Articles

Barack Obama afirma que a guerra no Iraque está prestes a terminar

In Conflitos, Defesa, Geopolítica on 28/08/2010 by konner7 Marcado: , ,

https://i0.wp.com/www.puppetgov.com/wp-content/uploads/2009/11/end-the-iraq-war-invest-at-home.jpg

France Presse

Vineyard Haven – O presidente Barack Obama afirmou neste sábado que a guerra está prestes a terminar no Iraque, país soberano e independente, a três dias da data fixada para o final da missão de combate americano no país.

“Terça-feira, após mais de sete anos, os Estados Unidos vão pôr um ponto final à sua missão de combate no Iraque, ultrapassando uma etapa importante na parada responsável da guerra”, declarou Obama em seu pronunciamento semanal radiofônico.

Obama, que passa neste sábado o último dia de férias em Martha’s Vineyard (Massachusetts, nordeste), fará na noite de terça-feira um discurso televisado, para marcar a data simbólica, transmitido do Salão Oval da Casa Branca.

“Quando candidato, prometi que poria um ponto final a esta guerra. Enquanto presidente, é o que estou prestes a fazer. Fizemos retornar mais de 90.000 soldados desde que tomei posse nas funções”, lembrou Obama.

Os efetivos do exército americano no Iraque ficaram, nesta semana, abaixo do teto simbólico de 50.000 soldados. Mais de 4.400 perderam a vida no país desde a invasão de 2003, segundo dados da AFP fundamentados no site independente http://www.icasualties.org.

De acordo com as promessas de Obama, a missão de combate americana deve terminar oficialmente no dia 31 de agosto. Os soldados restantes, encarregados “de aconselhar e de ajudar” o exército iraquiano, deverão, quanto a eles, deixar o país no final de 2011.

“No final de contas, o que é importante é que a guerra está terminando. Como todo o país soberano e independente, o Iraque é livre para tomar suas próprias decisões sobre o futuro. Até o final do ano que vem, todos nossos soldados estarão de volta”, destacou o presidente.

Obama aproveitou a ocasião para estimular novamente os americanos a honrar os militares que serviram no Iraque, através de mensagens de saudação em sites de socialização como YouTube, Facebook, Flickr ou Twitter – uma operação lançada na véspera pela Casa Branca.

“Um debate vigoroso sobre a guerra no Iraque foi realizado em nosso país. Houve patriotas que apoiaram” a invasão do Iraque, “e patriotas que se opuseram”, admitiu o presidente no dia 2 de agosto, em Atlanta (Geórgia, sudeste), durante um discurso para ex-combatentes portadores de deficiência causada por ferimentos de guerra.

“Mas não houve jamais diferenças entre nós para apoiar os mais de um milhão de americanos que usaram uniforme no Iraque”, havia dito, reiterando que nenhum deles seria abandonado.

Obama reafirmou neste sábado o compromisso, falando sobre uma reforma do secretariado dos ex-combatentes, distribuindo cuidados maiores para com os ex-militares que sofrem de síndromes pós-traumáticas, e a concessão de bolsas de estudo a ex-soldados, semelhantes às que foram estabelecidas após a Segunda Guerra Mundial.

Fonte:Correio Braziliense

Anúncios

8 Respostas to “Barack Obama afirma que a guerra no Iraque está prestes a terminar”

  1. O que vai terminar é a Invasão do Iraque.
    A querra interna que os EUA lá ocasionaram é outro assunto.

  2. Claudio :
    O que vai terminar é a Invasão do Iraque.
    A querra interna que os EUA lá ocasionaram é outro assunto.

    E isso aê, vão deixar um país arrasado, sem governo, sem FAs, espero q a resistência “pegue” o > número possível desse últimos ianvasores ianks.Sds.

  3. Bom, pelo menos não está na mão do Saddan mais… =D Vamos ver como fica nos próximos 10 anos.

  4. O Tio Sam vai se lamentar em ter enforcado o Sadam,será bem irônico! kakaka…

  5. Pois é.

    As consequências estratégicas da invasão americana.

    1 – Tiraram Saddam do poder. Todos sabem que Saddam, que era ateu, não tinha nenhuma simpatia por radicais islâmicos. Agora sem ele no poder e com as novas forças militares do Iraque ainda na infância, terroristas pululam no local.

    2 – O Iraque de Saddam era o único país que contrabalançava a influência do Irã sem a ajuda externa. Agora que o Iraque está fragmentado, a quem cabe esse papel?

    3 – No regime de Saddam, os muçulmanos sunitas tinham preeminência política. Agora, com a instalação de uma democracia no país, isso mudou. Os xiitas, que são a maioria do país, estão no poder, e eles podem levar o Iraque a uma aproximação com o Irã (outro país de xiitas).

    Muito bem calculada, a invasão americana, hein?

  6. Rafael :
    Pois é.
    As consequências estratégicas da invasão americana.
    1 – Tiraram Saddam do poder. Todos sabem que Saddam, que era ateu, não tinha nenhuma simpatia por radicais islâmicos. Agora sem ele no poder e com as novas forças militares do Iraque ainda na infância, terroristas pululam no local.
    2 – O Iraque de Saddam era o único país que contrabalançava a influência do Irã sem a ajuda externa. Agora que o Iraque está fragmentado, a quem cabe esse papel?
    3 – No regime de Saddam, os muçulmanos sunitas tinham preeminência política. Agora, com a instalação de uma democracia no país, isso mudou. Os xiitas, que são a maioria do país, estão no poder, e eles podem levar o Iraque a uma aproximação com o Irã (outro país de xiitas).
    Muito bem calculada, a invasão americana, hein?

    Um tiro de 7,62 nos dois pés.O monstro está sendo gestado.

  7. TERMINAR?Não,Sr.Obama Bin Laden,o vespeiro que voce e seus antecessores tocaram ainda tem um enxame que voces ainda não virão e a maldição do Faraó ira pega-los.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: