Articles

Acordo militar com EUA “não é constitucional”

In Conflitos, Defesa, Geopolítica on 26/07/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/07/thumbnail.jpg?w=300DA ENVIADA A BOGOTÁ

Uma votação na Corte Suprema da Colômbia decidirá, até 17 de agosto, se o acordo militar que permite aos EUA usarem até sete bases militares no país é inconstitucional.

O juiz relator do caso apresentou parecer que sustenta que o trato, firmado em 2009, viola a Constituição porque a presença de soldados americanos no país não foi aprovada pelo Congresso.

O magistrado Jorge Iván Palacio não concorda com a avaliação de Bogotá e dos EUA de que o acordo, criticado por Brasil e Venezuela, é apenas uma extensão do já existente. Pede que o governo proponha um novo texto a ser submetido ao Legislativo.

Segundo o jornal “El Tiempo”, o texto de Palacio conta com o apoio da maioria dos nove juízes da corte. De todo modo, o futuro governo Juan Manuel Santos terá ampla maioria no Congresso.

Fonte: FSP via Notimp

Anúncios

18 Respostas to “Acordo militar com EUA “não é constitucional””

  1. Vamos aguardar essa decisão: a se confirmar a ilegalidade, ficaremos felizes e o Chavez mais feliz ainda!!!

  2. Que a suprema corte colombiana decida voltada aos anseios dos colombianos e não de uma minoria que se encontra no poder. A presença de força estrangeira na Colombia causará instabilidade na América do Sul, com uma corrida armamentista sem precedentes. Os EUA não tem bom histórico. Golpes militares e destruição é uma constante por onde passa. Por uma américa do sul para os sul-americanos.

  3. É acaba assim o motivo maior dele , é o seu pano de fundo: apresença dos ianks na colombia p desestabilizar seu governo…E td os outros governos da AS vão ficar bem + tranquilos, sem os ianks por aqui .

  4. É imprescindível que este contrato seja invalidado para que a região possa viver em paz. Não é possível que no alto escalão do governo Colombiano não existam pessoas de bem e responsáveis para que se constate que a presença de tropas estrangeiras naquele país é uma farsa articulada para desestabilizar à região.

  5. Nao podemos perder essa oportunidade e exercer um forte “lobbie” sobre as autoridades colombianas para que julguem inconstitucional e proibam esse atentado contra a soberania colombiana e ameaca aos povos sul-americanos. Eh hora do Ministerio de Relacoes Exteriores agir, vamos lah Ministro Celso Amorim e Presidente Lula!!!!

  6. Dentre muitas outras coisas, isso tambem nos serve de um alento para sabermos mais sobre esse acordo misterioso, na surdina, feito entre Brasil e Eus e que tambem nao passou pelo Congresso. Primeiro fizeram o acordo e depois disseram que fizeram um acordo, por que isso??? As grandes cagadas sao sempre feitas assim!!!!

  7. Chavez precisa ser contido e isolado, é uma ameaça à paz.

  8. O povo colombiano estão acordando desse pesadelo, com a saida de uribe e sem as bases americanas as coisas vão melhora na america do sul.

  9. Os americanos segundo o blog que eu estava vendo fala em uma base no Rio de Janeiro pra quando não sei.

  10. Obama precisa ser contido e isolado, eh uma ameaca a paz na America do Sul, vida longa a UNASUL!

  11. Genivaldo, não é uma base militar, e sim um escritório da DEA, CIA e FBI para controle e colaboração anti-narcotráfico.
    Sds
    E.M.Pinto

  12. Não acho necessário as bases dos EUA na Colômbia. Os problemas da América Latina podem e devem ser resolvidos por países Sul-americanos.

  13. Meu caro E. M. Pinto,

    Escritórios de DEA, CIA e FBI, são piores que bases militares! Estão autorizando oficialmente a espionagem no Brasil? Não entendo como um governo que se pretende defensor de nossa soberania, permita que esse tipo de gente tenha “escritórios” no Brasil! Isso nunca deveria ser permitido!!! Será que o governo americano permitiria a instalação de um escritório da ABIN, da KGB, do M1, ou do 2B em Washington? Duvido!!!!!!!

    Abraços

    Lopes

  14. Lopes, a princípio, não fere a soberania pois estes agentes não terão poder de atuação e sim de cooperação e informação, agora, cabe ao estado brasileiro saber se de fato isto será cumprido.
    Ao meu ver, e sou radical nisto, nossos governos se mostraram incopetentes na atuação de prevenção destes atos, só a sociedade brasileira pode reverter o caos que a droga, tráfico, contrabando e protituição e crime organizado tem gerado no país, mas nossa sociedade não quer…
    Se eles vem para melhorar nem que seja 10% sou totalmente a favor, se for para fazer nada ou atrapalhar… põe na rua.
    Sds
    E.M.Pinto

  15. E. M. Pinto,

    Eu não disse que fere nossa soberania, mas entendo que de forma alguma contribuem para mantê-la; pelo contrário aceitá-los é uma confissão da incapacidade do nosso povo em resolver seus problemas internos, e isso pode parecer que não temos espírito de soberania. Guardado o paralelo, é como se você chamasse o vizinho para educar seus filhos. Ora quem não é capaz de educar seu próprio filhos não é capaz de ser chefe de uma família, e como tal não merece ser soberano, mas ser tutelado!!
    Afirmo que para mim eles constituem uma ameaça. Uma vez aqui, será muito difícil controlar seu poder de ação. São suspeitos sim, se instalados aqui, será para servir ao governo deles; é difícil saber o que realmente fazem; são como aquelas malditas ONGs que infestam nossa Amazônia. Fico preocupado pelo fato de não perceber nenhuma ação enérgica e pública do nosso governo no sentido saber com o que realmente estas ONGs se ocupam.

    Voltando aos tais “escritórios”; Façamos um exercício de lógica, e contradiga-me se eu estiver errado em meu raciocínio:
    1º – Qual é o pais que mais consome drogas no mundo? Respondo; obviamente o que tem mais dinheiro, ou seja os USA.
    2º – Se eles não conseguem resolver o problema do consumo de drogas no país deles, o que será que eles realmente pretendem aqui? Será que é nos ensinar o que eles não sabém fazer? Sinceramente você acha que eles vieram nos ajudar a nos livrarmos de qualquer vício que seja?

    Mais ainda; como você deve saber o vício do tabaco mata mais de 10 milhões de pessoas por ano no mundo, bem mais do que o vício da cocaína, heroína e álcool juntos; porque então o governo norte americano não começa erradicando as plantações de fumo da Carolina do Norte e do Kentucky, ao invés de “levar ajuda humanitária” aos seus pobres vizinhos?
    Mais uma vez, meu caro E. M. Pinto, o governo norte americano não está e nunca esteve preocupado em erradicar qualquer vício no mundo, a não ser o de não aceitar a sua tutela!!! Quanto a Colômbia….. pobre dela, e nós que nos cuidemos!!!

    Abraços

    Lopes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: