Articles

Israel diz que funcionamento de reator iraniano é “inaceitável”

In Conflitos, Defesa, Geopolítica on 22/08/2010 by Lucasu Marcado: , ,

https://pbrasil.files.wordpress.com/2010/08/iran__israel_and___peace___by_latuff2.jpg?w=300

Israel, considerado o único país do Oriente Médio detentor de armas nucleares, disse que um Irã armado nuclearmente seria uma ameaça à sua existência, causando apreensão com a possibilidade de Israel atacar as usinas nucleares iranianas.

Em nota divulgada depois que a República Islâmica celebrou o lançamento de seu reator de Bushehr , o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yossi Levy, disse: “É totalmente inaceitável que um país que viole tão flagrantemente as resoluções do Conselho de Segurança (das Nações Unidas), as decisões da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e seus compromissos do TNP (Tratado de Não-Proliferação Nuclear) possa desfrutar dos frutos de usar energia nuclear.”

“A comunidade internacional deveria aumentar a pressão para forçar o Irã a cumprir decisões internacionais e cessar suas atividades de enriquecimento e a construção de reatores,” disse Levy. O Departamento de Estado dos Estados Unidos, no entanto, disse não ver “risco de proliferação” na primeira usina nuclear iraniana.

O carregamento de barras de combustível na usina de energia nuclear de Busher ocorre em um momento em que a República Islâmica é submetida a seis resoluções do Conselho de Segurança da ONU, sendo quatro delas acompanhadas de sanções, por desenvolver seu programa nuclear e pela negativa em renunciar ao enriquecimento de urânio.

Os Estados Unidos, Israel e alguns outros países ocidentais temem que a usina iraniana vise à produção de armas atômicas. O Irã diz que quer a energia nuclear apenas para a produção de energia.

Ameaça de ataque

Antes das declarações de Israel, o presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, prometeu uma “resposta em escala planetária” caso seu país seja atacado, segundo o jornal Al Sharq, do Catar. “Nossas opções não terão limites (…). Envolverão todo o planeta”, afirmou o presidente iraniano, em resposta a uma pergunta relativa à eventual reação de Teerã a um ataque.

Os EUA e Israel frequentemente declaram não excluir um ataque contra o Irã para pôr fim a seu controvertido programa nuclear.

“Acho que alguns pensam em atacar o Irã, em particular no âmbito da entidaade sionista (Israel), mas sabem que o Irã é uma muralha indestrutível e não acho que seus amos, americanos, permitam fazê-lo”, acrescentou. Ao mesmo tempo, Ahmadinejad defendeu a retomada da iniciativa de Brasil e Turquia sobre uma troca de urânio enriquecido.

Fonte: IG

Anúncios

17 Respostas to “Israel diz que funcionamento de reator iraniano é “inaceitável””

  1. Mesmo operada por russos, nao deixa de ser um risco a paz mundial. Em razao das sançoes essa usina nao deveria nem ser ativada, mesmo que seja para produzir energia. Isso iria forçar os iranianos a negociar de forma séria e responsável.

  2. “…o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yossi Levy, disse: “É totalmente inaceitável que um país que viole tão flagrantemente as resoluções do Conselho de Segurança (das Nações Unidas), as decisões da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e seus compromissos do TNP (Tratado de Não-Proliferação Nuclear) possa desfrutar dos frutos de usar energia nuclear…”

    Caramba ! Haja cinismo ! Israel o maior dos violadores das resoluções da ONU, vem cobrar o cumprimento de resoluções da ONU.

    justo Israel que sequer é membro do TNP e possui 200 ou 300 ogivas nucleares não declaradas,vem acusar o Iran de ser ilegal e perigoso? que o iran “não pode desfrutar dos frutos de usar energia nuclear”?

    E diga-se, os fiscais da AIEA, em momento algum afirmaram que o Iran estava descumprindo o TNP , podem ter expressado dúvidas em algum momento, más jamais disseram que o Iran está descumprindo o TNP.

  3. Israel cobrando o cumprimento de resoluções é uma piada.

    A lista das Resoluções da ONU que condenam o Governo e o Estado de Israel. E estas são somente as ocorridas de 1955 a 1992:

    * Resolution 106: ‘condemns’ Israel for Gaza raid.

    * Resolution 111: ‘condemns’ Israel for raid on Syria that killed fifty-six people.

    * Resolution 127: ‘recommends’ Israel suspends it’s ‘no-man’s zone’ in Jerusalem”.

    * Resolution 162: ‘urges’ Israel to comply with UN decisions.

    * Resolution 171: ‘determines flagrant violations’ by Israel in its attack on Syria.

    * Resolution 228: ‘censures’ Israel for its attack on Samu in the West Bank, then under Jordanian control

    * Resolution 237: ‘urges’ Israel to allow return of new 1967 Palestinian refugees.

    * Resolution 248: ‘condemns’ Israel for its massive attack on Samu in the West Bank, then under Jordanian control

    * Resolution 250: ‘calls’ on Israel to refrain from holding military parade in Jerusalem.

    * Resolution 251: ‘deeply deplores’ Israeli military parade in Jerusalem in defiance of Resolution 250.

    * Resolution 252: ‘declares invalid’ Israel’s acts to unify Jerusalem as Jewish capital.

    * Resolution 256: ‘condemns’ Israeli raids on Jordan as ‘flagrant violation.

    * Resolution 259: ‘deplores’ Israel’s refusal to accept UN mission to probe occupation.

    * Resolution 262: ‘condemns’ Israel for attack on Beirut airport.

    * Resolution 265: ‘condemns’ Israel for air attacks for Salt in Jordan.

    * Resolution 267: ‘censures’ Israel for administrative acts to change the status of Jerusalem.

    * Resolution 270: ‘condemns’ Israel for air attacks on villages in southern Lebanon.

    * Resolution 271: ‘condemns’ Israel’s failure to obey UN resolutions on Jerusalem.

    * Resolution 279: ‘demands’ withdrawal of Israeli forces from Lebanon.

    * Resolution 280: ‘condemns’ Israeli’s attacks against Lebanon.

    * Resolution 285: ‘demands’ immediate Israeli withdrawal form Lebanon.

    * Resolution 298: ‘deplores’ Israel’s changing of the status of Jerusalem.

    * Resolution 313: ‘demands’ that Israel stop attacks against Lebanon.

    * Resolution 316: ‘condemns’ Israel for repeated attacks on Lebanon.

    * Resolution 317: ‘deplores’ Israel’s refusal to release Arabs abducted in Lebanon.

    * Resolution 332: ‘condemns’ Israel’s repeated attacks against Lebanon.

    * Resolution 337: ‘condemns’ Israel for violating Lebanon’s sovereignty.

    * Resolution 347: ‘condemns’ Israeli attacks on Lebanon.

    * Resolution 425: ‘calls’ on Israel to withdraw its forces from Lebanon.

    * Resolution 427: ‘calls’ on Israel to complete its withdrawal from Lebanon.

    * Resolution 444: ‘deplores’ Israel’s lack of cooperation with UN peacekeeping forces.

    * Resolution 446: ‘determines’ that Israeli settlements are a ‘serious obstruction’ to peace and calls on Israel to abide by the Fourth Geneva Convention.

    * Resolution 450: ‘calls’ on Israel to stop attacking Lebanon.

    * Resolution 452: ‘calls’ on Israel to cease building settlements in occupied territories.

    * Resolution 465: ‘deplores’ Israel’s settlements and asks all member states not to assist Israel’s settlements program.

    * Resolution 467: ‘strongly deplores’ Israel’s military intervention in Lebanon.

    * Resolution 468: ‘calls’ on Israel to rescind illegal expulsions of two Palestinian mayors and a judge and to facilitate their return.

    * Resolution 469: ‘strongly deplores’ Israel’s failure to observe the council’s order not to deport Palestinians.

    * Resolution 471: ‘expresses deep concern’ at Israel’s failure to abide by the Fourth Geneva Convention.

    * Resolution 476: ‘reiterates’ that Israel’s claim to Jerusalem are ‘null and void’.

    * Resolution 478: ‘censures (Israel) in the strongest terms’ for its claim to Jerusalem in its ‘Basic Law’.

    * Resolution 484: ‘declares it imperative’ that Israel re-admit two deported * Palestinian mayors.

    * Resolution 487: ‘strongly condemns’ Israel for its attack on Iraq’s nuclear facility.

    * Resolution 497: ‘decides’ that Israel’s annexation of Syria’s Golan Heights is ‘null and void’ and demands that Israel rescinds its decision forthwith.

    * Resolution 498: ‘calls’ on Israel to withdraw from Lebanon.

    * Resolution 501: ‘calls’ on Israel to stop attacks against Lebanon and withdraw its troops.

    * Resolution 509: ‘demands’ that Israel withdraw its forces forthwith and unconditionally from Lebanon.

    * Resolution 515: ‘demands’ that Israel lift its siege of Beirut and allow food supplies to be brought in.

    * Resolution 517: ‘censures’ Israel for failing to obey UN resolutions and demands that Israel withdraw its forces from Lebanon.

    * Resolution 518: ‘demands’ that Israel cooperate fully with UN forces in Lebanon.

    * Resolution 520: ‘condemns’ Israel’s attack into West Beirut.

    * Resolution 573: ‘condemns’ Israel ‘vigorously’ for bombing Tunisia in attack on PLO headquarters.

    * Resolution 587: ‘takes note’ of previous calls on Israel to withdraw its forces from Lebanon and urges all parties to withdraw.

    * Resolution 592: ‘strongly deplores’ the killing of Palestinian students at Bir Zeit University by Israeli troops.

    * Resolution 605: ‘strongly deplores’ Israel’s policies and practices denying the human rights of Palestinians.

    * Resolution 607: ‘calls’ on Israel not to deport Palestinians and strongly requests it to abide by the Fourth Geneva Convention.

    * Resolution 608: ‘deeply regrets’ that Israel has defied the United Nations and deported Palestinian civilians.

    * Resolution 636: ‘deeply regrets’ Israeli deportation of Palestinian civilians.

    * Resolution 641: ‘deplores’ Israel’s continuing deportation of Palestinians.

    * Resolution 672: ‘condemns’ Israel for violence against Palestinians at the Haram al-Sharif/Temple Mount.

    * Resolution 673: ‘deplores’ Israel’s refusal to cooperate with the United Nations.

    * Resolution 681: ‘deplores’ Israel’s resumption of the deportation of Palestinians.

    * Resolution 694: ‘deplores’ Israel’s deportation of Palestinians and calls on it to ensure their safe and immediate return.

    * Resolution 726: ‘strongly condemns’ Israel’s deportation of Palestinians.

    * Resolution 799: ’strongly condemns’ Israel’s deportation of 413 Palestinians and calls for their immediate return.

  4. Considerando que com a chamada doutrina bush, teve início o chamado “ataque preventivo”, ao Irã seria lícito um “contra-ataque preventivo” a Israel, pois, está mais que claro que o Estado Judeu está prestes a atacar o Irã, inclusive, não esconde que já tem até um plano para isso.

    Chega a ser engraçada a guerra de desinformação lançada pelos americanos e israelenses contra o Irã.

    1. Cumpra com suas obrigações perante o TNP eles dizem ao Irã. Nem americanos nem israelenses cumprem;

    2. Cumpra as resoluções da ONU, dizem ao Irã. Nem americanos nem israelenses cumprem. Desde sua fundação que os Israelenses não cumprem resoluções da ONU, pois quando da fundação do estado judeu deveria ter sido criado um estado palestino, mas os judeus pegaram a parte do leão pra eles e anexaram o restante. Os USA invadiram o Iraque, destruiram o País e saquearam seus museus com tesouros milenares. Passando por cima da ONU e do resto;

    3. USA e Israel são, respectivamente, os maiores detentores de armas quimicas, biológicas e nucleares. Os USA em nível mundial e Israel no Oriente Médio.

    4. O único grande produtor de petroleo que os USA ainda não dominam diretamente é o Irã, vejamos até quando.

    Um grande abraço a todos.

  5. Israel nao tem o direito e nem tampouco legitimidade para questionar o direito ao desenvolvimento da tecnologia nuclear iraniana. Ateh porque nem se quer eh signatario do TNPN. Na verdade, Israel, “ilegalmente” desenvolveu armas nucleares e constitue numa ameaca a paz mundial, especialmente aos iranianos e demais paises do oriente medio. Onde estao as sancoes contra Israel, nessa palhacada da ONU e dos terroristas do CS da ONU, onde ateh o protetorado terrorista colombiano pretende fazer parte????

  6. Galera achei o canal do Obama ( Imperador Vampiro ) no YouTube http://www.youtube.com/user/BarackObamadotcom Pensem.Uma Etnia que afastou-se do seu Povo,algum motivo forte foi né?E de la pra ca por onde passam semeiam a guerra e a discordia usando o nome de Deus.Sera que a humanidade não se toca que Israel quer possuir as terras Arabes?E os EUA os financiam para dominar o Oriente Medio.Sabem quando isso acaba?Quando arderem Jerusalem,Washington e Londres.Isso se dara inexperadamente com um ataque em massa surpresa.Quem planta colhe e vivera do que colheu…Foguetada neles.

  7. Fred :
    “…o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yossi Levy, disse: “É totalmente inaceitável que um país que viole tão flagrantemente as resoluções do Conselho de Segurança (das Nações Unidas), as decisões da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e seus compromissos do TNP (Tratado de Não-Proliferação Nuclear) possa desfrutar dos frutos de usar energia nuclear…”
    Caramba ! Haja cinismo ! Israel o maior dos violadores das resoluções da ONU, vem cobrar o cumprimento de resoluções da ONU.
    justo Israel que sequer é membro do TNP e possui 200 ou 300 ogivas nucleares não declaradas,vem acusar o Iran de ser ilegal e perigoso? que o iran “não pode desfrutar dos frutos de usar energia nuclear”?
    E diga-se, os fiscais da AIEA, em momento algum afirmaram que o Iran estava descumprindo o TNP , podem ter expressado dúvidas em algum momento, más jamais disseram que o Iran está descumprindo o TNP.

    Muito bem argumentado, Fred!
    Aliás, o maior problema de termos assinado essa joça de TNP está exatamente na INTERPRETAÇÃO que pode ser dada a este! Construir uma usina nuclear para a geração elétrica e FISCALIZADA pela AIEA, pode ser considerada uma violação, dependendo do BOM HUMOR DOS EUA, que é o que está ocorrendo agora.

    O que isso importa para nós no Brasil? Simples: QUALQUER um que tenha assinado essa joça de tratado pode ser alvo de pressão e, essa pressão será justificada de acordo com a interpretação que for dada a este pelos EUA…

  8. Parabéns Fred excelente post, haja cara de pau, sem comentários.

  9. Acredito que, infelizmente, está cada vez mais alto o som das trombetas da guerra.

  10. Israel sabe que o bonde já passou e ele perdeu a chance de neutralizar este avanço do Iran rumo a bomba atômica. Hoje, faz jogo de cena, para as câmeras. Sabe também que o Iran nunca ameaçará Israel com armas atômicas, pois seria seu atestado de óbito também. O contra-ataque riscaria as cidades do Iran do mapa. Hoje vivemos uma Guerra Fria (morna) no Oriente Médio e Ásia. Ninguém ameaça ninguém. O maior problema hoje é o Paquistão.

  11. -REMANDO CONTRA A CORRENTEZA.

    O governo de Israel,está procurando adiar o inevitável,qualquer dia algum pais árabe terá uma bomba atômica.
    O governo de Israel até aqui,procurou colocar na agenda mundial (ONU),o problema regional,com meias verdades que o programa nuclear iraniano é um perigo contra o mundo.
    Toda arma nuclear afeta a humanidade e eles sabem muito bem disso,tem uma e já procuraram vender essa tecnologia para a África do Sul,na época do apartaide.
    Se o fato do Irã vir ter arma nuclear é muito ruim para todo mundo;não por que é o Irã,é porque é mais um a ter.
    A grande mentira que o Israel fala é que se o Irã vier ater uma, os terroristas terão.caso fosse verdade,então eles já tem;pois o Paquistão tem,algumas ex-republicas soviéticas tem,a coreia do norte tem e o Israel também,lembrem-se eles já deram a oferta para um país africano.

  12. Porque Israel ter a bomba não é um risco e o Irã ter uma bomba atômica é ? O que o Estado Sionista faz com os palestinos já não é prova suficiente de que Israel está muito mais propensa a usar a bomba do que qualquer outro país no mundo ??? O estado que mais mata gente em todo o mundo atualmente são os EUA junto com ISRAEL, o que executa opositores sem julgamento e sem processo são os EUA, o país que mantém a maior quantidade de prisioneiros sem uma única acusação são os EUA. Quem é que ameaça mais o mundo: o Irã ou o Estado Sionista com seu Pitbull EUA a tiracolo ?

  13. André Oliveira :
    Porque Israel ter a bomba não é um risco e o Irã ter uma bomba atômica é ? O que o Estado Sionista faz com os palestinos já não é prova suficiente de que Israel está muito mais propensa a usar a bomba do que qualquer outro país no mundo ??? O estado que mais mata gente em todo o mundo atualmente são os EUA junto com ISRAEL, o que executa opositores sem julgamento e sem processo são os EUA, o país que mantém a maior quantidade de prisioneiros sem uma única acusação são os EUA. Quem é que ameaça mais o mundo: o Irã ou o Estado Sionista com seu Pitbull EUA a tiracolo ?

    NA INTEGRA ANDRE…Me lembro de uma senhora palestina que foi metralhada com a neta em um taxi e ficou por isso mesmo…Que mun do desigual ou que humanidade covarde onde todos compactuam e os que não compactuam são submissos.

  14. Em nota divulgada depois que a República Islâmica celebrou o lançamento de seu reator de Bushehr , o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores de Israel, Yossi Levy, disse: “É totalmente inaceitável que um país que viole tão flagrantemente as resoluções do Conselho de Segurança (das Nações Unidas), as decisões da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) e seus compromissos do TNP (Tratado de Não-Proliferação Nuclear) possa desfrutar dos frutos de usar energia nuclear.”

    Eu até ia comentar sobre essa barbaridade, mas o FRED aí em cima já falou tudo.
    Só vou dizer uma coisa. Sr Yossi Levy vá criar vergonha nessa sua cara.

  15. Os EUA ja’ estao atolados ate’ o pescoc,o de dividas , 1 trilhao nestas duas guerras (Iraque e Afganistao), cerca de 13 trilhoes de debito, economia em frangalhos..
    O Bush foi tao inteligente que de um pais shiita (Iran) agora , tem o Iraque esta na zona de influencia do Iran e Afganista, entao fez a area de influencia do Iran crescer..
    Ok, depois do 11 de setembro este pais so’ vai de pior pra pior (econmicamente)..
    Depois da crise imobiliaria de 2007, os americanos achavam que iam dar um calote no mundo inteiro…deram nos europeus…A china ,India e Brasil sairam fortalecidos, porque nao foram otarios de investir nesses papeis furados..
    Agora se eles atacarem o Iran, vao “abrir uma lata de vermes” que o resultado nao se sabe direito so’ sabe que vai dar M..e das grandes..
    Quando li que o Obama queria negociar com os talebans , eu ja sabia que eles estavam perdendo a guerra e de feio..(eles nunca iriam propor em negociar se tivessem ganhando)..
    Agora em 2015 o PIB da China sera a metade do americano, imagine as forc,as chinesas a metade da americana..
    Os EUA tem a ideia de dominar o mundo todo a forc,a , na base de bomba atomica, bomba de uranio (depleted), mas eles estao esquecendo que o mundo todo esta contra eles, que o PIB do mundo todo esta crescendo , que os exercitos do mundo todos estao se atualizando.12 porta avioes e uns 80 submarinos sao bastantes, mas manter isso custa uma fortuna..
    Acho que o Brasil e’ que esta fazendo certo, atualizando as forc,as armadas e deixar os outros dando porrada uns nos outros pra provar que pode mais..
    O dialogo seria muito mais eficiente..

  16. A política de poder mundial tem uma lógica que confunde bastante n´so latinos-americanos. Olhamos os acontecimentos e noticias mundo afora e com nossa ingênua ótica cristã, raciocinamos: ah, não vai ter guerra ou ataque e a guerra vem, vai se entender isso. No caso em questão, compartilho da opinião de que uma nova guerra no oriente médio é improvável, ficando o assunto mais no âmbito da retórica política. Se israel tem o apoio militar incondicional dos Eua que, em tese, lhe permite atacar qualquer país arabe, por outro lado, também é verdade que o Iran encontra-se militarmente em uma situação econômica, teconlógica e política muito melhor que outro país no mundo arabe, razão pela qual acho que o experiente Fidel Castro tem toda a razão quando adverte de que uma agressão ao Iran pode significar uma guerra nuclear, não pelo fato do Iran a possuí-la, nem a Israel, que também considero que não a tenha, mas porque outras potencias que a possuem serão envolvidas no conflito, quer se queiram ou não. Suponho que a racionalidade ainda predomina nos Eua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: