Articles

Presidente afegão volta a defender dissolução de empresas de segurança

In Conflitos, Geopolítica, Terrorismo on 23/08/2010 by konner7 Marcado: , ,

https://i1.wp.com/i2.cdn.turner.com/cnn/2009/images/01/28/83565429.jpg

DA EFE, EM WASHINGTON

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, defendeu neste domingo sua decisão de dissolver as empresas de segurança privada que operam no país, ao afirmar que “roubam”, “geram corrupção” e “se transformam em grupos terroristas” à noite.

Em entrevista à rede televisiva “ABC”, o líder afegão, que emitiu no último dia 17 um decreto para dissolver as companhias de segurança privadas em um prazo de quatro meses, justificou sua decisão assegurando que a presença destas firmas – muitas das quais trabalham para os Estados Unidos – impede que as instituições de segurança do Afeganistão se desenvolvam e cresçam.

Trata-se de companhias “que estão dirigindo uma estrutura de segurança paralela à do Governo do Afeganistão, que geram corrupção, saqueiam e roubam os afegãos e acossam os civis”, afirmou.

Voltou, além disso, a chamar alguns dos agentes de segurança privada de “ladrões durante o dia e terroristas à noite”.

“São definitivamente um obstáculo, um impedimento muito sério ao desenvolvimento das instituições de segurança afegãs, da Polícia e do Exército”, afirmou Karzai.

O presidente afegão afirmou, no entanto, que criará uma “base” para as empresas de segurança privada que garantem a proteção de embaixadas e de ONGs e escoltam os diplomatas ou membros de Governos estrangeiros em seus deslocamentos.

Mas, acrescentou, “não vamos permitir que estejam nos bazares, nas ruas, nas estradas e também não vamos permitir que protejam a cadeia de provisão; este é o trabalho do Governo afegão e da Polícia afegã”, insistiu.

No Afeganistão há 52 companhias de segurança privada, em sua maior parte estrangeiras, embora só 20 estejam registradas pela Força Internacional de Assistência à Segurança da Otan (Isaf).

Um total de 26 mil agentes de segurança privada trabalha para os departamentos de Defesa e de Estado dos EUA e para a Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (Usaid).

Washington disse que compartilha o objetivo de Karzai de prescindir das empresas de segurança privada, mas considera que ainda não chegou o momento para que as forças afegãs assumam esse papel, e preferiria uma dissolução gradual.

Fonte: Folha via UOL

Anúncios

7 Respostas to “Presidente afegão volta a defender dissolução de empresas de segurança”

  1. O q o Afegão está fazendo, tentando expulsar esses cães mercenários,e o q o Irak deve fazer, e provados q ele saqueam as vilas, aldeias, pessoas, e levam os “maus hábitos” ocidentais p os mesmos.A ONU deveria começar a investigar as mesmas, e oas crimes ocorridos ,tanto no Afeganistão como o mt no Irak vencido, destruido, sem rumo e desgovernado; p causa dos ianks. Vamos espar p ver os próximos lances.Sds.

  2. ENTRE O DIABO E O CAPETA.

    Temo que este problema já está fora do controle no Afaganistão,ali virou uma terra sem dono,meca dos bandidos de todo matizes;o tio Sam que o diga.
    Creio que o povo afegã já suspiram de saudades dos mulas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: