Articles

Não há solução militar para o conflito’

In Conflitos, Geopolítica, História on 27/07/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/07/obama_afghanistan.jpg?w=300

CHARLES KUPCHAN

WASHINGTON. Para Charles Kupchan, especialista em segurança e relações internacionais da Universidade Georgetown, o vazamento de informações poderá abalar ainda mais a controversa estratégia de guerra americana. Segundo ele, o conflito no Afeganistão não tem uma solução militar, mas sim política, e a condução de Washington ainda parece distante desse caminho.

O GLOBO: Como o senhor analisa as informações reveladas pelo site Wikileaks? CHARLES KUPCHAN: Há detalhes vazados que são problemáticos, além de informações adicionais sobre o estado ruim das forças de segurança afegãs.

Mas não há nada que muda drasticamente a compreensão do conflito. Os documentos foram divulgados numa hora em que a elite e a opinião pública têm se mostrado críticas à guerra. Agora, as novas informações apenas confirmam a suspeita de que o conflito não tem sido bem conduzido.

O governo e o futuro da guerra sofrerão algum impacto? KUPCHAN: Há a possibilidade de perda contínua do ímpeto e o crescimento do ceticismo sobre se os esforços estão obtendo sucesso e valendo o sangue derramado.

É este tipo de informação que pode solapar o impulso e o apoio à guerra.

Eu acredito que não há solução militar para o conflito, e que a parte mais importante da estratégia dos EUA para os próximos meses será a de modelar um tipo de pacto político, o mais sólido possível, que possibilite o início da retirada de tropas. Nesse sentido, o atual rumo não me agrada. É preciso haver um esforço para que seja criado um governo afegão em Cabul, que ele seja funcional.

Mas também é preciso consciência de que esse governo não terá um controle real sobre o Afeganistão: terá de lutar e barganhar com diferentes comunidades, clãs e grupos. Eu estimularia contatos políticos informais. Não acredito que os talibãs possam ser derrotados, mas sim que possam ser suficientemente punidos para que vejam na negociação política a melhor alternativa

É uma guerra sem fim? KUPCHAN: Os EUA, ao incentivarem a guerra, criam novos inimigos. Muitos dos insurgentes que estão lutando hoje não são extremistas ideológicos com a intenção de atacar os EUA em território americano. Estão lutando contra soldados americanos, que eles vêem como invasores.

Quanto mais rápido os EUA reduzirem a sua presença e transferirem mais autoridade aos afegãos, melhor se tornará a situação.

Mas não parece ser esse o caminho escolhido no momento. KUPCHAN: Vejo que, neste momento, o governo parece intencionado a perseguir os insurgentes em suas terras. Mas, nos bastidores, é difícil saber o que está ocorrendo no front político. Penso que, em termos de discussões e negociações por baixo da mesa — com paquistaneses, afegãos, talibãs, todo o mundo —, há muito mais acontecendo do que nós sabemos. (F.E.).

Fonte: O Globo via CCOMSEX

Anúncios

6 Respostas to “Não há solução militar para o conflito’”

  1. Isso se parece muito com o episódio ocorrido no Vietnã em 71.
    Lá, o vazamento de documentos confidenciais acelerou a retirada das tropas americanas em consequencia da repercussão que estes cusaram. Alem do mais lá, como no Afeganistão, a guerra já estava quase que perdida mesmo.
    Creio que em pouco tempo os americanos se darão conta de que esta não é uma guerra que eles possam ganhar.

  2. Por que não ouviram os russos???

  3. Edu Nicácio :
    Por que não ouviram os russos???

    Pq são prepotentes, uns burros, + um império q foi pro fundo do lamaçal…antes um bom acôrdo q a derrota vergonhosa, lembrem-se do Vietnam.

  4. Ainda resta sim uma saida honrosa.Saiam de fininho e deixem as forças de segurança Afegãs se degladiarem com Talebãns.Ou saem assim ou sairão vergonhosamente como os Russos sairam…Papoulada neles minha Talebãnzada.

  5. O Julian Assange demonstrou que os americanos estão perdidos!

    37 anos depois de Saigon, outra derrota em Kabul…..em 1º de Maio de 2012?!

    O Pentagon já perdeu dezenas de milhares de documentos….o culpado é o Mr. Robert Gates, ex-chefe da CIA e ex secretário de George W. Bush:

    http://engforum.pravda.ru/showthread.php?290865

  6. Eu voto pela permanência dos americanos no Afeganistão…..até o último homem. A lição tem que ser bem aprendida, e, acho que os gordos fedorentos ainda não aprenderam o suficiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: