Articles

EUA anunciam novas sanções contra a Coreia do Norte

In Defesa, Geopolítica, tecnologia on 21/07/2010 by Lucasu Marcado: , ,

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/07/coreia-norte-nuclear.jpg?w=210

Colaborou: Edu Nicacio

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton anunciou hoje, em Seul, a imposição de novas sanções contra a Coreia do Norte. Hillary disse que as medidas têm como objetivo aumentar a pressão sobre Pyongyang e evitar que o regime empregue recursos em seu programa nuclear e na disseminação de armas de destruição em massa. “Elas têm como alvo as políticas desestabilizadoras, ilícitas e provocativas buscadas por esse governo” , afirmou.

Segundo Hillary, as medidas não são dirigidas ao povo norte-coreano “que há muito tempo sofre por causa das prioridades mal orientadas e nocivas de seu governo”. As medidas punitivas vão fortalecer a aplicação das resoluções que o Conselho de Segurança (CS) da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou depois dos testes nucleares e com mísseis realizados pela Coreia do Norte, disse Hillary.

Ela e o secretário de Defesa, Robert Gates, viajaram para a Coreia do Sul numa demonstração de solidariedade após o naufrágio do Cheonan, que matou 46 marinheiros. Citando descobertas de uma investigação internacional, os Estados Unidos e a Coreia do Sul acusam a Pyongyang de ter lançado torpedos contra a embarcação perto da disputada fronteira no Mar Amarelo, fato negado pelo regime do norte.

“Tem havido algumas indicações nos últimos meses de que o processo de sucessão está em curso no Norte e de provocações desde o naufrágio do Cheonan”, disse Gates. “Então, acho que é algo que temos de observar de perto e ficarmos muito vigilantes.” Há informações de que o adoecido líder norte-coreano Kim Jong Il, de 68 anos, está se preparando para indicar seu filho mais novo como seu sucessor.

O chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA, almirante Mike Mullen, também expressou suas preocupações sobre as ações recentes do regime comunista, durante uma visita a alguns dos 28.500 soldados norte-americanos na Coreia do Sul, dizendo que Kim é “imprevisível”.

Banco

A secretária dos EUA prometeu novos esforços com a participação de outros países para fechar empresas de comércio norte-coreanas que praticam atividades proibidas e evitar que bancos estrangeiros realizem transações ilícitas. Hillary disse que as sanções foram formuladas parcialmente com base em medidas financeiras tomadas “vários anos atrás” e que, segundo ela, tiveram bons resultados na época. A afirmação pareceu ser uma referência a antigas sanções contra um banco em Macau que, segundo Washington, Pyongyang usava para lavar dinheiro.

Hillary afirmou que, por ora, não há planos para a retomada das negociações sobre desarmamento nuclear norte-coreano com o sexteto (grupo formado por EUA, Grã-Bretanha, Rússia, China, França e Alemanha). De acordo com ela, primeiro Pyongyang tem de reconhecer sua participação no naufrágio do Cheonan, se comprometer a se desfazer de suas armas atômicas e interromper suas “ações beligerantes”.

A secretária disse que o governo Obama continua a “enviar uma mensagem ao Norte de que há um outro caminho”, referindo-se às promessa dos Estados Unidos de fornecer ajuda se Pyongyang cancelar seu programa nuclear. As informações são da Dow Jones.

Fonte: Estadão

Anúncios

4 Respostas to “EUA anunciam novas sanções contra a Coreia do Norte”

  1. Estão apertando mt a laranja, ela pode espirrar nos olhos de alguém, a China já disse e ñ vê com bons olhos os exércicios militares de ianks e c.sul; são mt bombas atômicas + misseis…td cuidado e pouco.

  2. Enxuga gelo… Não resolve.

  3. E a questão da falsificação perfeita de cédulas de dólares pelo regime norte coreano… Ou vocês acham que agricultura de subsistência rende o suficiente para programas nucleares?

  4. Ridículo este tipo de atitude da Secretária de Estado norte americana..Não sei quem acredita neste tipo de discurso barato..Para quem não sabe os EUA mantém um regime quase colonial na Coréia do Sul, pois controlam todas as decisões daquele país na área de defesa.. Recentemente, ouvi de um coreano, que havia um forte movimento para que a Coréia do Sul retomasse o controle de suas ações de defesa e pudesse assim ser de fato um país independente. Ocorreu neste momento um agravamento das tensões com a Coréia do Norte e o comando não mudou de mãos, permaneceu com o Tio Sam. Ou seja, os EUA atuam para manter a divisão e não para resolvê-la…A economia norte coreana é fortemente vinculada a economia chinesa e qualquer coisa que ocorre na Coréia do Norte tem que ter o aval do governo Chinês..A conversa de uma Coréia do Norte faminta e miserável, sem capacidade para nada, não é exatamente desta forma..É uma ditadura stalinista clássica, mas um governo desta natureza geralmente obtem resultados expressivos em industrias de base e atividades planificadas. Leiam o link abaixo e entendam que não é propaganda Pró Coréia do Norte, mas a compreensão que este país não é um arrozal cheio de gente faminta…Segue o link..http://pt.wikipedia.org/wiki/Economia_da_Coreia_do_Norte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: