Articles

Pressão por ataque militar ao Irã cresce nos Estados Unidos

In Conflitos, Defesa, Geopolítica, História, Terrorismo on 17/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , ,

https://i2.wp.com/www.salem-news.com/stimg/may142010/iran_latuff_small.jpgArgumento é que, se governo americano não investir contra país persa, Israel o fará

DO RIO

Impulsionado por conservadores, o debate sobre a suposta inevitabilidade de um ataque militar para frear o programa nuclear do Irã voltou a ganhar corpo nos EUA.

Analistas contrários à ação divergem sobre se o objetivo é de fato forçar o governo Obama a adotá-la ou apenas obter ganhos para a oposição na eleição legislativa de novembro, mostrando o presidente como fraco em segurança nacional. Mas temem que a reverberação do tema “naturalize” a opção da guerra, transformando-a num fato consumado.

A campanha começou logo depois da aprovação da quarta rodada de sanções ao Irã no Conselho de Segurança da ONU e da votação de sanções unilaterais pelo Congresso americano.

Obama vendeu-as como uma alternativa à guerra, embora nunca tenha descartado a “opção militar”.

Em julho, 47 congressistas apresentaram um projeto que apoia o uso, por Israel, de “todos os meios necessários” contra o Irã, “incluindo a força militar”.

A lei tem pouca possibilidade de ser aprovada, por enquanto. Mas sustenta-se sobre argumento análogo ao exposto há dez dias na revista ultraconservadora “Weekly Standard” e na semana passada na “Atlantic”.

Um ataque, dizem os artigos, seria para Israel um ato de autodefesa preventiva, já que a possibilidade de o país persa ter a bomba é considerada “ameaça existencial” ao Estado judaico.

Na “Atlantic”, o premiê Binyamin Netanyahu disse que a liderança iraniana, um “culto messiânico apocalíptico”, não seria sensível a uma política de contenção contra o uso da arma como a adotada contra a antiga União Soviética.

O próprio artigo relativiza o grau da ameaça, com analistas dizendo que o problema é a perspectiva da perda da vantagem estratégica de que Israel desfruta, como único país do Oriente Médio com arsenal nuclear.

Mas diz que há 50% de chances de que os israelenses ataquem em 2011, se concluírem que “Obama não vai, em nenhuma circunstância, atacar o Irã”.

O texto provocou reações. Flynt Leverett, ex-funcionário da CIA que defende a normalização das relações entre EUA e Irã, escreveu que sua implicação é a de que os EUA devem agir antes do aliado, já que seriam afetados pelas consequências do bombardeio e teriam mais chances de sucesso.

“Há um clima palpável para a ação militar. O governo diz que uma bomba no Irã é inaceitável, implicando que a contenção não é uma opção”, disse à revista “New Yorker” o ex-congressista Lee Hamilton.

A dubiedade da Casa Branca contribui para a incerteza. Os EUA ainda se dizem dispostos a dialogar, mas não responderam à oferta do Irã de voltar a negociar a proposta de troca de urânio endossada por Washington em 2009 e que serviu de base ao acordo mediado por Brasil e Turquia.

NOVAS USINAS

Ontem, Ali Akbar Salehi, vice-presidente do Irã, afirmou que o país mantém o plano de construir dez novas usinas de enriquecimento de urânio.

Segundo Salehi, as usinas serão construídas sob montanhas, justamente para não ficarem vulneráveis a eventuais ataques. A primeira, disse ele, começará a ser construída em março.

(CLAUDIA ANTUNES)


Nota do Editor.

Ou seja o Lobbie Israelense dentro dos EUA querem jogar os EUA numa guerra que eles não querem, assim fazem o serviço sujo por eles e pagam pela incompreensão internacional. Vamos ver até quando brincar de Armagedom será algo controlado.

Bem Hillary ( a atual presidente dos EUA) assim já se consagra a próxima presidente dos EUA,e  Obama cai no esquecimento da história, o problema serão as consequências, alguém se arrisca a fazer previsões?

E.M.Pinto

Anúncios

42 Respostas to “Pressão por ataque militar ao Irã cresce nos Estados Unidos”

  1. No caso do Irã, deverá existir apoio de vizinhos árabes temerosos da bomba em mãos dos malucos. Mesmo apoio de certa forma velado.
    Israel está monitorando todos os passos iranianos por intermédio do MOSSAD.
    Se os EUA, não acredito q Israel deixará o Irã ter a bomba.
    Caso algum dia ele tenha, e resolva usar sobre Israel, vai levar umas 3 de troco.

  2. O medo transforma o covarde…Porque Israel pode ter a bomba e o Irã não?Ah o Persa é louco!Mas o Judeu tambem!Na boa,pra mim não fedem e nem cheiram,são farinha do mesmo saco assim como os EUA.Que se destruam logo…iiii sera…não não pode ser…mas tive uma visão,que o Big Ben caiu atingido por uma Tamara nuck e que os profetas Judeus ressuscitaram mas não pro juizo final e sim porque seus trumulos foram pelos ares.

  3. Sendo curto e grosso: porque Israel é uma democracia na acepção da palavra e nunca disse q quer a destruição de outro país, como fez ahmadinejad.

    Pq o judeu e louco?

  4. Os judeus se acham superior e raciona. Esqueceram que a Psersia é uma riqueza em cultura e não é um país agressor como Isarel.

  5. Façamos eletro-encefalograma em Judeus e veremos se so apenas tem disritmias ou algo mais.Umpovo de primordios errantes sempre embusca daquilo que não tinha e que acreditavam que Deus lhes daria atravez de guerras.Leia a historia amigo ou voce so conhece o que a midia ocidental vos permite?Se dizem vitimas dos Nazistas mas sempre foram escurraçados por varias Naçoes Europeas que não os suportavam.Com a criação do Estado Judeu que inclusive o Brasil quem deu o voto de Minerva aqueles que não tinham grana e que não foram para outros paises,foram postos em navios e despejados na Palestina e de la pra ca não se contentam com o que a ONU lhes deu.A Ortodoia religiosa deles lhes faz pensar que devem ter o territorio como era nos tempos de Salomão.

  6. Ao descermos o … nos EUA/Israel estamos defendendo um país assumidamente anti-semita, que já afirmou querer destruir Israel e que é praticamente uma ditadura pois não sente nenhum constrangimento em matar quem seja contrário ao sistema. É a mesma situação no caso do Iraque, éramos contra a invasão (eu pelo menos), mas automaticamente estávamos defendendo o Saddam Hussein, que deve ter causado a morte de quase 1 milhão de pessoas (Quantos só na guerra Irã-Iraque?)e não exitou em usar as suas armas de destruição em massa contra os Curdos (1989?). O governo Iraniano é tão “mau” quanto o de Israel/EUA, então melhor mesmo é deixar que se matem.

  7. A história é testemunha sobre aquelas nações realmente preocupantes. Até a democracia é maquiada afim de interesses obscuros serem concluídos. Não creio em invasão sem antes o uso de arsenal “proibido”, inclusive nuclear. A defesa do irã não é como foi a brincadeira do afeganistão e iraque.

  8. A questão é simples, Israel tem as costas quentes e faz o que bem entende, o dia em que eles perderem o apoio dos EUA (principalmente) a casa vai cair, quando ou se isso vai acontecer não sabemos, mas penso que pode ser algo concreto, já existe um movimento nos EUA que está questionando até que ponto a segurança dos cidadãos americanos está sendo afetada pelo apoio incondicional que Israel recebe, ou seja, quando a batata dentro do território americano começa a assar a situação muda de rumo. O grande trunfo que os judeus tem é o seu fortíssimo lobby dentro dos EUA. enquanto isso ocorrer……..

  9. Previsão: a próxima guerra mundial (a quarta, depois da terceira) será feita como disse Einsten, com paus e pedras, ou seja, não vai sobrar nada !

    ps: bem que Israel podia ser varrida do mapa, assim, acabariam os conflitos na região, pois, até onde o mundo todo vê, o Irã não está em conflito com ninguém !

  10. Israel é um pais expansionista,isso sim é fato!!!!!!!!!!!

  11. Por que Israel é louco?

    Será que é por que ataca navios de civis?
    Por que usa armas proibidas pela ONU em cidades palestinas?
    Por que possui armas nucleares e negam que não tem?
    Por que massacra e homilia civis?
    Por que invadem seus visinhos se aproveitado de sua fraqueza e sua pobreza?

    O Irã comete crimes contra “seu” povo, mas é seu povo e nenhum outro povo no mundo que deve mudar isso… Israel comete crimes contra pessoas de outros países e isso deve se interrompido por outras nações. Mas o fanatismo faz agente ficar cego e insensível a verdade, vamos por a mão na consciência, nessa historia não existe mocinhos nem vilões apenas são nações atrás de seus objetivos. O Irã tenta fazer acordos os EUA se negam a aceitar, então por que existem em crucificar o Irã e exaltar Israel e os EUA.
    Será mesmo que existe um certo e um errado, por que o Irã não pode enriquecer o plutônio a 20% se é garantido por normas internacionais, será que o acordo que o Brasil e a Turquia conseguiram não estava de bom tamanho?
    Tudo bem querem a guerra então vão enfrente, mas o Irã não é o Iraque…

  12. A historia a tradição a cultura deles é essa acham que Deus sempre tera mais pra eles.Deveriam se entenderem ja que são farinhas do mesmo saco.Mas é mais imundo,é segregação.Um saco cheio de gatos que os Yanks manipulam.

  13. Enquanto todos forem a favor da expansao da humanidade, nao ha tratado de paz que se estabeleca.

  14. Via Opera Mundi:
    ………………
    Em 10 de junho de 2010, o chamado “Governo Mundial” se reuniu em Barcelona.

    “Eram os mais de cem chefões da economia, das finanças, da política e da mídia da América do Norte e da Europa, que vieram até este lugar para a reunião anual do Clube de Bilderberg, uma espécie de governo mundial à sombra.”

    Outros jornalistas honestos estavam acompanhando, como ele, as notícias que conseguiram filtrar deste estranho encontro. Alguém muito mais informado do que eles andava no encalço desses eventos havia muitos anos.

    “O exclusivo clube que se reuniu em Sitges nasceu em 1954. Surgiu da idéia do conselheiro e analista político Joseph Retinger. Seus impulsores iniciais foram o magnata norte-americano David Rockefeller, o príncipe Bernardo de Holanda e o primeiro-ministro belga, Paul Van Zeeland. Seus propósitos fundacionais eram combater o crescente ‘anti-norte-americanismo’ que existia na Europa da época e contestar a União Soviética e o comunismo que recobravam força no velho continente.

    “Sua primeira reunião foi realizada no Hotel Bilderberg, em Osterbeck, Holanda, entre 29 e 30 de maio de 1954. Daí saiu o nome do grupo, que desde então se reúne anualmente, salvo em 1976.

    “Há um núcleo de afiliados permanentes, que são os 39 membros do Steering Comittee, o resto são convidados.”

    “…a organização exige que ninguém ‘conceda entrevistas’ nem revele nada do que ‘um participante individual tenha dito’. É requisito imprescindível um domínio excelente da língua inglesa […] não há tradutores presentes.

    “Não se sabe ao certo os alcances reais do grupo. Os estudiosos do ente dizem que não é por acaso que se reúnam sempre pouco antes do que o G-8 (G-7 anteriormente) e que procuram uma nova ordem mundial de governo, militar, economia e ideologia única.

    “David Rockefeller disse em uma reportagem à revista ‘Newsweek’: ‘Algo deve substituir os governos e parece-me que o poder privado é a entidade adequada para o fazer’.”

    “…o banqueiro James P. Warburg afirmou: ‘Quer gostem quer não, teremos um governo mundial. A única questão é se será por concessão ou por imposição’.

    “‘Eles sabiam dez meses antes a data exata da invasão ao Iraque; também o que ia acontecer com a bolha imobiliária. Com informação como essa se pode fazer muito dinheiro em toda sorte de mercados. E é o que falamos de clubes de poder e de saber’.

    “Para os estudiosos, um dos temas que mais preocupa o Clube é a ‘ameaça econômica’ que significa a China e a sua repercussão nas sociedades norte-americana e europeias.

    “A sua influência na elite é demonstrada por alguns pelo fato de que Margaret Thatcher, Bill Clinton, Anthony Blair e Barack Obama estiveram entre os convidados ao Clube antes de que fossem eleitos à mais alta responsabilidade governamental, na Grã-Bretanha e nos Estados Unidos. Obama participou da reunião de junho de 2008, na Virgínia, EUA, cinco meses antes de sua vitória eleitoral e seu triunfo se previa já desde a reunião de 2007.

    “Entre tanto sigilo, a imprensa foi tirando nomes daqui e dali. Entre os que chegaram a Sitges estavam importantes empresários como os presidentes da Fiat, Coca Cola, France Telecom, Telefônica da Espanha, Suez, Siemens, Shell, Novartis e Airbus.

    “Também se reuniram gurus das finanças e da economia, como o famoso especulador George Soros; os assessores econômicos de Obama, Paul Volcker e Larry Summers; o flamante secretário do Tesouro Britânico, George Osborne; o ex-presidente da Goldman Sachs e da British Petroleum, Peter Shilton […] o presidente do Banco Mundial, Robert Zoellic; o diretor-geral do FMI, Dominique Strauss-Kahn; o diretor da Organização Mundial do Comércio, Pascal Lamy; o presidente do Banco Central Europeu, Jean Claude Trichet; o presidente do Banco Europeu de Investimentos, Philippe Maystad.”

    Sabiam disso nossos leitores? Algum órgão importante da imprensa oral ou escrita disse uma palavra? É essa a liberdade de imprensa que tanto apregoam no Ocidente? Algum deles pode negar que estas reuniões sistemáticas dos mais poderosos financistas do mundo são realizadas todos os anos, à exceção do ano mencionado?

    “O poder militar enviou alguns dos seus falcões — continua Randy —: o ex-secretário de Defesa de Bush, Donald Rumsfeld; seu subalterno, Paul Wolfowitz; o secretário-geral da OTAN, Anders Fogh Rasmussen e seu antecessor no cargo, Jaap de Hoop Scheffer.

    “O magnata da era digital Bill Gates, foi o único assistente que falou alguma coisa à imprensa antes do encontro. ‘Sou um dos que estará presente’, disse e anunciou que, ‘sobre a mesa haverá muitos debates financeiros’.

    “Os especuladores da notícia falam de que o poder na sombra analisou o futuro do euro e as estratégias para salvá-lo; a situação da economia européia e o rumo da crise. Sob a religião do mercado e o auxílio dos drásticos recortes sociais se deseja continuar prolongando a vida do doente.

    “O coordenador da Esquerda Unida da Espanha, Cayo Lara, definiu com clareza o mundo que nos impõem os Bilderberg: ‘Estamos no mundo ao avesso; as democracias controladas, tuteladas e pressionadas pelas ditaduras dos poderes financeiros’.

    “O mais perigoso que foi publicado no jornal espanhol Público é o consenso majoritário dos membros do Clube a favor de um ataque norte-americano ao Irã […]. Lembre-se que os membros do Clube sabiam, em 2003, a data exata da invasão ao Iraque, dez meses antes de que acontecesse”.

    É por acaso uma invenção caprichosa a ideia, quando isto se soma a todas as evidências expostas nas últimas Reflexões? A guerra contra o Irã está já decidida nos altos círculos do Império, e apenas um esforço extraordinário da opinião mundial poderia impedir que estoure num prazo de tempo muito breve. Quem oculta a verdade? Quem é que engana? Quem é que mente? Alguma coisa do que aqui é afirmado pode ser desmentida?

  15. Complementando:

    “Ao reunir tanta riqueza e poder e zelar pela privacidade absoluta em seus eventos (nenhum participante pode falar sobre o que viu e ouviu nos encontros), o Clube Bilderberg se tornou prato cheio para as teorias conspiratórias. Segundo elas, a organização manipula políticas nacionais e eleições, provoca guerras e recessões e chega a ordenar assassinatos e renúncias de líderes mundiais – como teria acontecido, respectivamente, com o presidente norte-americano John Kennedy e a primeira-ministra britânica Margaret ”

    “O curioso é que o Bilderberg incomoda tanto conservadores quanto liberais. Para os primeiros, a organização é um plano sionista liberal. Para os outros, com tanto cacife e sigilo envolvidos, coisa boa não deve sair dali. “Quando tanta gente com tanto poder se reúne em um só lugar, acho que nos devem uma explicação sobre o que está acontecendo”, disse o exjornalista britânico Tony Gosling ao jornalista Jonathan Duffy, do BBC News Online Magazine (“Bilderberg: The Ultimate Conspiracy Theory”, de 3 de junho de 2004).”

  16. O que Israel quer é que os EUA sejam os culpados pela guerra contra o Ira e nao eles… se o negocio ficar feio, os EUA devem jogar a Nuke, nao eles… e assim eles continuam sendo as vitimas… é igual ao irmao mais novo mimado que quando perde o brinquedo (no caso a vantagem militar) chama o pai pra bater no irmao mais velho…

  17. ataca logo EUA … o demora … todo mundo (literalmente) já sabe e espera o ataque… rsrsrs

  18. xtreme :
    ataca logo EUA … o demora … todo mundo (literalmente) já sabe e espera o ataque… rsrsrs

    ..repondam logo ,nossas vidas vão ficar um droga mesmo…contraataquem logo..td nós sabemos q vão reagir furiosamente, Persas e seus alidos, os Sirios, os Libaneses,os Palestinos e os pesadelo dos SSioniSStras ,o HESBOLLAH. …

  19. anticomunista :No caso do Irã, deverá existir apoio de vizinhos árabes temerosos da bomba em mãos dos malucos. Mesmo apoio de certa forma velado.Israel está monitorando todos os passos iranianos por intermédio do MOSSAD.Se os EUA, não acredito q Israel deixará o Irã ter a bomba.Caso algum dia ele tenha, e resolva usar sobre Israel, vai levar umas 3 de troco.

    Isso é certo. Se analisarmos a região do Oriente Médio, veremos que o Irã está cercado de Aliados do EUA, como o Kuwait, Arábia Saudita, Jordania, Israel (principalmente), o Iraque e, talvez, o Afeganistão. Logo todos esses poderão seguir Israel e lutarem peLo EUA. Ou seja, eles armaram os seus amigos para que garantam a sua hegemonia na região… eles sempre fazem isso. Já é uma tática antiga.

  20. Jonnas :
    A história é testemunha sobre aquelas nações realmente preocupantes. Até a democracia é maquiada afim de interesses obscuros serem concluídos. Não creio em invasão sem antes o uso de arsenal “proibido”, inclusive nuclear. A defesa do irã não é como foi a brincadeira do afeganistão e iraque.

    Tens certeza daquilo que estás a dizer? Tens mesmo certeza?

    Se a Venezuela começasse um programa nuclear alegadamente pacífico, mas ao mesmo tempo fazia o seguinte:
    – Dizia que todos os brasileiros eram a encarnação do diabo na terra;
    – Que o estado brasileiro deveria ser varrido do mapa.
    – Financiasse operações terroristas contra as cidades brasileiras;
    – Se essa Venezuela fosse governada por uma oligarquia religiosa tirânica que acredita que é sua função expandir a verdadeira fé para a terra dos infieis, havendo só duas hipóteses: ou és da nossa religião ou corto-te a cabeça, a cabeça da tua mulher, a cabeça dos teus filhos e a cabeça dos teus pais;
    – Estivesse a alguns anos de ter tecnologia para colocar um artefacto nuclear num missil.

    O que farias se fosses eleito para proteger o Brasil nesta situação?

    Eu não sou Brasileiro mas dou-te a minha opinião, bombardeava a Venezuela até regressar à Idade da Pedra e colocava todos os seus líderes debaixo de sete palmos de terra.

    Mas para seres coerente és da opinião de primeiro a Venezuela tem o direito de matar, por exemplo, 20 ou 30 milhões de pessoas. Digamos parte de S. Paulo, por exemplo…

    É essa a solução humana?

  21. -O que devemos espera de uma nação de degenerados?

  22. Um lider (Ahmadnejad)falou algumas palavras e palavras que foram amplamente distorcidas e repetidas infinitamente, com o fim de provocar pavor e ódio na parte irracional da ‘massa ocidental’, tudo como parte de uma campanha para conquistar apoio público a um ataque já planejado uma decada atras.

    e ainda que Ahmadnejad tivesse dito de fato o que a mídia divulga em campanha por uma guerra ao Iran, isto jamais seria motivo para enterrar sob 7 palmos um pais inteiro…por meras palavras ditas por um só! ideia bem fascista esta tua…

  23. Como não há como mudar a cruel realidade do Mundo e dentro das circunstâncias, é até melhor para o Irã que os EUA ataquem e destruam suas usinas nucleares.
    Vai que o Irã comece a enriquecer o urânio a um nível suficiente para ser usado em armas nucleares e terroristas consigam detonar um dispositivo nuclear dentro dos EUA. Os iranianos com certeza serão vistos como os culpados e possivelmente haveria uma retaliação nuclear por parte dos americanos, sem que a Comunidade Internacional possa dizer um “A” contra.

  24. 1maluquinho escreveu:
    Façamos eletro-encefalograma em Judeus e veremos se so apenas tem disritmias ou algo mais.Umpovo de primordios errantes sempre embusca daquilo que não tinha e que acreditavam que Deus lhes daria atravez de guerras.Leia a historia amigo ou voce so conhece o que a midia ocidental vos permite?Se dizem vitimas dos Nazistas mas sempre foram escurraçados por varias Naçoes Europeas que não os suportavam.Com a criação do Estado Judeu que inclusive o Brasil quem deu o voto de Minerva aqueles que não tinham grana e que não foram para outros paises,foram postos em navios e despejados na Palestina e de la pra ca não se contentam com o que a ONU lhes deu.A Ortodoia religiosa deles lhes faz pensar que devem ter o territorio como era nos tempos de Salomão.

    comentário fantástico esse seu: eletroencefalograma, disritmia, etc
    vc não me conhece então não diga q só sei o q mídia ocidental fala.
    aliás, se fosse acreditar na dita mídia ocidental seria antisemita e anti-israel.

    e vc, quais suas fontes? professores marxistas de esquerda, emir sader, granma?
    Israel se contentou com o q a ONU estabeleceu e desde aquela época há autorização para criação do estado palestino. Não criaram porque?
    De quais nãções europeias especificamente foram escorraçados? além da nazista e das comunistas?
    Para aqueles q odeiam Israel porque antes odeiam os americanos, lembro q Israel já venceu pelo menos 3 guerras contra vários países árabes lutando sozinho.
    Logo depois de sua criação em 1948, a guerra dos seis dias (1967) e guerra do yom kipur (1973), feriado religioso do dia do perdão (foi atacado de supresa no seu feriado religioso mais importante).

    Aí tem gente q fala q tem q devolver terra? Devolver o q? Foi atacado pela Síria, tomou as colinas de golã e agora quer q devolva sem qualquer garantia de q não mais apoiará grupos terroristas?

    Pq o valente Irã não ataca de frente, sem grupos terroristas terceirizados.

    Tem gente aqui q so sabe a historia dos ultimos 10 anos e fala q Israel é expansionista e o Irã (Pérsia) nunca tomou nada de quem quer q seja.

  25. Está tudo programado na minha opinião, o que sai na mídia ou deixa de sair é apenas para apimentar os fatos.

    Se não há um consenso geral, basta um novo atentado em solo americano…

    Simples assim…

  26. André, agradeço seu ponto de vista sobre minha observação.

    Bom… contra fatos não há argumentos entende.. o pior é que inclusive, e mais! o lado humano da coisa, internacionalmente é justamente controlado em maior parte por grupos que não se importam com a identidade regional. O que é isto? Culturas… tem de ser respeitadas. Não é uma esquadra supra-sumo que mudará a consciência de um povo! E aí entra a desinformação da coisa. O Irã? Todo terrorista! O sr. presidente quis e re-quis conciliação, os países que vetaram possuem CENTENAS de ogivas nucleares, porquê ele não tem direito de ter uma? Será que o mundo é de poucas nações? Será que o que chega às nossas vistas e mente é o que de fato acontece? O que falta são princípios. Certo ou errado? Não sou daquela cultura!… não tenho condição de julgar! Agora, cada um em seus limites. Estão ameaçando um país, mas são covardes! De certo esta ONU comprada fechará os olhos e queira Deus que não aconteça algo à grau global.

  27. Somente quero supracitar o seguinte. Analisando a fundo. A guerra real é contra a individualidade, contra o saber de cada um.

  28. O Ira quer a bomba ,para usar a lei judaica ..olho por olho, dente por dente..
    Bomba de cogumelo do rabo dos outros e’ remedio..
    Veja o Japao..os santinhos dos americanos mataram duas cidades civis e nao alvos militares..

  29. anticomunista :
    Sendo curto e grosso: porque Israel é uma democracia na acepção da palavra e nunca disse q quer a destruição de outro país, como fez ahmadinejad.
    Pq o judeu e louco?

    Vc está enganado, a falecida goldameyir ameaçou usar as suas NUCKs nos Árabes na guerra , caso os SSiuonSStras levassem a pior..

  30. Voces todos so esqueceram de uma coisa.A terra era dos Palestinos.Eles aceitaram a determinação da ONU mas Israel não se satisfez e lhes tomou mais.Voces seriam gentis com invasores?Mas isso tambem não justifica extremismo.Se ao menos a ONU realmente fosse ONU e não um clubinho de amigos dos Yankees esse conflito teria solução.Ja acho errado a ONU estar em territorio Americano.Deveria estar em um Estado neutro.Aos Judeus o que é dos Judeus e aos Palestinos o que é dos Palestinos assim tem igualdade de justiça.Reclamam que são extremistas mas ninguem reclama daqueles que matam inocentes e depois afirmam que ali havia um fabrica de bombas se nada provar.Todos são terroristas e apenas se diferenciam no modus operanti.Em um unico lugar da Terra povos que realmente se merecem porque todos eles são gatos amarrados em um saco.

  31. HR :

    anticomunista :No caso do Irã, deverá existir apoio de vizinhos árabes temerosos da bomba em mãos dos malucos. Mesmo apoio de certa forma velado.Israel está monitorando todos os passos iranianos por intermédio do MOSSAD.Se os EUA, não acredito q Israel deixará o Irã ter a bomba.Caso algum dia ele tenha, e resolva usar sobre Israel, vai levar umas 3 de troco.

    Isso é certo. Se analisarmos a região do Oriente Médio, veremos que o Irã está cercado de Aliados do EUA, como o Kuwait, Arábia Saudita, Jordania, Israel (principalmente), o Iraque e, talvez, o Afeganistão. Logo todos esses poderão seguir Israel e lutarem peLo EUA. Ou seja, eles armaram os seus amigos para que garantam a sua hegemonia na região… eles sempre fazem isso. Já é uma tática antiga.

    HR :

    anticomunista :No caso do Irã, deverá existir apoio de vizinhos árabes temerosos da bomba em mãos dos malucos. Mesmo apoio de certa forma velado.Israel está monitorando todos os passos iranianos por intermédio do MOSSAD.Se os EUA, não acredito q Israel deixará o Irã ter a bomba.Caso algum dia ele tenha, e resolva usar sobre Israel, vai levar umas 3 de troco.

    Isso é certo. Se analisarmos a região do Oriente Médio, veremos que o Irã está cercado de Aliados do EUA, como o Kuwait, Arábia Saudita, Jordania, Israel (principalmente), o Iraque e, talvez, o Afeganistão. Logo todos esses poderão seguir Israel e lutarem peLo EUA. Ou seja, eles armaram os seus amigos para que garantam a sua hegemonia na região… eles sempre fazem isso. Já é uma tática antiga.

    Ao dizer isso. Você não conhecem os árabes. A poupulação desse países já apioaram ISarel e nem os EUA.

    O que os EUA fazer é tentar comprar apoio dos líderes desses páises. OS lideres dos paises arabes sabem que se apoiar EUA ou Isarel, a população podem voltar contra eles.

  32. carlos argus :

    ..repondam logo ,nossas vidas vão ficar um droga mesmo…contraataquem logo..td nós sabemos q vão reagir furiosamente, Persas e seus alidos, os Sirios, os Libaneses,os Palestinos e os pesadelo dos SSioniSStras ,o HESBOLLAH. …

    D.U.V.I.D.O ..que Sirios ..libaneses…irão ajudar o Irã em caso de ataque…feito pelos EUA.

    E se atacarem o Irã … creio.. que vão devastar não somente as usinas nucleares…bases navais.. aereas…de foguetes… serão alvo prioritário também…

    O Irã até pode atacar Israel… em um 1º momento… mais em uma 2ª leva de ataque .. ainda .. AMERICANO… destroçam a capacidade Iraniana de atingir Israel.

    Os EUA assumem o ônus do ataque.. Israel lava as mão… o Irã mergulha em anos de retrocesso econômico …etc ..etc. E o mundo gira…rsrsrs

  33. xtreme :

    carlos argus :

    ..repondam logo ,nossas vidas vão ficar um droga mesmo…contraataquem logo..td nós sabemos q vão reagir furiosamente, Persas e seus alidos, os Sirios, os Libaneses,os Palestinos e os pesadelo dos SSioniSStras ,o HESBOLLAH. …

    D.U.V.I.D.O ..que Sirios ..libaneses…irão ajudar o Irã em caso de ataque…feito pelos EUA.
    E se atacarem o Irã … creio.. que vão devastar não somente as usinas nucleares…bases navais.. aereas…de foguetes… serão alvo prioritário também…
    O Irã até pode atacar Israel… em um 1º momento… mais em uma 2ª leva de ataque .. ainda .. AMERICANO… destroçam a capacidade Iraniana de atingir Israel.
    Os EUA assumem o ônus do ataque.. Israel lava as mão… o Irã mergulha em anos de retrocesso econômico …etc ..etc. E o mundo gira…rsrsrs

    Vc está esquecendo do estreito de ORMUZ, nesse exato momento tem 4 minisubs dormentes esperando, sem falar nas lanchas rápidas torpedeiras, dizem com torpedos schwval Rússos ou Ucrânianos; n vidas e empregos vão ficar uma droga, mt paises vão afundar de x…é o caos.

  34. João :
    Um lider (Ahmadnejad)falou algumas palavras e palavras que foram amplamente distorcidas e repetidas infinitamente, com o fim de provocar pavor e ódio na parte irracional da ‘massa ocidental’, tudo como parte de uma campanha para conquistar apoio público a um ataque já planejado uma decada atras.
    e ainda que Ahmadnejad tivesse dito de fato o que a mídia divulga em campanha por uma guerra ao Iran, isto jamais seria motivo para enterrar sob 7 palmos um pais inteiro…por meras palavras ditas por um só! ideia bem fascista esta tua…

    Ou seja, para ti, o problema é a Comunicação Social livre e independente de todo o mundo ocidental que está a fazer campanha contra o Irão… Lá que tens direito a ter essa opinião tens, mas uma coisa é certa: é muito pouco provável.

    Eu não disse matar toda a gente. Lê bem o post e depois se não compreenderes a frase eu explico.

    Jonnas :
    André, agradeço seu ponto de vista sobre minha observação.
    Bom… contra fatos não há argumentos entende.. o pior é que inclusive, e mais! o lado humano da coisa, internacionalmente é justamente controlado em maior parte por grupos que não se importam com a identidade regional. O que é isto? Culturas… tem de ser respeitadas. Não é uma esquadra supra-sumo que mudará a consciência de um povo! E aí entra a desinformação da coisa. O Irã? Todo terrorista! O sr. presidente quis e re-quis conciliação, os países que vetaram possuem CENTENAS de ogivas nucleares, porquê ele não tem direito de ter uma? Será que o mundo é de poucas nações? Será que o que chega às nossas vistas e mente é o que de fato acontece? O que falta são princípios. Certo ou errado? Não sou daquela cultura!… não tenho condição de julgar! Agora, cada um em seus limites. Estão ameaçando um país, mas são covardes! De certo esta ONU comprada fechará os olhos e queira Deus que não aconteça algo à grau global.

    As guerras sempre foram, são feitas e sempre serão feitas contra o povo. É impossível uma guerra contra o Presidente de um país.
    Lá porque o Presidente do país que te quer matar é marado da cabeça, tu não te podes defender porque o resto da população é contra ele? Tens de morrer obrigatoriamente. Discordo.

    De qualquer forma, por mais que te queixes da injustiça do mundo, e de todo mal que o Ocidente e a ONU carregam, espero que pelo menos já percebas o direito de um povo se defender. Quer gostemos dele, que não.

    1maluquinho :
    Voces todos so esqueceram de uma coisa.A terra era dos Palestinos.Eles aceitaram a determinação da ONU mas Israel não se satisfez e lhes tomou mais.Voces seriam gentis com invasores?Mas isso tambem não justifica extremismo.Se ao menos a ONU realmente fosse ONU e não um clubinho de amigos dos Yankees esse conflito teria solução.Ja acho errado a ONU estar em territorio Americano.Deveria estar em um Estado neutro.Aos Judeus o que é dos Judeus e aos Palestinos o que é dos Palestinos assim tem igualdade de justiça.Reclamam que são extremistas mas ninguem reclama daqueles que matam inocentes e depois afirmam que ali havia um fabrica de bombas se nada provar.Todos são terroristas e apenas se diferenciam no modus operanti.Em um unico lugar da Terra povos que realmente se merecem porque todos eles são gatos amarrados em um saco.

    Mas o que são os palestinianos? No tempo do Império Romano, da Turquia ao Egipto eram tudo Palestina. Nesses tempos, essas terras eram habitadas, entre outros, por Judeus. O Islamismo ainda não tinha sido inventado.
    Afinal de quem é aquela terra?
    Depois, com o surgimento de Cristianismo aquela terra foi Cristianizada. Mas os Judeus continuaram a viver lá como minoria.
    A seguir veio o Islamismo e aquela terra foi Islamizada. Mas os Judeus lá continuaram.
    Mais uma vez foi Cristianizada, desta vez com as cruzadas.
    E mais uma vez, o Estado Cristão foi destruído militarmente, e novamente Islamizada.
    Uns tempos depois, já como colónia do Reino Unido, a população judia aumenta, mas mantém-se uma maioria islâmica.
    Na II Guerra Mundial é tratado com os súbditos judeus que se participassem na Guerra ser-lhe-ias concedida a independência. Eles assim o fizeram, mas o tratado foi rasgado.
    Contudo devido ao Holocausto tornou-se socialmente e politicamente impossível impedir a movimentação em massa de Judeus para a Palestina.
    Com isto começaram os ataques terroristas contra os Judeus, apoiados pelos vizinhos árabes e pela URSS, os Judeus em resposta criaram um movimento terrorista contra os muçulmanos.
    Andaram nesta “brincadeira” até que os Judeus decidiram criar Israel. Expulsaram milhares de muçulmanos da casas onde viviam.
    Os vizinhos de Israel, nomeadamente e principalmente Líbano e Jordânia receberam essas pessoas, mas há 60 anos que os tratam como cães, impedindo-os de trabalhar legalmente, de ter acesso a cuidados de saúde e educação, obrigando-os a viver em campos de concentração, quer dizer, refugiados.
    Entretanto tais vizinhos já tentaram várias vezes expulsar os Judeus, mas de todas as vezes foram humilhados com derrotas indignas.

    Esta é a história muito resumida daquele pedaço de terra desde há cerca de 3000 anos. Afinal a quem pertence aquela terra por que direito seja? Eu não sei, mas se tiveres a solução perfeita elucida-nos.

  35. ok M acontecem… e o Irã vai a sua desforra ‘meia boca’ atacar petroleiro, tentar atingir Israel. bloquear estreito..etc etc.. porém…

    davi e golias só no tempo das catapultas…rsrsrsrs

    ou o Irã … retrocede ou será destruído… não havera invasão.. somente N ataques pulverizando toda sua infraestrutura industrial e militar… quem perde mesmo é o seu povo … como sempre.

  36. Só p provar q os ianks e SSioniSStras estão errados, q ataquem o Irã, e veremos a droga de ação errada q ele tomaram, vão afundar certos paíse, prolongar a agonia econômica dos mesmos,desempregos e etc, etc, etc,e +, sem econômias saudável ñ tem negocios, logo, menos empregos, menor poder de compra; e com a guerra q estão envolvidos, vão ter + deficits, + deficits..vão cair no 3 mundo e cheios de nucks…e até isso vão ter de cortar, por falta de manutenção, vide a Rússia , apos o colapso da URSS. Então q ataquem logo. Wi seu comentários sobre os segredos da “Bilderberg”, estão mt bem embasados, e é fato corrente,+ pouco divulgado. Sds.

  37. André :

    Contudo devido ao Holocausto tornou-se socialmente e politicamente impossível impedir a movimentação em massa de Judeus para a Palestina.
    Com isto começaram os ataques terroristas contra os Judeus, apoiados pelos vizinhos árabes e pela URSS, os Judeus em resposta criaram um movimento terrorista contra os muçulmanos.
    Andaram nesta “brincadeira” até que os Judeus decidiram criar Israel. Expulsaram milhares de muçulmanos da casas onde viviam.
    Os vizinhos de Israel, nomeadamente e principalmente Líbano e Jordânia receberam essas pessoas, mas há 60 anos que os tratam como cães, impedindo-os de trabalhar legalmente, de ter acesso a cuidados de saúde e educação, obrigando-os a viver em campos de concentração, quer dizer, refugiados.
    Entretanto tais vizinhos já tentaram várias vezes expulsar os Judeus, mas de todas as vezes foram humilhados com derrotas indignas.
    Esta é a história muito resumida daquele pedaço de terra desde há cerca de 3000 anos. Afinal a quem pertence aquela terra por que direito seja? Eu não sei, mas se tiveres a solução perfeita elucida-nos.

    Calma nessa parte voce pisa no acelerador.Eles eram escurraçados por muitos paises Europeus,tratados como ciganos,não os suportavam.E ai os que tinham grana emigraram pra muitos paises e os que não tinham se apinharam em navios desenbarcando na Palestina.Se vc quiser procurar Historia,Abraão saiu do Iraque ele era Caldeu.Se formaram tomando terras atravez de guerras.Isso esta na historia deles,na religião deles.No entender deles aquilo la é a terra que Deus lhes prometeu.São expansionistas sim e tomarãoas terras dos Palestinos,não se contentaram com o que a ONU lhes deu.

  38. 1maluquinho :

    André :

    Contudo devido ao Holocausto tornou-se socialmente e politicamente impossível impedir a movimentação em massa de Judeus para a Palestina.
    Com isto começaram os ataques terroristas contra os Judeus, apoiados pelos vizinhos árabes e pela URSS, os Judeus em resposta criaram um movimento terrorista contra os muçulmanos.
    Andaram nesta “brincadeira” até que os Judeus decidiram criar Israel. Expulsaram milhares de muçulmanos da casas onde viviam.
    Os vizinhos de Israel, nomeadamente e principalmente Líbano e Jordânia receberam essas pessoas, mas há 60 anos que os tratam como cães, impedindo-os de trabalhar legalmente, de ter acesso a cuidados de saúde e educação, obrigando-os a viver em campos de concentração, quer dizer, refugiados.
    Entretanto tais vizinhos já tentaram várias vezes expulsar os Judeus, mas de todas as vezes foram humilhados com derrotas indignas.
    Esta é a história muito resumida daquele pedaço de terra desde há cerca de 3000 anos. Afinal a quem pertence aquela terra por que direito seja? Eu não sei, mas se tiveres a solução perfeita elucida-nos.

    Calma nessa parte voce pisa no acelerador.Eles eram escurraçados por muitos paises Europeus,tratados como ciganos,não os suportavam.E ai os que tinham grana emigraram pra muitos paises e os que não tinham se apinharam em navios desenbarcando na Palestina.Se vc quiser procurar Historia,Abraão saiu do Iraque ele era Caldeu.Se formaram tomando terras atravez de guerras.Isso esta na historia deles,na religião deles.No entender deles aquilo la é a terra que Deus lhes prometeu.São expansionistas sim e tomarãoas terras dos Palestinos,não se contentaram com o que a ONU lhes deu.

    Não foram só os Judeus pobres que foram para a Palestina, mas se fossem valiam o mesmo que os ricos. Quanto ao início da análise histórica da Palestina partiu do momento em que a mesma é já habitada por Judeus juntamente com outros povos, porque nenhum dos mesmos, com excepção dos Cristãos e Muçulmanos sobreviveu até aos dias de hoje e, neste momento, são carta fora do baralho.

    Mesmo sem contestar o facto de os Judeus serem expansionistas, por o considerar mais um argumento pessoal que um facto (ex.: devolução da legítima conquista da península do Sinai ao Egipto), o mais importante é o seguinte: aquela terra há milénios não tem dono; todos que a dominaram foi por força das armas; os judeus foram assim; os cristãos foram assim; os muçulmanos foram assim.
    Os Judeus não são filhos do diabo. São seres humanos como nós.
    Afinal quem pode dizer que pertence aquela terra? Jerusalém já era cidade santa para Judeus antes dos Cristo nascer, e por sua parte já era cidade santa para os Cristãos antes de Maomé nascer.
    Seguindo a linha tradicional de pensamento que é explanada “aquilo” parece pertencer aos Judeus, porque dos actuais povos interessados por “aquilo”, eles são os que há mais tempo o fazem.

    Infelizmente os Judeus sempre tiveram problemas em toda a sua história por serem sempre a religião minoritária. Se não fossem minoritários não seriam tão mal vistos. O seu segundo problema foi de, como povo, terem uma enorme capacidade de gerar riqueza e inveja…

    Infelizmente boa parte dos comentários não passam de insulto simples a um povo milenar, sem o conhecimento mínimo de história ou política.

  39. André:

    “o mais importante é o seguinte: aquela terra há milénios não tem dono; todos que a dominaram foi por força das armas; os judeus foram assim; os cristãos foram assim; os muçulmanos foram assim.”
    ——————————

    Não é verdade que a Palestina era uma terra sem dono!
    .

    Os palestinos e seus ascendentes viviam aquelas terras a milhares de anos.
    .
    Extraido de texto de *Shlomo Sand:
    .
    E o exílio do ano 70 d.C. teria efetivamente acontecido? Paradoxalmente, esse “evento fundador” da história dos judeus, de onde a “diáspora” tira sua origem, nunca rendeu sequer um trabalho de pesquisa ciêntifica. E por uma razão bem prosaica: os romanos nunca exilaram povo nenhum em toda a porção oriental do Mediterrâneo.

    Com exceção dos prisioneiros reduzidos à escravidão, os habitantes da Judéia continuaram a viver em suas terras mesmo após a destruição do Segundo Templo.
    .
    Uma parte deles se converteu ao cristianismo no século IV, enquanto a maioria aderiu ao Islã durante a conquista árabe do século VII. E os pensadores sionistas não ignoravam isso: tanto Yitzhak ben Zvi, futuro presidente de Israel, quanto David ben Gurion, fundador do país, escreveram sobre isso até 1929, ano da grande revolta palestina. Ambos mencionam, em várias ocasiões, o fato de que os camponeses da Palestina eram os descendentes dos habitantes da antiga Judéia¹.

    Se formos falar nos judeus enquanto povo, enquanto etnia, no sentido racial mesmo, os palestinos são na verdade, o mais próximo que se pode chegar de uma “raça judaica”, pois o fato é que os camponeses da Palestina moderna eram os descendentes dos habitantes da antiga Judéia.

    *Shlomo Sand é historiador, professor da Universidade de Tel-Aviv
    …………
    1-Conferir. David ben Gurion e Yitzhak ben Zvi, Eretz Israel no passado e no presente (1918, em ídiche), Jerusalém, Yitzhak ben Zvi, 1980 (em hebraico), e Yitzhak ben Zvi, Nossa população no país (em hebraico), Varsóvia, O Comitê Executivo da União da Juventude e o Fundo Nacional Judeu, 1929.

  40. Não existe terra sem dono a ultima foi a Antartica rsrsrs…Se querem buscar historia 70 DC é muito pouco.Abraão ( Caldeu ) saiu do Iraque rumo ao deserto de la pra ca eles sempre tomaram as terras dos outros.São expansionistas sim.Um povo militarizado desde os primordios,que tem na cultura,religião e costumes,adoração pelo Senhor de Todos os Exercitos,o Deus vingador.O Cristianismo apenas nasceu do Judaismo,so que esqueceram de cortar o cordão umbilical,porque Jesus é justamente o contrario.Invez de guerra,paz.Invez de fogo,agua.Invez de vingança,amor.Eles usam o mundo Ocidental por Jesus ter nascido la,a quem não reconhecem e sempre chamaram de blasfemo,so que hoje ja não dizem mais isso,porque dependem do mundo Ocidental para existirem.Sem falar da eterna vitima que se transformaram com o Olocausto.Ale eles que são o problema como sempre foram problema por onde passaram.Infelizmente é uma realidade.Não tenho nada contra o povo Judeu e tenho sangue Judeu em segundo grau,mas o governo de Israel é desumano e covarde.

  41. anticomunista :Sendo curto e grosso: porque Israel é uma democracia na acepção da palavra e nunca disse q quer a destruição de outro país, como fez ahmadinejad.
    Pq o judeu e louco?

    Ser uma democracia não implica em ser um país responsável do ponto de vista das relações internacionais. Até quando esse estúpido non sequitur será usado? Só pra derrotar seu argumento, a União Soviética/Rússia e a China, duas ditaduras, nunca fizeram uso de armamentos nucleares. Os EUA, sim, e de forma covarde – contra a população civil do Japão. Vá estudar história, vai ver que a moralidade externa de um governo não é determinada por seu regime doméstico. Comece por “A guerra do Peloponeso”, de Tucídides.

    Todos os países agem de acordo com o que creem ser seus interesses estratégicos ou econômicos. Nenhum age por moralidade, seja uma democracia ou uma ditadura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: