Articles

Secretário de Defesa dos EUA anuncia cortes militares

In Defesa, Geopolítica, História on 10/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

https://i2.wp.com/www.wired.com/images_blogs/dangerroom/images/2009/04/17/090416f6655m184.jpg

Alessandra Corrêa

Da BBC Brasil em Washington

O secretário de Defesa americano, Robert Gates, anunciou nesta segunda-feira que vai recomendar uma série de cortes em algumas áreas do orçamento do Pentágono, com o objetivo de economizar em setores menos prioritários e aumentar os recursos disponíveis para operações de combate.

Gates anunciou que irá recomendar ao presidente Barack Obama que um dos 10 maiores comandos militares dos Estados Unidos, o Joint Forces Command (Comando das Forças Conjuntas), seja cortado.

Esse comando tem 2,8 mil funcionários civis e militares e 3 mil terceirizados.

O comando, com sede no Estado da Virgínia, é responsável por treinar tropas de diferentes serviços militares americanos que atuam juntas, ao custo de US$ 240 milhões anuais.

Mais cortes

O secretário também anunciou que o Pentágono deverá reduzir em 10% os gastos com serviços terceirizados no próximo ano. Estão incluídos nessa medida contratos relacionados a serviços de inteligência.

O número de funcionários do gabinete do secretário será congelado, e o número de generais e almirantes nas Forças Armadas será reduzido.

O objetivo é cortar ao longo dos próximos dois anos em pelo menos 50 o número de generais e almirantes, além de 150 postos civis de alta hierarquia no Pentágono.

Prioridades

Segundo Gates, as mudanças são necessárias depois de anos de guerras.

“Deixem-me ser claro. A tarefa diante de nós não é reduzir o orçamento de ponta do Departamento, e sim reduzir significativamente os excessos nas despesas gerais e aplicar a economia em estruturação e modernização”, disse o secretário.

“Diferentemente de esforços para cortar o orçamento no passado, os serviços poderão manter as economias que gerarem para reinvestir em necessidades prioritárias de combate e programas de modernização”, afirmou Gates.

Pressão

Os gastos militares americanos aumentaram muito desde os ataques de 11 de Setembro de 2001, e com as guerras no Iraque e no Afeganistão.

O orçamento militar do país é atualmente de cerca de US$ 700 bilhões (cerca de R$ 1,23 trilhão).

Recentemente, em meio à ainda lenta recuperação da economia do país, o Pentágono vem sofrendo pressões para reduzir seus gastos.

No ano passado, já haviam sido anunciados cortes em programas de armamentos, com economia de mais de US$ 300 bilhões (cerca de R$ 527 bilhões) no longo prazo.

No último mês, Gates já havia anunciado que pretendia economizar cerca de US$ 100 bilhões (aproximadamente R$ 176 bilhões) no orçamento militar nos próximos cinco anos.

Fonte: BBC Brasil

Anúncios

7 Respostas to “Secretário de Defesa dos EUA anuncia cortes militares”

  1. Chegou a conta…

    São o equivalente de hoje a R$ 700 bilhões anuais.

    Pela regra aqueles que reclamam a chama devem dar um copo de água e garantir abrigo ao atleta que lhe passou.

    Só existe saída com a partilha da conta por Brasil, Rússia e Índia (se necessário admitir outros sócios – Japão, Austrália, etc…). Na Europa a Alemanha esta segurando a onda). Mas ainda está muito caro…

    Se fosse algo próximo a metade(seria ideal valores bem mais baixos, da ordem de 350) pelos próximos 5 anos e com redução até patamares da China, acredito ser viável.

    Vai ter que combinar com os chineses…

  2. Mas quem vai fiscalizar os banqueiros Ocidental e Oriental…

    R. TODOS os demais países. CREDIBILIDADE e TRANSPARÊNCIA e que vão garantir o sistema… ou acontece o mesmo erro dos reptilianos (e diga-se de passagem, não dura nem ao menos ínfimos 20 anos. A ganância é parte integrante do ser humano, mas a loucura não.)…

    Acabou o tempo dos jogadores trapaceiros…

    sorry.

  3. Que produzam + deficits, + deficits…mt bom,a decida ñ vai ser nada suave…nada paga isso.

  4. Que novidade…vacas magras no horizonte…Parem com guerrinhas e olhos abertos,o perigo vem do espaço…Tchummmm…

  5. Olha pessoal, eu não tenho certeza, mas creio que no Brasil a coisa é parecida, tem general demais para pouco praça. He he. Li isso em algum lugar.
    O minstério da defesa tmb é meio gordo, dava para demitir alguns.
    Creio que deveriamos contratar o Sr. Robert Gates para atuar por aqui.
    He he
    Brincaderinha pessoal, dixa ele lá!

  6. 700 bilhões = doláres

  7. Foi postado aqui no Plano Brasil há + ou – uma semana atrás, uma matéria sobre a reestruturação, logística, otimização dos gastos e colaboração entre as 3 FA no Brasil, que muito em interessou, más como era muito extensa, deixei para ler depois.

    Só que quando voltei no dia seguinte para ler, a matéria tinha sido retirada, qual foi a razão?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: