Articles

Cinema: Os Mercenários (The Expendables)

In Curiosidades, Humor, Opinião, Outras on 14/08/2010 by Carcará

https://i2.wp.com/geektyrant.com/storage/page-images/the-expendables.jpg

Após uma enorme polêmica sobre as declarações do “figurão” Sylvester Stallone, e não entrarei no mérito se concordo ou não pois além de ser irrelevante a opnião pública já tomou sua decisão sobre o caso, o fato é que um filme de ação cuja a expectativa para o mesmo finalmente estreiou.

Vou novamente me arriscar a fazer a crítica, ou melhor, alguns comentários sobre o filme de Stallone que foi rodado no Brasil em locações como: Mangaratiba, Niteroi, Baia de Guanabara, Colônia Juliano Moreira e Parque Lage, além de locações em Los Angeles e Nova Orleans.

O filme foi escrito, produzido, dirigido e estrelado por Sylvester Stallone, que apesar de ser muito criticado por suas limitadas capacidades de atuação, possuí isso como uma constante, sua participação em roteiros e direção de seus filmes além de outros. Talvez seja por que ninguém consegue dirigí-lo, ou talvez possa demonstrar algumas habilidades do “figurão”, mas deixo isso em aberto.

http://www.digitaltrends.com/wp-content/uploads/2010/08/expendables-poster.jpg

Vamos ao filme, e inegavelmente temos de falar do elenco:
Sylvester Stallone, dispensa comentários, ícone de ação e da minha infância pelos títulos óbvios, Rambo, Rocky e ainda como Falcão e Cobra.
Dolph Lundgren, também ícone de ação, em geral por aparições vilania, como em Rocky IV, na série Soldado Universal e ainda como He-Man.
Jet Li, também dispensa comentários, ícone de ação e de figura das artes marciais e coreografias em cenas de combate corpo-a-corpo.
Mickey Rourke, ex-boxeador, participou de vários filmes de ação, figura típica para o gênero e ganhou novo fôlego após “O Lutador” que lhe rendeu inclusive premiações pela atuação.
Complementamos então com grandalhões vindos das arenas de luta livre e um ex-jogador da NFL que tem apostado no cinema com: Randy Couture, Steve Austin e Terry Crews.

Ainda falta alguma coisa, mesmo que em pequena participação, temos Bruce Willis e  Arnold Schwarzenegger complementando a lista de estrelas de ação.

Vale dizer que pela vontade de Stallone outros nomes estariam no filme, porém não aceitaram o convite como Jean-Claude Van Damme,  Wesley Snipes e Forest Whitaker e até mesmo Steven Seagal.

A história do filme é simples, extremamente.
Um grupo de especialistas militares e não são todos americanos, juntos vivendo os EUA a espera de trabalhos que não possam ser executados por forças militares convencionais.
Todos os membros do time são praticamente que o exemplo de Super Soldados, e alguns não possuem um “equilíbrio psicológico” muito bom.
A história começa com o grupo resgatando um navio sequestrados por piratas no Golfo de Aden e depois retorna aos EUA mostrando o “QG” dos Mercenários e dando enfâse as motos típico também para um filme de ação.

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/08/postertheexpendablesosmercenarios.jpg?w=212

Temos então a história de pequeníssimo país latino, sobre controle de uma ditadura e a figura do ditador deve ser eleminada e os Mercenários são então contratados para o serviço, o personagem de Stallone acaba por se envolver com o “contato” no país, que se trata da atriz brasileira Giselle Itié.

O pequeno país lida com uma situação peculiar (e conhecida de muitos e existente em muitos lugares do mundo) onde o ditador mantém tudo com mãos de ferro e tira recursos do tráfico de drogas, tudo isso manipulado por um agente Americano.

Existe ainda o pano de fundo do personagem de Jason Statham que lida com a rejeição por parte da mulher que ele ama, e posteriormente com um caso de agreção à mesma. Ainda tendo uma interessante cena de reflexão por parte do personagem de Mickey Rourke, sim, quem diria, o ex-boxeador que mereceu tantos elegios em “O Lutador” provou que não é uma velha montanha de músculos em uma sequência pequena, simples e com profundidade muito razoável transmitindo bem sua idéia.

Para complementar a cena IMPAGÁVEL com os maiores heróis de cinema de minha infância e adolêscencia: Stallone,  Schwarzenegger e Willis, e sim estou tendo um momento fã.

Recomendo que assitam o filme e esqueçam a história de boiocote ao Stallone (que aliás achei visível dada a quantidade de sessões do filme aqui em Brasília e seus horários, mas é somente opnião também). Para quem gosta de um filme de ação, o filme é bem recheado com boas sequências de ação com combate corpo-a-corpo, trocas de tiros e claro muita “mentira”.
O roteiro está longe de ser um primor mas traz critícas interessantes ao “American Way”, porém dúvido que algum artigo de crítica do filme venha a tratar disso, e portanto usarei os termos de um amigo meu para falar sobre o antagonista do filme e deixar claro que existe algo de interessante, até no roteiro, esse meu amigo colocou que o “Americano Rico”, que é o antagonista, tem a visão de que dinheiro é tudo, com uma arrogância ímpar e acaba sendo na realidade a imagem de sucesso que boa parte da cultura ocidental tem em mente, quem tem sucesso é quem tem dinheiro e não importa a moral, meu amigo encerrou dizendo que o personagem é um “Maníaco Ganancioso”.

Muito importante ressaltar ao que temem ver “Stars and Stripes” não se preocupem, eu mesmo não me lembro de ver a bandeira flamejando ou aparecendo em nenhum momento.

Acho que ficou óbvio que gostei do filme, é difícil falar dele sem entregar muito da história, afinal como disse ela é simples, porém não é ruim, se adequa ao gênero e o filme não foi feito para ser profundo e sim para ser direto, cerca de 103 minutos de pura diversão com muitos dos ícones clássicos da infância de adolescência de muitos daqueles que frequentam o blog!

Anúncios

28 Respostas to “Cinema: Os Mercenários (The Expendables)”

  1. Querem um otimo filme de ficção no genero guerra então assistam “Apocalypse Now” de Francis Ford Coppola.O resto é caça niquel!

  2. Eu tenho o Apocalypse Now na minha videoteca aqui em casa, mas este ai parece que so vai prestar pelo casting de figurões que possui, coisa rara no cinema reunir assim tanto cacique de filme de ação comercial.

    Se amanhã depois do Rango eu não tiver nada pra fazer talvez eu va ao cinema ver este pastelão Yankee ai…

  3. caça niquel ou nao soh a cena com o willis, schwarzenegger e stallone juntos ja vale o ingresso… mesmo q a cena seja curta…
    a porradaria, explosoes e o resto do filme sao apenas um mero extra

  4. O melhor do filme é mesmo a Giselle, que tá bem gata. No mais, apenas cenas de ação bem feitas e um roteiro com todos os clichês de filmes do gênero.
    No entanto, se vc for ver sem muitas espectativas, dá até pra se divertir. Pelo menos é melhor que o filme do Lula, mas não muito :-)

  5. Filmes de Guerra Indicados: (pelo menos os meus favoritos).
    1- Resgate do Soldado Ryan;
    2- Platoon;
    3- O Mais Longo dos Dias;
    4- Midway;
    5- Memphis Belle;
    6- Band of Brothers;
    7- O Franco Atirador;
    8- Guerra e Paz;
    9- Nada de Novo no Front;
    10- Canhões de Navarone;
    11- Lista de Schindler;
    12- Fomos Herois.

  6. Wolfpack,
    Tiraria da sua lista “O Franco Atirador” e colocaria “Circulo de Fogo”.
    Sds.

  7. Só em não te “Steven Seagal”já merece uma chance…
    Recomendo a os senhores o filme “Os perfumes de Emanuelle”…. bom

  8. Sylvester Stallone?? not a chance in hell..porcaria, no minimo!!

  9. Ah Francoorp, vai me dizer que quando mais novo você não curtiu nem um pouco do Rambo, mesmo que fosse muito tosco?
    rs.

    Wolfpack,
    Ótima lista, confesso que com alguns títulos que nem vi, mas acho crucial ter alguns daqueles que mostram “o outro lado” como o “Cartas de Iwo Jima”, raro exemplo de um filme em que minha opnião bateu com a da crítica.

  10. Wolfpack :
    Filmes de Guerra Indicados: (pelo menos os meus favoritos).
    1- Resgate do Soldado Ryan;
    2- Platoon;
    3- O Mais Longo dos Dias;
    4- Midway;
    5- Memphis Belle;
    6- Band of Brothers;
    7- O Franco Atirador;
    8- Guerra e Paz;
    9- Nada de Novo no Front;
    10- Canhões de Navarone;
    11- Lista de Schindler;
    12- Fomos Herois.

    Gostei da seleção: recomendo ao companheiro ainda “O Último Batalhão”, no original chama-se “The Lost Battalion” muito bom. Se eu lembrar outros tão bons eu posto adiante.

  11. carlos :
    Sylvester Stallone?? not a chance in hell..porcaria, no minimo!!

    Concordo, ufanismo ianks.

  12. O título é perfeito, literalmente:

    “Os dispensáveis”

    Vou pegar a deixa, dispenso ver este filme… e não dispendo meu tempo e dinheiro com ele não!

    Daqui a alguns anos, quando passar na TV aberta (e de graça…) aí, se estiver no jeito, eu assisto.

  13. Ué, Wolfpack, não tem “Born to kill” (Nascido para matar)?

  14. Wi,
    Bem é politicamente incorreto dizer isso mas você pode também baixar da internet e assistir de graça e nem gastará seu tempo, meia dúzia de clicks e o PC fará o resto por ti…

    Carlos e Carlos Argus,
    Se é porcaria é questão de gosto, cada um tem o seu…
    Sobre o ufanismo, bem, é como falei no artigo Carlos, não há bandeira americana e nem referência que estão lutando por uma causa americana, os personagens também não são todos americanos, acho que é necessário abrir um pouco os olhos quanto a isso…
    Só por que é de “Hollywood” é lixo e é ufanismo americano?
    Bem, não acredito nisso, assim como não acredito que filmes brasileiros tem que ter cenas de sexo e se parecem com pornô-chanchadas como muita gente vê isso até hoje.

    Saludos e bons ventos a todos!

  15. É impressão minha ou o padrão de camuflagem da farda do exército que apanha é igual ao do Exercito Brasileiro?

    vejão o minuto 1:58 do treiler.

  16. Bem lembrado, Vassili Zaitsev uma lenda. Por sinal inspirou filmes e games.
    E como fui esquecer de Full Metal Jack… Comprei a trilha na fálida HMV em Londres quando a Virgin estava apenas dando suas caras e se tinha o hábito de comprar CDs fora. Surfin’Bird – The Trashmen…
    E também têm um outros dois filmes épicos: A Ponte do Rio Kwai e Império do Sol. Os meus preferidos são da Segunda Guerra Mundial, lembro do seriado Ratos dos Deserto, e Tigres Voadores, sem contar no Boina Verde com o cowboy John Wayne.
    Quero tirar férias e alugar/baixar um por dia ehehehehehehe
    Dos mais recentes lembro de Blackhawk Down 2001.
    Abraço pessoal.

  17. Será que rolou uma jaba para divulgar o filme..rsrsrsr..

    Alias filme com um bando de velhos … entupidos de botox .. e provavelmente alguns ‘quimicos’ estimulantes a mais..

    Homenagem a decadência da geração Rambo…rsrsrs…

    Resumo do filme … http://www.youtube.com/watch?v=7AkEQM9AdEY .. rsrsrs

  18. Deve ser moh lixo, com todos os filmes desse cara, a lista do Wlfpack é perfeita, icluindo ai os classicos da 2º GM , o Blackhawk down e o russo 9ºPelotão, 9 ROTA é o título original.

    http://www.adorocinema.com/filmes/9-pelotao/

  19. xtreme :
    Será que rolou uma jaba para divulgar o filme..rsrsrsr..
    Alias filme com um bando de velhos … entupidos de botox .. e provavelmente alguns ‘quimicos’ estimulantes a mais..

    kkkkkkk Ô língua venenosa…

  20. Filmes/mini-série de guerra ou que abordam a mesma, que considero:

    Drama:
    Apocalypse Now e Born to kill: pela crueza e a profundidade junto a banalidade da guerra.
    A Lista de Schinndler e O Pianista: pela profunda abordagem do sentimento humano quanto a perda e ao trato do eminente fim pela forma bárbara…
    Band of Brothers e o Regaste do Soldado Ryan: o Primeiro, uma mini série, pela beleza e dinâmica do roteiro, o segundo pela revolução estética e técnica de filmagem para um filme de guerra.
    O Franco Atirador (Der Hunter): pelas belas e convincentes cenas e pela atuação das “feras” como Robert Deniro, Maryl Strep, John Cavazel…
    Tempos de Glória: por abordar o tema da Guerra da Secessão e os Negros escravos… além das atuações de Denzel Washington e Morgan Freeman…
    O Império do Sol: Pela beleza e atuação de Christian Beiley, o garoto, (hoje o Batman) e pela abordagem de Steven Spielberg sobre a guerra (WWII) no Sudeste Asiático.,… as cenas dos Kamikases foram muito emocionantes…
    Os Gritos do Silêncio: pelo drama como um todo… muito triste…

    Não achei que Platoon tenha sido tão importante… para mim ele está no nível de Nascido em 4 de Julho…

    De Ação:

    Canhões de Navarone
    O Barco
    Comando 10 de Navarone
    A Águia Pousou
    Círculo de Fogo
    A Fera da Guerra
    Memphis Belle
    O Ninho da Águia
    BLack Hawk Down
    Rambo 1 (First Blood)

    acho que era isso… devo ter esquecido de algum…

    ABraços!

    Francisco AMX

  21. xtreme,
    Quem me dera se tivesse algum jabá…
    Ao contrário, é interessante seu comentário pois dá a deixa perfeita para se dizer que o Stallone deixou uma dívida de 2 milhões de dólares junto a produtora brasileira que deu suporte as filmagens, mas há uma certa controvérsia sobre isso aí, em todo caso não houve jaba, se houve algo foi é calote! rs.

    Fiz o review do filme mais pelo fato de ser fã de filmes de ação e de fato Rambo fez parte da minha infância, sem bla bla blá de politicagem de ser yankee ou cherokee ou moscovita ou comunista, era simplesmente sequências de ação, tiros, explosões e um cara fazendo de tudo que anima um menininho sedento por ação!

    Wi,
    Como falei, sem jabá, é trabalho de um fã do gênero e só, só entretenimento mesmo.
    Em todo caso acho que vale comentar e houve no final um bom resultado com sugestões de filmes e comentários do gênero.
    Vale relaxar de vez em quando, a temática do blog é em geral sempre bastante série e um comentário sobre filmes gerando troca de informações entre os participantes do blog foi o melhor que eu podia querer para esse tipo de “matéria”.

    Saludos e bons ventos a todos!

  22. Carcará,

    nada a ver com o jabá,
    o que achei engraçado foi o trecho abaixo:

    “Alias filme com um bando de velhos … entupidos de botox .. e provavelmente alguns ‘quimicos’ estimulantes a mais..”

    saudações!

  23. Pelamor de Deus!! Chega de cine-porrada e agentes super fodasticos americanos.

    O problema não é se faz propaganda da bandeira americana ou não, mas esses filmes que colocam ex-combatentes americanos arrebentando um Exército inteiro !!

    Se for assim, meus caros, prefiro ficar com a Identidade Bourne, que é a mais realista ação de espionagem tática q eu já vi. E o ator principal não é superhumano, só bastante habilidoso.

    Abraços

  24. Bota o filme “Gloria” nessa lista aí também.

  25. Na minha humilde opinião este tópico é incompativel com o Plano Brasil, li duas vezes e não percebi conteudo relativo ao objetivo deste blog. O foco é bem claro nas palavras do responsavel quando diz:

    “Como entusiasta dos assuntos referente a sistemas de armas e defesa pretendo que este Bolg sirva como instrumento de divulgação e propagação de temas relacionados ao desenvolvimento tecnológico, capacitação, efeito sinérgico, complemantaridade, racionalização de meios e recursos, e finalmente a soberania no tange os assuntos de defesa do nosso país.

    O autor parte do princípio de que é necessário tornar publico as discussões a cerca dos programas militares futuros, de forma a incluir setores civis e militares bem como as indústrias e entidades da sociedade de forma a criar comissões mistas de militares, setores da indústria de defesa e da sociedade civil, com a finalidade de planejar melhor as nossas Forças Armadas.”
    Mas como um humano da gema posso estar enganado..
    abraço a todos

  26. Respeito a opinião de todos, mas devo discordar em alguns pontos. Também sou fã de filmes de ação, guerra e aventura. Das filmografias que foram citadas, assisti a cerca de 92% mas, acima de tudo, sou um Patriota convicto, nacionalista até. E não afirmo isso para aparecer, exercito este sentimento diariamente em função da minha atividade profissional, não admito que o Sr. Sly ou quem quer que seja, venha a público ridicularizar o País ao qual um dia jurei defender. Reconheço nossos problemas e limitações, mas qual País não os tem? Boicotei sim, mas fiz consciente, não ditado pela moda. Lamento que “Segurança Nacional” que retrata um Agente da ABIN (Thiago Lacerda) agindo em defesa da Soberania Brasileira, não teve o mesmo espaço e visibilidade na mídia. Temos que resgatar a BRASILIDADE!!!!

  27. Henrique_g_o :
    É impressão minha ou o padrão de camuflagem da farda do exército que apanha é igual ao do Exercito Brasileiro?
    vejão o minuto 1:58 do treiler.

    Se não estou louco o padrão de camuflagem é o mesmo do EB sim…
    Foi a primeira coisa que eu notei: “Conheço essa farda”…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: