Articles

Sobre o possível denunciamento de contrato com as Pandur

In Carros de combate, Conflitos, Defesa, Negócios e serviços, Terrestre on 10/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , , ,

A recente “guerra” aberta (em boa hora) pelo governo português contra a empresa norte-americana que fornece as Pandur: a norte-americana General Dynamics que através da sua subsidiária austríaca Steyr ganhou o concurso de substituição das Chaimite.

Com efeito o programa de entrega destas viaturas (montadas por uma empresa portuguesa no Barreiro) está seriamente atrasado. Duas dezenas de Pandur que deviam ter sido entregues em 2009, ainda não o foram e mais 100 outras com defeito ainda não foram corrigidas

Assim, e perante o avolumar destes problemas, o governo enviou por carta um ultimato à empresa norte-americana ameaçando com uma denúncia do contrato caso estes problemas nao viessem a ser rapidamente ultrapassados.

O problema é que os veículos Pandur são fabricados quase integralmente no Barreiro, pela Fabrequipa. O seu gerente já veio esclarecer que “a Fabrequipa não se atrasou nem só um minuto na entrega de unidades” e sugerindo que esta pressão se devia de facto ao desejo de encontrar uma razão para quebrar o contrato.

É verdade que esta polémica pode ameaçar a sobrevivencia da Fabrequipa e criar ainda mais desemprego no nosso país mas – sejam ou responsabilidade da empresa portuguesa – existem serios problemas com a rapidez da entrega destes blindados. Se o fabricante nao consegue resolvê-los restam apenas ao Estado português duas solucoes: ou denuncia ao contrato e recebe as verbas já pagas à empresa ou renegoceia o contrato, em termos financeiros mais vantajosos para Portugal. E está deve ser a opcao a seguir: para que Portugal mantenha esta importante empresa em funcionamento, para que o programa de substituicao das Chaimite por um veículo verdadeira e finalmente moderno prossiga e para que se aproveite este flagrante incumprimento da Steyr neste momento de aperto orçamental.

Fonte: Sapo via Quintus

Anúncios

4 Respostas to “Sobre o possível denunciamento de contrato com as Pandur”

  1. Parece ser uma coisa da cultura mesmo… aqui e la!

  2. Pois é Francoorp, também temos as nossas novelas… kkkk

  3. Filho de peixe e peixinho, ñ negamos n origens….até na esculhambação.

  4. Este caso sempre me pareceu muito estranho…

    Em primeiro lugar, a empresa nega atraso nas entregas e diz que o Exército faz exigências de alterações não contratualizadas.

    Mesmo assim, a empresa faz as alterações pedidas. O Exército encosta viaturas já entregues à espera das alterações (…mas que alterações são essas afinal?)

    Depois, para o Governo, os postos de trabalho da fábrica do Barreiro não interessam se romper o contracto…

    Mas o secretário de estado está doido ou quer fazer passar os outros por parvos???

    Acredito secretamente que o interesse do estado está a ser lesado. Mas por outros motivos.

    Os derrotados do concurso não desistiram do mesmo e encontraram testas de ferro na estrutura do Exército para “inquinarem” todo o processo.

    E estão a conseguir.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: