Articles

Brasil e Argentina avançam no projeto de cooperação nuclear

In Defesa on 28/08/2010 by konner7

https://i2.wp.com/www.designontherocks.xpg.com.br/wp-content/uploads/2009/01/brasilxargentina_splash_2.jpg

Agência Brasil

Técnicos do Brasil e da Argentina avançaram nesta sexta-feira na discussão sobre o projeto conjunto de construção de um reator nuclear, no encerramento de uma série de reuniões em Buenos Aires. Cada país construirá o seu reator para atender as suas necessidades, mas eles terão praticamente as mesmas especificações técnicas.

Em entrevista na embaixada do Brasil na capital argentina, a subsecretária-geral do Itamaraty, Vera Machado, disse que os técnicos dos dois países concluíram que a viabilidade do projeto é grande. “A cooperação que estamos discutindo pode ser ampliada para vários outros campos, de acordo com as oportunidades que as pesquisas vão oferecer quando os reatores estiverem prontos. Do ponto de vista político, há o comprometimento pela continuidade na cooperação nuclear”, disse.

O reator brasileiro, de responsabilidade da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen), será construído a um custo de R$ 150 milhões – já alocados pelo Ministério da Ciência e Tecnologia – nas imediações do Centro Experimental Aramar, em Iperó (SP), e deverá entrar em operação em 2016. O centro de Aramar é responsável pelo desenvolvimento de pesquisas nucleares da Marinha do Brasil. O local de construção do reator argentino ainda não foi definido.

De acordo com o presidente da Cnen, Odair Dias Gonçalves, os reatores permitirão a realização de testes de materiais. “Para poder avançar, a indústria nuclear precisa testar materiais sob radiação intensa e esse é um dos objetivos dos reatores. Com eles também poderão ser realizadas pesquisas básicas e aplicadas”, afirmou. O projeto de construção dos reatores deverá ter continuidade em 2011.

Especialistas da Agência Brasileiro-Argentina de Contabilidade e Controle (Abac), Comissão Binacional de Energia Nuclear (Coben) e do Comitê Permanente de Política Nuclear (CPPN) participaram das reuniões em Buenos Aires. O próximo encontro para debater o projeto conjunto ocorrerá em outubro deste ano, no Rio de Janeiro.

Fonte:Terra

Anúncios

9 Respostas to “Brasil e Argentina avançam no projeto de cooperação nuclear”

  1. Òtimo, temos de envolver os hermanos em n projetos nucleares, p evitar comentários maldosos,internacionais, e “Bocudos” internos, dizendo q estamos procurando a Nucks; é assim avançarmos no ciclo total do átomo. Sds.

  2. claro que estamos interessados em armas atômicas… uma questão de lógica.

    ps. creio que já a temos (A BOMBA).. só esta desmontada.

  3. xtreme :
    claro que estamos interessados em armas atômicas… uma questão de lógica.
    ps. creio que já a temos (A BOMBA).. só esta desmontada.

    >>> Também acredito que a mesma já exista, não tenho uma ideia da quantidade ou capacidade… Ou melhor, o “buraco” em que seria detonada a mesma, “segurava” até que capacidade ???

    Mas quem sabe, seja fruto de nossa imaginação, e não termos nenhuma bomba ainda xP

  4. xtreme :
    claro que estamos interessados em armas atômicas… uma questão de lógica.
    ps. creio que já a temos (A BOMBA).. só esta desmontada.

    Já ouvi esse boato,e eram duas nucks,…

  5. Cooperação com a Argentina?? Hum… Aí que mora o perigo…
    Primeiro, não acredito que tenham grana para tal.
    Segundo, se não tiverem, pra quem vão pedir um “vale” adiantado?
    Terceiro, depois vão pagar?
    Veio da Argentina é como a meteorologia, só fria.
    Essa política de cooperação com vizinhos na era Lula é a politica caracu, eles entram com a cara e nós com o …

  6. Se precisar de um povo esperto e desonesto, o argentino é parada torta, e se o Brasil colocar dinheiro nessa parceria sozinho, financiando a parte argentina, é calote na certa.

  7. Argentina-Brasil… Parece-me haver uma cooperação, afinal…

  8. O Brasil tem que fazer com a Argentina o que os EUA NÃO fizeram com o México, ou seja, ajudá-la à se desenvolver, senão, logo logo os coyotes estarão ajudando os hermanos a cruzar a fronteira…….

    ps. fiz uma alterção no meu nome de postagem para não haver confusão.

  9. “ps. creio que já a temos (A BOMBA).. só esta desmontada.”

    Projeto Solimões… Procure por algo no Google. E, de acordo com o que li, os militares queriam explodir um “artefato nuclear pacífico” em 7 de setembro de 1990, mas o Pres. Collor vetou.

    Seria na Serra do Cachimbo, na divisa entre o MT e o PA, onde existiam os poços que foram destruidos. Os testes: 2 artefatos de 45 kTon, ou 3 Hiroshima cada…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: