Articles

Esquerda latino-americana tem envolvimento ambíguo com narcotráfico

In Geopolítica, Opinião on 18/07/2010 by konner7 Marcado: ,

http://poliarquias.files.wordpress.com/2009/04/america-latina.jpg

Paulo A. Paranagua
Lana Lim

O general Manuel Antonio Noriega, ex-ditador do Panamá, foi condenado pelo Tribunal Correcional de Paris, dia 7 de julho, por lavagem de dinheiro proveniente do tráfico de drogas. Durante o processo, ninguém levantou a questão do porquê esse comandante da Legião de Honra ter escolhido a França para esconder seus bens e considerar uma aposentadoria tranquila.

Os contatos franceses do ditador provavelmente lhe deram a sensação de que estaria protegido no país. Comprar material militar permitia estabelecer relações. Ser membro da Internacional Socialista também podia ajudar. Era e continua sendo o caso do Partido Revolucionário Democrático (PRD, esquerda), criado pelo regime militar panamenho, em 1979.

O jogo duplo do general Noriega, entre a CIA (agência de inteligência americana) e o serviços secretos cubanos, certamente serviu para despistar. Mas o mentor do general Noriega, o general Omar Torrijos, nacionalista e carismático, na época era incensado pela esquerda.

A guerrilha do narcotráfico das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc, extrema esquerda) não foi a única a se envolver com os entorpecentes. No início, as Farc queimavam as plantações e fuzilavam aqueles que se envolviam com o tráfico. Depois, eles preferiram taxar os traficantes, como o general Noriega. As Farc acabaram utilizando a força de trabalho dos guerrilheiros, de origem rural, para plantar e produzir cocaína. A renda obtida lhes permitiu se livrarem de seus antigos camaradas do Partido Comunista colombiano.

Essa desenvoltura deu lugar a duas justificativas políticas. Por um lado, camponeses viviam bem desses cultivos ilícitos. Por outro, os possíveis danos à saúde pública, provocados pelo vício, recaíam sobre os Estados Unidos, principal mercado consumidor. Enfim, nada que perturbe a boa consciência “anti-imperialista”. Na Colômbia, assim como no Peru, a guerrilha do narcotráfico se alimentou do ressentimento social e do antiamericanismo pavloviano.

Na América Latina, também houve uma série de comprometimentos com o tráfico de drogas na esquerda e até mesmo na extrema esquerda. O caso que mais teve repercussão continua sendo o do general Arnaldo Ochoa, fuzilado em Cuba, no dia 13 de julho de 1989. Claro, o processo de Havana, assim como os processos de Moscou de antigamente, foi uma sinistra encenação, destinada a evitar a tentação de uma “perestroika” cubana, a recriar o pacto de sangue na cúpula do regime castrista e também para evitar uma iminente denúncia dos Estados Unidos quanto ao papel de Cuba na geopolítica do narcotráfico.

Mas o envolvimento do general Ochoa e dos irmãos Antonio e Patricio de la Guardia no tráfico era bem real. Não é preciso ser um especialista em Cuba para saber que nenhuma operação clandestina de tal envergadura seria possível sem se recorrer à mais alta esfera, ao “Líder Máximo”, Fidel Castro.

Quando cabeças começaram a rolar em Cuba, o general Noriega já estava na mira de seus ex-amigos americanos. A intervenção militar dos Estados Unidos no Panamá, no dia 20 de dezembro de 1989, estava sendo preparada. Assim como para suas inúmeras guinadas de 180 graus, Fidel Castro se distanciou do narcotráfico e transferiu a culpa para seus fieis colaboradores, dispostos a qualquer sacrifício para salvar a “revolução”.

Hoje, a guerra contra os traficantes corre solta no México, assim como acontecia na Colômbia. Parte da opinião pública sente falta da época em que o Partido Revolucionário Institucional (PRI, centro), no poder durante 61 anos, se mostrava mais conciliador, procurando na época acordos com os cartéis. O PRI também é membro da Internacional Socialista.

O crime organizado desestabilizou e se infiltrou na América Central, às vezes tornando os Estados impotentes. A Guatemala se tornou assim o paraíso da impunidade. Na Colômbia, as milícias paramilitares de extrema direita, tão envolvidas com as drogas quanto as guerrilhas, dispunham no Congresso de uma representação equivalente a um grupo parlamentar, sem contar inúmeros intermediários locais e regionais.

O tráfico e a lavagem de dinheiro exigem uma cooperação internacional. A cocaína dos países andinos é trocada por armas, e o dinheiro acumulado em Medellín provoca mortes nas favelas do Rio de Janeiro.

Frente a esse desafio regional, dois governos de esquerda, o da Venezuela e o da Bolívia, decidiram dispensar a DEA (agência antidrogas americana) e expulsaram seus agentes. Resultado: a Venezuela ficou totalmente aberta para os traficantes, especialmente para aqueles que encaminham a cocaína colombiana para a Europa, às vezes passando pela África.

Desde que o líder dos cultivadores de folhas de coca da região de Chapare, Evo Morales, foi eleito à presidência da Bolívia, no fim de 2005, a produção disparou. Morales não percebe o conflito de interesses, visto que ele aceitou ser seguidamente reeleito à liderança das federações de Chapare. Ora, a folha de coca da região andina de Los Yunga é destinada ao consumo tradicional – para ser mascada – , mas a produção do Chapare tropical alimenta a fabricação de cocaína. Da complacência ao comprometimento de princípios, é só um passo.

Fonte: Bol/Uol

Anúncios

19 Respostas to “Esquerda latino-americana tem envolvimento ambíguo com narcotráfico”

  1. A situação da América Latina é uma verdadeira vergonha o que seus líderes fazem.

  2. Temos presidentes que sairam diretamente da do tráfico para o poder. como é o caso de Uribe! Que antes de ser presidente era membro de esquadrões da morte e fez fortuna com o tráfico. Se com todo apoio americano o tráfico não terminou é porque eles não querem

  3. Uribe – o presidente direitista da Colômbia – tem ligações com o narcotráfico. Ele e a família dele, especialmente seu irmão.

    O título deste post é uma vergonha. Sua tentativa de generalização é patente. Que o Chávez tenha ligações com as Farc, vá lá. Mas sobre os líderes de Argentina, Uruguai e da antiga presidente do Chile, Michelle Bachelet, nunca ouvi boato desse jaez. Do PT e de Lula, só ouvi boatos de 2004, 2005, por parte da Veja – boatos que essa revistazinha vulgar nunca fundamentou. Aliás, é típico dessa revista, isso de denegrir uma liderança esquerdista do Brasil sem conseguir corroborar boato. É porque é época de eleição que vocês fazem isso agora?

  4. Prezados editores:

    E a direita latino americana que tem elementos com claro envolvimento com as forças do narco tráfico, na Colômbia e no México ? Espero que este Blog não se coloque de forma tão tendenciosa em relação ao tema.

  5. André, não é de interesse do blog nem nossa prática fazer alusões sou defesas a posicionamentos ideológicos.
    a matéria referida foi publicada por estar disponível.
    Sds
    E.M.Pinto

  6. Vergonhosa a matéria. Cheia de mentiras, denigre a luta dos que estiveram combatendo as ditaduras impostas pelas armas na América Latina. Denigre especialmente o blog, sempre independente. Triste matéria.

  7. O texto acima, é claramente tendencioso e pouco informativo.
    Possui não se sabe por ignorância, ou desfaçatez, incongruências, para aqueles que detêm algum conhecimento da realidade latino-americana.

    Exemplos:

    1) As FARC jamais plantaram e mantiveram, diretamente, plantações de cocaína e laboratórios, pelo simples fato, de que tal atividade as faria sedentárias, o que por motivos óbvios vai contra o principio básico de uma guerrilha: movimento e flexibilidade. As FARC cobram proteção dos narco-traficantes e também oferecem suporte aos mesmos, obtendo assim, recursos.

    2) O crescimento dos cartéis mexicanos se deu, justamente, após a saída do PRI do poder no México, quando aumentou-se a pressão contra os cartéis colombianos. Os cartéis da costa do Pacífico, no México, ganharam proeminência na última década, notadamente, nestes últimos oito anos.

    3) Por exigência americana, o México lançou-se em uma “Guerra contra as drogas”, sem ter-se preparado convenientemente. Havia, inclusive, uma investigação na Polícia Federal mexicana, que versava contra alguns membros influentes, suspeitos de corrupção, que ficou claramente prejudicada com o envolvimento midiático advindo da tal “Guerra”. Isto não é comentado na impressa brasileira, apesar de já ter sido, paradoxalmente, alvo de análise de articulistas norte-americanos.
    É a velha mania dos cartéis de mídia do Brasil, de serem seletivos no trato da notícia.

    4) O crescimento do narco-tráfico na Colômbia, sempre se deu sobre o abrigo da extrema direita, leia-se AUC. De lá nasceu Uribe. O Estado Colombiano se omite no combate aos milicianos de Direita, que devido ao apoio velado do governo, podem se sedentarizar e tratar diretamente da plantação e refino da coca, incluindo a comercialização. Cada área onde as Forças Armadas da Colômbia conseguem subtrair da guerrilha, é quase que imediatamente ocupada pelas AUC, que não só cobram e oferecem os mesmos serviços que a guerrilha, como muitas das vezes, matam e expulsam os traficantes para eles mesmos se ocuparem do plantio e refino.

    Em resumo: A presença do narco-trafico na América Latina é um assunto complexo, crônico e antigo, que atravessa governos e se entranha nas referidas sociedades. E quando nos debruçamos para estudá-lo, não podemos deixar de apontar o fato nodal, pois, motivador, que a pressão da sociedade norte-americana, consumidora havida deste produto (narco-entorpecentes), bem como a atitude invasiva, dos governos americanos, que incapazes de reprimir ou lidar com o vício em suas plagas, aproveita-se disto, como argumento para entrar agir dentro das soberanias dos estados Latino – Americanos, reconhecidamente, deles dependentes em termos econômicos e culturais.

  8. “Esquerda latino-americana tem envolvimento ambíguo com narcotráfico”

    Que tem tem mesmo e está provado (lap-top da Reyes).

    O pessoal do vespeiro se alterou todo….

  9. Carlos Cruz :
    Vergonhosa a matéria. Cheia de mentiras, denigre a luta dos que estiveram combatendo as ditaduras impostas pelas armas na América Latina. Denigre especialmente o blog, sempre independente. Triste matéria.

    André Oliveira :
    Prezados editores:
    E a direita latino americana que tem elementos com claro envolvimento com as forças do narco tráfico, na Colômbia e no México ? Espero que este Blog não se coloque de forma tão tendenciosa em relação ao tema.

    Não venham me falar de que a esquerda lutou contra a ditadura… O povo Brasileiro lutou pacificamente contra a ditadura enquanto os lideres esquerdistas de hoje, lutavam para a implantação de um governo socialista… Lembre que o movimento “diretas já” foi um movimento de toda a sociedade brasileira e em nenhum momento foi idealizado por nenhum lider de esquerda que hoje vemos.

    Incrível como o carlos e o Andre fala que a matéria é mentiroso e não fazem o menor esforço para provar que é realmente mentirosa, Isso mostra que estão ludibriados pela a esquerda que na verdade vêem colocando em prática seus planos para a Implementação de um governo socialista na America-Latina… e isso é provado com os documentos do FORO DE SÃO PAULO. Essa reunião que acontece periodicamente e nunca foi divulgado na grande mídia onde reúne uma seria de chefes de estado e isso pode ser provado no próprio site do PT. que tem a pauta da ultima reunião…

    Esse encontro do Foro de São Paulo, Tem como Fundadores o LULA e As FARCs, Outros lideres Sulamenticanos… Isso mostra todo o que ás reuniões de 20 anos atrás fez efeitos e seus fundadores ganharam postos de presidentes…..

  10. Esta matéria é uma vergonha. Falácia, engodo brabo. Isto é discurso de gente preconceituosa e que não entende nem um pouco do assunto. E mais, sabe-se que os EUA estão pagando pra pessoas desta estirpe escrever asneiras como essas aí. Que eu saiba, a Bolívia e o Venezuela expulsaram o embaixador americano de seus respectivos países, por haver um plano de golpe de estado, incentivado pelos filhos de Marte. Céus, que besteirol!!!!

  11. Alex Ruzenhack :
    Que eu saiba, a Bolívia e o Venezuela expulsaram o embaixador americano de seus respectivos países, por haver um plano de golpe de estado, incentivado pelos filhos de Marte. Céus, que besteirol!!!!

    Todos nós somos enganados, quando queremos ser.
    Você também é enganado pela verborragia incontida de Chaves, Fidel, Lula, Morales, etc… Cada um acredita nas mentiras que quer.

  12. O Sr. Natanael não leu o que eu escrevi, coisa típica de pessoas sem disposição para o debate democrático. Eu não disse que a matéria é mentirosa, mas que é tendenciosa. Minha menção é que há políticos de esquerda e de direita envolvidos com o narcotráfico, mas, a acusação é de que, no caso da direita, o envolvimento é esporádico, uma ovelha negra, e, no caso da esquerda, a associação é estrutural e programática, ou seja, é coletiva. A essa insinuação eu apresento meu repúdio veemente. A questão da droga é global e ultrapassa ideologias. Mencionar o Foro de São Paulo como se menciona o Protocolodos Sábios de Sião para atribuir a esquerda a culpa dos males do mundo é uma excrescência ideológica que deve ser repudiada.

  13. natanael,

    Não tenho conhecimento profundo das coisas relacionadas à ditadura brasileira, quer sobre o regime militar ou sobre seus opositores.

    Mas eu lhe mostro um nome que refuta essa afirmação sua de que a esquerda brasileira não estava envolvida com a tentativa de reestabelecer a democracia no Brasil: o de Brizola. Brizola condenou a ditadura na época em que foi implementada; ele apoiou o presidente deposto, João Goulart, ele próprio um esquerdista; Brizola apoiou as Diretas Já, e ele concorreu a governador do Rio de Janeiro nas eleições estaduais possibilitadas pelas Diretas Já – eleições que a ditadura, com a mãozinha da Globo direitista, tentou sabotar. Então, dizer que no movimento democrático não houve envolvimento de lideranças de esquerda, é simplesmente falso – indício de que o resto das suas alegações, de que tudo o que a esquerda queria era implantar uma ditadura socialista, é inspirado por preconceito ideológico sem fundamento factual.

    Quanto a essas teorias de que a esquerda conspira para implantar um socialismo ditatorial na América do Sul, elas não passam de teorias de conspiração bitoladas.

    O Chile é prova disso. No Chile, uma coligação de esquerda passou 20 anos no poder: de 1990 a 2010. Mas isso por meio de eleições. A esquerda chilena é bem parecida com a brasileira. Muitas de suas lideranças estiveram envolvidas na luta contra a ditadura de Pinochet. Algumas até em facções radicais, facções armadas com cunho socialista ou comunista. Um exemplo disso – de líder da esquerda chilena com esse passado radical – é Michelle Bachelet, a ex-presidente do Chile.

    E ainda assim, no Chile nunca houve tentativa, por parte da esquerda, de enfraquecer as instituições democráticas do país em seu período no poder. Junto com a Costa Rica e com o Uruguai – outro país governado por um esquerdista de passado radical, o José Mujica -, o Chile é a democracia mais estável da América Latina.

    ________
    Aos editores do blog: eu gosto da maioria dos artigos daqui, a maioria escapa das tentativas midiáticas de pregar um alinhamento automático com os EUA e de enfraquecer a diplomacia independente do Brasil.

    Mas este artigo é de cunho político claro. Em época de propaganda eleitoral, suas intenções são óbvias – mais óbvias ainda porque uma candidata da esquerda é conhecida por seu passado radical na luta contra a ditadura.

    Ele fala da esquerda da América Latina. Mas só três exemplos de governos com supostas ligações com o narcotráfico, ele aduz: Cuba, Venezuela e Bolívia. Mas nessa região há muito mais países governados pela esquerda: Argentina, Brasil, Chile (até recentemente), Costa Rica, Equador, Guatemala, Paraguai e Uruguai – nenhum deles com ligações conhecidas com o narcotráfico, mas todos generalizados sob a rubrica de “esquerda latino-americana”. E no caso da Bolívia, há que se considerar que Evo Morales expulsou a delegação “antidrogas” dos EUA devido a acusações de que eles estavam a exercer espionagem estatal – algo que, mesmo não provado, o autor do artigo devia ter mencionado.

  14. Em relação aos movimentos armados da América Latina, só tenho a acrescentar que estes fenômenos só ocorrem enquanto possuem bases sociais de apoio, tanto à direita quanto à esqerda. Neste ponto, tanto os anti castristas de Miami, quanto as FARCs tem existência enquanto símbolos de uma luta política. No contexto das FARC, estas são a materialização de um terrível processo de luta política na Colômbia cujos processos de paz decorrentes de esforços de ambos os lados, tornaram-se nulos devido a assassinatos políticos de centenas de membros das agremiações políticas envolvidas, principalmente no campo da esquerda. Sou completamente contra a luta armada em disputas políticas, mas a Colômbia, infelizmente ainda não chegou a este ponto. As drogas, neste conflito, são apenas um problema a mais que afeta os dois lados.

  15. Como primeiro de abril já passou, só posso pensar que a matéria é uma pegadinha. Agora se tem alguém chateado com o jogo político atual, é só exercer seu direito sagrado em outubro….
    quanto a matéria: “pede saír”

  16. “Pede pra sair”

  17. Alex Ruzenhack :
    Esta matéria é uma vergonha. Falácia, engodo brabo. Isto é discurso de gente preconceituosa e que não entende nem um pouco do assunto. E mais, sabe-se que os EUA estão pagando pra pessoas desta estirpe escrever asneiras como essas aí. Que eu saiba, a Bolívia e o Venezuela expulsaram o embaixador americano de seus respectivos países, por haver um plano de golpe de estado, incentivado pelos filhos de Marte. Céus, que besteirol!!!!

    Ingenuidade é a principal característica do covarde de quem não quer saber a verdade, Achar que a esquerda latino America não tem envolvimento com o trafico de droga é impensavel… Um Presidente que no seu primeiro dia de mandato diz que não vai mudar o código penal que é ultrapassado, e que é o principal causador de impunidade, onde a policia corajosamente prende um bando de fdp é logo em seguida tem que liberar porque presidente tem que cumprir acordos que fez com a esquerda latino America… antes de me criticar pesquisem.. Leiam um pouco.. é claro.

  18. Sr Natanael:

    Prove suas ilações, por favor. Onde estão as falas, as reportagens sobre os fatos mencionados. Onde estão baseadas suas afirmações ? Gostaria muito de ter estas informações.

    Até onde eu sei, a polícia sob responsabilidade da “esquerda” no Brasil, produziu a maior caça a corruptos de elevado talão que se viu nesta república por meio das centenas de ações da PF. Vide o reboliço que perseguido delegado Protógenes Queiroz e o Juiz Fausto de Sanctis promoveram em certa elite umbilicalmente ligada a altos dignatários tucanos do estado de São Paulo.

    A questão de mudança do Código Penal, não passa apenas pelo presidente da república, prezado cidadão. É de responsabilidade do Congresso Nacional, muitas vezes em casos de mudanças na constituição. Ou o Sr. Não sabia disso ?

    No entanto, já que pesquisar antes de escrever não é seu forte, segue para seu conhecimento uma ação de reforma do código penal em curso no Congresso. http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4325245-EI7896,00-CCJ+do+Senado+aprova+reforma+do+Codigo+Penal.html

    http://oglobo.globo.com/pais/mat/2010/06/23/presidente-do-stf-pede-mais-tempo-para-analisar-reforma-do-codigo-penal-916959805.asp

    A questão do narcotráfico ultrapassa ilações tolas sobre uma ou outra vertente política. Este é um problema da sociedade e deve ser tratado com seriedade e coerência…Atribuí-lo a uma corrente politica específica é fazer o jogo dos traficantes, que passeiam democraticamete onde haja pessoas dispositas a se corromper..De que lado o Sr está ???

  19. Tem mt “Achismo” nessas palavras e interesses por trás disto tudo, a quem interessa tanta lama? Se tais verdade fossem provadas a “Interpol” seria acionada. E mt talvez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: