Articles

Governos submissos, Nação conivente

In Conflitos, Geopolítica, Opinião on 26/08/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

Luiz Eduardo Rocha Paiva

https://i2.wp.com/g1.globo.com/Noticias/Brasil/foto/0,,11465621-EX,00.jpg

“…se não te apercebes para integrar a Amazônia na tua civilização, ela, mais cedo

ou mais tarde, se distanciará, naturalmente, como se desprega um mundo de uma nebulosa – pela expansão centrífuga de seu próprio movimento”

Euclides da Cunha

Um princípio fundamental à boa condução do Estado é a coerência entre políticas, estratégias e ações efetivamente adotadas, mas não é assim no Brasil. Ao mesmo tempo que anunciam a Amazônia como prioridade nacional e bravateiam – “a Amazônia é nossa” -, os governos tomam decisões que comprometem a soberania e a integridade territorial na região, submetendo-se a pressões externas. Isso ficou claro quando o príncipe Charles, filho do presidente de honra da WWF, se envolveu pessoalmente na questão da Terra Indígena (TI) Raposa-Serra do Sol, realizando reuniões na Europa e visitas ao Brasil antes das sessões decisórias do Supremo Tribunal Federal sobre a demarcação daquela TI, chegando a ser recebido pelo presidente da República na véspera da última sessão do tribunal. O resultado dessa pressão explícita demonstra a submissão da liderança nacional, iniciada na demarcação da TI ianomâmi em 1991, imposta pelos EUA e aliados. O interesse inglês em Roraima vem da Questão do Pirara (1835-1904) e ressurge como ameaça.

A perda do Acre pela Bolívia, em 1903, é um alerta ao Brasil, pois as semelhanças entre o evento passado e o presente amazônico são evidentes, em particular no tocante às TIs. A Bolívia no Acre, por dificuldade, e o Brasil na Amazônia, por omissão, exemplificam vazios de poder pela fraca presença do Estado e de população nacional em regiões ricas e cobiçadas. O Acre, vazio de bolivianos, era povoado por seringalistas e seringueiros brasileiros, respectivamente líderes e liderados, sem nenhuma ligação afetiva com a Bolívia. No Brasil, ONGs internacionais lideram os indígenas e procuram conscientizá-los de serem povos e nações não-brasileiros, com o apoio da comunidade mundial. Assim, no século 19 uma crescente população brasileira estava segregada na Bolívia e hoje o mesmo ocorre com a crescente população indígena do Brasil nas TIs, ambas sob lideranças sem compromisso algum com os países hospedeiros, e sim com atores externos. Ao delegarem autoridade e responsabilidades a ONGs ligadas a atores alienígenas, nossos governos autolimitaram sua soberania, como fez a Bolívia ao arrendar o Acre ao Bolivian Syndicate, binacional anglo-americana com amplos poderes e autonomia para administrá-lo. Décadas de erros estratégicos enfraqueceram a soberania boliviana no Acre, direito não consumado, pois aqueles brasileiros se revoltaram e o separaram da Bolívia, que o vendeu ao Brasil. Não é que a História se repita, mas situações semelhantes em momentos distintos costumam ter desfechos parecidos, para o bem ou para o mal, se as decisões adotadas forem similares. Um cenário de perda, semelhante à sofrida pela Bolívia, desenha-se na calha norte do Rio Amazonas, na faixa de fronteira, com destaque para Roraima.

A História tem outros exemplos semelhantes. Na ex-província sérvia do Kosovo, cerca de 90% da população não era nacional, mas albanesa separatista. Em 1974 o Kosovo recebera autonomia, cuja cassação em 1999 revoltou sua população. Ante a violenta reação da Sérvia, e não tendo seu aval para entrar com forças de paz na região, a Otan moveu uma campanha aérea arrasadora, dobrando aquele país. O direito de soberania sérvia, reconhecido no mandato da ONU que autorizou a intervenção de uma força de paz, não impediu a independência do Kosovo em 2008.

Conclusão: num país onde uma região rica é um vazio de poder, sem população nacional, ocupada por população segregada, considerada estrangeira e sob liderança alienígena ligada a outros países, projeta-se um cenário de perda de soberania e integridade territorial, a despeito do direito internacional. Ao contrário de Bolívia, Brasil e Sérvia, a China povoou Xinjiang com etnia han, neutralizando o separatismo dos uigures. Sua liderança aprendeu com a História a resistir a pressões estrangeiras.

A Amazônia brasileira nos pertence por direito, mas só a ocupação e a integração efetivarão a sua posse. Em poucas décadas haverá grandes populações indígenas desnacionalizadas e segregadas, ocupando imensas terras e dispostas a requerer autonomia com base na Declaração de Direitos dos Povos Indígenas, aprovada na ONU com apoio do Brasil. Se não atendidas, solicitarão a intervenção das Nações Unidas com base na Responsabilidade de Proteger, resolução de 2005. Um sem-número de TIs, com mais autonomia que os Estados da Federação, comprometerão a governabilidade e a integridade territorial num país ainda em formação, pois a Amazônia não está totalmente integrada.

Hoje, é forte a pressão para transformar TIs em territórios autônomos administrados por índios, iniciativa que reúne atores externos e a quinta-coluna de órgãos governamentais e da sociedade, agindo em consonância com interesses alienígenas. Há indícios de omissão e acomodação de órgãos dos Poderes da União à constituição de polícias indígenas nas TIs. Ou seria apoio implícito? Essa polícia ilegal, paralelamente às ações ditas de segurança pública, já está achacando os índios nas aldeias, sendo possível que, em breve, façam aliança com grupos ilícitos transnacionais, o narcotráfico ou a narcoguerrilha das Farc. Poderão, ainda, compor a milícia indígena dos pretensos territórios autônomos supracitados, não como forças policiais, mas sim embrião de uma guerrilha separatista com reconhecimento internacional.

Povo e nação em território com organização política, social, jurídica e militar, haja vista a Declaração de Direitos dos Povos Indígenas, e com autonomia reconhecida nacional e internacionalmente é Estado-nação independente. Assim seja! Só merece um bem quem o ama e defende.

GENERAL DA RESERVA, MEMBRO DA ACADEMIA DE HISTÓRIA MILITAR TERRESTRE DO BRASIL, PROFESSOR EMÉRITO E EX-COMANDANTE DA ESCOLA DE COMANDO E ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO

Fonte: O Estado de São Paulo via CCOMSEX

Anúncios

37 Respostas to “Governos submissos, Nação conivente”

  1. Prezados editores:

    Sinceramente eu gostaria de ver PROVAS, efetivas e irrefutáveis de que as nações indígenas estão associadas as ONGs para declarar sua independência do Brasil e se constituirem como nações soberanas e autônomas. Só artigo de “General de Pijama” não vale..Até onde vai minha compreensão do assunto os maiores inimigos da Amazonia foram também os próprios militares que em certo momento propiciaram a contrução do Projeto Jari, a escalada vergonhosa do desmatamento e da grilagem de terras no Pará e fizeram vistas grossas para a impiedosa perseguição aos povos cablocos perpetradas por latifundiários (criadores de gado e madeireiros), que já destruiram mais a Amazonia do que qualquer tribo indígena jamais fará…

    Considero que neste ponto o blog falha, pois passa apenas um lado da questão: o da extrema direita que acusa a terceiros daquilo que ela mesmo fez.

  2. Caro general preciso concordar plenamente com esta afirmação… o empobrecimento das grandes nações é uma tendência irreversível e a riqueza mundial começa um lento processo de internacionalização e os paízes chamados emergentes até os anos de 1990 eram apenas os chamados “Tigres Asiáticos” pequenos e sem economia significativa em níveis internacionais porém com o BRIC (Brasil, Rússia, India e China) naç~eos gigantes em território e população a coisa muda e no temor de perder hegemonia o Bloco Europeu e Americano com economias fragilizadas pela recente crise econômica começam a buscar alternativas e por isto considero pertinente a colocação do general. Roubar um pedaço da rica Amazônia pode ser a salvação…

  3. André a ABin já o fez perante o senados e não estou enganado, há uma investigação em curso na Policia federale eoutra na ABin sobre o tema.
    o General Heleno denunciou isto faz 2 anos.
    Não tenho os relatórios pois não sou a abin nem a PF mas o que reproduzi aqui está mídia e é fácil fazer uma busca, recentemente saiu a matéria do Correio braziliense se não estou engando sobre o tema.
    Quem disse isso foi a agência brasileira de inteligência e não o Plano Brasil
    https://pbrasil.wordpress.com/2010/07/25/indios-querem-criar-estado-independente-em-roraima-diz-abin/
    sds
    E.M.Pinto

  4. Meu Bisavô dizia o seguinte: QUEM CUIDA.. SEMPRE TEM!!!
    Fazemos isso?! Então que meus irmãos me perdoem, mas estamos praticamente pedindo para isso acontecer.. Infelizmente.
    Vejam o caso da tribo indígena que esta negociando com a OI/Telemar. É ridículo, mas eles estão negociando para passar por suas terras, telefone, internet e pasmem! Servidores! E vão conseguir! E claro, muitos aplausos meus!
    É mais fácil um índio aprender inglês que português nos moldes atuais.. Cadê os professores? Vamos esticar arames eletrocutados nas trilhas novamente? Deixar menos de 20% destas populações de pé e ainda assim reclamar?
    Olhem o absurdo! Um índio é considerado incapaz pela constituição, logo não vota, não tem benefício, não existem para o governo… me ajudem ai pessoal!
    Existem cidades onde 99% da população é indígena e o prefeito é um gaúcho! A família dele vota e ele sempre ganha…….. Por que não há nada sendo feito para um absurdo destes? Desculpe meu tom, mas acho que estamos reclamando até demais!

    Grande abraço a todos!

    Allan C. Galvão.
    allangalvao@gmail.com

  5. A frase correta para termos em nossa bandeira nacional não é “ordem e progresso”, já que nenhum dos dirigentes honra esse lema ! A frase mais adequada seria “DESORDEM NO CONGRESSO” !

  6. Senhores,

    Não esqueçam…

    Entre povos e famílias há a possibilidade de amizade, entre Estados apenas interesses.

    Cabe a nós cuidar dos NOSSOS, perante outros interesses externos.

    A resposta a este problema já foi muito bem delineado pelo próprio General Heleno e EB:

    Ao invés de abandonar a própria sorte índios, caboclos, quilombo-las, caiçaras, etc… há a necessidade URGENTE de integrá-los definitivamente ao país com dignidade.

    Onde o Estado NÃO se FAZ PRESENTE, acaba se desgarrando da Nação.

    Sds.

  7. Por isso que a usina Belo Monte é importante, para mostra que fincamos o pé na amazônia.

  8. André Oliveira :
    Prezados editores:
    Sinceramente eu gostaria de ver PROVAS, efetivas e irrefutáveis de que as nações indígenas estão associadas as ONGs para declarar sua independência do Brasil e se constituirem como nações soberanas e autônomas. Só artigo de “General de Pijama” não vale..Até onde vai minha compreensão do assunto os maiores inimigos da Amazonia foram também os próprios militares que em certo momento propiciaram a contrução do Projeto Jari, a escalada vergonhosa do desmatamento e da grilagem de terras no Pará e fizeram vistas grossas para a impiedosa perseguição aos povos cablocos perpetradas por latifundiários (criadores de gado e madeireiros), que já destruiram mais a Amazonia do que qualquer tribo indígena jamais fará…
    Considero que neste ponto o blog falha, pois passa apenas um lado da questão: o da extrema direita que acusa a terceiros daquilo que ela mesmo fez.

    Prezado André, tenho acompanhado os comentários nos diversos blogs e os seus traçam uma nítida linha de sua orientação política. Tudo bem. Acho porém que você também deveria apresentar PROVAS das inúmeras acusações que faz ao segmento militar em seu comentário. Não valem cartilhas do PT, MST etc…

  9. É de estrema importância esta colocação por parte do General da Reserva, significa que na caserna estão atentos e denunciando o risco eminente. Esta é uma forma de incomodar os políticos e mobilizar a sociedade para o tema.
    Parabéns para o Plano Brasil que esta contribuindo.

  10. Bueno :
    É de estrema importância esta colocação por parte do General da Reserva, significa que na caserna estão atentos e denunciando o risco eminente. Esta é uma forma de incomodar os políticos e mobilizar a sociedade para o tema.
    Parabéns para o Plano Brasil que esta contribuindo.

    Parabéns, venho falando do risco q estamos correndo com essas ONGs ,infiltradas em n país.

  11. -A HISTÓRIA É A PROVA.

    Foi mostrado neste site,sobre os interesses americano pelo território brasileiro,o nosso amazonas;chegou até haver livros (Gerald Horne),que retrata tais interesses desde o século XIX.
    Gostaria de lembrar aos colegas que tais interesses,existiram também no século XX,onde os americanos cogitaram em invadir parte do nordeste do Brasil durante a II guerra mundial,documentos que estão na biblioteca do congresso americano.
    E também ainda no século XX,o Sr.Al Gore,vice de Bill Clintom,ponderou sobre a nossa soberania no Amazônas,registrado pela imprensa mundial.
    Alguns ainda não caíram na real,se comportando como são Tomé;para eles a ficha só vai cair quando eles,os gringos, vierem aqui e roubar tudo,até o sapo jururu. rsrs…

  12. O General disse o óbvio, o evidente, a verdade que não querem que seja dita. Pelo andar da carruagem, entendo que dificilmente o Brasil terminará o século XXI com as mesma fronteiras que começou. Somos o próximo alvo, onde petróleo, energia nuclear, meio ambiente, indigenismo e omissão do poder público (ou seria propositada a omissão?), redelimitarão o mapa do Brasil.

  13. André,
    Veja isso camarada, e tire as suas conclusões. No próprio site da Rainforest Foundation E.U (http://translate.googleusercontent.com/translate_c?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rainforestfoundation.org/story/yanomami-people-brazil-remain-relatively-isolated-living-communities-deep-forests-northern&prev=/search%3Fq%3Dadvogada%2BJo%25C3%25AAnia%2BBatista%2Bde%2BCarvalho%26hl%3Dpt-BR%26sa%3DG&rurl=translate.google.com.br&usg=ALkJrhiy7kPIacUvn9xt0uHM9wJeFjxF7g ) a qual a própria “organização sem fins lucrativos” apresenta suas “atividades” em Roraima.
    Que segundo a advogada Joênia Batista de Carvalho, não existem as tais ONGS estrangeiras que estão de olho no Brasil. Infelizmente é impossível assistir ao vídeo (http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM875375-7823-ENTREVISTA+COM+A+INDIA+JOENIA+BATISTA+DE+CARVALHO,00.html )da entrevista com a índia Joênia Batista de Carvalho dada a Alexandre Garcia na globo news, onde ela nega a participação de ONGs na região, pois a globo tirou os arquivos com o nome da advogada – porque será?
    Mais sobre o assunto e a nossa índia “premiada”. Aja paciência!

    http://word.world-citizenship.org/wp-archive/2826

    http://www.nytimes.com/2004/11/13/international/americas/13carvalho.html?_r=1

    Abraços

  14. marcello :
    O General disse o óbvio, o evidente, a verdade que não querem que seja dita. Pelo andar da carruagem, entendo que dificilmente o Brasil terminará o século XXI com as mesma fronteiras que começou. Somos o próximo alvo, onde petróleo, energia nuclear, meio ambiente, indigenismo e omissão do poder público (ou seria propositada a omissão?), redelimitarão o mapa do Brasil.

    Issao vai ocorrer,pois veras q os filhos teus ñ foge a luta, e nem teme a própria morte,minha terra amada,pois entre as mil és tu BRASIL minha pátria adorada….coloremos + e + batalhões lá, e estamos sim,tomando as providências necessárias p q isso nem seja pensado p “inimigo”,(espero ñ estar enganado) ;-)

  15. Isso” ñ ” vai ocorre,…colocaremos…Sds.

  16. André, quem tem por obrigação apresentarprovas de que somente está trabalhando pelo bem social do povo indígena são as próprias ONGs. Até porque, se eles (sem nenhum preconceito) podem e querem ser um povo autônomo, qual seria a necessidade ou intenção de tutela-los?
    Para nosso governo, é a forma de manter a integridade nacional. Duvido que esta também seja a ótica das ONGs.

  17. Marcello..

    Não sei se vcs já tem algum post sobre a criação dos novos estados.. Acho que tem haver com o que esta sendo conversado. Bem, para quem não sabe, existe um projeto que volta e meia torna a aparecer onde alguns parlamentares tentam criar mais estados para o País.
    O que poucos sabem, é que a coisa é muito séria. Este projeto volta e meia aparece, fica indo e voltando para nos cansar e gerar torpor e inércia. O objetivo é que novos feudos eleitorais sejam criados. Por exemplo, o Sr. Amazonino Mendes é dono de mais da metade de Santarém e terras ao redor. É terra equivalente a alguns países Europeus. Existe maneira melhor para ser um “Sarney da vida” do que criar um estado onde vc é dono de praticamente tudo?! Hehehe… eu também quero! Hahahaha… Tudo mantido com dinheiro desses tais contribuintes… :O)
    Coitados dos parlamentares, eles não conseguem manter a qualidade da administração pública porque o estado/município é grande demais! Tadinho! O que tem lá para ser gerenciado??? Vcs conhecem alguma maneira de gerenciar mato? Manejo (projeto de derrubada) tudo bem.. deixa eu eu derrubo!
    Brincadeiras à parte, acredito muito na intenção desta renca não administrar bem para tentar tirar proveito. Vejam o caso do cinturão verde recém criado, um verdadeiro absurdo! Simplesmente pegaram meio Brasil e proibiram o desenvolvimento. Como? Simples, vc não pode derrubar a mata e tudo que se fizer necessário para desenvolver é praticamente embargado nos órgãos fiscalizadores. Pense da seguinte maneira, vc mora em uma casa a 30 ou 40 anos e eu determino que vc só pode usar 30% do terreno. Legal né! Como vc é morador antigo, dou a colher de chá de 40 a 50%. Eu como seu vizinho, fora do cinturão, posso usar 60 a 70% sem problema, planto , loteio, exploro… Quem mandou vc morar ai?! Problema seu! Seu inconseqüente destruidor da natureza!
    Muitos vão dizer, nossa que cara antiético! Que cara mais descompromissado com o meio ambiente! Bem, eu digo o seguinte, 90% da madeira que vc tem na sua casa vêm desta área, isso só para começar.. quantas árvores vc já plantou na sua vida? Vc tem reserva florestal de quantos por cento em sua propriedade? Vc conhece a região que tanto defende? Já tentou levantar o traseiro do sofá e ir conhecer esta gente, soldados da borracha, etc? Vc conhece alguma pessoa, esta gente abandonada, sem assistência médica que vive na beira dos rios em casa flutuantes a 3 dias de voadeira (ribeirinho para quem não conhece)? Sabe qual a língua falada no interior do Amazonas? Ah! Esqueci.. vc esta ocupado assistindo futebol ou no shopping.. desculpe!
    Sou a favor de planejamento, desenvolvimento sustentável (que um paulista agüente), fortalecimento da cultura nacional, justiça social e o mínimo de dignidade. Não gostaria de ter meus irmãos brasileiros índios como guarda-costas de bacana carioca ou gaúcho de galpão do CTG.
    Sim, é muita terra. Mas pense comigo.. em estados onde vc mal tem cidades, tem “colonha”, dizer que quer administrar direito não dá para engolir. A turma não tem idéia de como tem grana por baixo da floresta! Quantos interesses existem na região. Nem mesmo sabem que o centro de Entomologia mais avançado do mundo fica em Rondônia. Não conhecem nada dos centros de pesquisa internacionais instalados no Amazonas, etc.. Se vc acha que sabe, me diga os nomes dos centros! Não estou falando do Mamiraua, nacional.. sim os internacionais! Quais países e projetos estão sendo desenvolvidos? Para quem diz que sabe e anda de coletinho verde, eu digo: Vc não sabe nada!
    Qualquer Mané que apareça defendendo que precisam criar mais um território, estado, reserva ou outra coisa não tem idéia do que diz e deveriam ir a alguns cartórios de imóveis para ver os verdadeiros grileiros do norte.
    Bem, infelizmente, sei que teremos uma boa luta para manter o que temos. Sei que o povo da região norte pertence ao novo curral “reserva” fiscal e político. Sei que os militares continuarão a ser os únicos a terem visão global da real situação regional e da precariedade de se viver por estas bandas. Sei que os estrangeiros aos poucos estão entrando e fazendo o que não sabemos fazer ou não nos deixam. Sei também que assim que eles entrarem, irão desenvolver a região derrubando, fiscalizando, montando resorts com comida Brasileira e quem sabe, contratando nossos filhos para servirem suas mesas. Ah! Vamos ficar Chic´s! Nossos índios falarão inglês! As aulas já começaram..

    Grande abraço.

    Allan C. Galvão
    allangalvao@gmail.com

  18. A rimeira forma de demonstrarmos ao mundo que a Amazonia é nossa seria banindo da mesma tudo o que não pertence a nosso sistema e tomarmos realmente posse atarvez do desenvolvimento e extração dos recursos de forma sustentavel e coerente.Não justifica toda uma riquesa mineral armazenada no subsolo ficar intocavel para o deleite botanico e zoologico global.Na verdade nos freiam de todas as formas e quando realmente tiverem a certesa que tomanos a decisão de beneficiarmos o que é nosso nos invadirão.

  19. Tupi-Guarani:

    “Que segundo a advogada Joênia Batista de Carvalho, não existem as tais ONGS estrangeiras que estão de olho no Brasil. Infelizmente é impossível assistir ao vídeo…”

    Realmente o vídeo sumiu, más ainda dá para assistir em inglês, só não sei se é o mesmo vídeo veiculado pela Globo…

    Será que é este aqui:

  20. Francisco :

    André Oliveira :Prezados editores:Sinceramente eu gostaria de ver PROVAS, efetivas e irrefutáveis de que as nações indígenas estão associadas as ONGs para declarar sua independência do Brasil e se constituirem como nações soberanas e autônomas. Só artigo de “General de Pijama” não vale..Até onde vai minha compreensão do assunto os maiores inimigos da Amazonia foram também os próprios militares que em certo momento propiciaram a contrução do Projeto Jari, a escalada vergonhosa do desmatamento e da grilagem de terras no Pará e fizeram vistas grossas para a impiedosa perseguição aos povos cablocos perpetradas por latifundiários (criadores de gado e madeireiros), que já destruiram mais a Amazonia do que qualquer tribo indígena jamais fará…Considero que neste ponto o blog falha, pois passa apenas um lado da questão: o da extrema direita que acusa a terceiros daquilo que ela mesmo fez.

    Prezado André, tenho acompanhado os comentários nos diversos blogs e os seus traçam uma nítida linha de sua orientação política. Tudo bem. Acho porém que você também deveria apresentar PROVAS das inúmeras acusações que faz ao segmento militar em seu comentário. Não valem cartilhas do PT, MST etc…

    O senhor foge da pergunta com artimanhas típicas de gente sem capacidade para o debate: Responda a pergunta por favor ou então recolha-se a sua condição de pessoa sem conhecimento algum sobre o tema…CADE A PROVA DE QUE OS ÍNDIOS VÃO PROCLAMAR A INDEPENDÊNCIA ?????

  21. Afonso :André, quem tem por obrigação apresentarprovas de que somente está trabalhando pelo bem social do povo indígena são as próprias ONGs. Até porque, se eles (sem nenhum preconceito) podem e querem ser um povo autônomo, qual seria a necessidade ou intenção de tutela-los?Para nosso governo, é a forma de manter a integridade nacional. Duvido que esta também seja a ótica das ONGs.

    O senhor não entendeu a pergunta. Vou repetir: ONDE ESTÃO AS PROVAS DE QUE AS NAÇÕES INDÍGENAS TEM O OBJETIVO DE PROCLAMAR SUA INDEPENDENCIA ??? RESPONDA OU SAIA DO DEBATE.. SÓ ISSO…

  22. As pessoas confundem opinião com doutrinamento, coisa que a direita faz desde o berço com os seus: O projeto que envolveu a ocupação da Amazonia durante o governo militar envolveu a construção da rodovia transamazonica e a ocupação de glebas de terras nos quadrantes superiores e inferiores da via. Muitas das terras foram ocupadas e para receber o certificado de posse os titulares dos terrenos tinham qu eprovar a retirada da madeira. Neste contexto milhões de hectares de florestas foram destruídos sob a pecha de um progresso que nunca chegou.

    Neste mesmo contexto, para quem viveu nessa mesma época é fácil lembrar, povos das florestas remanescentes da Guerra da Borracha, foram simplesmente extraídos de suas terras. A qualquer indício de resistências eram mortos, como prova o fato do Pará ser o estado da federação com um dos maiores índices de trabalhadores rurais assassinados..Não se trata de sermos contra os militares. Meu posicionamento é contra os dinossauros da extrema direita que não consegue provar com um simples papel uma ameaça de “independência”, mas não aceita a acusação de ter deixado a coisa correr solta debaixo de seus pés. Meu pai era militar e serviu na Amazonia, em Tabatinga. Tenho base no que falo.

    A questão indígena é muito mais de inclusão social do que de independência e autonomia política. Neste contexto eu me alinho completamente com a opinião do deputado Aldo Rebello que qustiona as ONGs fortemente, aliás, todos sabem que centenas delas estão na Amazonia, mas ele não fecha os olhos para o trabalho mal feito que o governo militar realizou na área, principalmente do ponto de vista social.

    A ocupação militar da Amazonia por parte do EB, no momento atual está em expansão. Diversos novos comandos estão inseridos na região mas se não ocorrer a INCLUSÃO ECONÔMICA e a REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA da região nenhuma segurança haverá de que a região será efetivamente brasileira.

    A construção da usina de Belo Monte é um passo essencial para a efetiva inserção da região norte e de sua população na economia nacional.A experiência da Zona Franca de Manáus deve se expandir..

    O resto é conversa de GENERAL DE PIJAMA que não consegue enxergar nada de errado no que foi feito no passado, mas que vê tudo errado no que se faz hoje..

  23. Deveria-se fazer uma profunda investigação sobre ONGs e Organismos Internacionais em nosso pais e se constatados algum tipo de manipulação que seja mostrado aos quatro cantos da midia para o conhecimento publico e apreciação juridica.Se forem realmente constatados algum tipo nocivo de interferencia ou manipulação que respondão na forma da lei e assim poderão ser presos e banidos de umqa vez.Se o Brasileiro sendo o dono do territorio não pode interferir em terras Indigenas porque entidades extrangeiras podem?

  24. Andre ate concordo meu amigo com muita coisa que voce escreveu no posta acima mas doutrinação não é so de uso da direita,da ultra e etc…Doutrinação existe em tudo que quer convencer inclusive a doutrinação da esquerda.A unica coisa que não aceito sendo um cidadão comum mas amante da minha patria é que nosso atual governo não assuma efetivamente uma posição de desenvolvimento e proteção da Amazonia.Ou o amigo tambem acha que extrangeiros so querem preservar castanheiras,serigueiras,onças pardas e indios?Se nos tomarem a Amazonia eles extrairão suas riquesas desbragadamente e continuaremos pobres e dependentes deles.Esse abismo que existe entre a esquerda Brasileira e a classe Militar Nacional so serve para dividir-nos e não traz beneficio nenhum a nossa sociedade.O povo Brasileiro merece respeito e temos a oportunidade de termos um futuro melhor com nossas riquesas.De uma coisa estea certo,seja quem for que estiver no poder Nacional direita ou Esquerda e que não condiza com as necessidades Nacionais e anseios de nosso sofrido povo nós derrubaremos.Não somos mais inocentes criançinhas manipuladas por mais ninguem.

  25. Tenho certesa se essa materia fosse postada não por um militar todos estariamos batendo palmas.Sempre quando se choca a esquerda com os militares se desenteram passados e acusações.O povo ja esta de saco cheio disso e jamais se esqueçam que O PODER SOMOS NÓS OS BRASILEIROS e não ideologias ou entidades.Me mostrem em toda nossa historia quem realmente fez algo efetivo que mudou nosso pais?So vejo hipocritas,demagogos e teóricos…QUEREMOS E EXIGIMOS RESULTADOS…O unico Brasileiro que realmente mudou nossa historia e trouxe beneficios a nosso povo foi o IMPERADOR DOM PEDRO I,que não era Brasileiro de nascimento mas de coração e se hoje temos o tamanho continental e somos independentes,agradeça-se a ele.

  26. É evidente a necessidade de profundas mudanças em todo o nosso sistema,que é inoperante e desumano pois apenas coloca balinha na boca dos famintos.Acabe-se com imunidades,previlégios,estabilidade e faça-se leis de tetos salariais e veremos quem ira querer ser politico.De todos os lados so vejo velhas raposas que se acusam e boicotam-se uns aos outros e no final se afinam em conveniencias.Precisamos de uma nova safra politica enganjada com os interesses Nacionais e popular.Infelizmente herdamos um pais que é o verdadeiro EL DORADO mas habitado por bandidos de todas as partes e de todos os escalões.

  27. Um vez um cientista politico Latino disse-me:”Se houver uma guerra sem precedentes jamais visto antes,sera entre Brasil e EUA.E se houver uma guerra civil sem precedentes,sera a guerra civil Brasileira,que fara a Espanhola ser fichinha”..Infelizmente talvez somente algum episodio triste de uma guerra Nacional que deixe cicatrizes e sequelas interminaveis em nossa sociedade seria capaz de mudar nossa mentalidade politica e tornarmo-nos mais humanos e senciveis com nossas desigualdades e sofrimentos.Não se iludam mas não vejo mais a classe militar com a mentalidade dos anos de ferro mas sensibilizada com o sofrimento de nosso povo.A nós pouco interessa se esse ou aquele é politico,militar ou qual ideologia serve.O povo do Brasilsomente quer ser respeitado com justiça e igualdade para todos.Soldado tambem é povo,sente e sofre tudo o que sentimos e sofremos.Que jamais sejamos injustos com ninguem e que acabesse de vez essa discordia que divide nossa gente.Se querem julgar repressores,julguemos tambem subversivos pois tambem mataram e torturaram muitos inocentes.Não é justiça apenas julgar um lado e abonar o outro.Todo aquele que scolhe fazer uso das armas escolhe a guerra e na guerra se mata,se morre.Devemos unirmo-nos em prol de um pais moderno,independente capaz de desenvolver e defender o que tem.

  28. Eu quero deixa BEM CLARO que eu sou contra a atuação das ONGs na Amazonia, mas entendo que elas entraram lá pela incompetência do estado brasileiro em proporcionar cidadania aos 20 milhões de habitantes da Amazonia, agindo segundo um modelo ditado nos Jardins e em Higienópolis, com pitacos de Ipanema…O risco em relação a região ocorre sim, mas QUEM MAIS PREJUDICA A SOBERANIA BRASILEIRA NA AMAZONIA NÃO SÃO OS GRINGOS, MAS OS BRASILEIROS QUE DESTROEM TUDO O QUE VÊEM PELA FRENTE….

  29. Eu te compreedo Andre mas o começo de teu post vc culpa os militares.Eles fazem pelas populações carentes de la o maximo que podem e fariam muito mais se pudessem e a situação atual la é o descaso publico e esse é de politicos.Sei que vc visa o melhor e te compreendo irmão eu tambem penso da mesma forma e a maioria tambem.O que ão pode mais haver são divisões etre nós,se achas que o Gringo não depedra mas esteja certo que ele articula a tomar o que é osso de foorma legal atravez do foorus interacionais.Ate mesmo a incidencia de incendios apenas culpamos a fazendeiros e muitas vezes são causados por assentados e por invasores de terras.Deveria-se investigar,identificar com justiça e tirar a posse de quem incedeia e de quem depreda.Nós como contribuites queremos resultados mas tambem não fazemos nossa parte pois apenas buscarmos reus e justificações.A paz irmão.Abraços.

  30. Olá pessoal.

    Bem, eu estou achando um pouco exagerado alguns post’s de alguns parceiros. Alguns vão da exaltação à falta de educação, muitos equilibrados e coerentes, etc.. mas acho que podemos trocar informações sem ofender classes, ideologias, etc. Argumentação ainda é o melhor caminho. Ironizar um militante político ou militar, não é saudavel para o Blog que acho muito bom e tenho prazer em seguir!
    Quanto às informações apresentadas, acho que o pessoal esta sendo um pouco genérico. Fatos contam! Suposições, bem… não levam os assuntos adiante. ONG’s ou não, o fato é que mais uma reserva será criada em Roraima. O Estado é omisso em todo norte e os militares, gostem vcs ou não, são o braço forte na região. E eu os respeito muito! De reserva ou não, todos tem sua voz e merecem respeito (quem desbravou e faz, merece voz sempre!). Acho que para criticarmos, temos que fazer melhor, o que duvido que nós possamos fazer além de apontar e criticar. Vamos sempre manter uma linha aberta de comunicação para enriquecermos as discussões.
    Agora vou comentar o último post que recebi..
    Desculpe André.. mas eu não acho prudente ou correto vincular soberania Brasileira à destruição. Concordo que quem destrói a região são os Brasileiros, mas estamos no nosso direito de exploração. Americanos ou Europeus aqui não vão ficar andando pelado com cara cheia de Urucum. É uma pena que não consigamos fazer a exploração da maneira ideal, mas estamos avançando a passos largos. Muitos extremamente equivocados. Mas talvez precisamos passar por este aperto de ter ameaçado nossa soberania sobre o território, para que alguma política pública seja traçada para a região. Fui criado na região e vivi mais da metade de minha vida por lá e afirmo sem dúvida, não deve criticar quem não conhece a região. Ai lembro da citação que achei desrespeitosa sobre o pijama, etc… Talvez, a grande maioria aqui esteja de pijama, com o computador sobre uma mesa de madeira da minha terra, repetindo sobre o que não sabe, nunca viu ou experimentou. André, não acredito que as ONG’s sejam santas, mas são um mal necessário. Nisso eu concordo contigo.

    PS: A minha experiência profissional me diz que com raríssimas excessões, ONG’s começam com um bom propósito e terminam na mão de laranjas de alguns parlamentares. A grande maioria só existe para não precisar concorrer em licitações.

    Att.

    Allan C. Galvão
    allangalvao@gmail.com

  31. André Oliveira :

    Francisco :

    André Oliveira :Prezados editores:Sinceramente eu gostaria de ver PROVAS, efetivas e irrefutáveis de que as nações indígenas estão associadas as ONGs para declarar sua independência do Brasil e se constituirem como nações soberanas e autônomas. Só artigo de “General de Pijama” não vale..Até onde vai minha compreensão do assunto os maiores inimigos da Amazonia foram também os próprios militares que em certo momento propiciaram a contrução do Projeto Jari, a escalada vergonhosa do desmatamento e da grilagem de terras no Pará e fizeram vistas grossas para a impiedosa perseguição aos povos cablocos perpetradas por latifundiários (criadores de gado e madeireiros), que já destruiram mais a Amazonia do que qualquer tribo indígena jamais fará…Considero que neste ponto o blog falha, pois passa apenas um lado da questão: o da extrema direita que acusa a terceiros daquilo que ela mesmo fez.

    Prezado André, tenho acompanhado os comentários nos diversos blogs e os seus traçam uma nítida linha de sua orientação política. Tudo bem. Acho porém que você também deveria apresentar PROVAS das inúmeras acusações que faz ao segmento militar em seu comentário. Não valem cartilhas do PT, MST etc…

    O senhor foge da pergunta com artimanhas típicas de gente sem capacidade para o debate: Responda a pergunta por favor ou então recolha-se a sua condição de pessoa sem conhecimento algum sobre o tema…CADE A PROVA DE QUE OS ÍNDIOS VÃO PROCLAMAR A INDEPENDÊNCIA ?????

    Que é isso amigo, ficaste irritado é? toquei na ferida?
    Não fui eu que escrevi o artigo, sou só um leitor do blog.
    Ninguém pode apresentar provas de algo que ainda não aconteceu. Para isso existem os indícios. Se vc não está preocupado com esta possibilidade, ou não é brasileiro ou está ganhando alguma coisa para defender essa idéia.

  32. Francisco :

    André Oliveira :

    Francisco :

    André Oliveira :Prezados editores:Sinceramente eu gostaria de ver PROVAS, efetivas e irrefutáveis de que as nações indígenas estão associadas as ONGs para declarar sua independência do Brasil e se constituirem como nações soberanas e autônomas. Só artigo de “General de Pijama” não vale..Até onde vai minha compreensão do assunto os maiores inimigos da Amazonia foram também os próprios militares que em certo momento propiciaram a contrução do Projeto Jari, a escalada vergonhosa do desmatamento e da grilagem de terras no Pará e fizeram vistas grossas para a impiedosa perseguição aos povos cablocos perpetradas por latifundiários (criadores de gado e madeireiros), que já destruiram mais a Amazonia do que qualquer tribo indígena jamais fará…Considero que neste ponto o blog falha, pois passa apenas um lado da questão: o da extrema direita que acusa a terceiros daquilo que ela mesmo fez.

    Prezado André, tenho acompanhado os comentários nos diversos blogs e os seus traçam uma nítida linha de sua orientação política. Tudo bem. Acho porém que você também deveria apresentar PROVAS das inúmeras acusações que faz ao segmento militar em seu comentário. Não valem cartilhas do PT, MST etc…

    O senhor foge da pergunta com artimanhas típicas de gente sem capacidade para o debate: Responda a pergunta por favor ou então recolha-se a sua condição de pessoa sem conhecimento algum sobre o tema…CADE A PROVA DE QUE OS ÍNDIOS VÃO PROCLAMAR A INDEPENDÊNCIA ?????

    Que é isso amigo, ficaste irritado é? toquei na ferida?Não fui eu que escrevi o artigo, sou só um leitor do blog.Ninguém pode apresentar provas de algo que ainda não aconteceu. Para isso existem os indícios. Se vc não está preocupado com esta possibilidade, ou não é brasileiro ou está ganhando alguma coisa para defender essa idéia.

    VEJO COM MUITA SUSPEIÇÃO A ATUAÇÃO DE MUITA GENTE GENTE LÁ, MAS QUEM DESTRÓI A AMAZONIA FALA PORTUGUÊS, CANTA O HINO NACIONAL E VOTA AQUI. O QUE AINDA NÃO OCORREU NÃO GERA PROVAS, MAS É NECESSÁRIO HAVER CLAROS INDÍCIOS, IRREFUTÁVEIS, MANIFESTAÇÕES PEREMPTÓRIAS DE QUE FORÇAS ESTRANGEIRAS ESTÃO DISPOSTAS A INGRESSAR NUMA AVENTURA COMO ESTAS..ISSO EU NÃO VI EM LUGAR NENHUM…

    Francisco, o grave problema é que você não disse nada com conteúdo aproveitável até o presente momento. Eu vejo muitas ilações sobre a Amazonia, muito discurso de cunho ideológico, mas não vejo nenhum comentário dos defensores de pijama das teorias da conspiração mais mirabolantes em relação ao estrago feito no passado sob o mando deles.. A grave situação de hoje lá do ponto de vista social também é CULPA dos militares sim…

    As ONGs de hoje, acusadas de tudo de ruim, só surgiram pela incompetência e a leniência do estado, militares inclusive, que deixaram para muitas missões estrangeiras, muitas delas de cunho espiritual a tarefa difícil de atender os indígenas brasileiros e populações da floresta..Muitos destes missionários falavam inglês vinham com a bíblia na mão e muitos brasileiros, subservientes e dóceis, aceitaram o que eles queriam fazer, afinal eles eram americanos né.. Meu pai serviu na Amazonia.. Eu conheço alguma coisa deste assunto..

    A questão da Amazonia passa pela inclusão social de toda a população lá. Isso o “Coroné de Pijama” não fala !! Eu não vi nenhum comentário dele sobre quem manda matar trabalhador que está lutando pelo seu pedaço de terra… Por que será ??

    O que ocorreu até o momento, historicamente comprovada, foi a exploração das pessoas pobres daquela região, índios inclusive, em favor dos poderosos..

    Vejo este debate sobre a INVASÃO DA AMAZONIA como pano de fundo de caráter expiatório pelos erros do passado..

  33. 1maluquinho :Eu te compreedo Andre mas o começo de teu post vc culpa os militares.Eles fazem pelas populações carentes de la o maximo que podem e fariam muito mais se pudessem e a situação atual la é o descaso publico e esse é de politicos.Sei que vc visa o melhor e te compreendo irmão eu tambem penso da mesma forma e a maioria tambem.O que ão pode mais haver são divisões etre nós,se achas que o Gringo não depedra mas esteja certo que ele articula a tomar o que é osso de foorma legal atravez do foorus interacionais.Ate mesmo a incidencia de incendios apenas culpamos a fazendeiros e muitas vezes são causados por assentados e por invasores de terras.Deveria-se investigar,identificar com justiça e tirar a posse de quem incedeia e de quem depreda.Nós como contribuites queremos resultados mas tambem não fazemos nossa parte pois apenas buscarmos reus e justificações.A paz irmão.Abraços.

    O militar brasileiro atua no Brasil de hoje, principalmente em relação a seus atos passados, como se fosse um SADU da Índia, um ser intocável, inquestionável e, perdõem o neologismo, “incriticável”. Não considero desta forma e acho lamentável ver este tipo de discurso em relação a eles que criaram o problema por ação ou omissão… Discordo completamente também de uma declaração sua: “[…]Concordo que quem destrói a região são os Brasileiros, mas estamos no nosso direito de exploração[…]”.. Isso sim, corrobora e legitima a hipótese da aventura intervencionista que, para mim, existe apenas na cabeça de pessoas com má consciência em relação ao passado…

  34. Não creio que utilizar a alcunha de “general de pijama” seja útil para o que se pretende no blog…

    Quanto ao pai de alguns ter servido na amazônia, EU servi 3 anos em são gabriel da cahoeira, existem ONG’s corruptas tanto quanto legítimas…

    Quanto conhecimento de problemas sociais, já passei pela maior parte das misérias deste país, enquanto uns só conhecem através da TV ou do PC, não são aproveitáveis certos depoimentos inflamados de quem nunca saiu de casa!

    Que tal respeitarmos a opinião de todos, com educação e conhecimento de causa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: