Articles

Farnborough 2010: Saab rebate críticas ao Gripen NG

In Aérea, Aviões de Combate, Defesa, Negócios e serviços on 26/07/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , ,

https://i2.wp.com/www.aereo.jor.br/wp-content/uploads/2010/07/Gripen-NG-3.jpg

Representantes da Saab rebateram, durante o Farnborough Air Show 2010, as afirmativas feitas por alguns concorrentes do Gripen NG de que o avião de combate sueco existe apenas no papel. Além disso, a empresa revelou ambiciosos planos para vender a aeronave para uma longa lista de potenciais compradores, incluindo Brasil e Índia. Segundo seus representantes, o Gripen NG estrará em operação em 2015.


O protótipo do Gripen NG, em exposição estática na feira desde o dia 19 de julho, realizou uma campanha de avaliação em Portugal em maio passado e tudo funcionou bem“, lembrou Lennart Sindahl, diretor-gerente da Saab Aeronautics.

O demonstrador de conceito do Gripen NG já completou mais de 175 voos.

Estamos muito satisfeitos com o estágio em que se encontra o projeto e com nossos fornecedores”,

declarou o executivo. Respondendo ao ceticismo dos concorrentes, Lennart convidou-os para que examinem o Gripen NG de perto e constatem que ele não está apenas no papel.

O diretor de marketing da Gripen International, Hans Rosen, disse que a empresa está otimista e confiante que o Gripen NG alcance a fase final do programa MRCA da Índia, cujo objetivo é selecionar um avião de combate para sua Força Aérea. O vencedor da concorrência será contemplado com um pedido de 126 aeronaves. Segundo Rosen, a Saab acredita que as avaliações da aeronave feitas na Índia no inicio deste ano maximizaram suas chances na competição, e que a política terá ação decisiva na escolha do vencedor do Projeto F-X2, da Força Aérea Brasileira.

Fonte: Tecnologia&Defesa

Anúncios

126 Respostas to “Farnborough 2010: Saab rebate críticas ao Gripen NG”

  1. esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

  2. Apesar de tudo que as pessoas falam deste avião, ele continua parecendo uma adaptação do JAS39 pra competir com os F35, MIG35 e Su 35. Realmente, uma brincadeira sem graça para qualquer país que for adquirir ele…

  3. Caramba, os gripeiros são hipócritas até a última hora, pois é incrível que hora o avião existe e hora o avião não existe, quando acusamos a SAAB que o Gripen não existe eles nos vem apontando o NG DEMO e a SAAB ainda afirma que o desenvolvimento esta avançado e hora dizem que vamos ajudar a projetar um novo avião de caça, isto é um absurdo, pois uma hora eles vendem o avião como um novo projeto para a indústria brasileira e outra hora eles mostram o avião DEMO como se este realmente representasse o NG que físicamente e químicamente, não existe, se eles mostram o Gripen NG DEMO vamos ajudar a projetar o que então, os trem de pouso????, a fuselagem????, a pintura????, as asas????, que transferência de tecnologia existe nisto tudo, gostaria que alguem me explicasse.

    Volto a frisar o que já disse, o Gripen é para países pequenos, não para o Brasil e isto é bem claro quando comparamos os países para qual o Gripen foi projetado, para a Suécia.

    Roberto Cirqueira, sem querer desmerecer vossa senhoria, mas de onde você tirou que uma parceria com a SAAB poderemos partir para um projeto de 5º geração, pois a empresa Sueca não tem esta tecnologia, depois falam que a Dassault cobra caro pelo Rafale, imaginem pagar para um empresa Sueca desenvolver uma tecnologia que iremos comprá-la depois, sem sentido este seu comentário.

    Abraço, Lanterna Verde,

  4. Realmente, dentre os chamados 4,5a geração o Gripen é o mais sofisticado pois já foi criado levando em conta a guerra centrada em redes. Os concorrentes são projetos mais antigos (Rafale 24 anos/Super Hornet 15 anos) que foram parcialmente atualizados mas não representam mais o estado da arte.

  5. Gunsalmo, os estudos de desenvolvimento do SAAB Gripen foram iniciados em 1979 com o início do projeto em 1982.
    Pela sua ótica os caças teriam as seguintes idades:

    Gripen-28 anos primeiro voo 1988
    Inicio dos estudos 1979
    ——————
    F-18- 36 anos ( YF-17) primeiro voo (F18) 1978
    Inicio dos estudos YF 17 (1974)
    ——————
    Rafale- 25 anos primeiro voo-1985
    Inicio dos estudos ACA (1980)
    ——————
    Do resto todos os 3 são evoluções destas aeronaves e estão passando por upgrades para torná-los 4.5G
    sds
    E.M.Pinto

  6. ROBERTO CIRQUEIRA :
    esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

    Ai depois perde a batalha ou guerra aérea e vai perguntar:

    Porque perdemos a guerra aérea??

    Uai, escolhemos o mais BARATIN!

    Agora que o Rafale vai de AESA, não temos mais um por que não escolher ele. O Gripen não assegura a capacidade de dissuasão necessária ao Brasil.

  7. ROBERTO CIRQUEIRA :
    esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

    Só se a autonômia dele foi aumentada p um país continental semelhante ao BRASIL, e sem perder suas “qualidades”, pois só existem os demontradores.Além do + tem mt + componemtes inaks no mesmo q no rafale…um boicote e “..tamos” ferrados.

  8. Minhas restrições ao NG no Brasil são basicamente estas:

    – É um projeto de atualização de um caça anterior (o Gripen C) que pode dar pouca margem para futuras atualizações, pois o Gripen (mesmo o NG) é um caça pequeno, com pouco espaço para futuras modernizações que não impliquem em redesenhar o avião todo, o que inviabiliza qualquer MLU que a FAB queira fazer.

    – Por ser um projeto de modernização ainda em desenvolvimento, certamente não pode ter um custo final já definido (pode-se fazer projeções, mas projeções são projeções).

    – A SAAB não tem projeto nenhum para o pós-Gripen (essa idéia do Gripen Stealth é só um desenho, e desenhar qualquer um desenha, quero ver bancar isso). Tanto não tem que está como empresa subordinada no nEUROn, projeto liderado pela Dassault. E aqui, se for para pensar em parceria futura para entrar no nEUROn, o mais lógico é fazer parceria com a Dassault (do tipo: vamos falar direto com quem manda, e não com os office-boys…hehe).

    – Não é um caça naval (o desenho do Sea Gripen é só um desenho, assim como o Stealth Gripen, e desenhar qualquer um desenha), e isso inviabiliza a padronização dos caças da FAB e da MB, previsto na END.

    – O Gripen (qualquer versão) é um caça “lego”. Tem componentes de meio mundo. Isso torna qualquer TT inviável do ponto de vista estratégico.

    – A Suécia não usa o NG em suas forças (dizer que vai comprar depois acho, além de arriscado para o Brasil, uma hipocrisia por parte do país vendedor. Compra e opera o avião primeiro, depois tenta vender pra alguém).

    – Não creio que o NG, quando estiver pronto, fará frente a caças como Rafale F-3, Typhoon tranche II, SU-35 BM ou mesmoo o Super Hornet e o F-16 block 60, para ficar só com os caças de quarta geração avançada e não citar os caças de quinta geração. Portanto, já compraríamos o mais “fraco” dentre os caças de quarta geração, caso comprássemos o NG.

    – A Suécia é mais ou menos um zero a esquerda em termos geopolíticos. Não agrega nada.

    vantagens que eu vejo no NG para o Brasil: seu custo operacional, por ser um monoturbina, é menor que um biturbina.

    Mas essa vantagem não supera as desvantagens, que são muito maiores.

    “Idéias fixas” (falsas) que o NG trouxe para o FX2 por meio de seus lobbistas militantes:

    – a crença entre alguns hipinotizados que o Brasil e a FAB são, respectivamente, um país quebrado e uma Força Aérea menor (que terá sempre que ser um força de quinta categoria, sempre subalterna) que precisa de um monomotor pois não terá dinheiro nunca para operar um bimotor (mesmo a maior parte de nossa atual frota de caças sendo bimotor – o F-5 -, o lobbie conseguiu inventar essa e parece que colou na cabbeça de alguns).

    – a idéia que o Gripen é invencível no mundo (ganha de qualquer caça, desde o F-15 até o SU-35) e imbatível em qualquer concorrência (pena que não avisaram aos Holandeses e aos Noruegueses…será que avisaram aos indianos? Logo veremos).

    – a idéia que caças, a partir de agora, todos, serão monomotor, pois bimotor é redundância e dinheiro jogado fora (vamos então jogar no lixo todos os F-15, F-22, Rafale, Typhoon, Flanker, F-18 Super Hornet etc…hehehe)

    vejo mais ou menos por aí.

    abraços a todos

  9. Gripim é ideal para o espaço aéreo do Paraguai…..
    Como a Saab promete que será baratinho como uma banana não terão problemas de operar o nanico new gambiarra….rsssss

  10. Esse negocio de bom e barato me da vontade de vomitar… Não existe isso de bom e barato em algo tão sensível como um caça de hoje em dia!!!
    Existe o mais ou menos e barato.
    Existe o nem tão bom e barato.
    Existe o inferior e barato.

    Se for barato é porque usa peças mais em conta de vidas úteis mais curtas ou de menor desempenho, não existe mágica. Uma Ferrari é mais cara que um Corsa porque tem mais tecnologia, mais segurança, melhor desempenho, entre outros e não porque é mais “bonitinho”!! Isso se aplica a tudo de uma lapada a um trem de uma privada a uma geladeira, só existe mágica mesmo no país das maravilhas (opa, digo Suécia).

    Mas por outro lado os Gripen’s C/D vendidos para os tailandeses saíram por volta de 70-80 milhões de dólares cada, um Rafale F2 “bimotor” com radar “PESA” custa algo como 90 milhões de dólares.

    Afinal ele é caro ou é barato?? Do Gripen vc sempre tem duas resposta!

  11. Caro EM Pinto, me refiro ao Gripen NG e não às primeiras versões. Apesar da comunalidade em algumas partes, o Gripen NG é um avião novo. O mesmo ocorre com o Super Hornet em relação ao Hornet original. Já o Rafale é basicamente o mesmo avião, apenas com um upgrade em alguns (não todos) sistemas.

    E para os que falam que o Gripen foi desenvolvido para país pequeno, recomendo uma olhadinha num mapa mundi, pois verão que a Suécia tem praticamente a mesma extensão territorial da França. Se o Gripen foi feito para país pequeno, o Rafale também. O único dos concorrentes que veio de um país do tamanho do Brasil é o Super Hornet.

    Vale lembrar que, com o novo motor e os 40% a mais de combustível, o Gripen NG terá uma autonomia ligeiramente maior que a do Rafale e, ainda por cima, com supercruise e possibilidade de operar de pistas de onde o Rafale não consegue operar.

    Um abraço.

  12. Só o MRCA indiano acabar…esse festival de baboseiras sueca morre junto com os gripentelhos….kkkkk

  13. A questão é se a Suécia GARANTE as PATENTES dos componentes críticos exigidos pela FAB, as indústrias aeronáuticas e centro de pesquisas que a absorverão. Usa-se a cláusula a chinesa (não realizada a ToT, abre o direito de copiar).

    Para mim, não adianta investir em outra geração pura de tripulados. Acredito mais em um projeto entre Europeus, Brasileiros e Indianos (e Russos se tiverem interesse) um caça de TRANSIÇÃO de doutrina. HÍBRIDO (tripulado no começo e upgrade para VANT), arquitetura aberta, pequeno, monomotor (com pelo menos 2 opções), opções de sensores e armas, simples, barato de operar e com compromisso stealth equilibrado (focado em defesa).

    Abs.

  14. JAS-39 e NG qual a diferença ? São pouquissimas.Eles os Suecos tem a quantidade que precisam ter e porque deveriam fabricar mais ? Para ter em estoque e todos admirarem ? Sabem de uma coisa,a meu ver eles os Suecos são um povo mais serio e confiavel.A maquina Gripen encaixa-se como uma luva ao perfil de nossos pilotos,por isso eles a amaram e chama a atenção daqueles que estão acostumados a investir,as industrias.Quem sabe mais,o motorista do caminhão ou o carona que aprecia a viagem?O que me deixa triste e ao mesmo tempo orgulhoso é a possição de nossas forças em relação a isso tudo.Praticamente forão obrigados a refazer o relatorio pra agradar ao GF e se mantiveram calados sem opinar publicamente respeitando as atribuições militares,nossas leis e constituição.Mas nossas opiniões são apaixonadas por este ou aquele vetor.Pra mim o melhor é o que é melhor pro Brasil e se a industria Nacional e nossos Militares afirmarem que esse ou aquele vetor é o melhor pra nós eu assino embaixo.Nosso Vice-Presidente que é lider industrial disse no começo disso tudo que não importaria o preço e que iriamos adquirir aquilo que fosse a melhor tecnologia e o melhor pro Brasil…Cuidado pra não surgir um FHC-NG ou seja : Um Fernando Henrique Cardoso Nova Geração.

  15. lapada = lâmpada

  16. Gunsalmo estruturalemente o NG só difere no trem de pouso.
    O FA-18 EF sim é totalmente diferente e 1 m maior.
    Podemos questionar se ai não há um problema de projeto, pois o Rafale já foi concebido tal como é, para evoluí-lo está-se modificando motores e sensores, bem como os materiais que compõe o avião especialmente RAM para a fuselagem.
    Motores sensores estão sendo desenvolvidos para os 3 concorrentes e não vejo assim vantagem extraordinária em nenhum dos 3, bem este é meu ponto de vista.
    para todos os novos motores darão mais acréscimo de potência e menos consumo, mas creio que é cedo para falar em números.
    De fato, dos 3 caças apresentados no FX apenas o F18 pode realmente ser avaliado, pois está pronto os outros dois ainda estão ou em estágio de validação ou em desenvolvimento, ai fica difícil comparar.
    Saudações
    E.M.Pinto

    mas o

  17. A principal vantagem do Rafale é o :

    SPECTRA: um escudo contra todas as ameaças da guerra eletrônica

    O SPECTRA é um sistema de guerra eletrônica totalmente interno, que deixa todos as estações externas disponíveis para armas, tanques de combustível ou casulos.

    Está totalmente integrado ao sistema de missão, proporcionando geo-localização e identificação de ameaças para o processo de fusão de dados.

    A autodefesa dispõe de chaffs e flares, realiza interferência eletrônica em radares, laser e na guiagem de mísseis, utilizando os mais recentes dados de inteligência eletrônica disponíveis no planejamento da missão.

  18. Piada mesmo esse Gunsalmo…
    O cara ainda teima em dizer babozeira…
    Vamos pegar uma carcaça de Hornet comum e recheá-lo de gambiarras e depois chamá-lo de Super Hornet…isso é o seu Gripim Demo atual…
    Meu filho só olhar o painel interno do Rafale com sidestick já humilha o painel de F-5 do Gripim…

  19. Esse foi no conto das maravilhas suecas ninguém garante…rsss
    Pra superar o alcance do Rafale….a banana sueca vai ter q ser muito gorda, larga e pesada…..como minha sogra….kkkk

  20. Olhem esse video pessoal :

    Esse é o Rafale M

    Manobrabilidade do Rafale

  21. Pessoal, essa de autonomia de vôo não importa mais!
    Com a demora de mais de 8 anos para a decisão e seu possível adiamento para o proximo governo, mais os recentes distúrbios visando “emancipação” no Mato Grosso e em Rondônia, afirmo que SEM o Mato Grosso e SEM a Amazônia, até mesmo o raio de ação do Gripen, será suficiente para o que sobrar do Brasil…

    É meus caros, quem não cuida do que é seu acaba ficando sem…
    Intruder

  22. Gunsalmo não vai ter autonomia maior que o rafale nem sonhando,vai chegar perto do F-18SH e do Rafale!
    Vc tem que entender que o GRIPEN NG não existe ainda a própria saab afirma que só estará pronto em 2015,o gripen tem um motor novo uma evolução do motor atual que é um GE,vai ter 30% a mais de combustivel,no tocante será um gripen cd mais parrudo,para ser mais preciso,um Jas 39,quanto a suite de guerra eletronica ela poderá ser atualiazada nos gripen cd,que passariam a ter a designação de gripen EF.Outra coisa que me causa estranhesa é a suposta hora voo de 4 mil dólares do gripen,isso não existe como um caça que vai utilizar um motor mais potende e sendo da mesma série do anterior,vai reduzir a hora voo de 10mil dolares para 4 mil,eu duvido que na proposta esteja esses 4 mil dolares!

  23. O que existe hoje é o demonstrador,que é um gripen cd com algumas tecnologias que serão usadas no NG!

  24. Nossos F-5Ms são também NG Gunsalmo…..totalmente recauchutados e gambiarras novinhas…rsss….um caça novo do jeito q você acha….rsss

  25. Oas amigos que defendem a ferrari(por ser mais tecnologica),um caso que aconteceu comigo na marginal tiete,eu estava com meu tio no fusquinha dele que tem trinta e tantos anos em um dia de chuva , chegamos em um ponto de alagamento(lagoa mesmo)atras do meu tio chegou uma ferrari (lindona por sinal)meu tio envio o fusquinha na “lagoa” e atravessou ate o outro lado,não e que o cara da ferrari quis fazer o mesmo, so que ele ficou no meio da “lagoa”.HAHAHAHAHAHA,MAS VALEU UM FUSQUINHA BARATIM DO QUE A FERRARI.

  26. BARCA,MAD DOG,KOJAK,LANTERNA VERDE,CARLOS AUGUSTO E ETC…VCS VIRAM O EXEMPLO DOS FRANCESES NA HORA DE VOTAR SOBRE SANSOES CONTRA O IRAN,ELES NAO TIVERAM NEM RESPEITO PELO NOSSO PAÍS,PODERIAM TER FICADO NEUTRO JÁ Q QUEREM UMA PARCERIA DE DESENVOLVIMENTO MILITAR COM O NOSSO PAÍS E JUNTOS EUA, RUSSIA E FRANÇA FIZERAM O ITAMARATIR DE PALHAÇOS,COMO VCS PODEM DEFENDER OS FRANCESES EM TUDO. SE É NAVIO OU SUBMARINO OU AVIOES TEM Q SER FRANCES,NAO CONSIGO ENTENDER VCS.SE TODOS ESSES PAISES CONCORRENTES TEM TECNOLOGIA AMERICANA,TANTO FRACES COMO SUECOS E SE UM DIA ELES QUISEREM EMBARGAR UMA VENDA FUTURA ELES FARAO,FIQUEM CERTO DISSO…ENTAO PARA QUER ESSA PARANOIA TODA? SÓ OS FRANCESES Sao OS MELHORES?

  27. Como colocaram alguns leitores nos últimos dias, já é tempo de pressionar a Dassault para participar do Neuron. Ou fazer parceria para um UCAV com otro fornecedor. Mas a gente tem que apontar para alguém que esteja disposto a investir pesado como para ter um verdadero UCAV bombardeiro, é um passaro muito perigoso se não tem a eletrônica certa.
    É óbvio que esse tipo de investimento só uma potência pode fazer, os possíveis parceiros reduzem-se então a 3 US FR e RU. Coréia existiu porque existia a ameaça comunista, simples, não tem futuro, também está fora, como Japão. A China irá sugando a indústria de os antigamente chamados os pequenos tigres asiáticos. Outro parceiro interessante que está sempre fujindo dos seus vizinhos é a Inglaterra (país pequeno mas com muita ex-colônia).
    A França, na verdade não é um país com futuro, em 2 décads fica sem indústria e portanto, sem dinheiro para subsidiar seu agro ineficiente.
    Parceiros para o jaguar ficam a águia o urso e os british, agora os british tão em falência total, a águia igual, e os russos não são de confiar.
    Talvez, ao final, o verdadeiro parceiro do jaguar seja o elefante, ainda que sua indústria militar nunca termina de decolar, se poderia juntar com a gente para um acordo conjunto com a Dassault ou juntar coragem e partir para uma indústria de 3 donos BR IN RU mas com a liderança do jaguar e do elefante não do urso. Este seria o momento de falar com o elefante e agir em conjunto.

  28. Então para o jaguar seria o IBAS a verdadeira aliança, não passar mas bola para os BRIC, porque alem de tudo está o panda que não presta. No militar o reino médio vai colidir cedo ou tarde com o mundo ocidental.
    Uma união do jaguar e do elefante podem pressionar aos frogs da dassault ou deixar ao urso num papel secundário no atual negócio que o Buda tem com a sukhoi. A união do jaguar e do elefante criaria de imediato um novo polo de poder mundial.

  29. Vai sonhando com seu mirabolante fusquinha sueco…pq ele vai atolar de vez depois que os indianos finalizarem o MRCA…kkkkkk

  30. Cirqueira…
    Pior vai ser o embargo com o Gripim…..verdadeiro remendo de retalhos de tanto fornecedor estrangeiro…verdadeiro Milk Shake de componentes de fora…faça-me um favor…
    Nossos Mirages 2000 voam mais que os F-5Ms…
    Prefiro Rafale simplesmente porque é o MELHOR do short-list…Gripim monoturbina sem alcance não é caça de superioridade aérea…

  31. Milton Bras Cabral :
    …já é tempo de pressionar a Dassault para participar do Neuron…

    Milton, acho que a participação neste projeto com certeza deve estar pesando também na parceria Brasil-França.
    E quem acha que a França traiu o Brasil na questão do Irã, por favor…
    A questão do Lula, ali, era comercial, tanto com foco brasileiro quando pessoal. A França tem décadas de bagagem na política externa e não ia arriscar (sozinha!!) a favor do Brasil.

  32. Hornet em 26/07/2010 às 19:45

    “Minhas restrições ao NG no Brasil são basicamente estas:

    – É um projeto de atualização de um caça anterior (o Gripen C) que pode dar pouca margem para futuras atualizações, pois o Gripen (mesmo o NG) é um caça pequeno, com pouco espaço para futuras modernizações que não impliquem em redesenhar o avião todo, o que inviabiliza qualquer MLU que a FAB queira fazer.”

    Hornet, o NG não é uma atualização e sim um avião novo, mas mesmo que fosse uma atualização, isso não impediria nenhum futuro MLU. Outros aviões de mesmo tamanho, como o F-16, passam por atualizações normalmente. O tamanho não tem nada a ver com a capacidade de ser atualizado.

    “- A SAAB não tem projeto nenhum para o pós-Gripen (essa idéia do Gripen Stealth é só um desenho, e desenhar qualquer um desenha, quero ver bancar isso). Tanto não tem que está como empresa subordinada no nEUROn, projeto liderado pela Dassault. E aqui, se for para pensar em parceria futura para entrar no nEUROn, o mais lógico é fazer parceria com a Dassault (do tipo: vamos falar direto com quem manda, e não com os office-boys…hehe).”

    Se o projeto de 5a geração da SAAB é só um desenho, o da Dassault nem desenho é, pois o nEUROn (do qual a SAAB também participa) não é um avião tripulado.

    “- O Gripen (qualquer versão) é um caça “lego”. Tem componentes de meio mundo. Isso torna qualquer TT inviável do ponto de vista estratégico.”

    Se ele é um “lego”, está em boa companhia pois o nosso KC-390 será feito num esquema muitíssimo semelhante.

    “- A Suécia não usa o NG em suas forças (dizer que vai comprar depois acho, além de arriscado para o Brasil, uma hipocrisia por parte do país vendedor. Compra e opera o avião primeiro, depois tenta vender pra alguém).”

    A Força Aérea Sueca já se comprometeu com a adoção do NG. O que está em discussão é, apenas, quando isso se dará. Se for escolhido por Brasil ou India, a entrada em operação na Fligvapnet será adiantada.

    “- Não creio que o NG, quando estiver pronto, fará frente a caças como Rafale F-3, Typhoon tranche II, SU-35 BM ou mesmoo o Super Hornet e o F-16 block 60, para ficar só com os caças de quarta geração avançada e não citar os caças de quinta geração. Portanto, já compraríamos o mais “fraco” dentre os caças de quarta geração, caso comprássemos o NG”

    O NG leva vantagem sobre todos esses acima citados pois tem o menor RCS entre os de 4a geração. Alem disso, seu datalink é superior e será o primeiro a receber e aproveitar todo o potencial do Meteor. Isso pra não falar do supercruise.

    ” A Suécia é mais ou menos um zero a esquerda em termos geopolíticos. Não agrega nada.”

    Melhor um parceiro que é um zero a esquerda em termos geopolíticos que um que te esfaqueia pelas costas (vide o voto da França nas sanções contra o Irã e sua posição bloqueando o acordo de livre comércio da UE com o Mercosul).

    “- a crença entre alguns hipinotizados que o Brasil e a FAB são, respectivamente, um país quebrado e uma Força Aérea menor (que terá sempre que ser um força de quinta categoria, sempre subalterna) que precisa de um monomotor pois não terá dinheiro nunca para operar um bimotor (mesmo a maior parte de nossa atual frota de caças sendo bimotor – o F-5 -, o lobbie conseguiu inventar essa e parece que colou na cabbeça de alguns).”

    Hornet, quando as nossas forças armadas pararem de mandar os recrutas mais cedo pra casa por falta de comida no rancho, aí vou começar a acreditar que não tá faltando dinheiro.

    ” a idéia que o Gripen é invencível no mundo (ganha de qualquer caça, desde o F-15 até o SU-35) e imbatível em qualquer concorrência (pena que não avisaram aos Holandeses e aos Noruegueses…será que avisaram aos indianos? Logo veremos).”

    Parece que também esqueceram de avisar que o Rafale é um bom caça em todas as forças aéreas onde ele foi rejeitado (Coreia do Sul, Marrocos, Singapura, Grécia, etc).

  33. Francoorp:
    Não é que os franceses também fizeram um caça de acrobacias como os russos, só que o dos russos também combate e é mais BARATIM do que a jaca francesa. Alem das acrobacias a jaca faz mais alguma coisa?

  34. Francoorp:
    Eu me esqueci que a jaca também serve como peso de papel, arvore de natal de hangar e também desfila em shows aéreos.

  35. Kojak:
    Os processadores(que é o cerebro da jaca)o gps e outros itens da jaca, vem de onde mesmo.

  36. Olha eu não me lembro se foi aqui ou no poder aereo que saiu uma materia com os fornecedores do gripen e do gripen ng,poderia ser feito o mesmo com a jaca,ops, o “100% frances” rafale.

  37. Gulsalmo,

    a diferença é que todos os lobistas do NG acreditam e propagam mundo afora que ele é imbatível em concorrências, que ele vai ganhar todas. E até agora nem a Suécia comprou o NG. Ao menos a França opera o Rafale, e já encomendou o F-3.

    O dia que a Suécia encomendar, comprar e operar o NG, talvez a situação possa mudar, mas até agora….

    forte abraço

  38. E.M.Pinto,grato.

  39. Pois é SxMarcos, a França no momento crítico não tem independência, só vejo dar dinheiro para os frogs no marco duma parceria prévia com o Buda, felizmente o Lula conquistou o elefante nesses últimos anos, vamos ver se aproveita essa oportunidade e vai mais além nos messes que restam de mandato.

  40. Viram o link do E.M.Pinto acima,afinal a jaca tem fornecedor americano(isso mesmo americano),alemão,suiço,canadense,ingles e vai se saber da onde mais.Mas a jaca não era independente!

  41. ESSA FOI BOA JAKSON ALMEIDA E GUNSALMO,VCS SAO FERAS….

  42. Algumas observações :

    Do Gripen D, surgiu o Gripen DEMO, uma plataforma de testes, inclusive para as modificações Estruturais, para dar origem ao Gripen NG que está sendo oferecido ao Brasil e Índia. Esse Gripen, será adquirido pela FMV , aliás eu postei um link que está em algum post anterior. Ao mesmo tempo, a Força Aérea Sueca planeja elevar a capacidade dos sistemas do Gripen C/D ao nível do Gripen N/G. ou seja ele compartilhará de radares, sistemas de EW, cockpit e aviônicos.

    A Força Aérea Sueca disporá dos 2 vetores, provavelmente em menor quantidade que os atuais C/D.

    De certa forma, a Suécia estará fazendo exatamente o que a França está fazendo com o Rafale, mantendo sua “Dassault” no caso a SAAB, viva.

    Portanto no meu ponto de vista, o risco do Gripen Ng é baixo, não como alguns foristas colocam . Fora o benifício em participar de um programa como esse.

    Agora, se temos um governo que quer ser independente de sistemas americanos, não dá para entender porque não foi dito isso antes de fechar a short list para a FAB. Aliás isso deveria ter sido dito antes de enviar a RFI para as fabricantes.

    []’s

  43. Sim Jakson, o canard, o visor Flir ( que Sagen também tem) empenagens, o computador de bordo e outras coisitas.
    Apenas uma curiosidade, saiba que o F18 tem mais componentes importados que o Rafale, isto mesmo, nem por isso os EUA são incapazes de produzí-los, alguns componentes estão amparados por acordos de transferência de Tecnologia, como é o caso da Espanha entre outros.
    O mesmo serve para os Franceses que com exceção de alguns componentes componentes podem substituir por seus próprios.
    A questão ao meu ver não está se tem ou não tem, e sim o que é que pode e o que não pode ser substituido.
    Quanto a alegação do sistema GPS, ela é infundada, tanto A França como Suécia utilizam os sistema GPS porém estão perfeitamente integrados ao GAlileu (GPS-Europeu) de tal forma que há uma válvula de escape, o Hornet é que estaria preso tão somente ao GPS, isto se não fosse negociado.

    Quanto a lista de componentes do Rafale sugiro a leitura da lista de fornecedores e comparativos entre os caças do FX, muito bem postadas no forumd a ALide
    http://www.alide.com.br/wforum/viewtopic.php?f=3&t=1765&start=4290

    Sds
    E.M.Pinto

  44. O que vocês não perceberam é que todos os países operadores ocidentais de caças tripulados high end, estão estocando, cancelando ou até desativando os tripulados. Não é só a crise.

    O futuro do caça tripulado, ao que tudo indica, já está agonizante. Os que ainda detém os últimos projetos, estão tentando repassar para a frente por motivos óbvios.

    Rearmar a FAB rápido, é mais que urgente (compra os 36 Rafales de prateleira, pelo menor preço e garanta a encomenda da versão M), porém, não compensa negociar ToT de tripulado, se podem haver países que já o desenvolvem, que podem garantir com mais segurança a ToT de uma geração superior.

    É o descompasso entre a tecnologia e o tempo.

  45. Alias, perdemos muito tempo…

  46. E.M.Pinto,ao menos americanos e suecos estão sendo mais “transparentes” que os franceses que juram de pe juntos que o rafale é 100% independente.Talvez nem o Su seja tão independente assim.A “Assault” mal consegue produzir um caça por mes,assim se o Brasil começar a receber o rafale em 2015 ira receber o ultimo quando,em 2025 talvez!O brasil devia ir de gripen ng(aprender fazendo)e outro caça de emprego imediato,se e pra pagar caro por um caça, ao menos que ele seja economica e operacionalmente viavel como o eurofigther,f-15k ou su-30/35.

  47. Menor preço focado na média de aquisição e manutenção, até o patamar de 50 milhões de euros (é dos franceses. Não podemos esquecer a casadinha com os Subs, creio eu).

  48. Jackson,

    mas o Rafale é 100% francês, assim como o Super Hornet é 100% americano.

    tecnologia não é componente apenas, é capacidade de desenvolver e fabricar, é conhecimento adquirido. E COTS, que constam tanto no Super Hornet quanto no Rafale, são componentes que podem ser trocados por outros equivalentes, se for o caso. Isso é corriqueiro no mundo industrial/empresarial atual.

    seja como for, a França pode fazer TT do Rafale de forma irrestrita, pois domina o Rafale em 100%, das pontas das asas até suas armas e sensores embarcados.

    A Boeing também poderia fazer TT em 100%, caso não houvesse as complicações com o Congresso dos EUA.

    Já a Suécia não desenvolveu tecnologia nem dos motores, nem das armas e nem do radar do NG, para citar apenas esses 3 ítens sem os quais um caça não serve pra nada.

    O que o MD deteminou para o Fx2 é a transferência de tecnologia sensível e não TT de parafusos ou chips Made in Korea.

    forte abraço

  49. Jakson Almeida :
    E.M.Pinto,ao menos americanos e suecos estão sendo mais “transparentes” que os franceses que juram de pe juntos que o rafale é 100% independente.Talvez nem o Su seja tão independente assim.A “Assault” mal consegue produzir um caça por mes,assim se o Brasil começar a receber o rafale em 2015 ira receber o ultimo quando,em 2025 talvez!O brasil devia ir de gripen ng(aprender fazendo)e outro caça de emprego imediato,se e pra pagar caro por um caça, ao menos que ele seja economica e operacionalmente viavel como o eurofigther,f-15k ou su-30/35.

    Nisso eu concordo com o Jackson, acho que o Brasil deveria pegar o Gripen para aprender e comprar alguns caças da família Sukhoi (Su-30 e Su-34), para ter superioridade aérea.

  50. Jakson Almeida até agora vc só apresentou o mesmo discurso surrado e colocou até o fusquinha contra uma ferrari…rsrs,me apresente algo concreto além daquele velho e batido mantra,em se tratando de defesa não tem fusquinha,tem que ser de porche,masserati,lamborguine,jaguar,porque se houver a nesecidade de usar o fusquinha contra outro oponente caso ofusca não corresponda não vai afetar apenas a sua familia mais a minha e de mais 190 milhoes de brasileiros,agora vamos ao que interessa,vc ficou empolgado com aquela matéria que dizia que o rafale tem componentes americanos,sim tem,mas a diferença entre o rafale e o gripen são componentes vitais,que não podem ser substituidos,vou te dar um exemplo,vc sabia que o sistema de controle de combustivel do gripen é françês,agora vou te dar um exemplo do componente mais importante do rafale que é de origem americana,é o seu processador RISC,ao contrário dos processadores X86 que são das marcas Intel e AMD,os RISCS são feitos pela IBM,ITACHI,e mais uma outra gama de fornecedores na asia e europa,porque se optou pelo americano,por ter uma escala de vendas maior e por ser mais barato,caso os americanos queiram bloquear a venda os franceses podem comprar dos asiaticos ou até mesmo na europa.Já o gripen a turbina é americana, o sistema de controle de combustivel é frances,o canhão é alemão,o caça tem mais peças inglesas que suecas,a propria saab disse que as partes em que ela não domina teriam que ser negociadas,pelo contrário se vc sabe qual é a proposta sueca vc me mestre,pois não conheço,essa proposta sueca ninguém conhece,vou postar pra vc aqui a proposta americana pra vc ver,já a sueca não vi nem a cor,amigo desenhar asa,parce dar carcaça do caça a embraer tem capacidade para isso,agora a saab vai dar coopropriedade industrial do rafale,vai abrir os componentes do radar,software,vai treinar empresas brsileiras na tecnologia de usinagem,materiais compostos,o caixão do caça(estrutura do caça),se vc me mostrar por A mais B que eles vão fazer isso eu posso até mudar de opinião,mas nunca vi isso,apenas promessas e mais promessas,amigo se a saab tivesse colocado no contrato metade das promessas que já vi ela certamente já teria ganhado esse FX2.Agora vamos esperar até 2015 para o caça estar operacional,depois vem a fase de produção,coloca mais tempo ainda nisso!
    Agora me mostra o que a proposta da Saab tem de melhor que da Dassault e não aquele velho mantra de sempre,aqui no brasil tivemos 2 blog ótimos em que seus moderadores foram a suécia e ninguém trouxe nada de novo,ninguém trouxe uma foto do gripen ng,porque ele não existe,existe o demonstrador,não sei porque na hora de definir caça alguns chamam ele de Gripen NG e suprimem o adjetivo demonstrador.Você diz que o brasil vai aprender fazendo,o brasil vai aprender a fazer mais com o rafale do que o gripen,aprender a fazer o que com o gripen ?,parte de fuselagem,montagem de trem de pouso,os suecos,esse caça foi oferecido ao brasil sem armas,nem barato esse caça é,pra vc depois comprar armamentos do nível do rafale,vc só vai ter 2 opções fora os franceses russos e americanos,mais provavel que seja americano os armamentos.
    Amigo Jakson Almeida na boa não cai nesse mantra!

  51. Hornet em 26/07/2010 às 23:04

    “Gulsalmo,

    a diferença é que todos os lobistas do NG acreditam e propagam mundo afora que ele é imbatível em concorrências, que ele vai ganhar todas. E até agora nem a Suécia comprou o NG. Ao menos a França opera o Rafale, e já encomendou o F-3.

    O dia que a Suécia encomendar, comprar e operar o NG, talvez a situação possa mudar, mas até agora….

    forte abraço”

    Hornet, a versão C/D já ganhou algumas concorrências (Africa do Sul, Rep Tcheca, Hungria e Tailândia) e a NG, mesmo sem estar totalmente pronta, tem muito mais chances que o Rafale nos seus 24 anos de vida.

    Alias, por falar nisso, gostaria de dizer que, apesar das brincadeiras, não tenho nada contra o Rafale. Acho até que ele poderia ter sido um sucesso de vendas se não tivesse chegado tão tarde no mercado. Se considerarmos que ele fez seu primeiro vôo em 1986 e só entrou em operação em 1999 (13 anos depois), vemos que o programa sofreu atrazos demais. Pra vc ter uma idéia, o Super Hornet, que entrou em operação no mesmo ano (1999), fez seu primeiro vôo apenas 4 anos antes (1995).
    Quem conhece a industria aeronáutica sabe que programas que sofrem atrazos em demazia acabam ficando econômicamente inviáveis (vide A-400 que está indo na mesma direção).
    O que mata o Rafale é que, hoje, ele está espremido entre dois grupos de concorrentes. De um lado temos aviões que custam o mesmo e fazem muito mais que ele (F-35 e, futuramente, PAK-FA) e do outro aviões que fazem a mesma coisa e custam muito menos pra adquirir e manter (Gripen, SH, Mig-35, etc).

    Um abraço.

  52. Só uma observação: podemos perguntar à África do Sul, à Malásia, à República Tcheca e à Hungria o que esses países acham do Gripen. Só podemos perguntar à França (vendedora) o que ela acha do Rafale.

  53. ROBERTO CIRQUEIRA nesse caso do Irã,não tem muito haver com o que o Lula e o Sarkozy definiram como parceria estrategica,é uma parceria e não uma aliança,o que foi acordado entre os dois são cooperações em determinada aereas,e no tocante ao desenvolvimento e transferencia de tecnologia para nosso parque industrial militar,não é uma aliança,a frança tem todo o direito de não votar junto com o brasil no caso das sanções contra o Irã,assim como nós temos i direito de não votar a favor deles,um exemplo se por acaso a frança entrar em guerra o brasil seria obrigado a lutar do lado françês ou vice-versa?.
    Não temos uma aliança e sim uma parceria existe uma diferença grande entre as duas,no que foi acordado até agora eles estão cumprindo!

  54. só pra complementar: irrestrito não quer dizer 100% do caça.

    Quando a França oferece TT irrestrita, embora possa fazer TT em 100% do Rafale, não quer dizer vá fazer TT de todo o caça. Pneus, certamente não precisaremos de TT. E um caça tem pneus. Pneus compôem o 100% de um caça.

    Irrestrita quer dizer outra coisa: sem restrições de tecnologia sensível, a tecnologia que importa de fato. Sem restrições políticas para isso. E sem restrições técnicas.

    A Boeing tem restrições políticas para fazer TT, e a SAAB tem restrições técnicas que podem vir a se tornar restrições políticas.

    O máximo que a SAAB pode oferecer, e que podemos confiar certamente é o seguinte: faremos a TT irrestrita das partes que dominamos do Gripen NG. Para além disso a SAAB não tem como prometer mais nada. Se prometer, estará apenas fazendo discurso vazio, pois nem a SAAB e nem a Suécia tem o controle total do NG. Basta a Itália, a Alemanha, a França, a Inglaterra ou os EUA restringirem algo do caça, que lá se vai a “TT irrestrita” da Suécia.

    enfim…conversa antiga essa aqui.

    abraços a todos

  55. Momento poetico…rsrs

    Se demonstras força, todos
    querem ser teus aliados.
    Ao contrário, se mostras fraqueza,
    ninguém te dará importância.
    E, se tendo riquezas, não demonstras
    força, atrairás sobre tua cabeça
    todas as ambições do mundo.

    (Ciro, Rei da Pérsia)

  56. Senhores, o grande problema da SAAB e do Gripen NG é não posicioná-lo adequadamente no mercado hora ele compete com o VW Jetta, Ford Fusion, Chevrolet Malibu no caso do FX2 do Brasil… Hora ele está posicionado no MRCA Indiano como um Honda Civic, Toyota Corolla, Ford Focus Sedan, mas na realidade o que pode entregar está para Honda City, VW Voyage ou Polo Sedan, Ford Fiesta Sedan.
    Primeiro eles devem eleger seus concorrentes e em que mercado eles desejam estar: F16/J10/Tejas/Mirage2000/Mig35/Su27 ou Rafale/F18EF/Typhoon/F15ou F35/SU50/F22???????
    Querer abraçar o Mundo com o Gripen NG é muita petulância ou insanidade de vendedor. O pior é ver gente comprando esta idéia.
    [ ]s

  57. Para os que criticam o gripen ng e elogiam o rafale deem uma olhada nesse texto(em ingles)indicado pelo Vader no poder aereo.
    http://www.strategypage.com/militaryforums/6-57541/page33.aspx

  58. Jakson,
    Procure ver o vídeo da apresentação das 3 propostas no congresso nacional, lá você verá que os franceses representantes da Dassault não falaram em momento algum que eram donos de todas as partes do avião, porém foi muito esclarecedor neste momento da explanação quando o senhor Merialdo (representante da Dassaul, e francês, que veio ao Brasil e aprendeu português para negociar conosco em nossa língua) cedeu a palavra a um executivo francês que não me recordo o nome, e este explicou que os itens do Rafale que não são fabricados na França são de fornecedores que a França considera mais interessante, porém ele foi categórico em dizer que estes fornecedores poderiam ser trocados de acordo com o interesse do cliente.

    Seu pensamento de torcida o cega à tal ponto, que este mesmo senhor nesta sessão na câmara junto com os demais concorrentes ainda no ano passado, esclareceu também que normal e natural que nenhum jato seja 100% feito em um único lugar e que isso faz bem ao processo devido a possibilidade de mudança de fornecedores.

    Porém o sensível a se ressaltar é que motores e radar, são franceses, feitos em sua grande parte absoluta naquele país e fruto de desenvolvimento tecnológico de lá e sendo assim seus direitos de uso são 100% nacionais franceses, assim como o grande motor GE do F/A-18 E/F e seu radar, isso é algo que a SAAB não pode se orgulhar.
    O sistema de IRST do Gripen NG será da Thales e a antena de radar AESA (o principal do radar) do Gripen também será da Thales. Lembrando que Thales é uma empresa francesa que mexe com quase tudo em termos de computação para fins militares (e não duvide de eventuais capacidades extras desse conglomerado que faz mais coisas do que uma empresa sueca sonha em fazer).

    A Dassault tem sua cadência de produção mantida de acordo com as necessidades de mercado, um comentário a um tempo atrás semelhante por sua parte foi respondido por outro participante citando da cadência francesa da década de 70, portanto não duvide que eles podem aumentar esta cadência de acordo com as necessidades e óbvios investimentos.

    Você fala de utilizar dois caças, opção economicamente rejeitada já pela própria FAB e ainda cita o Eurofighter e F-15 que são vetores ainda mais caros e complexos de operar que o Rafale, me questiono as vezes do mundo em que vivemos…

    Um mundo em que a propaganda do Gripen vendeu muito bem para algumas pessoas que vivem no país do futebol e dependem ardorosamente do sentimento de TORCIDA!
    Não conseguem observar aos fatos e ver fatores determinantes para escolhas técnicas, e sim o que tanto insistem em dizer sobre a opnião da FAB, ela nunca foi do Gripen, não no F-X2!
    Os militares querem um bimotor desde o início e só não queriam um avião deste tipo no F-X1 por que as perspectivas não eram favoráveis naquele momento, resultado ali foi que o Gripen ganhou mas não levou.
    Pode ser o mesmo agora com o Rafale, mas vale lembrar que a aliança estratégica Brasil – França não foi iniciada pelo governo atual, e vale ressaltar que foi concluída e com louvor por este, onde temos então que um próximo muito provavelmente optará por continuar assim (pode ser que não, mas quase certo que sim)

    Ademais, quem tem uma indústria bélica “independente” como os suecos tanto gostam de propagar, são na realiade os franceses que produzem muito mais daquilo que utilizam e inclusive muito mais tecnologias sensíveis…

    Lamento pelo seu sentimento de torcedor que deve ter muita fúria de Zinedine Zidane e compania pelo que te fizeram de mal em 1998, mas eu me rendo a perícia de um mestre, e não só ele foi na bola, como a França é no mundo, tanto em tecnologia quanto em conhecimento de uma forma geral, não por acaso vários conflitos se passaram e por vezes a França quase foi varrida, mas sempre se reergueram e demonstraram ao mundo seu papel e importância em todas as épocas desde a formação de estados nacionais.

    Não estou me inferiorizando, somente fazendo o tributo a uma grande nação que fez seu caminho para estar onde hoje está, sejam com meios louváveis ou não…
    O fato é que nesta concorrência quem olhou com mais respeito e seriedade junto ao Brasil foi sim a França que não pegou um “Brasileiro” naturalizado sueco para ser seu representante, bem como não mandou um americano falando inglês… Não, tiveram o respeito de enviar um ex-militar, para falar com militares e políticos fizeram o sr. Merialdo (figura muito mais simpática que gordinho sueco que fica vermelho fácil e fala alto com incrível facilidade) vir ao Brasil, aqui morar e aprender o português (que ele já conhecia) e negociar conosco aqui, em nossa terra e falando a nossa língua…

    No passado franceses agiram mal? Pode até ser, mas quem pode dizer que eles estavam errados? Investir ou acreditar em uma ditadura? Depois disso acreditar em um país com política frágil e instável, eu na posição deles não agiria diferente, mas hoje, os ventos sopraram e o Brasil tem outra posição no mundo e com muita perspicácia eles nos oferecem o que eles possuem de melhor e cobram o preço, porém uma aliança e o respeito por eles demonstrado não tem preço.

    Se forem falar das últimas decisões do CS, eu já adianto que neste clube todos sabem como são as regras, porém faço lembrar que os franceses fazem hoje sua parte para que lá estejamos nós também…
    Se num futuro tudo isso terá frutos como os que queremos? Pode ser que sim, como pode ser que não, mas está em nossas mãos apertar a dos franceses e cobrar de forma correta as contrapartidas necessárias e fazermos nossa parte para honrar uma aliança. Lealdade é algo que lá na Europa eles sabem muito bem o valor, e alguns aqui no Brasil também… O futuro dirá…

    Mas aos que pensam ainda em Gripen…
    Atchimmm
    Acho que ela pode ser mais suína que sueca…

  59. Raptor, os relatórios que vazaram hoje do Serviço Secreto americano apontam dados que desabonam e colocam em dúvida a eficácia dos UCAVs no Afegnistão com relatos de colisão entre aeronaves e ataque a alvos civis.
    Hornet, bem lembrado, antes de tudo a SAAB deve convencer o Governo Sueco a comprar o Gripen NG. Depois podemos conversar. O Gripen NG nada mais é que uma plataforma de testes de equipamentos MLUs para os JAS39 da Real Força Aerea Sueca, a preço de concorrências e especulações externas. Neste sentido tiro o chapéu para os Suecos, conseguem desenvolver idéias para seus JAS39 de frota, seguindo os FXs pelo mundo afora. Nada mais que um JAS39 MLU.

  60. Gunsalmo,
    Acho melhor você se informar melhor sobre o que é a RCS do Rafale meu caro… além de que vale a pena pensar que a capacidade de datalink do F/A-18 e dos demais não é anunciada por ser considerado como item sigiloso, cão que ladra nem sempre morde…

    Convenhamos que fazer um desenho de 5ª geração não é dificil, só o desenho… Lembra de quantos surgiram sobre o PAK-FA?!?!

    E reforço a tese que Gripen NG não é um avião novo, ele é feito a base do C/D e fará a força aérea sueca fazer o mesmo de antes do A/B para o C/D, volta para a oficina e é “reconstruído”, que beleza lembrar que Eagles e Falcons passaram por décadas e atualizações sem precisar disso, Mirage 2000 e Tornados também…

  61. carl94fn em 26/07/2010 às 20:13

    “Esse negocio de bom e barato me da vontade de vomitar… ”

    Então vc deve ter uma crise de vômito quando vê um avião da Embraer, não é?

    Ela conquistou uma grande fatia do mercado de jatos regionais justamente oferecendo aeronaves que eram tão boas quanto às da concorrência (Bombardier), porém com um custo bem menor de aquisição/operação.
    Agora ela está fazendo o mesmo no mercado de aviação executiva.

    Aliás, nesse aspecto, Embraer e SAAB são muito semelhantes. Cada uma no seu respectivo nicho.

    Um abraço.

  62. SAAB E UM HESTORIA MAL CONTADA COM HESTORINHA QUE VAI SAI BARATINHO NO FINAL
    PENSEI QUE ERA SO NO BRASIL QUE AVIA CRITICA AO PASSARINHO DA SAAB MAIS PRA VCS VEREM
    ATE LA FORA TEM
    QUE VENHAO OS RAFALES
    SAAB TA PRESIZANDO DIVIDI AS DIVIDAS ESE PAPINHO QUE VAI SER BARATO EO MESMO DO F 35 AQUELA JACA UMA ENROLADA QUE SAIMOS FORA A TEMPO
    SO FALTA AGORA A DA SAAB A JAKA AMARELA

  63. Bla bla bla, eu já escolhi o meu favorito e basta!!!

    Este FX2 não acaba nunca!

  64. Pode até ser que não será 100%, alias ninguém sabe quais são as propostas reais pois as propostas verdadeiras estão em segredo de estado, mas no meu ver é o Rafale que gerará mais independência que o Gripen, pois temos já acordos com os Subs, Helis, etc, não é dizer que tudo tem que ser francês, que são os melhores, mas pelo menos conhecemos como eles trabalham já faz tempo, isso é certo!

    os Yankees vão embargar sempre o Brasil e outros países satélites, metam isso na cabeça gripetes, são fatos reais e não estorinhas de liberdade de mercado!

  65. ROBERTO CIRQUEIRA :
    esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

    concordo contigo, é o que mais vai agregar “now how” e transfrerência de tecnologia, eu só não entendo a revolta dos franquistas que querem o brasil com uma “rainha de hangar”(vulga: jaca francesa que nenhum pais quer), um avião encalhado e obsoleto.

  66. ROBERTO CIRQUEIRA :
    esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

    É como tu disse meu amigo, é uma ponte para um avião de 5ªgeração e a independência da FAB e do BRASIL.Tem pessoas(franquistas) que pensam pequeno e amam a subservência do brasil a outras nações, e se esquecem que na comunidade internacional não existe amizade e nem tratado estratégicos, oque proliferam são interesses.

  67. Sem o menor pingo de dúvida o RAFALE é o melhor e mais tecnológico caça entre os três concorrentes e o que melhor atenderia a FORÇA AÉREA BRASILEIRA, e não tenho um pingo de dúvida que ele será o próximo caça da FORÇA AÉREA BRASILEIRA.

    Eu só compararia o RAFALE com TYPHOON!

    E que venha o RAFALE!

  68. Não gosto de toca no assunto FX porque sempre acaba em discussão, mas vou prorrogar um pouco mais dessa fez. Eu penso se é para fabricar um caça nessa altura do campeonato que esse seja um 5 geração, vejam bem tanto o PAK FA quanto o F-35 e o avião chinês já estão para sair entre 2015/2018 então pra que raios investir em um projeto 4 geração com tantos riscos que talvez vá estar pronto em 2015?
    Mas quem se importa com números “quem manda é o coração” não é mesmo, lógica pra que isso, só serve para abri os olhos a realidade, e isso doe, vai de encontro com desejos pessoais…

    Tudo vale até contra informação, por exemplo, dizer que a linha de produção do Rafale só pode fabricar um avião por ano, que é um total absurdo e todos sabem, mas enfim a opinião de todos deve se respeitada afinal vivemos em um país democrático com liberdade de expressão e se o cara quer dizer que um Fusca é melhor que uma Ferrari então devemos respeita não importado o quanto bobo isso pareça!

    Quanto essa historia do RCS do Gripen se o menor a controvérsia, se a quem diga que é o menor entre os finalistas do FX a quem diga que é o maior, de fato temos o depoimentos de pilotos dos SH elogiando a furtividade dos Rafales o resto pra mim é especulação…

    Só mais uma coisa pra que usar de informações falsas, ninguém aqui vai te papel decisivo na compra do caça para o FX-2, podemos conhecer melhor os caças e é só.

  69. Senhores

    Eu nao sou piloto…
    Nao sou mecanico de aviacao, projetista, engenheiro…

    Apenas sei aquilo que leio…
    Mas eu confio nos profissionais da FAB… Se a FAB diz que o Grippen é o melhor pro Brasil… entao é.

    Quem vao voar nesses avioes sao os pilotos… nao nos…

    Saudacoes
    Gustavo krepke

  70. Os suecos são transparentes em fazer lobby sujo…merecem o prêmio pinóquio…pra vender essa banana nanica inventam tanta asneira que os gripentelhos acreditam…

  71. O Gripim banana sem um APU francês interno não faz o motor americano decolar.
    No Rafale a grande maioria dos componentes são franceses em especial o radar e o motor…o que não acontece com a pulga sueca.

  72. ROBERTO CIRQUEIRA :
    BARCA,MAD DOG,KOJAK,LANTERNA VERDE,CARLOS AUGUSTO E ETC…VCS VIRAM O EXEMPLO DOS FRANCESES NA HORA DE VOTAR SOBRE SANSOES CONTRA O IRAN,ELES NAO TIVERAM NEM RESPEITO PELO NOSSO PAÍS,PODERIAM TER FICADO NEUTRO JÁ Q QUEREM UMA PARCERIA DE DESENVOLVIMENTO MILITAR COM O NOSSO PAÍS E JUNTOS EUA, RUSSIA E FRANÇA FIZERAM O ITAMARATIR DE PALHAÇOS,COMO VCS PODEM DEFENDER OS FRANCESES EM TUDO. SE É NAVIO OU SUBMARINO OU AVIOES TEM Q SER FRANCES,NAO CONSIGO ENTENDER VCS.SE TODOS ESSES PAISES CONCORRENTES TEM TECNOLOGIA AMERICANA,TANTO FRACES COMO SUECOS E SE UM DIA ELES QUISEREM EMBARGAR UMA VENDA FUTURA ELES FARAO,FIQUEM CERTO DISSO…ENTAO PARA QUER ESSA PARANOIA TODA? SÓ OS FRANCESES Sao OS MELHORES?

    ASSINO EMBAIXO…Primeiro endeusavam F-18,agora endeusam o Rafale…Noivinhas abandonadas na porta da igreja pelo super hornet,saudosas viuvinhas do rafale,curvem-se ao pó e entoem lamentações.Ergam suas faces ao céu e adorem seu unico e verdadeiro Deus o Gripen NG que rasgara os céus do Brasil sobre vossas cabeças.

  73. Krepk, ai está, a FAB não disse que o Gripen é o melhor, O relatório será apresentado ao público pois estará disponível para todos assim que finalizar-se o FX, quero ver quem continurá com a bandeira da defesa dos times de futebol.
    Alás posso te adiantar, os pilotos escolheram o SU 35- em segundo lugar o Rafale e terceiro o F18, sendo que o primeiro foi abatido por razões que a própria FAB tem que explicar.
    Do resto, o mantra permeou e continua aressonar…
    sds
    E.M.Pinto

  74. E.M.Pinto :
    Krepk, ai está, a FAB não disse que o Gripen é o melhor, O relatório será apresentado ao público pois estará disponível para todos assim que finalizar-se o FX, quero ver quem continurá com a bandeira da defesa dos times de futebol.
    Alás posso te adiantar, os pilotos escolheram o SU 35- em segundo lugar o Rafale e terceiro o F18, sendo que o primeiro foi abatido por razões que a própria FAB tem que explicar.
    Do resto, o mantra permeou e continua aressonar…
    sds
    E.M.Pinto

    TODO MUNDO SABE QUE ELES FORÃO OBRIGADOS A REFAZER O RELATORIO PRA AGRADAR A JOBIM E LULA

  75. Edu, ai está, esta pergunta já foi feita.
    Sds
    E.M.Pinto

  76. Nossos bicudinhos recalchutados F-5BM Brasil são considerados aviões de quarta geração por entendidos mundo afora.Tambem acho que deveriamos partir pra um estagio mais arriba e pessoas capacitadas a criar temos.A França é o maior protecionista e segregador Europeu ocidental e reconhecidamente “MURILO” ou seja sempre encima do muro e ao soar da trombeta sambam fora.Pra mim de la nem o queijo presta,tem cheiro e gosto de chulé.Mas a champagne é razoavel e a Carla Bruni é coisa de louco.

  77. Maluquinho, esta estória é mais uam balela, nunca houve isto, o que houve foi a mudança de pontuação onde Tot que tinha peso 4 passou a ter 9 (se não estou enganado) no mais, mas lobbie e mantra.
    Já divulguei aqui as palvras do próprio Ten Birg. Saito afirmando que nunca houve dois relatórios, mas não adianta, vamos voltar a mesma estaca zero sempre…
    Como disse, o relatório será aberto para consulta, quero saber quem vai depois disso manter a sua posição, a minha está clara e é esta.
    sds
    E.M.Pinto

  78. jomado :

    ROBERTO CIRQUEIRA :
    esse sim é o aviao certo para o brasil bom e barato,uma ponte para o de 5 geraçao..

    É como tu disse meu amigo, é uma ponte para um avião de 5ªgeração e a independência da FAB e do BRASIL.Tem pessoas(franquistas) que pensam pequeno e amam a subservência do brasil a outras nações, e se esquecem que na comunidade internacional não existe amizade e nem tratado estratégicos, oque proliferam são interesses.

    E é justamente por isso que não devemos comprar o GripenNG, uma aeronave que tem pedaços de vários países diferentes aumentando o risco de embargo, pois quanto maior o numero diferente de nações envolvidas maior o risco de alguma coisa dar errado na diplomacia… sem contar ainda que este mesmo fator tem a desvantagem de diminuir a capacidade de transferência de tecnologia pois deveremos tratar com vários países ao mesmo tempo para se obter tecnologias variadas de uma mesma aeronave.

    Com a França pelo menos tratamos com um país sò! O Gripen NG complica demais a situação do Brasil em todos os aspectos.

    Quero ler onde é que a FAB disse que o Gripen NG é o melhor pra ela, alguém me mostra a nota oficial da FAB dizendo isso claramente por favor! Tudo isso é somente especulação da imprensa!

    Dizer que refizeram o relatório é outra falácia, pois para se saber disso é necessário ter em mão o relatório original, como prova das afirmações, e cadê este relatório original, alguém viu??? ou foi somente a FSP que viu??

  79. Concordo com sua declaração E.M.: “Maluquinho, esta estória é mais uma balela, nunca houve isto, o que houve foi a mudança de pontuação onde Tot que tinha peso 4 passou a ter 9 (se não estou enganado) no mais, mas lobbie e mantra.”
    O pessoal fica tão curioso em uma decisão tão sigilosa que cria dezenas de teorias da conspiração.

  80. Ps..:: Carla Bruni tinha nacionalidade italiana também e seu pai biológico é Brasileiro, mais um bom exemplo de parceria maluquinho… olho mais aberto!

  81. Aos apreciadores de queijo podre,futebol frances(torçam pra França em 2014,ja que não gostam do Brasil)do Zidane e toda m…a francesa,vocês observaram que depois do ralatorio da FAB a jaca esta aprodecendo e caindo fora em tudo que é compra de caças mundo afora: Suiça,Kwait,Libia,Emirados Arabes Unidos,India e ate no Brasil.Achar que o pessoal da Fab e incompetente ja passa do bom senso.Agora se as rafaletes querem ver a jaca, so tem um jeito, se mudem pra jacolandia de mala e cuia.

  82. Este post já tem 84 comentários!
    Quem pode defender o avião da Saab?
    A Saab quer 5bi pelo 40% já desenvolvido! minha nossa!
    Pode ser uma empresa assim de cara de pau?
    Só um QUARENTA PORCENTO e quer quase o que estão pedindo os caras que têm aviões provados em combate!
    Um avião que NEM COMPRA o país produtor!
    Ainda que não adiantaria em nada, porque esse país não existe, é um paisinho num continente sem futuro!
    E aqui tem pessoal perdendo o tempo defendendo o indefensível, no lugar de falar da nossa aliança com outra potência.
    Tem pessoal MENTINDO, dizendo que a Suêcia vai comprar o avião da Saab, repetindo o lobby mentiroso e infantil da Saab de que os pilotos preferem o Gripen bláhbláhbláh.
    O lobby da Saab feito por adolescentes, encontraram um nicho de apoio, aqueles mesmos que falaram que os subs alemães eram mais baratos!
    Aqueles que queriam os subs alemães para o Brasil.
    Aqueles que torceram CONTRA O NOSSO PAÍS.
    São os mesmo que hoje seguem insistindo com o Gripen, porque a diferência do que acontece com os mil boatos do FX2, A MARINHA, saiu a desmentir cada vez que a Folha falava besteira.
    É uma questão política, mas não de política industrial o de aquilo que é o melhor para o país se defender, ou política de alianças com outras potências etc, não.
    São políticos que estão por trás de todas essas babaquices que publica a Folha.
    Políticos que usam qq argumento para jogar pedra contra o governo, ainda indo contra o interesse do país.
    ————————————————
    Mais uma vez, o Brasil tem que avaliar aliados, tem aí um gripeiro (obviamente um político fantasiado de gripeiro) que repete o que falam os americanos, que o país não tem amigos, isso é um disparate. Os americanos falam isso, mas eles TÊM países amigos, aqueles de fala inglesa, Canadá UK os aussis etc. E o Brasil tem que ter países amigos, POTÊNCIAS, no caso de parceiras onde cada um investe decenas de bilhões.
    Suécia é um país muito bonito, sua história, os vikings, etc, mas NÃO vai investir DECENAS de bilhões, é óbvio, só a politicagem ANTI-BRASIL mantém o Gripen vivo. sds
    —————————–
    É a hora de se unir com o Buda para negociar juntos parcerias com Dassault e/o Sukhoi.

  83. E.M.Pinto :
    Krepk, ai está, a FAB não disse que o Gripen é o melhor, O relatório será apresentado ao público pois estará disponível para todos assim que finalizar-se o FX, quero ver quem continurá com a bandeira da defesa dos times de futebol.
    Alás posso te adiantar, os pilotos escolheram o SU 35- em segundo lugar o Rafale e terceiro o F18, sendo que o primeiro foi abatido por razões que a própria FAB tem que explicar.
    Do resto, o mantra permeou e continua aressonar…
    sds
    E.M.Pinto

    A FAB foi obrigada a mudar o relatorio pra agradar o Governo…isso é conhecimento geral e inclusive há materias em varios sites especializados que dizem isso…

    Nao digo que o Grippen é o melhor… porque pra mim essa coisa de melhor e pior depende da mao que maneja o Manche.. (vide Redflag)

    Que o Grippen é um excelente aviao isso é obvio… O fato de ter um custo operacional menor e um valor mais baixo nao significa que é pior ou melhor que nada.

    Mas volto a dizer… A FAB PENSA que o Grippen é a melhor opcao de todos os tres… entao.. se os especialistas…se quem vai pilotar o aviao… é a FAB, Quem aqui pode contradizer isso??

    Aqui estao: http://www.aereo.jor.br/2010/05/31/para-que-tecnica/

    e aqui a diferenca entre a escolha tecnica e a politica:

    http://www.aereo.jor.br/2010/07/24/a-diferenca-entre-escolha-politica-e-escolha-tecnica/

    Saldacoes..
    Gustavo Krepke

  84. Alias… MUDEI DE OPINIAO

    Desde quando a FAB entende de avião de caça !

    Desde quando a equipe multidisciplinar com dezenas de pessoas da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronaves de Combate) entende de avião de caça ?

    É óbvio que quem entende de avião de caça é o Presidente Lula e o seu subordinado, Ministro Nelson Jobim.

    Gracas a Deus… A defesa do Brasil nas maos de dois grandes Brigadeiros.
    Saudacoes

  85. Gustavo sem contestar a sfontes dos sites de onde vem seu embasamento, tenho a informação do próprio comandante da FAB que nega esta ordem para modificar o artigo.
    Portanto não tenho motivos para acreditar que de fato houve.
    Não desclassifico nenhum dos concorrentes, apenas não compactuo com a demonização que querem fazer de uns e da supervalorização infundada que querem fazer de outros, seja Rafale, Gripen ou F 18, tal como você me baseio no relatório da COPAC e até onde sei não há vencedor.

    Como disse o relatório da FAb estará disponibilizado pelo senado para consulta e lá poderemos tirar a prova dos nove.
    sds
    E.M.Pinto

  86. E.M.Pinto :
    Gustavo sem contestar a sfontes dos sites de onde vem seu embasamento, tenho a informação do próprio comandante da FAB que nega esta ordem para modificar o artigo.
    Portanto não tenho motivos para acreditar que de fato houve.
    Não desclassifico nenhum dos concorrentes, apenas não compactuo com a demonização que querem fazer de uns e da supervalorização infundada que querem fazer de outros, seja Rafale, Gripen ou F 18, tal como você me baseio no relatório da COPAC e até onde sei não há vencedor.
    Como disse o relatório da FAb estará disponibilizado pelo senado para consulta e lá poderemos tirar a prova dos nove.
    sds
    E.M.Pinto

    Se pensas realmente que o Comandante da FAB iria lhe confirmar a ordem que ele recebeu do Presidente a quem ele é subordinado… Ai camarada…nao posso fazer nada.!!

  87. Apenas completando, toda a tempestade gerada por este tal “relatório” vazado, partiu da Folha de São Paulo, mais específicamente da senhora reporter Eliane Cantanhede, que por sinal sequer rebateu as críticas do Jobim e as negativas do Saito dizendo que tinha em mão fontes importantes de altos escalões.

    pois bem, ela já não escreve nada sobre o FX se não estou enganado desde fevereiro.
    As tais fontes exauriram? a Folha não deu continuação as investigações?
    perdeu o interesse?

    OS custos apresentados na tal reportagem também não batem, tenho informações de que não são o que foi expostoe protanto isto por si só descredencia as tais fontes da Folha:
    https://pbrasil.wordpress.com/2010/02/07/guerra-nos-ceus-qual-o-real-custo-dos-cacas/

    dou-lhe as razões

    Mais uma visão que vem de acordo com o que eu havia afirmado anteirormente, a matéria da Folha parece querer levar o debate sobre o FX para o campo da “Políticagem”, veja esta análise de Luiz Carlos Azenha sobre as pressões políticas do FX.

    Quem leu a nota de Eliane Cantanhede de ontem na folha de são paulo, deve ter ficado surpreendido pelo fato dela mudar o foco das acusações direcionando-o agora à um ataque explicito ao Ministro da Defesa Nelson Jobim, e não só isso, à um suposto problema “Econômico” , que segundo argumenta, seria deixado como herança para os futuros presidentes, numa declaração explicita pela preferência de um dos modelos da concorrência.

    Curioso é que esta não perdeu seu tempo tentando provar que tinha em mãos dados e informações fidedignas, e que, os seus “informantes de alto escalão” não lhe teriam dado informações desatualizadas, de setembro de 2009 (houve uma nova ronda e as propostas foram atualizadas após esta data), mas sim, agora a Folha na pessoa da Reporter Eliane Cantanhede, prefere defender o ponto de vista econômico e não técnico, chegando até a alegar que o Brasil não precisa de um caça tão avançado.

    Já que é assim, vamos comprar então mais Mirrage 2000 e fazer um MLU, e daqui à 20 anos, compramos qualquer um deles no mercado de Marrakesh e reformamos novamente, e assim estaremos bem defendidos de uma eventual confrontação com a poderosa Força Aérea do vaticano, ou quem sabe, da violenta e vingativa Rare krishna air force…

    Para mim, parece ser mais uma jogada desesperada de certos grupos que querem novamente resolver as coisas segundo os seus interesses e não os do país, o fato da Folha de São Paulo insiste em basear suas alegações numa informação infudada e já questionada.

    O que mostra que querem imbutir uma mentira repetindo-a várias vezes até que esta se transforme em verdade, apesar de o Comandante da Força Aérea o exelentíssimo Brigadeiro Juniti Saito dizer em NOTA OFICIAL (e não através de garotos de recado ou informantes de alta patente) que a FAB não criará um Ranking, coisa que a Folha insiste em tentar embutir, dando-nos a sensação de qua a FAB vai querer contrariar.

    Aguardemos o desfecho.
    E.M.Pinto

  88. Krepke, posso estar sim mas como disse o relatório da FAb estará disponibilizado pelo senado para consulta e lá poderemos tirar a prova dos nove.
    sds
    E.M.Pinto

  89. Relatório final da FAB diz que proposta de caças franceses é ‘mais consistente’

    Brasil pretende comprar 36 caças em negócio de até US$10 bilhões.
    Opções são modelos da França, da Suécia e dos Estados Unidos.

    Está sobre a mesa do ministro da Defesa, Nelson Jobim, o relatório final da Força Aérea Brasileira sobre a qualidade técnica dos caças que disputam a compra pelo Brasil.

    Diferentemente das análises anteriores, desta vez a Aeronáutica reavalia que, considerando a Estratégia de Defesa Nacional, os caças franceses Rafale representam “a proposta mais consistente”. Inicialmente, a preferência da FAB era pelos caças suecos Gripen.

    O relatório de sete páginas afirma ainda que em termos operacionais, os três jatos que disputam o negócio – os franceses, os suecos e os americanos F-18 Super Hornet – satisfazem tecnicamente. O Brasil pretende comprar 36 caças em um negócio que pode chegar a US$10 bilhões.

    Dentro de alguns dias, o ministro da Defesa vai apresentar seu próprio relatório ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deverá escolher oficialmente o caça a ser comprado com base nos argumentos de Jobim.

    Os Rafale possuem dois motores e os franceses afirmam que transferem tecnologia de forma irrestrita, além de oferecerem o mercado da América do Sul para o Brasil exportar a produção.

    Jobim já havia afirmando mais cedo nesta quinta que os franceses tem vantagem na disputa. “A FAB diz que os três são satisfatórios, então o que pesa é a transferência de tecnologia e a redução da dependência”. Questionado se este quesito daria vantagem para a França, Jobim concordou: “Neste sentido, sim”.

    Preferência por caças franceses

    A preferência do presidente Lula pelos caças franceses já é conhecida – foi declarada no dia 7 de setembro do ano passado durante uma visita do presidente francês, Nicolas Sarkozy, a Brasília.

    Em audiência no Senado ainda em 2009, o ministro da Defesa afirmou: “há efetivamente por parte do governo uma opção pela França. Basta que a França cumpra as opções de transferência de tecnologia”.

    Na época, Jobim mencionou ainda que a transferência de tecnologia por parte dos americanos já foi um problema para o Brasil: “mostrei aos americanos que a jurisprudência americana não lhes era favorável, uma vez que nós tínhamos uma série de embargos de transferência de tecnologia nos últimos anos, mostrei aos americanos que a sua tradição não os recomendava”, afirmou então o ministro.

  90. Pinto…

    A Reporte do Estadao é Tania MOnteiro

  91. Sim Krepke, mas estou me referindo a Autora do Tal vazamento do relatório.
    publicado na Folha de são Paulo.

  92. Jakson, você não entende nada né meu camarada!

    Quero, novamente que você prove que o relatório da FAB demonstra o Gripen como superior e quero que você prove que negociações dos franceses foram encerradas na Líbia e Emirados, só para dar exemplo…

    E quem disse que ele dançou na Índia também? Provas?

    Você não só não as tem como inventa coisas, assim como inventa que não gosto do Brasil e inventa que torço para o outro lado, não crie fatos que não existem e não fale que as pessoas estão falando algo que não estão.

  93. Gunsalmo,

    ah! sim, que bom que o Gripen C/D é operado em uns poucois países. pena que não é esse modelo o oferecido ao Brasil.

    Dizer que o Gripen C/D foi vendido é a mesma coisa que dizer que o Mirage foi um dos maiores sucessos de vendas de todos os tempos. E daí?

    forte abraço

  94. A FAB muda o relatório “pra agradar o Governo”, kkkkkk
    olha não era pela ToT?
    Ou será o governo uma criança maluca que a Fab tem de agradar? kkkk
    Caro Krebke, você diz
    “TODO MUNDO SABE QUE ELES FORÃO OBRIGADOS A REFAZER O RELATORIO PRA AGRADAR A JOBIM E LULA”
    Olha, já duas vezes falando “PARA AGRADAR”, é brincadeira.

    A ToT é o MAIS IMPORTANTE, já pensou?
    Não é ‘agradar’ estamos falando de benefícios para a industra brasileira.

    Indústria que como é costume vai receber decenas de bilhões do BNDES, e ainda assim, reclamam.
    —————————–
    Pinto, assino tudo o que você colocou e adiciono um comentário interessante.
    Eu tenho o livro “O diário de Joseph Goebbels” e aí fala que os judeus repetem uma mentira mil vezes para que fique como verdade na mente dos trabalhadores. Ou seja, essa é a frase dita pelo nazista e não a que os intelectuais lhe atribuem. Ao mesmo conceito o Hitler dedica um monte de texto no seu famoso livro, é só ler.
    Eu discordo obviamente com os nazistas, mas acho que sim, que uma mentira repetida mil vezes passa por verdade, talvez agora com a internet tenha chegado a hora do fim desse truque, já a gente pode consultar fontes indepentes como o blog que o senhor comanda.

  95. Meu deus, se o rafale é esse super/mega/ultra caça por que ele não consegue uma maldita venda no mercado mundial,onde o rafale concorre simplesmente ele perde,sera que os especialistas dos outras paises são tão “incompetentes” como os da FAB.O mundo inteiro critica o rafale, portanto o mundo inteiro esta errado e so a França com seu super/mega/ultra caça e que sabe fazer caça.O m2000 chegou tarde pra concorrer com o f-16 mas vendeu alguma coisa,agora um caça que esta ai a 20 anos e não vende nada é sinal de que alguma coisa não presta.

  96. Vejo em nosa sociedade conceituados expecialistas em perfeitas teorias fundamentadas no mais avançado ensinamento moderno.Mas teorias sempre são teorias e muitas vezes na pratica é diferente.Pra mim o que importa é a transferencia da tecnologia que não dominamos e que necessitamos ter.E olhando nesta esfera tenho duvidas.Em quem confiar?Americanos,Russos,Chineses,Ingleses,Franceses?O que sei e ja disse é que são paises e povos diferentes mas quando tomam decisões se afinam porque são super-potencias e não adimitem que outros venham a ser.Um seleto e fechado clube.Olhem o que aconteceu em Alcantara.Voces acham que o fato de toda equipe cientifica estar no exato momento reunida enfrente ao foguete foi mera casualidade?Foi sabotagem.O club de lançadores de VLS é lucrativo e seleto e não interessa as estes verem um emergente com uma magnifica e bem localizada base oferecendo um melhor lançamento com preço mais baixo.Não temos amigos e somos o maior alvo de cobiça.A FAB teve de descascar o pepino cadente Mirage 3 e agora vai ter de degerir seu pepino sussessor o Mirage 2000.Tudo que se houve sobre FX-2 são divulgação de interesses ou apaixonadas posições sobre este ou aquele vetor.Talvez estejamo-nos esquecendo do mais importante,garantir o real acesso na obtenção da independencia tecnologica que necessitamos e que pelo momento geopolitico nos leva a pular etapas para mais rapido suprir nossa defesa.Franceses não são la tudo isso e seus serviços sempre são os mais caros.Ja que afirmam essa ou aquela preferencia de nossa Força lhes digo que um piloto que voou os vetores me falou que eles se encantaram com o NG.Sei que queriam o SU eu tambem.Ate nisso se culpa a FAB pelo descarte quando na verdade o descarte se deu pelo medo do GF de vir a enfrentar rataliação Yankee.Se falam muitas mentiras aqui no Brasil e toda a midia é compromentida com isso ou aquilo.E ent~]ao,o que é melhor pro Brasil e mais garantido que venhamos a ter,F-18,NG ou Rafale.

  97. Gustavo Krepke :Relatório final da FAB diz que proposta de caças franceses é ‘mais consistente’
    Brasil pretende comprar 36 caças em negócio de até US$10 bilhões.Opções são modelos da França, da Suécia e dos Estados Unidos.
    Está sobre a mesa do ministro da Defesa, Nelson Jobim, o relatório final da Força Aérea Brasileira sobre a qualidade técnica dos caças que disputam a compra pelo Brasil.
    Diferentemente das análises anteriores, desta vez a Aeronáutica reavalia que, considerando a Estratégia de Defesa Nacional, os caças franceses Rafale representam “a proposta mais consistente”. Inicialmente, a preferência da FAB era pelos caças suecos Gripen.
    O relatório de sete páginas afirma ainda que em termos operacionais, os três jatos que disputam o negócio – os franceses, os suecos e os americanos F-18 Super Hornet – satisfazem tecnicamente. O Brasil pretende comprar 36 caças em um negócio que pode chegar a US$10 bilhões.
    Dentro de alguns dias, o ministro da Defesa vai apresentar seu próprio relatório ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deverá escolher oficialmente o caça a ser comprado com base nos argumentos de Jobim.
    Os Rafale possuem dois motores e os franceses afirmam que transferem tecnologia de forma irrestrita, além de oferecerem o mercado da América do Sul para o Brasil exportar a produção.
    Jobim já havia afirmando mais cedo nesta quinta que os franceses tem vantagem na disputa. “A FAB diz que os três são satisfatórios, então o que pesa é a transferência de tecnologia e a redução da dependência”. Questionado se este quesito daria vantagem para a França, Jobim concordou: “Neste sentido, sim”.
    Preferência por caças franceses
    A preferência do presidente Lula pelos caças franceses já é conhecida – foi declarada no dia 7 de setembro do ano passado durante uma visita do presidente francês, Nicolas Sarkozy, a Brasília.
    Em audiência no Senado ainda em 2009, o ministro da Defesa afirmou: “há efetivamente por parte do governo uma opção pela França. Basta que a França cumpra as opções de transferência de tecnologia”.
    Na época, Jobim mencionou ainda que a transferência de tecnologia por parte dos americanos já foi um problema para o Brasil: “mostrei aos americanos que a jurisprudência americana não lhes era favorável, uma vez que nós tínhamos uma série de embargos de transferência de tecnologia nos últimos anos, mostrei aos americanos que a sua tradição não os recomendava”, afirmou então o ministro.

    AMIGO DE 2009 PRA CA A GEOPOLITICA MUDOU MUITO E ESSAS AFIRMAÇÕES AGORA SÂO PASSADAS.

  98. “ah! sim, que bom que o Gripen C/D é operado em uns poucois países. pena que não é esse modelo o oferecido ao Brasil.”

    Pois é, o Gripen é operado em uns poucos países. Já o Rafale é operado apenas em um. Aliás, suspeito que se não fosse francês, nem a França operaria :-)

    E que bom que a versão oferecida ao Brasil não é a C/D, pois teremos um avião superior àquele que já é um sucesso de vendas.

    Um abraço igualmente forte.

  99. E.M.Pinto :
    Maluquinho, esta estória é mais uam balela, nunca houve isto, o que houve foi a mudança de pontuação onde Tot que tinha peso 4 passou a ter 9 (se não estou enganado) no mais, mas lobbie e mantra.
    Já divulguei aqui as palvras do próprio Ten Birg. Saito afirmando que nunca houve dois relatórios, mas não adianta, vamos voltar a mesma estaca zero sempre…
    Como disse, o relatório será aberto para consulta, quero saber quem vai depois disso manter a sua posição, a minha está clara e é esta.
    sds
    E.M.Pinto

    AMIGO ELE FAZ PARTE DO SISTEMA…VOCE ACHA QUE ELE DESTOARIA???

  100. Acho que ele nem sabe do que estas falando Pinto, acho que ele iniciou agora esta estória de FX2, e nem sabe quem é a senhora que diz que viu o tal relatório, mas que na verdade ninguém viu!!!

    Alguém traga este tal relatório para podermos aprecia-lo, um link do relatório oficial, nada de sitios de especulação sobre os fatos!

    Não existem provas materiais sobre todos estes fatos ai, é tudo especulação da imprensa e de sitios militares, coisa muito normal na internet!!

  101. Francoorp :
    Acho que ele nem sabe do que estas falando Pinto, acho que ele iniciou agora esta estória de FX2, e nem sabe quem é a senhora que diz que viu o tal relatório, mas que na verdade ninguém viu!!!
    Alguém traga este tal relatório para podermos aprecia-lo, um link do relatório oficial, nada de sitios de especulação sobre os fatos!
    Não existem provas materiais sobre todos estes fatos ai, é tudo especulação da imprensa e de sitios militares, coisa muito normal na internet!!

    So existira o que eles quiserem mostrar e pronto e so acredita nisso quem quiser.Assim como tambem culparam a FAB pelo descarte do SU alegando falta de transferencia quando a realidade é o medo da retaliação Americana.Não faço lobby,pra NG,F-18 e Rafale e o que me interessa são resultados.

  102. Jakson Almeida :
    Meu deus, se o rafale é esse super/mega/ultra caça por que ele não consegue uma maldita venda no mercado mundial,onde o rafale concorre simplesmente ele perde,sera que os especialistas dos outras paises são tão “incompetentes” como os da FAB.O mundo inteiro critica o rafale, portanto o mundo inteiro esta errado e so a França com seu super/mega/ultra caça e que sabe fazer caça.O m2000 chegou tarde pra concorrer com o f-16 mas vendeu alguma coisa,agora um caça que esta ai a 20 anos e não vende nada é sinal de que alguma coisa não presta.

    Jakson.
    Ninguém aqui diz que o Rafale é um super/mega/ultra caça. São raros os militantes (ferrenhos como que “torce” pro Gripen) da Dassault. O problema é a distorção dos fatos em favor de um caça.
    Tenho minha preferência mas, acima de tudo, respeito e aceito as palavras da FAB e do Ministério da Defesa, que aponta o Rafale como preferência.
    Agora, ficar batendo no mesmo prego, com o mesmo martelo, alegando que o relatório da FAB foi alterado por pressões políticas, usando como prova notícias de fontes duvidosas e aceitar como absoluta verdade chega a ser injusto com quem trabalha no processo de compra do FX-2.

  103. Francoorp :
    Alguém traga este tal relatório para podermos aprecia-lo, um link do relatório oficial, nada de sitios de especulação sobre os fatos!
    Não existem provas materiais sobre todos estes fatos ai, é tudo especulação da imprensa e de sitios militares, coisa muito normal na internet!!

    Falou e disse meu camarada

  104. È tão fácil dizer eu vi um disco voado (opa digo um Gripen NG) ou o relatório da FAB, só que ninguém absolutamente ninguém prova que viu nenhum dos dois…

    PS. 1- A Embraer nunca disse que a hora de vou de seus aviões eram de 4 mil dólares nem tão pouco 3 mil. (que ninguém seja cretino o suficiente pra me falar de Super Tucano)
    2- A Embraer não fica aí dizendo que seus produtos custam à metade de seus concorrentes.
    3- O E.M.Pinto acaba de dizer com todas as letras que o próprio “comandante” da FAB nega esta ordem para modificar o artigo então por que raios continuam nessa tecla? Mas é isso se repetir umas mil vezes a mesma mentira pode acabar se tornado verdade e o Gripen se torna mesmo o favorito dos pilotos e do alto comando da FAB.

    te +

  105. Jakson Almeida :
    Meu deus, se o rafale é esse super/mega/ultra caça por que ele não consegue uma maldita venda no mercado mundial,onde o rafale concorre simplesmente ele perde,sera que os especialistas dos outras paises são tão “incompetentes” como os da FAB.O mundo inteiro critica o rafale, portanto o mundo inteiro esta errado e so a França com seu super/mega/ultra caça e que sabe fazer caça.O m2000 chegou tarde pra concorrer com o f-16 mas vendeu alguma coisa,agora um caça que esta ai a 20 anos e não vende nada é sinal de que alguma coisa não presta.

    Pois é, o produto francês não presta mesmo né! Vai falar isso do Mirage para os Israelenses… Se o Rafale não prestasse a França teria entrado no programa do Eurofighter definitivamente, tem grande escala, vários operadores, etc, mas isso não ocorreu, preferiram ficar com o projeto deles, e não depender dos outros nos pontos vitais.

    Isso o que o senhor esta dizendo não passa de repetição do que diz aquele Mr. Fake la do aéreo, somente prega ódio e discriminação, como se fosse um crime ter uma opinião diferente. Traga provas de que a FAB jurou de morte os franceses, ou que o Rafale é inferior ao GripenNG no campo de batalha.

    1maluquinho:

    Estava com saudades, hehe. Te vejo sempre mais “maluquinho”!!

    Abç

  106. Prezado Roberto Cirqueira, esse voto da França no CS da ONU, é o maior motivo do Rafale não levar esse FX-2, penso que o GF agora esta com o pé atrás com eles, e por mais que pareça impossível pode dar agora o F-18. Sarkozy pisou na bola na hora errada.

  107. País sério não fica como crianças discutindo na praça: “ahh, o meu Gripen é melhor…”; “não, o meu Rafale é que é…”; pelo amor de deus…como podem querer algo que não compreendem? se vcs tivessem tecnologia de ponta, vcs a entregariam, seja por que qntia for? pergunte aos ianques se eles estão preocupados com grana ou com poder… não repassam tecnologia por dinheiro algum… é preciso que entendamos que sem desenvolvimento de pessoal; leia-se: investimento em desenvolvimento de engenheiros capacitados na área afim não chegaremos, nem em 20 anos a lugar algum… seremos sempre os que querem pronto e não sabem fazer… vejamos um exemplo prático: um pedreiro sabe que tem que colocar ferro em uma coluna… mas o mesmo não sabe porque se coloca e nem qual a bitola necessária e em que qntidade… é preciso alguém com conhecimento (o engenheiro) para que calcule a exata qntidade e qualidade do aço a ser usado… não adianta montarmos subs, helis ou caças em nosso país… temos que investir em mão-de-obra qualificada para desenvolver os nossos produtos… o resto é sonhar com o que é dos outros… (faço uma ressalva ao caso do reator NACIONAL que será usado no subnuc, exemplo de que se quisermos nós podemos)…abços…

  108. todos estao errados e certos e o martelo vai ser dado na hora certa e o futuro vai dizer quem esta certo ou errado nos dias atuais…
    abraços atodos…

  109. Fx(1)=caça escolhido(pela fab) gripen c/d.
    Fx-2=caça escolhido (pela fab) gripen ng.
    O resto é mero desejo.

  110. Tudo é fácil de entender, os franceses ofereceram um pacote pro GF e o MD sobre os submarinos e os helicópteros e exigiram a compra do rafale, foi aceito, mas não comunicaram a fab que fez um relatório e uma opção técnica, complicando assim a “negociata a francesa” depois do voto da França no CS da ONU o GF voltou atrás da escolha e deixou pro próximo GF decidir.

  111. Luiz9medeiros :

    Francoorp :
    Alguém traga este tal relatório para podermos aprecia-lo, um link do relatório oficial, nada de sitios de especulação sobre os fatos!
    Não existem provas materiais sobre todos estes fatos ai, é tudo especulação da imprensa e de sitios militares, coisa muito normal na internet!!

    Que lindo raciocineo hem amigo…Como voce poderia ver o que é sigiloso e foi desfeito so chamando o Mandrake…Mais cedo ou mais tarde tudo vira a tona tenha certesa…A infantilidade do nosso presidente se declarando a favor do Rafale gerou toda essa confusão…E agora como ele faria pra dizer a Sarkosy que comprara outro avião??? Insisto em afirmar : Quem sabe mais,o motorista do caminhão ou o carona que aprecia a viagem ??? A meu ver quem deveria escolher o vetor é quem conhece e vai usa-lo ou seja a FAB e a meu ver tambem a pasta de defesa deveria pertencer ao Estado Maior das Forças e não a um civil.Ja pensou se magistrados da justiça civil fossem militares ? Cada profissional deve exercer sua função e especialidade mas hoje vemos uma bagunça e um monte gente dando piruada no que não entende e vaisse por ai afora.Essas coisas so vem a trazer mais confusão e o pais é complexo e carente de resultados imediatos.
    Falou e disse meu camarada

  112. Caro Francoorp,

    O Rafale presta, não há dúvidas, mas… a que custo?? Hoje eles lutam para manter a linha de produção aberta, especificamente com a proposta que ganharam aqui, e projetando o F-4 para os EAU(isso se os EAU não começarem a sonhar com F-15 SE ou F-35) . Talvez ganhem na Líbia também quem sabe. Sobre jurar de morte os franceses existe uma carta de um certo Brigadeiro. Mas deve ser só opinião pessoal dele. O Rafale não é inferior GripenNG, talvez até superior se considerarmos sua capacidade de payload. Mas, repito, a que custo? Para os franceses ótimo, eles mantém a indústria aeronáutica deles viva. Se ao final disso tudo quando for divulgado o teor das 3 propostas(se for) e o Rafale for de fato melhor, ótimo, aplaudirei o vencedor… mas… por enquanto, de fora, a proposta do Gripen NG, na minha visão é melhor.

    []’s

  113. Gunsalmo,
    Po! Dizer que o Gripen C/D foi sucesso de vendas também forçou hein meu?!
    Ele vendeu, mas não foi sucesso não…

    Sucesso é vender como F-18 (que vendeu menos que F-16) ou como um Mirage 2000 esses foram sucesso de vendas, se for para pegar um 4.5 aí só existe um sucesso de vendas e ele se chama Super Hornet (para o bem ou para o mal).

    E volto a dizer que o sentimento de torcida é a desgraça da pouca opnião pública brasileira com capacidade de entender e dialogar sobre o assunto.
    Me recordo de quando do “reaparelhamento” da Força Aérea chilena eu penosamente participava de fóruns e mantive contato com vários chilenos ao tempo, pelos meios da internet… O pensamento era diverso e muito, mas as discussões que vi nunca chegavam ao calor que se chega no Brasil e o mais importante de tudo é que com os indicativos que negócio seria fechado com o F-16, os que preferiam outro vetor rapidamente sairam em defesa (eu vi isso pasmo) do Fighting Falcon pois ele seria o vetor de defesa de seu país.

    Não quero que ninguém ache um Rafale um ótimo avião, eu mesmo creio que existam melhores que este no mundo, mas ele é um bom vetor e o sentimento de torcida fez com que um bom vetor seja pesada e duramente criticado de forma pouco consciente, além disso ninguém fala do Super Hornet que é um grande vetor e que ainda vai levar o piano da US Navy nas costas por algum tempo.
    Mas a torcida não deixa isso acontecer.

    Por mim a Short List do F-X2 seria outra e eu confesso que torci pelo Gripen no Finado F-X1 afinal ele era o melhor avião ali presente, hoje não é mais.

    Novamente Jakson tenha consciencia minima no que falas, o Rafale tem praticamente que a mesma idade do Gripen e o tempo de projeto até um pouco menor, além da vida operacional iniciada depois e não foi de interesse francês promover a venda de sua tecnologia sensível até a virada de 2000, se procurasses saber mais o Rafale não é promovido da mesma forma que o Gripen, mesmo que estejam em concorrências semelhantes, porém em poucas foram colocados frente a frente e nenhum ganhou de ninguém.

    O Mirage 2000 vendeu muito bem dado o passo a diante que ele simbolizou em relação ao Mirage III (campeão de vendas) e seu custo mais elevado devido a todas as melhorias embarcadas. Um vetor que quem conhece e já voou não tem do que reclamar sobre seu envelope de vôo e prova de que a indústria que faz o que você ridiculariza chamando de fruta, seja na verdade um bom trabalho de engenharia.

    Não foi avião francês que já caiu por que as asas se soltavam do avião em vôo, a indústria aeronáutica francesa tem história e legado, de muito tempo, os suecos estão escrevendo a sua para o mundo agora, faz parte, novamente eu digo que em termos de defesa antiguidade é posto, a não ser que a inovação seja absurdamente radical, coisa que o Gripen NG não é.

  114. O que eu fico pensando e…

    Imagina se a Argentina tivesse apenas 20 Super Etendart com quantidades adequadas de Exocet na Guerra das Malvinas… A Historia da Guerra seria completamente outra.

    Mesmo sendo o Grippen…se o tivessemos… Jesus… Pensariam nao duas…mas mil vezes…

  115. Concordo em tudo Nick, só faço uma observação além da carga e alcance a F4 terá adicionalmente a Espctra, que se não estou enganado só terá equivalente no ocidente por volta de 2018 quando a França estará emplacando a Espectra 3ª geração…
    Sds
    E.M.Pinto

  116. Jackson, mais um tiro no escuro, se tem uma coisa que os Franceses lamentam de coração, foi a nºao vinculação das compras tal ocmo você afirmou categoricamente.
    A França nunca exigiu este tipo de coisa, estas afirmações são inverocimeas e infundadas, um exemplo está na compra das fragatas a qual atribui-se vanagem aos italianos, e mais até mesmo na eventualidade da vitória da sfragatas Francesas, nada garante( ate agora) que o pacote de armas será francês.
    Meu amigo, cuidado com as afirmações, suposições são bem vindas, afirmações sem prova podem criar problemas para você mesmo.
    Uma desta sempresas ou pessoas pode se sentir lesado ou caluniado e perante a lei o acusador é que é obrigado a provar.
    Sds
    E.M.Pinto

  117. “””MEU SONHO””” pois Brasileiro talvez seja o unico no mundo que Deus permitiu sonhar acordado…Gostaria de ter o SU35 fabricado aqui do sem ter-mos de abrir as pernas pra Russos e a compra da SAAB e do projeto Gripen pela industria Nacional.Pois o SU é o caça a ser batido e enquanto muitos correm para tentar se igualar a ele os Russos ja voam o PAK e o Gripen por ser um modernissimo projeto um banquete de Rei pra nossa industria.E para aqueles que afirmam que se o Rafale não fosse viavel a França teria entrado no EUROvoador entendam o perfil FRANCES.Sempre foram ultra-nacionalista,altamente protecionista e muito orgulhosos.Porem a escolha de Degaulle em em priorizar o desenvolvimento da industria Nacional deles é de ser exemplo para todos pois assim são hoje a potencia que são.Mas voltando a realidade vou me contentar em admirar aquilo que ate o proprio criador se surpreende e conosco aprende,nossos “BICUDOS” recalchutados,enrolados em bandagens e colados com super bonder como muitos afirmam.Considerados por expecialistas internacionais como um caça de quarta geração e o nosso principal vetor.

  118. Gustavo Krepke
    Desde quando a FAB entende de avião de caça !
    Desde quando a equipe multidisciplinar com dezenas de pessoas da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronaves de Combate) entende de avião de caça ?
    É óbvio que quem entende de avião de caça é o Presidente Lula e o seu subordinado, Ministro Nelson Jobim.
    Gracas a Deus… A defesa do Brasil nas maos de dois grandes Brigadeiros.

    Maluquinho
    A meu ver quem deveria escolher o vetor é quem conhece e vai usa-lo ou seja a FAB e a meu ver tambem a pasta de defesa deveria pertencer ao Estado Maior das Forças e não a um civil.

    kkkkk, quem tem que escolher o avião são as autoridades eleitas, LEVANDO EM CONTA NÃO SÓ O INTERESSE da FAB, MAS O INTERESSE DE TODA A SOCIEDADE. É a democracia eu quero que governe aquele que eu votei, neste caso eu não votei, sempre aclaro, mais votou o povo. Não só é técnica, tem indústria TT, e tem geopolítica.

    A respeito de ficar imaginando que o Lula é um imbecil e compra Rafale para ir de secretário da ONU como falavam antes, já o Lula saiu a dementir, é óbvio esse cargo de secretário é para um burócrata como ele falou. Agora alguem com muita imaginação oposicionista segue pensando o que dizer do Lula, que compra Rafale para o país entrar al CS sei lá, uma mente oposicionista sempre pode imaginar que o presidente é um babaca.
    Brincadeira, a oposição tá perdendo o tempo como no caso dos submarinos, entanto a oposição perdeu tempo a dilma pasó dum 8% a 38% nas enquetes. O otro dia o Lula falou num discurso pela NBR que hoje quanto mais falem mal dele melhor, porque a gente não acredita.

    A compra do caça tem que render emprego indústria soberania, exemplo: os subs da Marinha Brasileira.

  119. Gustavo Krepke,
    A muito se comenta essa coisa da história política e tudo mais, mas sinceramente se a opção política fosse tão ruim assim a Força já teria berrado a muito tempo…

    Não queria entrar no mérito de criticar a FAB, mas acaba por se tornar inevitável, a estrutura da Força com o F-X2 praticamente ruiu… Existem diversas opniões diferentes dentro dela, seguinto tanto aspectos técnicos, quanto políticos e até lobby e a capacidade do comando em trazer a Força em uma forma homogênea falhou, ou simplesmente se tornou impossível.

    Como todas as forças a FAB se virou para fazer o melhor possível com o mínimo quando disponível, mas no momento da virada da mesa o barco desandou, a Marinha está tendo aquilo que quer e não é só francês, quiseram o projeto de reator nuclear próprio e exigiram uma série de modificações no submarino convencional, ademais ela quis e terá seus Seahawk.
    O Exército vem fazendo por onde ter seus projetos andando e não só vive de seus desejos, mas também de harmonizar com a escolha política e buscar com isso atender suas necessidades.

    A FAB se perdeu no F-X2, deixou de se pronunciar sobre o mar de incertezas que se fez, podia ter assumido as rédeas da situação e esclarecido os casos, mesmo que fosse para uma desculpa ou até para fazer pressão com suas intenções, mas não…
    Não aconteceu, sabe se lá por qual motivo nebuloso ou forças excusas que levaram a tal…
    De fato, ela se perdeu no processo e junto foi o governo e com isso chegamos ao que chegamos, um mar de incertezas e achismos e a imagem de todas as instituições arranhadas…. Lamento não concordar com a questão de que quem deve escolher é a FAB, se a postura dela a público não se mostrou capaz de tal.

    O ministério da Defesa foi criado com a intenção de racionalizar e coordenar esforços das forças e não fazer situações inconvenientes que passamos antes como dois programas nucleares paralelos em duas forças armadas… Isso é desperdício de recursos (que até hoje temos pouco), assim sendo as escolhas de equipamentos devem levar uma serie de fatores estratégicos e até vislumbrando a geopolítica mundial que os militares não necessariamente teriam em mãos ou não observariam por este caminho, mesmo com toda a instrução da Escola Superior de Guerra (que também pouco vejo que esta instituição tenha ensinado sobre sinergia para nossas forças).

    É urgente que a FAB se reaparelhe…

    Mas é ainda mais urgente que sua estrutura tenha uma comando forte e firme que possa se colocar em público em situações tão inconvenientes como essa vivida hoje no F-X2, onde todo tipo de notícia circula e a força não põe a “ordem na casa”.
    Coisa que em outros “quintais” os Generais e Almirantes não deixam acontecer.
    Além de tudo isso também o pensamento de integração, cooperação e coordenação tem que não só existir como também se transformar em ações…

    Considero suas exposições muito boas, mas suscetíveis à embargos sempre estaremos, por isso um indíce de nacionalização no vetor é importante e armamentos preferencialmente nacionais também…
    Além disso a posição política do governo diante do mundo, para que nos matenha longe de um conflito que assole nosso território, também conta bastante…

  120. <blockquoteA FAB se perdeu no F-X2, deixou de se pronunciar sobre o mar de incertezas que se fez, podia ter assumido as rédeas da situação e esclarecido os casos, mesmo que fosse para uma desculpa ou até para fazer pressão com suas intenções, mas não…
    Não aconteceu, sabe se lá por qual motivo nebuloso ou forças excusas que levaram a tal…
    De fato, ela se perdeu no processo e junto foi o governo e com isso chegamos ao que chegamos, um mar de incertezas e achismos e a imagem de todas as instituições arranhadas…. Lamento não concordar com a questão de que quem deve escolher é a FAB, se a postura dela a público não se mostrou capaz de tal.
    O ministério da Defesa foi criado com a intenção de racionalizar e coordenar esforços das forças e não fazer situações inconvenientes que passamos antes como dois programas nucleares paralelos em duas forças armadas… Isso é desperdício de recursos (que até hoje temos pouco), assim sendo as escolhas de equipamentos devem levar uma serie de fatores estratégicos e até vislumbrando a geopolítica mundial que os militares não necessariamente teriam em mãos ou não observariam por este caminho, mesmo com toda a instrução da Escola Superior de Guerra (que também pouco vejo que esta instituição tenha ensinado sobre sinergia para nossas forças).
    É urgente que a FAB se reaparelhe…
    Mas é ainda mais urgente que sua estrutura tenha uma comando forte e firme que possa se colocar em público em situações tão inconvenientes como essa vivida hoje no F-X2, onde todo tipo de notícia circula e a força não põe a “ordem na casa”.
    Coisa que em outros “quintais” os Generais e Almirantes não deixam acontecer.
    Além de tudo isso também o pensamento de integração, cooperação e coordenação tem que não só existir como também se transformar em ações…
    Considero suas exposições muito boas, mas suscetíveis à embargos sempre estaremos, por isso um indíce de nacionalização no vetor é importante e armamentos preferencialmente nacionais também…
    Além disso a posição política do governo diante do mundo, para que nos matenha longe de um conflito que assole nosso território, também conta bastante…

    Hummm…O Japinha não é assim tão bom quanto afirmavam né?E os Confucios de Brasilia preferem notoriedade e evidencia mirando as faces pros problemas do mundo deixando as nadegas apontadas para os narizes de nossa sociedade.

  121. Não generalizem quando falam da FAB pois a mesma é formada por valorosos homens que dedicam-se com amor e carinho na manutenção da paz e acima de tudo de nossos interesses.Se esse ou aquele Ministro não condiz com a expectativa de nossa sociedade que sejam substituidos para o bem comum Nacional.Assim como não me agradam alguns de primeiro,segundo e terceiro escalão,não jogo a culpa no Lula que muito admiro e respeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: