Articles

Radar portátil vai rastrear aviões de narcotráfico na Amazônia

In Defesa, Defesa Anti Aérea, Sistemas de Armas, tecnologia on 15/07/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , ,

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/07/saberm-60.jpg?w=300

Equipamento do Sipam ‘enxerga’ aviões com transponder desligado.
Até o fim do ano, órgão deve inaugurar centro contra o narcotráfico.

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) anunciou que terá em setembro um radar móvel capaz de identificar aviões que trafegam com o transmissor de dados do avião (transponder) desligado. Até o fim do ano, o órgão de vigilância da Amazônia também deverá instalar um centro de combate ao crime organizado, com apoio das Forças Armadas e da Polícia Federal.

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/07/radarorbisat2.jpg?w=300

As medidas fazem parte de um plano da instituição para intensificar a fiscalização do narcotráfico na Amazônia, a partir de um centro de monitoramento em Brasília.

Foto (Globo.com)

O novo radar, chamado de Saber M60, será capaz de identificar rotas aéreas clandestinas, além de aviões que estejam voando a menos de 300 metros de altitude, de acordo com o Sipam. Por razões estratégicas de segurança, o órgão não divulga os locais em que o equipamento poderá ser instalado.https://i0.wp.com/img233.imageshack.us/img233/6035/ad12hx4.jpg

A ideia é que o radar seja utilizado principalmente no combate ao tráfico internacional de drogas. O Saber M60 já foi testado uma vez em 2008 em Tabatinga (AM), que fica perto das fronteiras com a Colômbia e o Peru. Segundo o Sipam, o equipamento conseguiu identificar 40 alvos ao mesmo tempo e tem alcance de 60 quilômetros.

Portátil, o radar tem cerca de 250 quilos e foi fabricado pelo Centro Tecnológico do Exército (Cetex). Seus dados servirão como base de dados para a Aeronáutica e a Polícia Federal usarem no combate ao tráfico de drogas na floresta.

Fonte: Globo.com

15 Respostas to “Radar portátil vai rastrear aviões de narcotráfico na Amazônia”

  1. Espero q seja + de 9 radares móvel. p cobrirmos bem o território e + vants..p dar apoio e suporte as n FAs..um ótimo biombo , narcotraficantes.

  2. Exato. Com essa estrutura mais os supertucanos e os sabres, o acesso dos traficantes ao Brasil será mutio dificil e custoso, terão que procurar outras rotas

  3. Creio que lá por 2014, 2015…o Sisfron já estará em funcionamento e vai ajudar muito no monitoramento das fronteiras terrestres, aumentando a capacidade do SIPAM, inclusive.

    O SISFRON:
    ………………………
    Tecnologia & defesa

    Atech desenvolverá, junto com o Exército, o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron)
    Sáb, 26 de Junho de 2010
    .

    Com a presença do ministro da Defesa, Nelson Jobim, o Comando do Exército assinou nesta quinta-feira (24) contrato com a empresa Atech (empresa nacional) para o desenvolvimento do projeto do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron). O projeto do Exército se destina a garantir a soberania nos 16.886 quilômetros da fronteira terrestre brasileira.
    .
    A cerimônia ocorreu no Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica, situado a 20 km da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, durante o Seminário de Defesa Cibernética, que reuniu especialistas tanto da áreas do governo quanto do setor privado. O ministro considerou positiva a participação da Atech no projeto, por trazer “expertise” do setor privado para o Exército.
    .
    Segundo Jobim, pela sua importância, o Sisfron não se enquadra como um projeto setorial ou militar, mas como um programa da nação. “Por isso temos condições de discutir com transparência todos os objetivos do programa”, disse o ministro. O Sistema tem, entre seus objetivos, o de gerar informações por meio de sensores em faixa de fronteira, que serão retransmitidas aos centros de comando.
    .

    O SISFRON

    .
    “No prosseguimento dos trabalhos, após a entrega dos
    planos, derivados da END, o Projeto do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras – SISFRON – ganhou proeminência, por abrigar idéias importantes perante a opinião pública e por conter respostas para problemas em evidência e de difícil solução para o Governo.”

    Esquema dos Sisfron:

    “Além da vigilância da fronteira amazônica e dos
    consequentes benefícios naturalmente relativos àquela região, como a preservação ambiental e a proteção de comunidades indígenas, o Projeto elevará a capacidade de monitorar e controlar as fronteiras do Centro-Oeste e do Sul e ensejará muito maior eficiência na resposta operacional aos eventuais alertas a serem proporcionados pelo sistema. Com isso, estaremos nos antecipando no atendimento das demandas por parte do governo e da sociedade no sentido de contribuir para a
    segurança nos centros urbanos, por meio do ganho de eficiência no apoio ao combate ao narcotráfico e ao contrabando de armas.”
    .
    Esquema de funcionamento:


    .

  4. Este radar nos possibilitará atuarmos preventivamente em casos de acidentes como o ocorrido com o avião da gol e o Embraer.

  5. Maravilha!
    Meu sonho de criança se realizará?

  6. Temos que ter os grandes, acoplados em veículos móveis grandes. Vamos plagiar os russos!

  7. Este Radar Saber 60, pode ser acoplado a um veiculo??
    Acho que o Saber 200 sera um salto melhor, embora eu fique pensando, pq construir
    um de 200 e nao um de 600 km!!!

  8. Sim Fernando, creio que em breve veremos versões deste radar também em embarcações e veículos.
    quanto a questão da cobertura para 600km, deixo para os especialistas, mas há ai um detalhe técnico a cobertura da zona cega devido a curvatura da terra.
    Obviamente os recursos de apoio do radar saber 200 serão bem maiores mais pesados que os do 60, Baterias estação de controle, mas espero que o CTEX e a ORBSAT deem estes passos e possamos desenvolver uma gama ilimitada de radares, SAR, diretor de tiro, AESA entre outros, tanto para o meio civil como para o militar.
    SDS
    E.M.Pinto

  9. O que vcs disseram é realmente interessante, porque atualmente existem os radares de longuissimo-alcance que realizam varreduras de acordo com a curvatura terrestre, chamados de OTH (além do horizonte). São estruturas gigantescas, fixas, que ocupam centenas de hectares capazes com o objetivo de fazer o alerta antecipado de possíveis mísseis ou projéteis lançados muito antes de atingirem seu espaço aéreo.

    A China possui um exclusivamente para a detecção e travamento de frotas navais inimigas em deslocamento, além de sua ZEE, podendo direcionar mísseis balísticos anti-navio (ASBM) contra seus alvos.

    Já o uso que acredito ser previsto para o Saber 200, é semelhante aos do Giraffe, através de uma plataforma móvel atuando como estação de comando e controle, provavelmente um blindado médio.

    Já quanto aos AESA, é necessário contornar problemas no seu desenvolvimento inerentes ao sistema de resfriamento e a sofisticação necessária, para as antenas atuarem de maneira independente e com grande azimute. Talvez pudessemos combinar o uso do mecanismo de varredura mecânica + AESA.

  10. O próximo e difícil “pulo do gato” é o desenvolvimento pela Obisat de componentes para AESA. Outra área empresarial estratégica para a Defesa (Sensores).

  11. “Já quanto aos AESA, é necessário contornar problemas no seu desenvolvimento inerentes ao sistema de resfriamento e a sofisticação necessária, para as antenas atuarem de maneira independente e com grande azimute. Talvez pudessemos combinar o uso do mecanismo de varredura mecânica + AESA.”

    Orbisat + Selex Galileo

    Abs.

  12. Já existem 6 radares móveis 3D no Sivam, fazendo isso.
    Seria o caso de juntar uns 10 sets de pré-produção, distribuí-los pelas unidade de artilharia AAe do EB, ajudaria mto mais do que isso aí.

  13. Eu gostei mt de saber q eles serão “embarcados”…poderão ir a mt lugares pelas hidrovías…assim que tem de ser,p td os componente militares nossos…parabéns.

  14. […] Radar portátil vai rastrear aviões de narcotráfico na Amazônia (via PLANO BRASIL) Ir aos comentários Uma fonte contou a este blogueiro que vai um prá Costa Marques e um prá unidade da FAB em G. Mirim. Será ? Equipamento do Sipam ‘enxerga’ aviões com transponder desligado. Até o fim do ano, órgão deve inaugurar centro contra o narcotráfico. O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) anunciou que terá em setembro um radar móvel capaz de identificar aviões que trafegam com o transmissor de dados do avião (transponder) desligado. Até o fim do ano, o órgão de vigilância da Amazônia também deverá instalar um centro de combate ao crime organizado, com apoio … Read More […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: