero tem suas debilidades como outra máquina qualquer, é um fato também que não se trata do melhor (se é que exista este) helicóptero para as suas funções, porém é o que vamos comprar e produzir e ninguém ofereceu outra contraproposta melhor…

As opiniões sobre o Caracal  e EC 725 divergem, principalmente na blogsfera onde não é comum se ouvir declarações de leigos ( como o editor deste site) sobre o tema, mas que tal se consultássemos a opinião de pessoas que já voaram as máquinas?

Se você é piloto militar, e voou este ou outro modelo se pronuncie, pois gostaríamos de saber a sua opinião…

Para já, eu como Editor do Blog tenho que ter  a responsabilidade de buscar na fonte correta as informações mais corretas, e diante disto, consultei alguém que entende do assunto, e não é de hoje que baseio as minhas convicções sobre o projeto EC 725 em profissionais da área como pilotos e engenheiros.

Um destes especialista é o nosso amigo Comandante Alberto.

Para quem não sabe o comandante Alberto é um dos autores do Plano Brasil e atende pelo codenome AOJR.

Bem, o Cmdt Alberto é Captião de Mar-e -Guerra  “aposentado” (como ele mesmo costuma dizer), e entre seu vasto curriculo militar, podemos destacar algo que é peculiar ao Blog e ao tema deste tópico, O serviço  prestado por ele  no esquadrão UH-2 da  Marinha do Brasil, onde inclusive encerrou sua carreira como comandante do esquadrão.

https://i2.wp.com/www.hottail.nl/basevisits/2008/0909-TLP2008/Images/FAF-EC725-SB-058.jpg
Esta tarde enviei-lhe um email  o qual transcrevo sem cortes e cuja mensagem foi autorizada para publicação pelo autor, que dá a sua opinião sobre o Super Puma ( avô do EC 725) e aeronave a qual ele voou por quase toda a sua carreira.
E você? o que você acha ? dê a sua opinião e veja o que diz o AOJR sobre a Jaca….

****************************************************************
Salve comandante, tudo bem? por aqui, na correria último mês para finalizar a tese.
Sugiro uma matéria que acaba de sair, claro muitos são os que acham o EC 725  uma “Jaca”.
O fato é que a eurocopter já começou os trabalhos nos primeiros dos 50 EC 725 para as FA brasileiras.
https://pbrasil.wordpress.com/2010/05/28/voo-teste-de-helicopteros-que-equiparao-fab-e-realizado-na-franca/
grande abraço
Edilson
Prezado Edilson

Por aqui também tenho andado muito ocupado.
Infelizmente ainda não consegui um tempo para escrever meu artigo.

Quanto ao EC 725, uma versão melhorada do Super Puma, sou suspeito para falar, pois foi a aeronave que mais voei na Marinha, tendo ocupado várias funções no HU-2, sendo a última delas a de comandante.
O Super Puma, devido a sua robustez e qualidades de aeronavegabilidade, salvou minha vida quando colidi com uma linha de transmissão na região de Marataízes, no Espírito Santo.

O cabo onde nos “enganchamos” só se partiu devido à imensa reserva de potência do UH-14. Por sorte nossa também, quando o cabo “para-raios” onde havíamos nos prendido se partiu e tocou em um dos cabos de uma das fases de 138.000 volts, ele aterrou em uma das torres, ficando o helicóptero protegido da descarga.

Assim sendo, por dever de gratidão devo defender esta excelente aeronave.

Um abração e boa sorte com sua tese.

Alberto Oliveira

25 Respostas to “Os Caracal e a polêmica”

  1. Tantas críticas contra esse helicóptero só pode se por motivos políticos é uma excelente maquina de guerra e ainda vem com transferência de tecnologia, mas defender o meu ponto de vista diante de pessoas que inves de usar argumentos técnicos usam um monte de besteiras preconceituosas e políticas partidárias é um saco… parabéns pela matéria e pela coragem de procurar a verdade diferente de alguns…

  2. Nos prometeram transferencia de tecnologia no esquilo, no super-puma e no pantera e onde esta a transferencia de tecnologia?Se é pra comprar um produto de prateleira poderiamos ter ficado com o mi-17(ja sei ele não e tão avançado ,mas é rustico e pau pra toda obra).Se o ec-725 é toda essa maravilha, porque seus proprios criadores so o estão empregando como helicoptero “tampa buraco” ate a chegada do nh-90.

  3. Sublime comentário, e parabéns ao Comandante pelos anos de serviço prestado à Nação.

    Mas, como sempre, nossas FFAA não sabem escolher equipamentos, né? Sub nuclear, MBT, escoltas, navios de apoio, aeronaves diversas… Tudo que escolhemos é no chute, né? Não há qualquer trabalho sério por trás…

    Quem reclama deve saber MUITO sobre equipamentos militares, ter voado mais de 1.000 horas no EC-725 e estar embasado em experiências vividas…

    Ora pessoal, quando o GF não compra é porque não investe nada nos militares. Quando compra, é porque é entreguista (França, EUA, etc) e o equipamento não serve… Se escolhe Rafale é porque é jaca, se é o F-18 é porque é um tijolo, se é o Gripen, não serve por causa do lobby sueco… Oras, deixem os militares escolher! Ou é melhor ficar voando de F-5 com mais de 40 anos no lombo (não desmerecendo essa aeronave)?

  4. Vejam só…
    Os leigos podem comentar… Mas precisam de ter senso.

    Comentários utilizando expressões pejorativas para falar de um determinado produto, seja ele qual for, atacam todos os aspectos desse produto, desde seu desenho e aspecto estético até suas capacidades operacionais e obviamente passando por custos e logística.

    Dado que o primeiro membro da família do Caracal, o Puma, voou pela primeira vez em 1965 e desde então iniciou a vida operacional da família que se extende até hoje, eu realmente difícil de crer que um produto que permanece no mercado à mais de 40 anos seja ruim, a prova disso é tudo aquilo que se vê durar muito no mercado de carros a roupas, o que é bom fica disponível por muito tempo seja pela qualidade ou simplesmente pela inexistência de um par.

    No caso da família Puma/Cougar/Super Puma/Caracal é evidente que pares existem, mas ele permanece voando e permanece realizando suas missões, desde a área civil até a militar em diversos países em climas diferentes, relevos também diferentes e ainda assim voando.
    Foi uma variante dessa família que ajudou os sul-africanos a chegarem no Rooivolk, será que eles estão infelizes com seus Oryx?! Duvido muito.

    Creio então que o fato é que, o que é bom dura, se não fosse assim não tinhamos até hoje tantos esquilos e pumas pelo mundo…

    Ps..:: Jakson, gostaria que você indicasse alguma fonte onde conste a informação de transferência de tecnologia dos Pumas e Esquilos, que aliás, são muito úteis as nossas FA’s e o centro do exército em Taubaté (salvo não me engano) monta e desmonta esses daí e os Panther de “cabo a rabo” sem precisar da ajuda de ninguém para manutenção… Situação muito diferente do Black Hawk.

  5. Quando o exercito precisou de um helicóptero de assalto: Qual helicóptero foi comprado?
    Quando a marinha precisou substituir o sea king: Qual helicóptero foi comprado? Quando a fab precisou substituir o sapão: Qual helicóptero foi comprado?
    Só quando o Lula e o Jobim (duas grandes autoridades no assunto!) é que o “governo” comprou o ec-725 e não os militares.

  6. Luiz medeiros:
    Ps..:: Jakson, gostaria que você indicasse alguma fonte onde conste a informação de transferência de tecnologia dos Pumas e Esquilos, que aliás, são muito úteis as nossas FA’s e o centro do exército em Taubaté (salvo não me engano) monta e desmonta esses daí e os Panther de “cabo a rabo” sem precisar da ajuda de ninguém para manutenção… Situação muito diferente do Black Hawk.

    E exatamente a falta de transferencia de tecnologia de que eu estou falando,sendo que os helicopteros voam devido ao trabalho dos nossos militares.Quanto ao black hawk os militares ja demostraram interesse em aumentar o numero de vetores disponiveis(mas voce diz que eles são ruim,é as forças armadas não entendem nada de helicopteros).

  7. Eu partucularmente acho o EC-725 um bom helicoptero e acho que vai atender bem as necessides das FAs brasileiras, sé uma jaca é uma jaca que voa muito bem.

  8. Jakson

    O black hawk não é ruim e ninguém disse isso, mas sua manutenção é bem mais “burocrática” que os helicópteros que vc citou, mas acho que vc deve te esquecido disso.

  9. O falcão tambem voa, e muito melhor.

  10. carl94fn :
    Jakson
    O black hawk não é ruim e ninguém disse isso, mas sua manutenção é bem mais “burocrática” que os helicópteros que vc citou, mas acho que vc deve te esquecido disso.

    E qual é o helicoptero que os colombianos estão usando no combate as farc’s.Comprar doze helicopteros assim como doze m2000,cria-se problemas de manutenção sem a menor sombra de duvidas,agora compre um lote de 120,e veja se tera manutenção “burocratica”.

  11. Eu vejo os dois helicopteros “Caracal” e “Black Hawk” (BH), como ótimos vetores, modernos, eficientes e robustos. E eles não se competem em si, são de seguimentos diferentes como quantidade de peso, número de tropas transportadas, alcance, etc. E vejo como boas aquisições para nossas FFAA, e há espaço suficiente para os dois trabalharem traquilamente e um pode inclusive completar o outro; dando um alto nível operacional as nossas FFAA. Infelizmente não agrada todo mundo, e cada um tem suas preferências, mas na minha modesta opinião são ótimas aquisições, o que não podia era continuar operando helis do final dos anos 60.
    Abs

  12. Há, é que lembrei de um detalhe importante com EC-725, devido a longa utilização a anos dos Pumas, Super Pumas e Cougars pelas FFAA, é uma grande vantagem pois já estão familiarizados tanto pilotos, mecânicos, técnicos e engenheiros.

  13. Esdras :
    Eu partucularmente acho o EC-725 um bom helicoptero e acho que vai atender bem as necessides das FAs brasileiras, sé uma jaca é uma jaca que voa muito bem.

    concordo, é o melhor em atuação no front doAfeganistão, estamos bem.

  14. O EC 725 é um senhor helicóptero. Favor não confundir o choro do povo de Miami com polêmica.

  15. Eu não tenho nada contra o EC-725 a não ser o preço, custa mais que um Su-30 ou F-16, E tres vezes mais que um UH-60. Imaginem!! Daria para comprar 150 Black Hawk por esse preço!!!!

    Não é estranho as tres forças receberem a mesma quantidade??? O exercito deveria ficar com mais do que as outras forças..Eles tem muito mas utilidades no exercito. Mas pelo visto o filho do Brasil deve ter dito ao Bobin, comprar 50 dividir entre as tres forças e o que sobrar era so mandar pra ele.

  16. Jakson Almeida :

    carl94fn :JaksonO black hawk não é ruim e ninguém disse isso, mas sua manutenção é bem mais “burocrática” que os helicópteros que vc citou, mas acho que vc deve te esquecido disso.

    E qual é o helicoptero que os colombianos estão usando no combate as farc’s.Comprar doze helicopteros assim como doze m2000,cria-se problemas de manutenção sem a menor sombra de duvidas,agora compre um lote de 120,e veja se tera manutenção “burocratica”.

    Eu também já ouvi varios comentarios que a manutenção do Black hawk é mais complexa que a do EC-725, o Black hawk precisa de mais homens, equipamentos e tempo para fazer sua manutenção.

    Não sei porque tanto preconceito contra Ec-725? ele é um otimo helicoptero.

  17. Jakson de qual falta de transferência você tanto fala?!?!

    Sinceramente, se houvesse algo relacionado a tal nos contratos de fornecimentos dessas aeronaves que a tantos anos já nos servem e muito bem (até onde os fins oficiais nos demonstram), eu sinceramente gostaria de saber se já não teria ocorrido algum problema ou atrito ou até mesmo “escândalo” político sobre isso.
    Por mim não houve nenhum acordo nesse sentido, e essa temática de transferência de tecnologia é coisa relativamente recente, tendo em vista que o próprio F-X1 era muito vago a este respeito e comprar anteriores nem sequer tocavam neste assunto.

    O que vejo na história operacional de nossos helicópteros de modelos da Eurocopter é que os mesmos tem operado dentro da normalidade, a Helibrás como subsidiária da Eurocopter sempre disponibilizou bastante ajuda (até onde constam os meios oficiais) e novamente, as estrutras do exército em Taubaté que tive o prazer de conhecer a muitos anos, e já vi matérias veiculadas na TV sobre, são capazes de Desmontar e remontar todo o helicoptero dos tipos Esquilo (esqueci dele) e Pantera, modelos Eurocopter, enquanto que no caso do Black Hawk a manuntenção é restrita e em alguns tipos de problemas o caso deve ser tratado no EUA (ou seja nada prático), e essa é uma realidade que eles não mudam com quantidade maior de unidades, isso é regra determinada pelo congresso deles.

    Somente dizendo que não falei em momento algum que o Black Hawk seja um vetor ruim, somente citei contra pontos. É FATO DE NOTÓRIO CONHECIMENTO PÚBLICO que os Black Hawk penaram e penam no Afeganistão, e que o Caracal está lá junto, as vezes até indo além do Black Hawk.

    Sugiro a leitura da matéria sobre o Caracal disponível no Blog, ela pode ser bastante esclarecedora e aumentar os conhecimentos de muitos.

  18. Existe uma historia de um caravan acidentado da fab na amazonia em que mandaram um super-puma pra resgata-lo e o super-puma não conseguiu levanta-lo,ai foi enviado um blackhawk que fez o serviço.

  19. O EC-725 pode carregar até 29 soldados totalmente equipados o BH pode carregar até 14 soldados nas mesmas condições. Então a cada 2 EC-725 = 58 soldados, com o BH faria 4 helicópteros = 56, só que aí vc coloca a manutenção de 2 é mais rápida e geralmente mais barata que 4 helicóptero, certo?

    Mais uma coisinha, sinceramente não entendo por que dizem que o BH é melhor que o EC-725 vejamos…

    *Black Hawk
    Propulsão: 2 turbinas General Electric T-700-GE-701C com 1940 hp cada.
    Velocidade máxima: 357 Km/h
    Velocidade de cruzeiro: 295 Km/h
    Alcance: 600 km (raio de ataque); 2200 km (travessia com tanques externos).
    Razão de subida vertical: 216 m/min
    Teto de serviço: 5790 m
    carga: 11 soldados equipados (pode-se aumentar para 14 em casos extremos)
    Cargas externas de até 4072 kg.
    Armamento: Metralhadora calibre 12.7 mm (. 50), Metralhadoras calibre 7,62X51 mm, casulos de foguetes Hidra 70 de 70 mm, Casulos com canhões de 20 ou 30 mm e mísseis AGM-114 Hellfire.

    *EC-725
    Propulsão: 2 motores Turbomeca Makila 2A com 2413 hp cada.
    Velocidade máxima: 314 Km/h.
    Velocidade de cruzeiro: 280 Km/h.
    Alcance: 1400 km (travessia).
    Razão de subida vertical: 216 m/min.
    Teto de serviço: 6000 m
    Carga: 29 soldados equipados; Cargas externas de até 5670 kg.
    Armamento: 2 metralhadoras FN MAG calibre 7,62X51 mm, casulos para 19 foguetes de 68 mm, Casulos com canhões GIAT de 20 mm.

    São aeronaves de desempenho muito parecidos com alguns pontos superiores para ambos os lados em comparação entre eles. Quanto às armas depende da configuração que o comprador deseja e então cadê a superioridade? Porque pra mim são equivalentes porem com vantagens para o EC-725 devido o numero de soldados transportados. Mas são de classes diferentes, apesar de dizerem que não…
    Muito bom essa matéria:

    http://www.defesabr.com/fab/fab_helibras_ec-725.htm

  20. Do super puma, além de constatar sua elevada performance em tempo para vôo péssimo, ele tem um poder de caga significativo. Seu ruído interno incomoda bastante, mas isso devido ao motor de grande potência. Desliza tranqüilo mesmo contra vento forte, com elevada velocidade. Estou esperando e curioso em ver seu desempenho na versão EC-225 para passageiros.

  21. helioc2000 :
    Do super puma, além de constatar sua elevada performance em tempo para vôo péssimo, ele tem um poder de caga significativo. Seu ruído interno incomoda bastante, mas isso devido ao motor de grande potência. Desliza tranqüilo mesmo contra vento forte, com elevada velocidade. Estou esperando e curioso em ver seu desempenho na versão EC-225 para passageiros.

    errata:

    …elevada performance em tempo para vôo péssimo,… vôo em tempo ruim, ele se sai muito bem, confortável, requer apenas bom protetor auricular.

  22. César :
    O EC 725 é um senhor helicóptero. Favor não confundir o choro do povo de Miami com polêmica.

    Cesar,

    não precisa dizer mais nada… resumiu muito bem !

  23. É muito gratificante ler esas manifestações, tanto dos “leigos” como dos “especialistas”. Há poucos anos, Defesa era considerada assunto só para militares e “párias” do país do samba e carnaval. Que bom que não é mais assim! Mas falando sobre helicópteros, nunca é demais lembrar que todos eles tem seus defeitos e virtudes. Cada um tem sua história, desde o projeto, quando se busca enfatizar características conforme a aplicação a que se destina, além da tecnologia disponível na sua concepção, passando pelo uso de soluções de engenharia, inovações, novos materiais, armamento, aviônicos, etc. Em seguida, vem a comercialização, onde muitas vezes um contrato mal elaborado, seja por falta de conhecimento/competência técnica, seja por ingerências políticas, pode até afetar negativamente a operação do equipamento em uma determinada força ou país. Assim, pelo que tenho observado e sentido na pele há anos, aqui no Brasil, vejo os helicópteros franceses como excelentes em termos de performance e uso de tecnologias inovadoras, mas com grandes dificuldades na gestão logística, com disponibilidade sempre aquém da expectativa do operador. Vejo os americanos como máquinas eficientes, eficazes, modernas, resistentes, com alto padrão de qualidade, com excelentes publicações técnicas para operação e manutenção… o problema é que nós “aqui do sul” somos sempre vistos como peças de um xadrez geopolítico que os americanos ainda insistem em jogar do jeito deles, o que afeta a venda de armas e equipamentos de ponta (principalmente quando “não sabemos brincar”, flertando com venezuelanos, cubanos, iranianos…). Os helicópteros russos são extremamente rústicos, capazes, pau pra toda obra, têm funcionalidade e simplicidade que chegam a ser desconcertantes, quase não precisam de apoio no solo e manutenção; porém, sua logística é muito diferente, com poucas revisões mas com uma vida útil menor dos componentes, dos motores e da célula, talvez herança dos tempos em que imperava o princípio da massa, onde o emprego de forças maciças decidiriam rapidamente qualquer conflito. Vale lembrar que os russos se lançaram no mercado há pouco mais de 20 anos, com o fim da URSS, e estão se adaptando muito rápido, conquistando clientes importantes no mundo todo, inclusive no Brasil. Concordo com quem disse que os helicópteros se completam, conforme suas características, cabendo aos “profissionais da guerra” explorar ao máximo as virtudes dessas máquinas fantásticas! Aos rotores…!

  24. Mais uma história não Jackson????

  25. Wi :

    César :
    O EC 725 é um senhor helicóptero. Favor não confundir o choro do povo de Miami com polêmica.

    Cesar,
    não precisa dizer mais nada… resumiu muito bem !

    Faço minha as mesmas palavras do César e do Wi (!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: