Articles

O governo português assina contratos com a Embraer num total de 220 milhões de euros

In Aérea, Aviões de Combate, Aviões de Transporte, Defesa, Negócios e serviços on 24/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , , ,

https://i1.wp.com/www.jrlucariny.com/Site2008/pagmisc/screensimagens/Screen45kc390_03.jpg

Imagem JR Lucariny

O Governo português as os contratos de investimento da construtora brasileira Embraer num montante total de 220 milhões de euros. Estes contratos revestem-se de “especial mérito e interesse para a economia nacional”, nas palavras do comunicado emitido após o conselho de ministros que assinou estes contratos de investimento.

Estes contratos com a Embraer referem-se às duas fábricas de Évora cuja construção vai começar já em novembro com conclusão prevista em 2011 de forma a estarem prontas para entrarem em produção já em 2012. No total, as fábricas da Embraer em Portugal deverão criar pelo menos 600 novos postos de trabalho, altamente qualificados.

Falando a propósito destas fabricas, Luiz Fuchs, da Embraer defendeu que há oportunidades ainda mais alargadas para a cooperação entre a Embraer e o Governo português onde “tudo vai na direção certa”, nas suas próprias palavras, numa alusão clara ao avião de transporte militar KC-390 que a empresa aeronáutica brasileira

No mesmo evento, Luiz Fuchs defendeu que existem oportunidades para uma cooperação futura entre a empresa brasileira e as empresas portuguesas, dizendo que “tudo vai na direção certa” referindo-se certamente ao desenvolvimento do avião de transporte militar KC-390, o potencial substituto para os C-130H Hercules da FAP e uma boa opção como vetor de transporte militar para os demais países lusófonos, entre outros interessados que não estão interessados no caro A400M da EADS, nem no polémico C-130J.

Fonte: Expresso via Quintus

Anúncios

22 Respostas to “O governo português assina contratos com a Embraer num total de 220 milhões de euros”

  1. A EMBRAER não fez nem uma versão do KC-390 como protótipo (pelo menos, não que eu saiba), para saber e mostrar ao mundo como ele se comporta na pratica, é viável e seguro ficar oferecendo o avião e mil e uma utilidades que ele PODE oferecer, pra metade do planeta sem nenhum modelo para demonstrar que tudo pode ser realmente feito na pratica?

    Por que na teórica é tudo fácil, pode vir um cara da EMBRAER aqui nos comentários e dizer que o KC-390 comporta 500 soldados dentro, sentados em poltronas dobráveis e muito confortáveis.

  2. Caro Fernando, acredito que seja por isso que existam programas de computador para simular / calcular as capacidades do avião.

  3. Fernando, respeito sua opinião, mas me permita discordar dela. Empresas de renome internacional, com imagem sólida e produtos de gabarito como a Embraer não podem se dar ao luxo de “vender fumaça”! Ela, a Embraer, não chegou a 3º maior fabricante de aviões do mundo com esse tipo de conduta. Se ela diz que o KC-390 fará, é pq fará mesmo! A Embraer conta com grande experiencia acumulada ao longo dos anos, projetando e construindo aviões que, dentro de suas categorias, se tornaram ponto de referência. Com o advento da computação gráfica, simuladores de ultima geração, pode-se prever o que um avião fará sem sequer ter iniciado sua contrução. Você esta certo em dizer que a Embraer ainda não “fez nenhum KC-390 como protótipo”! O vôo dele, salvo engano, está programado para 2012… o que ela esta fazendo é angariando parcerias, tanto para conseguir mais dinheiro no desenvolvimento da aeronave, como para aumentar o potencial de vendas, e nisso ela esta sendo perfeita, tendo uma grande visão de mercado. Infelizmente o Brasil não tem o potêncial econômico dos EEUU, para bancar um projeto desta envergadura, e com seus prováveis riscos, sozinho. Então, a melhor forma é conseguir parcerias! Obviamente, como eu já disse, isto aumenta o potencial de vendas…
    Vejo com bons olhos este avião, e torço para que ele seja um sucesso, desbancando o mais caro, com menor capacidade de carga e menos avançado C-130J. Basta lembrar que a fabricante do C-130 já esta com os cabelos em pé com o novo avião da Embraer…
    Um abraço e uma excelente semana.

  4. Perdão, me equivoquei, o primeiro vôo esta previsto para 2014!
    Um abraço.

  5. Essa associação com os Lusitanos e mt bemvinda,o produto da EMBRAER vai estar onde se compra, mt bom.

  6. estranho os yankees não intervirem em nada

  7. Felipe, os americanos já haviam proposto uma sociedade nesse projeto se o caça selecionado no FX-2 for o F-18 da Boeing.

  8. Sinceramente… o setor de aviação não admite falhas. Falhas geralmente geram imensos prejuízos financeiros e políticos (sem contar o custo humano). Se a Embraer chegou ao topo do mercado internacional foi respeitando contratos, fornecedores, prazos e principalmente, qualidade em seus produtos.

  9. E percebo o ponto de vista do Fernando Augusto, sei que já foram assinadas várias parcerias e acordos.
    Mas também uma coisa já me começa a fazer alguma confusão, já sabemos as características da aeronave, mas ainda não sabemos os componentes que vai ser usado para fabricar a aeronave. A parte principal ainda é uma incógnita; a não ser que eu tenha razão em uma coisa, o FX2 vai ditar quem será o maior parceiro nessa construção. Quando se faz acordos de milhões um cliente quer saber uma coisa… o que vai ser e com que vai ser construído.
    Mas sei muito bem que a Embraer não é qualquer empresa e muita da aeronave deve estar pronta em computador com animações 3D, com todo o que é necessário para levar avante este projecto. Não iriam cometer um erro tão grave e como diz o Daniel ela não chegou a 3 maior construtor por acaso.
    Daniel não concordo contigo, essa ultima afirmação do C130J… mais caro que o Kc390, onde foste buscar essa informação? Cabelos em pé? Também não acho… mesmo depois do anúncio do 390 já tiveram muitas encomendas.
    Para mim esta aeronave vem preencher um nicho de mercado que nunca houve… ficando a meio do C130J e do C17. Por isso tem tudo para ser um grande sucesso.

    P.S. E que Portugal seja a porta de entrada para muito países da Europa comprarem.

  10. Karlus, só uma correção o FX 2 e o KC 390 nada tem haver um com outro.
    Nenhum dos vencedores do FX necessariamente será parceiro no KC 390. o que pode haver é aquisição de modelos KC 390 pela nação da empresa vencedora no FX.
    O primeiro protótipo iniciará a construção em breve.
    Quanto a pergunta sobre o que a EMBRAER tem a oferecer se é um avião ou um modelo 3d, bem a embraer desenvolveu e avaliou a série Ejet em tempo recorde, a 10 anos estão no ar enquanto os concorrentes ainda se quer os fizeram voar em certos casos, ela já avalai o próximo passo um avião maior e o program KC 390 vem colaborar para este desenvolvimento.
    sds
    E.M.Pinto

  11. Caro E.M. Pinto, concordo que um projeto(KC-390) nada tem haver com outro (FX-2). O próprio Brig. Saito e a Embraer enfatizaram isso. Mas a Boeing andou propondo alguma parceria.

  12. Qual é a polêmica em torno do C-130J?

  13. O KC390 tem tudo para superar e muito as vendas do C-130, é uma ótima aeronave que desperta inveja nos fabricantes do A-400 que o chamaram de brinquedo, tai a cada dia mais gente quer comprar o brinquedo

    Quero deixar uma dica para o blog sobre o IA-2, eu posso estar falando besteira mas como esse fuzil esta sendo usado no filme tropa de elite 2 não seria bom se você fossem atrás de alguém que trabalha no filme para ele nos trazer mais imagem da arma e ainda dizer qual é seu peso e do que é feito?

  14. Eu sei E.M.Pinto, mas há qualquer coisas aqui que não está bem definida parece-me que pode ser dirigida para aí.
    Claro que isto é pura especulação minha.
    Sds

  15. Agora so fala a FAB adquirir um avião de trasporte pesado. Tipo um C-17 ou Antonov!

  16. Hélio 24/08/2010 às 15:06 | #13 Citar O KC390 tem tudo para superar e muito as vendas do C-130, é uma ótima aeronave que desperta inveja nos fabricantes do A-400 que o chamaram de brinquedo, tai a cada dia mais gente quer comprar o brinquedo

    Quero deixar uma dica para o blog sobre o IA-2, eu posso estar falando besteira mas como esse fuzil esta sendo usado no filme tropa de elite 2 não seria bom se você fossem atrás de alguém que trabalha no filme para ele nos trazer mais imagem da arma e ainda dizer qual é seu peso e do que é feito?
    HELIO,VAI TER MAIS GENTE QUERENDO O BRINQUEDINO E COMO VAI TÉ…

  17. Eu acho que os C-390 ainda vai ser usado com a Italia, no caso das FREMMs… aguardem… Afinal de contas a Embraer já trabalhou com os Italianos nos AMXs.

  18. karlus73 :E percebo o ponto de vista do Fernando Augusto, sei que já foram assinadas várias parcerias e acordos.Mas também uma coisa já me começa a fazer alguma confusão, já sabemos as características da aeronave, mas ainda não sabemos os componentes que vai ser usado para fabricar a aeronave. A parte principal ainda é uma incógnita; a não ser que eu tenha razão em uma coisa, o FX2 vai ditar quem será o maior parceiro nessa construção. Quando se faz acordos de milhões um cliente quer saber uma coisa… o que vai ser e com que vai ser construído.Mas sei muito bem que a Embraer não é qualquer empresa e muita da aeronave deve estar pronta em computador com animações 3D, com todo o que é necessário para levar avante este projecto. Não iriam cometer um erro tão grave e como diz o Daniel ela não chegou a 3 maior construtor por acaso.Daniel não concordo contigo, essa ultima afirmação do C130J… mais caro que o Kc390, onde foste buscar essa informação? Cabelos em pé? Também não acho… mesmo depois do anúncio do 390 já tiveram muitas encomendas.Para mim esta aeronave vem preencher um nicho de mercado que nunca houve… ficando a meio do C130J e do C17. Por isso tem tudo para ser um grande sucesso.
    P.S. E que Portugal seja a porta de entrada para muito países da Europa comprarem.

    karlus73, boa tarde.
    A Embraer busca, desde o início, um produto competitivo no nicho de mercado em que o avião vai atuar, ou seja, aeronaves com capacide de carga de 20ton (23.6tn no caso do KC-390). Ela já deixou bem claro que pretende fazer um produto mais barato que o da Lockheed…
    O C-130J, segundo publicações nacionais (Revista ASAS, Revista Força Aérea), tem seu preço variando de $ 90milhões (para as forças armadas dos EEUU) chegando até $ 110milhões para alguns clientes externos.
    Quando eu disse MAIS AVANÇADO TECNOLÓGICAMENTE, é inegável que o avião da Embraer trará a bordo o que for de mais atualizado em matéria de aviônica, e a Embraer tem constantemente divulgado sua intenção, e necessidade, de manter a plataforma abaixo do preço de mercado do seu principal concorrente, o dito C-130J.
    Quanto aos “cabelos em pé”, citei uma reportagem, salvo engano da minha parte, neste próprio forum, onde a Lockheed “ataca” o projeto da Embraer, questionando suas capacidades…algo que pode sim ser interpretado como preocupação, visto que tenta desmerecer as qualidades do projeto brasileiro, em favor de seu avião, o Hercules, algo perfeitamente normal no mundo competitivo da aviação, ainda mais em uma época de “vacas magras” como a de hoje.
    Um cordial abraço e boa tarde.

  19. Daniel, sua explanação está correta estou de acordo com todos os pontos considerados, o próprio Ceo da Lokheed Martin fez estas considerações na altura da divulgação do programa KC 390 em Julho passado em Frhanborough.
    sds
    E.M.Pinto

  20. E.M.Pinto :Daniel, sua explanação está correta estou de acordo com todos os pontos considerados, o próprio Ceo da Lokheed Martin fez estas considerações na altura da divulgação do programa KC 390 em Julho passado em Frhanborough.sdsE.M.Pinto

    Grato E.M..
    Entendo as duvidas de karlus73… sou aficcionado por aviação, participo de outros foruns, e minha intenção é tão somente dividir com os amigos o pouco conhecimento que tenho do assunto. Muitas das noticias “em primeira mão” fico sabendo atravéz deste forum, que é fantástico… e espero poder colaborar um pouco, como todos aqui.
    Um abraço e boa semana.

  21. Só tenho pena que na substituição dos C-212 Aviocar, Portugal não tenha optado pela Embraer.

    Se ao menos o Brasil tivesse uma política Atlântica e desse importância aos laços com Portugal…

  22. Fernando Augusto :
    A EMBRAER não fez nem uma versão do KC-390 como protótipo (pelo menos, não que eu saiba), para saber e mostrar ao mundo como ele se comporta na pratica, é viável e seguro ficar oferecendo o avião e mil e uma utilidades que ele PODE oferecer, pra metade do planeta sem nenhum modelo para demonstrar que tudo pode ser realmente feito na pratica?
    Por que na teórica é tudo fácil, pode vir um cara da EMBRAER aqui nos comentários e dizer que o KC-390 comporta 500 soldados dentro, sentados em poltronas dobráveis e muito confortáveis.

    A mecânica dos fluidos ainda é uma ciência hiper complexa inclusive para computadores. Por isto ao meu ver com certeza fizeram um prototipo em pequena escala, para testes no túnel de vento. Quanto ao protótipo real acho que não fizeram porque angariaram nohal de conhecimento suficiente para esta meta e claro provando isto por meio de testes e mais testes, que para a embraer não é nenhum desafio como por exemplo, fazer um caça totalmente brasileiro, pois considero que a plataforma de avião deste tipo é totalmente diferente, e com problemas no limiar do conhecimento de aerodinamica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: