Articles

KC 390 Decola, FX2 Não- E a novela continua…

In Aérea, Aviões de Combate, Aviões de Transporte, Defesa, Negócios e serviços, Plano Brasil on 21/07/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , , ,

https://i0.wp.com/www.centrohistoricoembraer.com.br/en/_img/centro-historico/vistas/kc390.jpg

https://i1.wp.com/tijolaco.com/wp-content/uploads/2009/08/cacas.jpg

Texto, tradução e adaptação

E.M.Pinto

Colaboração e sugestão: Thierry (Paris/França- Para o Plano Brasil).

Na contra mão da cornetagem e exclusividades da imprensa nacional, segundo o noticiário da feira Aeroespacial Farnborough Air Show 2010, o governo brasileiro não vai tomar uma decisão sobre a compra dos caças do programa F-X2 antes das eleições presidenciais no país, aserem realizadas no segundo semestre, prevê o comandante da Força Aérea Brasileira  o Tenente-Brigadeiro Saito.

Saito ainda indicou que uma decisão pode ter sido feita, mas que só será entregue pelo presidente Lula após o conhecimento geral da nação de quem será seu sucessor.
Quando questionado Saito não proferiu sua preferência por nenhuma das três aeronaves concorrentes.
Enquanto isso, a Força Aérea Brasileira caminha para a assinatura do compromisso de aquisição inicial  para aeronaves KC-390 da Embraer, o meis novo Transporte aéreo militar,  cuja a previsão  é a de montar as primeiras aeronaves a partir de 2016.
O contrato formal deve ser assinado nos próximos dois anos, disse o  CEO da Embraer Frederico Curado. O sucesso deste acordo com a força aérea Brasileira, em princípio ajudará a Embraer em suas discussões para trazer outros países e potenciais parceiros para abordo do programa.
O vice-presidente da Embraer para as atividades militares, Orlando Netto, diz que os estudos de concepção até agora realizadas indicam a capacidade máxima de carga aumentou 19 para  23  toneladas, em missões de  1400 milhas náuticas.

Fonte: Farnborough Air Show 2010

Anúncios

95 Respostas to “KC 390 Decola, FX2 Não- E a novela continua…”

  1. Uma lição de Brasil.

    Contar com fechamento de contrato em ano eleitoral é complicado, apesar de possível.

  2. Dilma ganhando as eleiçoes sai a conclusao do FX2 Rafaleco !!!!
    Caso ela nao leve essa ai vai ficar a cargo do Serra decidir isso.

    Abs.

  3. Eu venho dizendo a meses que não seria anunciado esse ano,e ai o proximo governo seja ele quem for querendo fazer uma boa “imagem” com os “trabalhadores” vai deixar os militares decidirem,e ai rafale tchau tchau pau pau.

  4. “Caso ela nao leve essa ai vai ficar a cargo do Serra decidir isso”

    Medo…

    Esse cara pode acabar comprando F-35 por US$ 250 milhões a unidade sem ToT… E não é isso que queremos.

    Go, Gripen! Go… Ainda dá tempo… Gripen E/F agora, Sea Gripen para a MB (em 2025) e caças de 5ª geração para a FAB por volta do mesmo ano…

    Precisamos de parceiros sérios para o desenvolvimento de um programa desses, e verbas de pelo menos US$ 1 bilhão/ano de cada um deles…

  5. Acho que o projeto fx-2 vai caducar e o próximo projeto nem se chamará fx-3 para não ficar feio para o próximo governo.

  6. Exato, cruzamos a linha crítica de abertura da campanha eleitoral e será difícil a tomada de decisão neste momento. Temo pelo FX2, pois teremos outras prioridades no próximo governo, Copa, Olimpíada, PAC (continuação) e outros programas de infraestrutura que possam surgir. A FAB comeu bola e deixou as coisas se confundirem. Não foi objetiva e perdeu o foco. A Marinha fez diferente, bateu o pé pelos submarinos que já estão sendo construídos. A FAB está se transformando em uma DHL/UPS/Fedex da vida com uma frota significativa de aviões de transporte, mas nada de aviação de caça. Se o Serra vencer a situação irá se complicar ainda mais. se for a Dilma, ela vai priorizar o Trem Bala e outras questões, ainda temos que lembrar do passado da FAB durante a ditadura e a Dilma, bem…
    O melhor mesmo será no calar das luzes o Lula se decidir, senão vamos ficar com os Mikes e Jaguares mesmo por muito bom tempo, ou os 2000-9 dos Emirados.
    O FX2 nunca esteve tão perto do fim, mas não o que desejamos. []s

  7. Seja lá como for, a verdade é que tudo anda a passos de tartaruga aqui no nosso país. O KC-390 ainda pra 2016? Porque tem que demorar tanto? imagine o FX-2, que é muito mais complicado.

  8. tchau tchau é a bananinha recauchutada sueca que depois de tanto lobbyzinho sujo, perdeu credibilidade aqui…desrespeitaram a imagem de Saito e do Alto Comando…
    Ou será Rafales ou Super Hornets…

  9. Piada mesmo……
    Sea Gripen…rsss…vai delirando….
    É tão barato e fácil desenvolver caça pra porta-aviões…nem o AMX naval foi pra frente de tão caro que sairia as mudanças no projeto…e nem o protótipo NG com mudanças estruturais existe, somente a carcaça de Gripen D com gambiarras pra a alegria dos chorões sonhadores…

  10. “O vice-presidente da Embraer para as atividades militares, Orlando Netto, diz que os estudos de concepção até agora realizadas indicam a capacidade máxima de carga aumentou 19 para 23 toneladas, em missões de 1400 milhas náuticas.”

    Eita nois!

  11. Edu Nicácio :
    “Caso ela nao leve essa ai vai ficar a cargo do Serra decidir isso”
    Medo…
    Esse cara pode acabar comprando F-35 por US$ 250 milhões a unidade sem ToT… E não é isso que queremos.
    Go, Gripen! Go… Ainda dá tempo… Gripen E/F agora, Sea Gripen para a MB (em 2025) e caças de 5ª geração para a FAB por volta do mesmo ano…
    Precisamos de parceiros sérios para o desenvolvimento de um programa desses, e verbas de pelo menos US$ 1 bilhão/ano de cada um deles…

    E quem é você para decidir o que queremos… ???

    Quanto a quem vencer o pleito … a decisão não será de uma única pessoa .. e não será baseada em meras ilações… e exercícios premonitórios de futurologia.

  12. Capacidade aumentando de 19 para 23 ton !!
    ta ficando grande o negocio!

  13. E ainda tem gripadinho sonhador….
    A fase dos contos e promessas suecas já acabaram…
    O caça Jpeg sueco Ninguém Garante morre depois do MRCA indiano…
    Bye Gripim NG Bye…

  14. Edu Nicácio :
    “Caso ela nao leve essa ai vai ficar a cargo do Serra decidir isso”
    Medo…
    Esse cara pode acabar comprando F-35 por US$ 250 milhões a unidade sem ToT… E não é isso que queremos.
    Go, Gripen! Go… Ainda dá tempo… Gripen E/F agora, Sea Gripen para a MB (em 2025) e caças de 5ª geração para a FAB por volta do mesmo ano…
    Precisamos de parceiros sérios para o desenvolvimento de um programa desses, e verbas de pelo menos US$ 1 bilhão/ano de cada um deles…

    Edu. Quanto a isso, fique tranquilo.
    Não quero entrar “muito” no mérito político porque isso foge ao objetivo do site.
    FHC tinha (e tem) esquemas obscuros com o o governo americano. Quando foi enviado para o EUA, durante a ditadura, formou aliança com políticos e intelectuais que tem muito influência, tanto lá quanto aqui.
    O Serra pode parecer o Sr. Burns, mas não devemos confundir aparência com personalidade. Um dos maiores problemas que o Serra enfrentou no PSDB é a independência que ele busca das direções que o FHC tenta dar ao partido.
    Independente de quem seja o presidente eleito, todos sabem na necessidade da renovação da frota e o que está em jogo.
    Resumindo, ainda tento ter esperanças na máquina política deste país…

  15. O Saito pode até falar que não tem preferência por nenhum dos concorrentes, mas a verdade é que ele tá louco pra que cheguem as eleições e ele possa se livrar do queijo podre francês. O Rafale se fosse escolhido iria afundar a FAB com seu altíssimo custo de manutenção/horas de vôo.

  16. Acho a medida muito boa e demonstra bom senso do comandante em chefe, o Sr Presidente da República. Uma decisão destas exige comedimento. Os três aviões atendem aos nossos requisitos, tem pontos positivos e negativos e cumprirão bem as missões que lhe foram destinadas. A única adição é que, na minha humilde opinião, se o Sr José Serra ganhar, o FX-2 acaba e as FORÇAS ARMADAS brasileiras voltarão aos anos de penúria extrema, pois Serra entende que quem deve proteger o Brasil são as forças de Tio Sam…

  17. Segundo uma noticia do Estadão a FAB vai fechar uma encomenda inicial de 28 unidade dos KC-390.
    Sobre o F-X2,creio que aqui e em nenhum pais do mundo em ano de eleição o governo iria se arriscar a fechar um contrato polêmico e bilionário em ano de eleição,para quem ja esperou 16 anos esperar mais 3 meses não é muito ,mas a gente fica se corroendo imaginado as possibilidades .

  18. Eu tenho preferência pela proposta da SAAB, mas reconheço que o Rafale já ganhou. Infelizmente na minha opinião o FX-2 desandou no 7 de Setembro passado. Se o Sr Presidente fosse mais discreto, todo o circo que se seguiu após essa data, poderia ser evitado, MESMO que houvesse divergências entre a FAB e o MD. Ao menos iria transparecer um processo de seleção, normal, aos olhos da grande imprensa. Infelizmente o sr Ministro da Defesa também colaborou, dizendo de forma pública sua opção pelo Rafale. Deveria ao menos em público se dizer imparcial. E um eventual anúncio do Rafale seria bem mais simples. Agora é aguadar o pós eleiçoes e ou até mesmo a posso de um novo presidente. Apesar que a França ainda aguarda para esse mês. Quem sabe??

    []’s

  19. se o anúncio for feito depois da eleição, ainda não será o pior. Se o FX2 for cancelado ou mesmo ficar pra ser decidido pelo próximo presidente(a), a FAB acaba como força aérea de combate. Pois os F-5 M não poderão voar por muito tempo e nem os Mirage 2000. E quanto mais se adia isso, mais a FAB fica sem poder de fogo e sem caças.

    O FX2 já era uma espécie de tampão, ou de transição, pois visava basicamente tecnologia e não um caça. O “alvo final” seria um futuro FX-Br construido em parceria.

    Pois bem, atrasando ainda mais isso tudo, a FAB acaba como força de combate e ficará assim por muito tempo. Vira Fedex mesmo, como bem disse o Wolf.

    Eu não sei até que ponto a própria FAB não é a maior responsável por isso, caso venha a acontecer mesmo. Mas uma grande parcela de culpa a força tem. Assim como o MD que deixou os lobbies tomarem conta do processo….E nisso (nos lobbies) a FAB também tem culpa. A FAB está pisando na bola legal nesse FX-FX2.

    E caso isso aconteça, tudo bem: deixemos o espaço aéreo com a MB, pois o cronograma da MB está sendo seguido a risca e por volta de 2020 teremos um porta-aviões novo, equipado com caças novos. Azar da FAB.

    abraços a todos

  20. Nick estou de acordo com seu ponto de vista, muito barulho para nada, atropelos e mídia paga, este será o estigma do FX 2 vença quem vencer…
    sds
    E.M.Pinto

  21. em tempo: como transição, o Fx2 deveria ser decidido neste governo, para agilizar o processo. Na medida em que temos a END como norte, não dá pra pensar em mudança de governo e mudança de estratégia, senão isso não é mais plano estratégico e o Brasil retrocede mil anos. Neste sentido, a única coisa que podemos esperar de um novo presidente(a) seria a continuidade da END, pois se acabar com ela é melhor o Brasil fechar as FAs…até porque, elas não servirão pra muita coisa se isso ocorrer.

    Enfim…agora é a hora de vermos se a FAB está mesmo pensando em se modernizar (na mentalidade principalmente), ou se vai continuar a ser a mesma FAB de sempre, uma força de segunda linha no mundo (talvez de terceira). Pois uma força de primeira linha estabelece metas e as cumpre. E também sabe que quem manda é o poder civil. É isso que faz a USAF, a RAF, a Armée de L’air etc. Já briguinha de corredor e beicinho não se enquadra em uma força de primeira linha…

    abraços a todos

  22. Acredito que o anuncio do vencedor FX2 sai este ano (Rafale) antes do 2º turno independente de quem ganhe a eleição, na minha opinião o Serra já foi pro vinagre, a sua candidatura tem tanta rejeição quanto da Dilma com alguns agravantes.

  23. em tempo II: mas ainda acho que as coisas se resolvem ainda neste ano, quem sabe ainda neste mês…

    vamos ver…

    abraços a todos novamente

  24. unica opção viavel para todas esta confusão armada….F-18 SH para FAB e MB…não há oura opção melhor…

  25. “…toda esta confusão..” perdão

  26. Vandrade comentários como este dão direito a resposta dos opositores e daí o efeito dominó, até a sogra do ulisses guimarães vai entrar na ordem do dia…
    peço compreensão.
    Sds
    E.M.Pinto

  27. Fala Hornet como vai amigo,não te disse que o anúncio viria depois das eleições,e tem outra o contrato já está quase pronto e vem sendo trabalhando,tanto que os outros concorrentes já sabem disso.
    Pode acreditar,e como vai a luta pra defender o Rafale lá na Gripelândia!

    Afinal somos membros da patrulha vermeluxa!…rsrs

  28. Esse FX-2 do jeito que está, está virando lenda.
    Só acredito vendo, não a confirmação do acordo, mas o Caça voando sobre o Brasil.

  29. na foto não seria o hornet f-18 ao inves
    do super hornet??????????

  30. Ouvi dizer que Lula estaria aguardando o tempo certo para comprar os cacas, mas nao ter que pagar por eles. O pagamento ficaria para o proximo presidente. E o vencedor nao seria um, mas dois. Seria incluido o caca naval.

  31. “E quem é você para decidir o que queremos… ???”

    Ninguém, assim como você, os demais frequentadores do blog, e a maior parte da população desse país… Não somos ninguém para decidir o que queremos. E você, o que quer?

    EU quero ver meu país crescer, se desenvolver, gerar prosperidade e qualidade de vida ao nosso povo sofrido. Temos dinheiro, basta termos vontade e escolhermos melhores governantes. Termos visão de futuro, e não permitir que esse futuro mude a cada 4 anos dependendo de quem se senta na cadeira da Presidência da República…

    Independente de quem ganhar esse FX-2, EU, Eduardo Cláudio Nicácio, acredito que o Gripen E/F é a melhor opção para o FX-2. Nem franceses nem estadunidenses nos darão tecnologia em troca de seis ou sete bilhões de dólares: não se iludam com isso. Os suecos também não nos contarão todos os segredos que levaram décadas e gastaram bilhões para aprender, mas já que teremos que desembolsar uma bolada, por que não prever também as potenciais vendas futuras das três aeronaves?

    Quem opera hoje em dia o Rafale, o F-18 e o Gripen? Quem não tiver dinheiro para comprar F-35 no futuro comprará o que?

    O Brasil teria muito mais a ganhar com o desenvolvimento de um caça em parceria com outros países, assim como está fazendo com o KC-390. O Gripen ainda permite melhorias/aprendizado, ao passo que os outros dois concorrentes nos ensinariam a “rebitar” placas de alumínio e fibra de carbono.

    Sea Gipen, X-47, nEUROn, são todos conjecturas. Ninguém bancará um projeto desses sem que haja uma demanda mínima… Se o Brasil confirmasse o pedido firme de pelo menos 48 unidades, e a Índia 72 unidades (três NAe’s), haveria demanda para pagar o desenvolvimento dessa versão. Se eles se propõem a fazer, devem saber o que falam.

    Concordo quando dizem que os outros concorrentes são melhores nesse quesito, pois já contam com versão para operação embarcada. Assim como o F-35.

    Não sei o que o Brasil quer, realmente. Se quer aprender a fabricar um caça, se quer repor a toque de caixa os M2000 e entrar no desenvolvimento de um caça nacional… Vamos esperar, pois as eleições estão aí, acabamos de sair de uma copa do mundo e, todos sabem, nesses anos atípicos o Brasil para.

    Se é para substituir caças e desenvolver um próprio, pega-se US$ 9 bilhões como o Canadá e compra-se 65 F-35 de prateleira. Pronto! Teremos caças para 25 anos, pelo menos. Tempo suficiente para aprendermos com ele (engenharia reversa) e desenvolvermos nosso próprio caça.

    PS – Alguém aqui acredita seriamente que o Brasil desenvolverá um caça de 5ª geração sozinho? Para menos de 100 unidades? Nem a Embraer desenvolveria o KC-390 se não acreditasse no potencial de exportação dessa aeronave.

    “A Gripelândia perdeu pé de vez, virou a bizarrolândia…hehehe”

    PS 2 – E quanto ao PAK-FA? Também é avião de papel, como as outras torcidas gostam de anunciar aos quatro ventos?

    PS 3 – Já que meu favorito (Su-35BM) foi eliminado do FX-2, tenho que torcer por aquela que, para mim, representa a melhor proposta. Espero que os demais colegas saibam respeitar isso. Não gosta do Gripen? Não leia meus comentários.

  32. O MD disse uma vez que a compra dos FX-2 é uma política de Estado e não de governo. Então porque esperar as eleições?

  33. Correto Ezeca.
    a foto é apenas ilustrativa pois o Gripen NG também não existe ainda e o Rafale F 3 TO-4 também não
    boa observação
    Sds.
    E.M.Pinto

  34. Hornet,parece que sim,um amigo meu que é de uma das forças me disse que sim,só não posso dizer com certeza ,ele trabalha,num local aqui no RJ de suma importancia para essa força,quando vc cruza a baia de Guanabara vc vê o local e é aonde fica ancorado o nosso SÃO PAULO,é meio vago isso,mas parece pelo que ele me disse a marinha pesou na escolha o Rafale M virá tb,mas não agora,com isso vai haver a unificação da manutenção,os franceses vão treinar as equipes de manutenção das duas forças,só não foi oficializado agora por causa das eleições,os caras da oposição estão pegando pesado,farcs,narcotrafico,imagina a loucura que seria,o Pig venderia aquela loucura de 4mil doláres hora voo do Gripen,que é uma mentira deslavada,pois o caça nem existe ainda.
    O que me interessava mais nesses dias era sobre as fragatas,pelo que ele me disse os Italianos vão abrir a caixa preta das suas Freems,mísseis,radares,dizem que eles estão entre a francesa e a italiana,parece que os franceses vão fazer uma contra proposta mas daquelas de bastidores,mas ele acha que os Italianos vão levar pelo fato de várias industrias italianas de defesa estão se instalando aqui,e se for fechada a compra das fragatas,virão mais e desenvolverão mais equipamentos.

  35. “A Gripelândia perdeu pé de vez, virou a bizarrolândia…hehehe”

    Edu Nicácio,

    isso aqui não é com vc e nem com quem defende o Gripen honestamente.

    eu estava respondendo ao Barca, o contexto é outro.

    A gripelândia virou bizarrolândia justamente por confundir as coisas: confundir informação com militância ao estilo “pensameto único”…

    enfim….outro papo.

    abração

  36. Esqueci Hornet,os franceses vão abrir tudo do Rafale F3,menos os códigos fonte dos software que fazem o rafale ter a capacidade te ataque nuclear,isso a franca não abre,o restante vira.

  37. Interessante todo os dias vemos e ouvimos… O Presidente liberou.. O governador aprovou … o Prefeito sancionou…

    Ai dizem .. viu o Presidente comprou … o certo é.. O POVO BRASILEIRO COMPROU…E PAGA A CADA IMPOSTO…

    Estar em cargo executivo é saber administrar o dinheiro da nação..estado..município.

    Gastar o que não é seu é fácil…o difícil e gastar bem !

  38. Barca,

    ok. E valeu pelas informações.

    Muitas delas batem com as que eu sabia (as fragatas principalmente).

    No caso do Fx2, vc leu a entrevista deste mês com o Morin?

    abração

  39. Gunsalmo :O Saito pode até falar que não tem preferência por nenhum dos concorrentes, mas a verdade é que ele tá louco pra que cheguem as eleições e ele possa se livrar do queijo podre francês. O Rafale se fosse escolhido iria afundar a FAB com seu altíssimo custo de manutenção/horas de vôo.

    Gunsalmo, a FAB está afundada em seus custos orgânicos e planos de pensão. Não será o Rafale ou qualquer outro vetor que irá mudar esta história. Mais de 70.000 praças é demais para a estrutura da FAB, não acha?

  40. Hornet:
    Falar que a FAB,o EB e a Marinha não tem competencia é coisa de alguem não entende absolutamente de nada,olhe o caso do acidente da Air France mesmo sem meios adequados a FAB e a MARINHA chegaram primeiro e descobriram os primeiros destroços da aeronave, o aplicativo SARGITARIO de controle do espaço aereo é considerado um dos melhores do mundo, a questão principal é que o governo fez um contrato nebuloso com o Sarkosi(que agora esta sendo investigado por corrupção pela promotoria francesa) e esperou que a FAB concordasse ,coisa que não foi feita, para mim a decisão do comando da FAB esta correta pois nem presidente e nem ministro entendem absolutamente nada de caças.

  41. Jakson Almeida não tem nada de nebuloso da onde vc tirou isso,muitos dizem que o governo empurrou o rafale pra fab,cabe lembrar que foi a Fab quem fez o Short List,não o governo,muitos se baseiam naquele relatório da FAB,publicado pela Folha,a verdade amigo é a seguinte,caça para o Brasil é o Rafale ou o F-18,o gripen não existe todos estão carecas de saber,não vi nada de nebuloso,tanto que o Jobim foi ao Senado e não teve nada de mais,pelo contrário os próprios parlamentares não questionaram,peço a vc que ouça a Sessão no qual o jobim foi,ele diz com todas as letras que a Saab não apresentou garantias quanto ao custo do caça,dizer que um caça custa 4 mil dólares a hora vôo é bravo,se o gripen cd tem uma uma hora voo de quase 10 mil dolares,como o gripen ng vai custar mais da metade,ou seja 60%,se o motor é uma evolução do motor do gripen cd,que é da GE,licenciada pela volvo,tanto que os vizinhos dos suecos preferiram o F-35.
    Agora se vc afirma que o contrato é nebuloso peço a vc que me mostre o que há de nebuloso nesse contrato,ou vc pode mandar uma carta para o Senado dizendo aos senadores para convocar o Jobim novamente,pois eles devem desconhecer os seus argumentos,ou vc entra com uma ação popular contra o Ministério da Defesa!

    Suposição amigo até eu faço!,quer ver,pelo que falam do gripen ele é o caça mágico,um verdadeiro milagre da nano tecnologia,pra fazer tudo o que ele faz com aquele tamanho reduzido,ele tb é um caça invisível,alguns dizem que ele existe e a maioria não viu ele nem voar,viu um gripen demonstrador,que é um gripen cd,ele deve ser um caça repitiliano,ou não faz tudo o que dizem,viu como é fácil supor.
    Agora me mostra os dados que vc tem para afirmar que o contrato é nebuloso!

  42. Eduardo Cláudio Nicácio,

    Sou um leitor assíduo, porém um comentarista aleatório.

    Na questão do F-X2 concordo inteiramente com vc, mas, também como vc, nada posso influir, apenas torcer pelo Gripen E/F Br.

    Sim, chamo de Gripen E/F Br, pois seria de co-propriedade do Brasil, via Embraer ou FAB. Pois uma coisa é vc permitir acesso ao código fonte de uma aeronave outra é vc ser dono (ou co-proprietário) do código fonte.

    Seria um caça que atenderia todas as especificações da FAB, fácil de integrar vários armamentos (em que pese já terá integrado de origem Iris T, A-Darter, Sidewinder, AMRAAM AIM-120 e Meteor), criado para operar em pistas improvisadas, com o mais rápido turnaround do mercado e projetado, desde o início do Gripen A/B, para ter um custo operacional baixo (não que isso seja problema para o farto orçamento nacional de defesa… he he he).

    Mas a matéria vem também com boas notícias!

    No final temos: “os estudos de concepção até agora realizadas indicam a capacidade máxima de carga aumentou 19 para 23 toneladas, em missões de 1400 milhas náuticas”.

    É uma excelente notícia.

    O planejamento inicial era ficar nas 19 toneladas, ao par dos Hercules, referência no mercado e considerando que os blindados, notadamente a série Stryker americana e/ou Piranha II e III europeus estam nesta faixa de peso.

    Particularmente eu sempre achei que seria insuficiente para fazer face aos novos blindados sobre rodas de primeira linha e não falo do brasileiro.

    Estes novos veículos começam a pesar, vazio, algo em torno de 18 a 21 toneladas. Com aplicação de blindagem reativa e outros acessorios, além de combustível e munição, o peso vai para 26 a 30 toneladas. Claro que a idéia seria transportar o blindado vazio e sem a blindagem adicional.

    Entretanto esta “nova” capacidade precisa ser melhor explicada, pois pode ser uma leitura diferente da mesma informação.

    Aqui mesmo, neste site, há um artigo com uma tabela interessante:
    – Carga Parga X Distância.
    https://pbrasil.wordpress.com/2010/07/19/kc-390-agora-no-site-da-embraer/

    Nela havia 3 (três) perfis de missão:
    – Tático, com até 16 toneladas de carga paga e pouco mais de 600 milhas náuticas de alcance;
    – Logístico, com até (+-) 23 toneladas de carga paga e pouco menos de 600 milhas náuticas de alcance; e
    – Normal, com até (+-) 23 toneladas de carga paga e quase 1.400 milhas náuticas de alcance.

    Esta é uma questão interessante para esclarecer.

    Grande abraço,
    Ivan, do Recife.

  43. Vem aí o FX-3.

  44. Jackson,

    não disse que a FAB, MB e EB não tem competência.

    Disse que a FAB tem parcela de culpa no atraso dessa novela do FX2, especialmente quando fez beicinho como criança mimada.

    Abraços

  45. Acho que o pensamento de Serra é diferente de Lula acho que ficará mais dificil para as Forças Armadas brasileira, então para no tempo.

  46. Jakson Almeida outra coisa que não gosto do gripen é sua autonomia,ele é impróprio para o nosso país,seu alcance é pequeno,mas é um caça bom,apenas inferior ao Rafale e ao F-18,para te mostrar o quanto é importante a autonomia de um caça,olhe o que acha o grande ás japonês Saburo Sakai,ele viveu e lutou na 2ªGuerra Mundial.
    Saburo Sakai:

    A chave para um bom caça

    Sem duvida, o mais importante em um caça é sua autonomia. Eu não posso te falar o quanto isto te afeta quando você está na carlinga. Quando você sabe que possui abundância de combustível, isso realmente deixa você relaxado. Aqueles pobres alemães em seus Me109s! Eles mal podiam ganhar altitude e começar a lutar por uns minutos até começar a se preocupar com as reservas de combustível. Quando você está preocupado com o seu combustível, isso realmente afeta o que você faz com o avião, e até como você combate. Pense em quantos caças alemães acabaram no fundo do canal da Inglaterra porque não tiveram combustível para voltar para casa. Um avião que não tem combustível para voar é apenas lixo. Se os alemães tivessem 1000 Zeros em 1940 não acho que a Inglaterra ainda existiria hoje. Pense sobre isto: Com o Zero, eles poderiam operar de aeródromos próximos a Paris e ainda conseguir acertar um alvo em qualquer lugar nas Ilhas Inglesas ou escoltar bombardeiros e ainda ter combustível de sobra para retornar. Uma vez eu pilotei um Zero por 12 horas seguidas, em um experimento para descobrir o quão longe ele poderia ir. Essa autonomia em um avião é incrível. Isto é parte do que faz o Mustang grandioso também.

    Saburo Sakai ( Saga, 25 de Agosto de 1916 + Tóquio, 22 de setembro de 2000 ) foi um ás da aviação japonês no pacífico serviu no Serviço de Aviação Naval Japonês de 1934 a 1945, sendo considerado o maior ás japonês sobrevivente do Teatro do Pacífico na 2ª Guerra Mundial, com um total de 64 aeronaves abatidas em mais de 200 missões de combate.

    Lutou em praticamente todas as frentes de batalha do pacífico. Voava o ágil caça A6M2 Zero. Entre seus vários feitos, foi o primeiro piloto japonês a derrubar uma Fortaleza Voadora B-17, nas Filipinas, em 11 de dezembro de 1941.

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Saburo_Sakai

  47. Jackson,

    em tempo: nem o Ministro e nem o presidente precisam entender de caças, a FAB testou os caças, não testou? E escolheu os 3 finalistas.

    Em por outro lado, a FAB não tem competência e nem legitimidade para querer dirigir a política industrial do Brasil. Eles não foram eleitos para isso.

    abraços de novo

  48. Caro Edilson,

    É isso ae..muito barulho por nada. 36 caças. 36 míseros caças. Cada um aqui tem sua visão/opnião do que é melhor para a FAB e o Brasil, na minha visão era a proposta da SAAB. Pode ser que o FX-2 vingue ainda mas, na minha visão, a cada dia enfraquece, inclusive com o fim de mandato do Presidente atual. No momento, eu veria com bons olhos se focarmos um caça de 5ªgeração. Inclusive concentrando recursos. KF-X está iniciando o desenvolvimento… Saito é oriental… uma visita à Coréia não faria mal.

    []’s

  49. БРАТ МОЙ EDILSON!!!!!
    МЕНЯ В ОЧЕРЕДНОЙ РАЗ УДИВЛЯЕТ ПОЗИЦИЯ FAB И ПОЗИЦИЯ ПРАВИТЕЛЬСТВА БРАЗИЛИИ!!!!
    СКОЛЬКО МОЖНО ЖДАТЬ- ЭТО УЖЕ СМЕШНО!!! НЕ МОГУТ ОПРЕДЕЛИТЬСЯ С 36 ШТУКАМИ!!!
    ВИДНО КОРРУПЦИЯ И ЛОББИСТСКИЕ ИНТЕРЕСЫ ДАМИНИРУЮТ В БРАЗИЛИИ!!!!!
    Я ДУМАЮ МЫ СОСТАРИМСЯ(СТАНЕМ СТАРЫМИ)И НЕДОЖДЕМСЯ ВЫБОРА FAB!!!!
    ОЧЕНЬ ПЕЧАЛЬНО!!!!!ТАКОЙ СТРАНЕ КАК БРАЗИЛИЯ МИНИМУМ НУЖНО ОКОЛО 200 БОЙЦОВ А ЗДЕСЬ НЕ МОГУТ ОПРЕДЕЛИТЬЯ С 36 ШТУКАМИ!!!!КОГДА ДРУГИЕ СТРАНЫ КОНТИНЕНТА ЧИЛИ,ВЕНЕСУЭЛЛА ПОКУПАЮТ СОВРЕМЕННЫЕ САМОЛЕТЫ ЧИЛИ ВООРУЖАЕТСЯ НОВЕЙШИМИ F-16 BLOCK52,ВЕНЕСУЭЛЛА УЖЕ ИМЕЕТ В СОСТАВЕ 24 SU-30MK2 И ХОЧЕТ ЕЩЕ 24 SU-35 ИЛИ SU-30, А БРАЗИЛИЯ НЕ МОЖЕТ ВЫБРАТЬ СЕБЕ БОЙЦОВ И КУПИТЬ 36 ШТУК!!!! ПРОСТО УДИВИТЕЛЬНО ВЕДЬ ТАКОЙ ОГРОМНОЙ СТРАНЕ С ЕЕ РЕСУРСАМИ НУЖНА СОВРЕМЕННАЯ АВИАЦИЯ!!!!

    ДА ТЬЕРРИ БРАТ ОБНИМАЮ ХОРОШАЯ СТАТЬЯ!!!!!

  50. Wolfpack :
    Gunsalmo, a FAB está afundada em seus custos orgânicos e planos de pensão. Não será o Rafale ou qualquer outro vetor que irá mudar esta história. Mais de 70.000 praças é demais para a estrutura da FAB, não acha?

    Falou pouco mas disse tudo Wolfpack.
    Provavelmente os caças escolhidos pelo FX-2 serão bancados (inclua-se comprados, construidos e mantidos) por uma renda a parte. Por isso o Saito vai aceitar qualquer escolha.

  51. Уважаемый Рустам и Тьерри, позволяет ожидать к концу этого символический роман.
    К сожалению, то, что власти exitante решить эту проблему.
    Бразильский военно-воздушных сил требуется более 300 бойцов, но и для приобретения лишь 36 (Сначала это-план 120) это, глупый задержки.
    Я считаю, что будет решен в этом году, но пока ничего не удивил …
    К сожалению

    С наилучшими пожеланиями дорогие друзья водки и шампанского для вас и 10 botles из Кашаса для меня вылечить от этой истории в состоянии алкогольного опьянения называется FX 2
    *************************************

    Chers Rustam et Thierry, permet d’attendre la fin de ce roman emblématique.
    est malheureusement que les autorités sont exitante pour résoudre ce problème.
    L’armée de l’air brésilienne a besoin de plus de 300 combattants, mais pour l’acquisition de seulement 36 (initialement, le plan est 120) est présent, le retard stupide.
    Je crois que ce sera résolu, en cette année encore, mais, surprise rien ne me …
    Malheureusement

    Meilleures salutations chers amis vodka et champagne pour vous et 10 ses bouteilles de cachaça pour moi d’être guéri de cette histoire d’ivresse appelé FX 2

    E.M.Pinto

  52. Pessoal,

    É evidente que o Rafale ta na lideranca do projeto FX2, muitos aqui concordam com esta escolha (e eu tbm, considerando a relacao Brasil-Franca, a Transf. Tec., a objecao por dependencia de Tec. USA, as realidades politicas brasileiras…) mas a verdade é que se o Brasil tivesse a intencao de desenvolver futuramente seu proprio caca de 5 geracao teria que optar pelo Gripen NG. Os custos de manutencao, tranf. tec., treinamento, montagem, equipamentos, sistemas… vao inviabilizar quase que completamente a possibilidade de a FAB investir em um novo caca seguindo os moldes do KC390 caso escolham o Rafale.

    Imaginem, se pra comprar 36 cacas a FAB e o Gov. Federal estao demorando quase 20 anos quem pode imaginar o tempo que vao gastar pra fazer o planejamento de gastos de desenvolvimento de um novo caca (…só achando muito petroleo pro negocio virar mesmo!!!). A Franca gastou mais de US$30bi no seu Rafale e ainda esta gastando…

    Por isso, deixando de lado todos os pros e os contras, vejo duas possibilidades para o futuro da aviacao de cacas de defesa do Brasil:

    1- Caso escolha o Rafale: otima opcao a curto prazo. Tera um vetor de reconhecida capacidade de dissuasao mas como os gastos serao muito altos nao estara habilitado para um desenvolvimento autonomo de um futuro caca BR de 5 geracao (nao consegue fazer CAIXA). Tera que futuramente, a longo prazo, se contentar em participar do desenvolvimento do tal super caca com algum outro pais que venha a desenvolve-lo, provavelmente com a propria Franca, o que nao iria ser ruim, somente caro e sem grande independencia!!!

    2- Caso escolha o Gripen: boa opcao a medio prazo. Apos o tempo de desenvolvimento tera um vetor de defesa inferior a maioria dos paises do G20 mas funcional (muito melhor do que temos agora). Entretanto, levando em conta a transf. tec. que iria ocorrer, a mao de obra (barata comparando com o exterior) qualificada que iria formar, os custos inferiores totais empregados nesse aviao (consigueria fazer CAIXA) e mais a necessidade real, a longo prazo, de atualizacao desse vetor dariam condicoes para o Brasil e a EMB pensarem mais alto e desenvolverem seu proprio caca (nos moldes do KC390) com a possibilidade de parceiros “MAS” como dono do projeto. Isto sim seria um salto e transformaria o Brasil, a EMB e todos os fornecedores em “players” do mercado global de defesa. As vezes parece um sonho mas eu sou brasileiro e nao perco a esperanca…. nunca…rsrs.

    Agora vai da vontado do fregues. Infelizmente, conhecendo a realidade politica-militar brasileira, a chance de escolherem a opcao 1 é muito mais provavel. Seria muito risco embarcar no sonho da opcao 2 pois esta demanda um planejamento “A LONGO PRAZO”, com muita responsabilidade com os recursos da nacao. O comprometimento teria que ser a-partidario e isso todos nos, inclusive os politicos e militares, sabemos que ainda nao há no Brasil. Por isso, JE’T AME RAFALE!!! E boa sorte para nos!!!

    Obs: A possibilidade do F18 nem vale a pena ser considerada. Esta sim seria um enorme passo para traz, a curto-medio e longo prazo!!! Sds.

  53. Fernando Sinzato :
    Uma lição de Brasil.
    Contar com fechamento de contrato em ano eleitoral é complicado, apesar de possível.

    Questão de política pura e interesse, se tivessem visão geopolítica já teriam dado um decisão nessa novela do FX 2…estão caminhando bem p o KC 390 , espero q ñ seja pura fírula.

  54. Hornet e Barca,eu ia comentar os argumentos de vocês,mais ai o Sergio_bra ja disse tudo,é so vocês lerem o argumento apresentado por ele.Ate mais.

  55. Jackson,

    ok.

    estamos de acordo então, pois eu também concordo com boa parte do comentário do Sergio-bra. Ele foi muito bem e concluiu muito racionalmente.

    abração meu caro

  56. Edu Nicácio :
    “E quem é você para decidir o que queremos… ???”
    Ninguém, assim como você, os demais frequentadores do blog, e a maior parte da população desse país… Não somos ninguém para decidir o que queremos. E você, o que quer?

    Eu sou alguém que lê os comentários… independente da linha de raciocínio e não aceita que coloquem opiniões pessoais como sendo coletivas.

    Quanto ao que o Brasil deve ou não escolher .. a maioria aqui só conhece avião comercial… e claro … tem suas opiniões delirantes.

    A longo prazo o Brasil esta … na minha opinião.. no caminho certo.. melhor saber fazer.

    Pelo tamamho do Brasil no mínimo deveriamos ter 200 aviões… mais que seja feito aqui..tecnologia nossa.

    A compra de 20..40 aviões caças que possibilitem o Brasil avançar tecnologicamente na completa construção dos mesmo é … na minha opinião… o caminho certo.

    O tipo de avião não importa e sim a tecnologia a ser repassada… comprar 50 aviões .. sejam eles … SU35,F35,F18,Frances,Sueco … não vai garantir soberania alguma.

    ps. O conceito de soberania que me referio não é somente do espaço aéreo.

  57. E falam em engenharia reversa como se fosse … simples técnicamente.. e não tivesse problemas de ordem .legal e moral…

    Engenharia reversa é pirataria.. cópia não autorizado.. crime.

    O Brasil possue base humana e técnica para fazer.. e fazer melhor.. não precisa cópiar nada de ninguém..ainda mais sem autorização.

    Só precisamos nos capacitar.

  58. Agora se a preocupação de fato do governo fosse com a nossa defesa, aeronaves como o SU-35 e o EUROFIGHTER não teriam sido descartadas.

  59. No momento em que ate os EUA estão em tratativas com o ANTONOV, já não há mais motivos para que o Brasil tenha tanto receio (medo) das consequencias de uma negociação de caças Russos.

  60. Barca,

    veja o vídeo (caso já não viu) disponível nos posts adiante aqui no blog, com a entrevista do brig. Saito na Farnborough 2010.

    Ele confirma o que vc disse. Vc está bem de fonte, hein?!!!…hehe

    abração

  61. Ai vai um aperitivo sobre as denuncias de corrupção no governo Sarkozy.

    Nicolas Sarkozy foi forçado a demitir dois membros do governo por suspeita de utilização abusiva de dinheiros públicos. Segundo a imprensa francesa, os dois secretários de Estado foram “sacrificados” para tentar salvar a posição do ministro do Trabalho, Eric Woerth, ao mesmo tempo tesoureiro do partido de Sarkozy, suspeito de envolvimento em fraude fiscal envolvendo Liliane Bettencourt, terceira maior fortuna de França e herdeira da multinacional de cosméticos L’Oréal. Alain Joyandet, secretário de Estado da Cooperação, e Christien Blanc, secretário de Estado para o Desenvolvimento da Grande Paris estão envolvidos em polémiaos sobre utilização abusiva de dinheiros públicos, designadamente aluguer de aviões particulares e gastos de 12 mil euros em charutos cubanos. Eric Woerth e a mulher, Florence, são acusados de tentar esconder uma fraude fiscal da herdeira da L’Oréal.
    Fonte:beinternacional

    http://www.beinternacional.eu/index.php/breves/751-corrupcao-abala-governo-de-sarkozy

  62. La como ca!!!!!!!!!!!!!!

  63. Привет Rustam И да это усложнено, чтобы стоять перед мощными лобби в середине-taros Американских промышленниках…
    Мы будем прибывать туда Живая большая Россия

  64. Sergio.
    Concordo com quase tudo o que você falou, apenas entro em um detalhe em relação a 2 opção.
    Você levou em consideração a irrestrita transferência que todos prometem.
    Sinceramente, sou bem cético em relação a esse ponto.
    Não por incompetência de nosso engenheiros e técnicos, mas sim pela famosa frase: “Quando a esmola é demais o santo desconfia”.
    O problema é o valor altíssimo dessa esmola.
    Nem EUA, Suécia e França vão repassar tudo.
    O que acho que irá acontecer é que vão comprar participação em várias empresas brasileiras (Ex: Helibras/Eurocopter) e jogar um monte de engenheiros estrangeiros para gerenciar os programas. Os técnicos serão brasileiros. Isso é o que eu acho.

  65. […] Read the original: KC 390 Decola, FX2 Não- E a novela continua… « PLANO BRASIL […]

  66. […] Continued here: KC 390 Decola, FX2 Não- E a novela continua… « PLANO BRASIL […]

  67. Tudo bem cara,mas o que eu quero saber é sobre o contrato nebuloso que vc disse ter sido feito,não me interessa em nada as crises do governo françês,até porque isso tem em todos os governos do mundo!,aqui no brasil em todas as esferas do governo,Federal,Estadual,Municipal,o que quero saber é sobre o contrato nebuloso que vc afirma ter sido feito!

    Só isso !

  68. Jakson Almeida se vc procurar bem vc vai ver o porque o SU 35 foi descartado,cara procura a Sessão DO jOBIM NO SENADO,o Su foi descartado pelo mesmo motivo que o Eurofighter 2000 foi descartado,os Russos disseram que a transferencia seria conversada depois,por isso,não foi nada de pressão americana,segundo alguns apenas por isso!

  69. Sergio_bra parabéns pelos seus argumentos,acresceto a vc algumas informações,eu gosto do gripen,acho um caça bom,digo o gripen cd,mas há muita coisa nebulosa nessa proposta da Saab,certa vez postei um link com as empresas que seria beneficiadas pelo programa da Dassult,num certo local,fui redicularizado,postei um link com toda a evolução do rafale um cronograma,o Hornet sabe,o rafale tem um longo cronograma de desenvolvimento,terá em breve controle do Neuron,a manutenção do Rafale vai cair muito quando for feita no Brasil,por nós.
    O Gripen só fala da economia,de custos,só disso,tudo nele usa o verbo no futuro,será isso,será aquilo,vai fazer isso vai fazer aquilo,com a defesa não se economiza,cito uma frase que é muito usada pela força aerea de Israel,quando se cogita sobre a compra de equipamentos:

    “Veja qual é o melhor caça,o mais bem armado,o mais avançado,e depois a gente discute os custos”

    Eu fico impressionado com alguns que falam que a Fab não terá grana para manter os Rafales,ora não foi a Fab que colocou o Rafale no Short List,hoje não temos dinheiros pra operar Rafales,F-18,Gripens,será solicitada,por isso que eu acho muito fraco esses argumentos de alguns analistas de plantão,será que a Fab colocaria um avião que eles não teriam condições de manter?.

  70. Indústrias brasileiras particpantes do programa de cooperação RAFALE

    AÇOTÉCNICA
    AERNNOVA
    AEROELETRÔNICA
    ALLTEC
    AMBRA SOLUTIONS
    ASTRA
    ATECH
    AUTOMATA
    CAL-COMPOENDE
    CECOMPI
    CONDOR S/A
    CTA
    EMBRAER

    FIRST WAVE
    FOCAL
    FRIULI
    GIOVANNI
    GLOBO
    GME AEROSPACE
    GOODRICH DO BRASIL
    GRANA
    INBRA INDÚSTRIA QUÍMICA
    ITA
    LANMAR
    LATECOERE DO BRASIL
    MECTRON

    MULTIALLOY
    OMNISYS
    POLARIS
    SERCO
    SOBRAER
    STATUS USINAGEM
    THYSSENKRUPP
    TOYO MATIC
    VEM
    VILLARES METAL
    WINNSTAL

  71. Tecnologias essenciais oferecidas ao Brasil

    * Integração aeromecânica de armas e casulos;
    * Engenharia da estrutura do avião;
    * Módulos de RF críticos para utilização em radares AESA;
    * Tecnologias de sistemas digitais de controle de voo (DFCS) / DFCS avançados;
    * Integração de motor;
    * Gestão de testes de solo & voo;
    * Manutenção e suporte integrados (bancada de testes, treinador de pilotos, planejamento de missão);
    * Micro sistemas eletro-mecânicos (MEMS);
    * Otimização multidisciplinar;
    * Nanotecnologias;
    * Inserção de operações de rede centralizada, interoperabilidade;
    * Desenvolvimento/melhoria de sistema de missão de bordo;
    * Optrônica;
    * Aplicativos de pirotecnia espacial;
    * Software de radar e de sistema de planejamento de missão;
    * Desenvolvimento de software de simulação;
    * Tecnologias de baixa detectabilidade;
    * Tecnologias de projeto de redes de sistemas de veículos aéreos não tripulados.

  72. Novas tecnologias e perspectivas de mercado
    Graças ao equilíbrio do mix de transferência de tecnologias de fabricação aeronáutica para materiais e processos avançados e às oportunidades de participação em programas aeronáuticos nas áreas civil e militar, os pacotes de fabricação propostos contribuirão de modo eficiente para a melhoria da capacidade, produtividade e autonomia da indústria aeronáutica brasileira.
    As tecnologias de fabricação propostas para transferência cobrem as seguintes áreas:

    * Processos compostos: moldagem por transferência de resina, colocação de fibras;
    * Elaboração de superligas de grau aeroespacial (Inconel 718);
    * Fundição de peças de alta precisão;
    * Outros processos metalúrgicos: usinagem de 5 eixos com controle numérico, usinagem de alta velocidade, estiramento, técnicas de soldagem & modelagem, corte e perfuração a laser, revestimento com plasma;
    * Processos de montagem: montagem sem gabarito & robótica, soldagem com feixe de elétrons, soldagem TIG robótica;
    * Processos de inspeção: testagem automática não destrutiva;
    * Simulações de processos de fabricação;
    * Fabricação de módulos de RF para antena de radar (AESA).

  73. Um programa de cooperação que beneficia muitos
    A EMBRAER é a principal empresa do Programa de Cooperação RAFALE, juntamente com o COMAER/CTA. Além disso, várias pequenas e médias empresas brasileiras estão envolvidas em projetos de transferência de tecnologia de ponta e/ou processos de fabricação, associados a treinamento e co-produção, configurando assim uma parceria de longo prazo, além do Programa F-X2. A FIESP, AIAB, ABIMDE e CECOMPI deram respostas positivas as propostas de cooperação.

    Foco no COMAER/CTA
    Com o propósito de garantir a aquisição pelo Brasil das tecnologias essenciais para o domínio de futuros desenvolvimentos de aeronaves de caça, o COMAER/CTA será – além da indústria brasileira – o receptor de todas as referidas tecnologias.
    Com o propósito de reforçar o papel dedicado ao CTA e outras instituições do COMAER juntamente com a FAB, as seguintes tecnologias estarão sujeitas a acordos de cooperação específicos:

    * Engenharia de estrutura do avião;
    * Integração de oficina aeromecânica;
    * Desenvolvimento/melhoria do sistema de missão;
    * Tecnologia de baixa detectabilidade e sobrevivência;
    * Integração de motor;
    * Optrônica;
    * Ambiente de pilotagem: planejamento de missões e treinador de pilotos.

    Aproveitando a experiência adquirida pela equipe RAFALE em outras áreas aeroespaciais e aeronáuticas, o CTA também tem a proposta de projetos de cooperação específicos em tecnologias sensíveis e promissoras como:

    * Programa do veiculo lançador de satélites VLS-1 (Pirotecnia Espacial);
    * Tecnologias de veículos aéreos não tripulados Battlelab;
    * Sistemas Micro Eletro-Mecânicos (MEMS);
    * Nanotecnologias;
    * Cooperação para o desenvolvimento de um motor turbojet para um veículo aéreo não tripulado.

  74. Sergio_bra é uma ótima proposta,teremos grandes avanços,agora o da Saab até hoje não vi nada de concreto,nada além de promessas,nem em blogs aonde o Gripen é defendido com todo afinco eu vi a proposta deles,de forma concreta,só promessas,será isso,será aquilo!
    Por isso que gosto da proposta francesa,a marinha é um exemplo!

    O gripen é um caça que será algo no futuro,mas ainda tem uma definição incerta,já o rafale e o F-18,sabemos o que esperar!

  75. Anibal Barca, um dos meus maiores heróis.
    Filho de Amilcar Barca- outro ídolo.
    Trasimeno, cannes (cannae) entre outras, Roma pôs-se de joelhos diante dos seus feitos, especialmente perante Cannes.
    Estrategista, general, e guerreiro, lutava no fronte e dormia ao relento junto aos seus soldados.
    No dito popular, matava a cobra e mostrava o pau. Tal qual a lista de empresas que integram o programa descrito como “o maior mico” dentre os outros.
    Embora algumas empresas sejam estrangeiras creio que para muitos, esta informação seja novidade e vale para ilustrar que a cegueira nem sempre é congênita ou acidental, na maior parte das vezes é voluntária proposital.
    Bem vindo ao Plano Brasil
    Sds
    E.M.Pinto

  76. […] original here: KC 390 Decola, FX2 Não- E a novela continua… « PLANO BRASIL Category: Brasil, Corrupção, Política, notíciaTags: Brasil > comunicação > Corrupção > fab […]

  77. Isso ai Rafale neles !

  78. Nossa, o nível do debate está excelente e não vi ninguém apelando… Abraço e vamos torcer para que saia o FX2, pois quem mais irá perder será a Força Aérea.

  79. Obrigado E.M.PINTO,eu admiro muito Anibal,a batalha de Canne é um marco mesmo nas estratégias de Guerra,tanto que Napoleão usava muito dos conceitos de Anibal,o Marechal Russo ZUKOV usou tb conceitos da batalha de Canne contra os Japones,aquela manobra de Anibal de mandar uma fileira para um ataque suicida contra os romanos e depois o avanço da legião Romanae ele encuralando as Legiões Romanas foi um marco.
    Vou me atrever a dar outra contribuição,um resumo da Sessão do Jobim no Senado,vamos derrubar dois mitos,sobre o caça Su 35 que era o meu favorito e sobre a proposta da Saab,quero frizar aos amigos que foi o Ministro Jobim quem disse:

    Su 35:

    Ao detalhar o Programa F-X2 confirma que em 30 Abril de 2009 os russos apresentaram a proposta do Sukhoi Su35 com atraso, devido a questões de transferência de tecnologia só resolvidos por Moscou após a formação do “shortlist” pela COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronaves de Combate).

    Obs:
    Não tem nada de Bush dando dura no Lula pra não comprar o Sukkoi,o Bush apesar do radicalismo é muito mais confiável que o Obama!

    Saab

    Quanto à SAAB (Gripen NG) menciona que o fabricante informou que as negociações de transferência de tecnologia teriam que ser com cada fornecedor

    Quem deu parecer a favor do Rafale

    A proposta francesa foi analisada por dois órgãos do MD. A Secretaria de Logística e Mobilização (Gen Elito) contestou oferta da Boeing e SAAB nos quesitos de transferência de tecnologia indicando que a do França seria a ideal e mais adequada frente a Estartégia Nacional de Defesa. No quesito de Transferência de Tecnologia (Transfer of Technology – ToT), a oferta da França
    seria preferencial.

    Atribuições da Secretaria de Ensino, Logística, Mobilização, Ciência e Tecnologia:

    -Formular e supervisionar a Política de Ciência e Tecnologia nas Forças Armadas

    Áreas de interesse

    Ciência e Tecnologia nas Forças Armadas

    Então Senhor Guilherme como não está em boas mãos ?.

    CURRICULUM VITÆ
    General-de-Divisão José Elito Carvalho Siqueira – Indicado
    pelo Ministério da Defesa a Concorrer a Comandante da MINUSTAH

    1. Posto/ Arma/ Nome completo
    – General-de-Divisão José Elito Carvalho Siqueira
    (nascido em 26/11/1946, em Aracaju-SE)

    2. Turma de formação
    – 1969

    3. Cursos realizados no Brasil e no exterior
    – Curso de Formação de Oficiais de Infantaria – AMAN
    – Curso Básico Pára-Quedista
    – Curso de Mestre-de-Salto
    – Curso de Ações de Comandos
    – Curso de Salto Livre
    – Curso de Forças Especiais
    – Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais de Infantaria – EsAO
    – Curso de Comando e Estado-Maior do Exército – ECEME
    – Curso de Comando e Estado-Maior da Inglaterra – Army Staff College
    – Pára-quedista Britânico

    4. Condecorações nacionais e estrangeiras
    – Ordem do Mérito Militar, Grande Oficial;
    – Ordem do Mérito Militar da Defesa, Grau Comendador;
    – Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Comendador;
    – Ordem do Rio Branco – Grau Oficial;
    – Medalha Militar com passador de Platina – 40 Anos;
    – Medalha Marechal Hermes, Prata com uma coroa;
    – Medalha do Pacificador;
    – Medalha Mérito Tamandaré;
    – Medalha Mérito Santos Dumont;
    – Medalha de Serviço Amazônico – 1 Castanheira;
    – Medalha do Mérito do ex-Combatente do Brasil;
    – Medalha Marechal Mascarenhas de Moraes;
    – Medalha do Mérito Policial dos Estados de Sergipe, Alagoas e Distrito Federal;
    – Medalha das Ordens Honoríficas Portuguesas ( Portugal);
    – Medalha da Ordem Nacional do Cedro (Líbano);
    – Medalha da Cruz da Ordem do Mérito Militar com distintivo Branco (Espanha)
    – Medalha da República Oriental do Uruguai (Uruguai);
    – Medalha da Ordem do Mérito de Maio (Argentina); e
    – Distintivo de Comando Dourado.

    5. Principais funções exercidas no Brasil e no exterior
    – Instrutor da Academia Militar das Agulhas Negras;
    – Instrutor da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais;
    – Instrutor da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército;
    – Oficial do Gabinete do Ministro do Exército;
    – Comandante do 28º Batalhão de Caçadores – Aracaju-SE;
    – Comandante Geral da Polícia Militar de Alagoas;
    – Adido do Exército e da Aeronáutica (ADIExAer), na África do Sul;
    – Oficial do Gabinete da Casa Militar da Presidência da República;
    – Comandante do 16ª Brigada de Infantaria de Selva
    – Comandante da Aviação do Exército e
    – Diretor de Avaliação e Promoções.

    6. Função atual
    – Comandante da 6ª Região Militar ( Salvador-BA )

    Condecorações nacionais e estrangeiras

    Ordem do Mérito Aeronáutico – Grau Comendador

  80. Desculpe pelo nome que aparece no Texto,eu postei esse texto em outro Blog,na época eles diziam que a escolha não estava em boas mãos,fui lá pra recuperar o Texto,pois tinha achado na página do exercito as credenciais!
    E como já está tarde e Morfeu me chama,não teria paciência para procurar as credenciais do General Elito!

  81. Barca disse:
    15 de abril de 2010 às 13:49

    Ordem do Mérito Aeronáutico

    Art. 1o A Ordem do Mérito Aeronáutico criada pelo Decreto-Lei no 5.961, de 1o de novembro de 1943, se destina a premiar os militares da Aeronáutica Brasileira que tenham prestado notáveis serviços ao País ou se hajam distinguido no exercício de sua profissão, assim como para reconhecer assinalados serviços prestados à Aeronáutica por personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras e, ainda, por Organizações Militares e Instituições Civis, nacionais ou estrangeiras.

    CAPÍTULO II

    DOS GRAUS E INSÍGNIAS

    Art. 2o A Ordem consta dos seguintes graus:

    I – GRÃ-CRUZ;

    II – GRANDE-OFICIAL;

    III – COMENDADOR;

    IV – OFICIAL; e

    V – CAVALEIRO.

    Parágrafo único. Todo graduado da Ordem ocupará um grau de sua hierarquia e as Organizações Militares e Instituições Civis serão nela admitidas sem atribuição de grau.

    Ou seja o General Elito tem a terceira maior condecoração da FAB,Grau Comendador!

  82. Eu acho que deveria ser assim:
    – Escolheria o Gripen, pensando na transferencia de tecnologia e não no caça em si;
    – Compraria 80 Su-35, 30 Su-32 e compraria, mais adiante, uns 20~30 Su-50 (PAK-FA);
    – Nesse tempo de espera das compras, construiria novas Bases Aéreas na região litoranea do Nordeste e Norte.
    – Com a escolha do Gripen, juntaria o conhecimento do mesmo e o do projeto do AMX e criaria um caça de 4.5ª geração (acho que o Brasil ainda não está preparada pra a fabricação de um de 5ª).

  83. E.M.Pinto :Vandrade comentários como este dão direito a resposta dos opositores e daí o efeito dominó, até a sogra do ulisses guimarães vai entrar na ordem do dia…peço compreensão.SdsE.M.Pinto

    Ok E.M.Pinto;
    Peço perdão, concordo que foi um comentário totalmente inoportuno e bem fora do contexto, só o percebi tempos depois.
    Em tempo oportuno esta novela já passou da prorogação, citando Sergio_bra acima, considero a primeira opção a melhor para o Brasil acrescidos por n argumentos citados pelo Barca acima.

    Abraços

  84. Olá meus amigos, a quanto tempo eu não comento, pois bem eu vou comentar. O fx-2 já esta decidido isso mesmo já a um vencedor, e o vencedor já sabe que venceu, e o governo e a fab já estão negociando o contrato e as devidas atualizações dos aviones( ex. trocar componentes de aço por fibra de carbono, peças de titânio por materias compostos afim de diminuir e peso dos aviões aumentar o espaço interno para uma maior carga de combustivel para aumentar o alcance das aero-naves e o rcs, entre outras cozitas mas, portanto o fx-2 está a pleno vapor, apenas e devidamente mais discreto por motivos obvios. quando a eleição passar, o nosso lula-la anunciarar para alegria de muitos que querem um Brasil forte e moderno e tristeza de poucos que torcem para que tudo de errado por motivos que todos ja sabem. pois bem e isso ai e se eu estiver errado acho muito dificil isso, tiro o meu chapeu e nunca mas eu fasso comentarios nesse blog. um abraço forte a todos
    p.s comandante melk o primeiro semestre já foi, cadê os sabres h2 restantes o cronograma foi pro espaço a muito tempo.

  85. Salve Vandrade.
    Obrigado pela compreensão.
    Sds
    E.M.Pinto

  86. Acima o E.M.Pinto citou Anibal de Cartago um dos maiores pesadelos da Roma republicana,agora analisem como Cipião o africano um dos maiores generais de romano combateu Anibal,ele usou taticas indiretas que ao longo de anos desgastou o poder de Anibal o forçando a voltar a Africa.Agora o Brasil deve usar um meio que ao longo de anos vai provocar serios problemas orçamentarios na FAB ou permitir que a propria FAB decida qual o meio que ela quer dispor.

  87. Caros Jakson, Hornet, Barca, Vandrade,

    Muito obrigado pelas referencias e comentarios. Sinceramente me senti muito gratificado em poder colaborar com minha humilde opniao e ao mesmo tempo ajudar alguns colegas comentaristas do blog a encontrarem alguns pontos de convergencia em suas ideias, que é o que realmente acaba fazendo a diferenca positiva em uma discussao como esta.

    Apesar de achar que esta noticia nao sera mais comentada continuo um pouco no assunto.

    Caro Barca,

    O preco do Gripen NG realmente nao esta fechado mas acho muito dificil que seus custos passem de 15% (conservador) a mais dos custos de manutencao e hora de voo do atual Gripen. Este novo projeto NG é uma melhora do CD. A estrutura do aviao é praticamente a mesma e os sistemas mais avancados. Talvez seja por isso que o pessoal da SAAB fala de valores tao confiante. A SAAB tbm tem uma lista de empresas que fazem parte de um Cluster de SJC liderado pela Akaer (e no caso a maioria delas sao de capital nacional – talvez o grande diferencial). Sao empresas que se encontram no site AIAB e que estao a espera da decisao, assim como nos.

    Agora, definitivamente, sem considerar valores a proposta do Rafale que vc citou é de encher os olhos mesmo. Relamente existe muita informacao do possivel Rafale BR no site da Dassault e ate apresentacao em .pdf da proposta deles ja vi. No fundo espero que um dos dois leve, e de preferencia o Rafale pelos motivos que expliquei no outro comentario. Mas o que eu gostaria mesmo de ver é o vencedor sendo anunciado depois da eleicoes, INDEPENDENTEMENTE do presidente eleito. Isto sim mostraria uma atitude madura e responsavel dos nossos politicos e mais que tudo, iria mostrar respeito por nos brasileiros que pagamos nossos impostos e ficamos aflitos de ver quase todos os dias os outros paises se armando e nos “pensando”. Tem que ser realista nestas horas pois o mundo é cao e quem dormir no ponto danca. E o grandao-bobao Brasil ainda insiste em cochilar no ponto… que Deus nos ajude. Sds.

    Caro SxMarcos,

    Acho que vc esta certo em desconfiar. No geral, qdo os governantes ou as “cabecas” do lado dos vendedores mudam algo acaba sendo renegociado. Qto a esmola acho que nao é muito nao. O Brasil vai pagar caro pra qqer um dos tres por um projeto antigo deles atualizado (apesar de ainda serem utilizados). Os suecos e franceses buscam principalmente recursos para novos desenvolvimentos e os USA, bom, estes buscam a grana mais a possibilidade de prejudicar Franceses, Suecos e Brasileiros. Por isso qqer um dos tres oferece risco (com os USA muito mais que os Franceses e Suecos). E vc esta certo tbm em citar as empresas pois muitas JointVentures, Clusters, Filiais… terao que ser criadas no Brasil para a transferencia de Tec. Isso nao é de todo mal ja que faz parte basica do contrato. Assim que assinado os grupos (muitos deles citados pelo Barca no caso do Rafale) serao oficializados e ai quem viver vera… espero!! Sds.

  88. @Hornet, relaxa meu velho, isso não foi direcionado a você. Nem tampouco sou torcedor fanático que atira paus e pedras em outro time. Mas parece que tem uns colegas que são mais fanáticos na torcida por um caça do que na torcida por mais empregos, maior igualdade e mais patriotismo em nosso país. É para isso que eu torço!

    Grande abraço!

    @Ivan, do Recife, é exatamente isso. Se queremos tecnologia, podemos optar pelo “pacote” mais em conta. Afinal, dólares não nascem em árvores, né?

    @Samuka, isso iria ser um PESADELO para a FAB, que quer unificar sua linha logística. Por isso defendo o mais barato agora (para nos capacitarmos) e o desenvolvimento de um 5ª geração com países tão/mais capacitados que o Brasil, como a própria Suécia, a Coreia do Sul e a África do Sul.

    Poderíamos até ir de Su-35, Su-34, YAK 130 e PAK-FA (para 2020). Mas aí estaríamos na dependência única e exclusiva dos russos e isso também não é bom, apesar dos acordos entre os BRIC.

    Outra coisa, 4ª por 4ª geração, sou mais fabricarmos o Gripen E/F do que partirmos para MAIS UM projeto de 4ª geração. Se é para dar um salto qualitativo, TERIA que ser um 5ª geração; quiçá, um 6ª geração hipersônico. Além disso, a proposta da Suécia prevê que o Brasil será co-proprietário do projeto do avião, garantindo que haverá peças do Gripen que não serão fabricadas em outro lugar.

    @jose maria, que história é essa meu amigo? Não precisa dizer o santo, mas não esconda essa história não… Maior autonomia? Materiais compósitos? Hum… Quem será?

    Abraço a todos.

  89. Previsões para o FX2.
    – Se o Pres. Lula decidir em seu Governo, o será em favor do Rafale;
    – Se deixar para o próximo presidente:
    – caso vença a Dilma – o processo pode ser cancelado, pois a prioridade será outra em seu Governo (PACs, Copa, e Olimpiada além do Trem Bala). E a Dilma tem um passado não muito legal com os militares…
    – caso vença o Serra – o vencedor arrisco a dizer será o F18 E/F, pois será um belo sinal de mudança para o exterior, além do que o Sr Serra é formado por uma Universidade Americana em Economia. Ele comprará os F18E/F de prateleira e esquecerá esta história de ToT, fazendo com que a FAB engula isso ou nada…
    – Se for a Marina – o vencedor será o Gripen NG, pois ela não terá coragem, pulso, para cancelar algo já tão moroso, e será seu cartão de visitas. Entregará o projeto para a Embraer e a fará proteger a Amazonia…
    Bem, somente o que eu acho que pode acontecer. Mãe Diná baixou aqui…
    A bola está com o Lula. Se este deseja mesmo o Rafale, deve bater o martelo ainda nos próximos dias, senão o deseja mais, deixará a encrenca para um próximo Governo. O que não acredito que saia é um FX3, pois a credibilidade do processo seria algo difícil de se medir, quase zero. Podem esperar mais caças tampão pela frente.

  90. JESUS! (Espero que este não seja tido como comentário religioso!!)

    Muita coisa boa, mas muita coisa com pouquíssimo sentido.

    Ainda escuto os ecos, ao menos mais brandos, da grande inteligência midiática refletindo sobre os custos do Rafale ou eventualmente a projeção de futuro do vetor, e por último o pior de tudo, a escolha dos militares…

    Os militares possuem um poder de escolha que é no mínimo duvido e isso é algo público e notório, hoje temos alguns exemplos de escolhas considerando a capacitação de nossa indústria e de transferência de tecnologia, mas quando eles mesmo estiveram no poder do país as escolhas eram tremendamente mal feitas, exemplos estão em blindados que hoje mal andam, aviões que foram usados em seu limite e perderam a capacidade operacional efetiva anos antes de serem retirados de serviço ou modernizados e mesmo navios que possuem competência quase nula em uma teatro de combate à duas décadas ou mais.

    Culpa dos militares? Sim em parte, outra parte cai sobre a administração pública que demorou demais para criar um ministério só, visando coordenação, sinergia e pensamentos estratégico e mesmo após esta criação é só agora que as coisas começam a mostrar esse sentido e linha de pensamento, ao menos parece que estamos melhorando neste caminho… Mas muito ainda falta.

    O mais incrível é como julgam sobre essa “opnião dos militares”, pois se bem conhecessem os corredores, especialmente da FAB, verão que lá a mania de “quero ser topgun” é tão ou mais corrente que os sonhos da marinha em ter uma frota altamente americanizada, sim! Chocante?! Não… sentem e conversem com alguns e verão que eles podem reclamar o quanto for do histórico americano, mas a maioria deles se rende a isso. Já ouvi oficial de alta patente do EB declarar mil amores ao M-113 que ele mesmo disse minutos antes que não andava “nem por decreto”.

    Caros amigos, a escolha dos militares da FAB tem duas faces e somente duas, uma nem sequer é comentada direito aqui, o F-18 (esse sim, sonho de consumo do alto comando como nenhum outro) e outro é o sonho de aviadores que como já disse várias vezes antes, se ajoelharam em frente ao avião em Anápolis e o saudaram, isso aquele com uma estrela vermelha no “rabo”.

    Se o Gripen fosse realmente a escolha dos militares, muito provavelmente as coisas já teriam até mesmo ido adiante, visto que ele ganhou o F-X1, mas não levou, e vale dizer que ele levou o F-X1 muito mais por ser a única opção do que por ser realmente a melhor escolha, dado que na época compará-lo com F-16, Mirage 2000 (sendo aposentado) e Mig 29, era de fato sua categoria e não tinha opção…

    Hoje os tempos são outros e novamente, pensar em escolher avião com orçamento de hoje não é só pensar pequeno como é pensar pouco e com viseira impedindo de ver o futuro…

    Se o Brasil quiser um projeto de 5ª geração, como todos adoram comentar… Então, ficar com o SAAB definitivamente não vai ajudar…
    Vejamos quem desenvolve mais tecnologia e quem está mais perto de se chegar a 5ª geração na Europa e também quem apesar dos pesares ainda tem fichas para gastar nesse CASINO EUROYALE? Alemanha e França e ponto…

    Os Franceses até fizeram o favor ao Japão de testar o “mock-up” do ATD-X por lá, e ver as características de furtividade do desenho… Mas por que na França? Por que é lá que dava para fazer isso… E ainda tem gente que acha que o país que não faz radar e não faz motor, tem realmente como se comparar a uma real potência da aviação mundial…

    Enfim… Se vier o Gripen que seja, ele será um vetor, mais um, uma continuidade de pensamento “F-5″… Quando deviamos pensar em algo maior de capacidade maior além de imposição de respeito só pelo “peso” do nome… Se acham que o Rafale não faz isso… Vai perguntar para que já voou lado a lado com um deles… e quem duelou com um deles… US Navy e o pessoal da Red Flag… Não comentam a mesma coisa que falam do Gripen…

    Meu comentário não é direcionado a ninguém, e só fala daquilo que é corrente, mas que o pensamento geral não consegue ver… Mas vale ser cego e ficar batendo na mesma tecla do pensar e ver que o caso mais profundo e que existem diferenças notáveis que vão além do “custo” que só a imprensa noticia…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: