Articles

Cooperação Brasil – Ucrânia

In Espaço, Negócios e serviços, tecnologia on 28/08/2010 by Lucasu Marcado: , ,


https://i2.wp.com/www.nkau.gov.ua/ukr/004_RN/PHOTO/images/004_CYCLONE4_01_640.jpg

Entre os dias 26 e 27 de agosto, ocorreu em Brasília (DF), a IV Reunião da Comissão Intergovernamental Brasil – Ucrânia de Cooperação Econômica e Comercial. A delegação ucraniana foi chefiada pelo Ministro de Política Industrial, Dmitro Kolesnikov, e contou também com a participação do Embaixador da Ucrânia no Brasil, Igor Hrushikó.

Ao final da reunião, foi divulgada uma ata que elenca os pontos e entendimentos. Abaixo, reproduzimos trechos sobre cooperação na área aeronáutica, e também espacial. Destaque para a intenção dos dois países em verificar a ampliação da parceria na área espacial – já existente com o projeto da Alcântara Cyclone Space, com o desenvolvimento de um novo lançador (Cyclone 5) e de um satélite de sensoriamento remoto.

Cooperação na área industrial

[…]

A Parte ucraniana manifestou interesse em estimular contatos entre as empresas ANTK Antonov e Embraer, com vistas a eventual colaboração nas áreas de projeção e construção de aeronaves. A Parte ucraniana destacou o interesse de intensificar a cooperação entre as empresas ucranianas e brasileiras da área da indústria militar e de defesa.

[…]

Cooperação na Área de Uso Pacífico do Espaço Exterior

As Partes reafirmaram o papel central da cooperação espacial no âmbito da parceria estratégica entre Brasil e Ucrânia, em conformidade com a Declaração Conjunta presidencial assinada por ocasião da visita do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Kiev, em 2 de dezembro de 2009. Nesse sentido, reiteraram o caráter prioritário, para ambos os países, do projeto bilateral de instalação e operação do sítio de lançamentos do Veículo Cyclone-4 no Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA), no Maranhão.

As Partes observaram os importantes avanços alcançados pelo projeto binacional nos últimos meses, o que permitirá o início dos trabalhos práticos de construção do complexo terrestre Cyclone-4, no CLA. Em setembro próximo, será lançada a pedra fundamental das obras preliminares do Sítio de Lançamentos do Cyclone-4, em cerimônia a ser presidida pelo Senhor Presidente da República Federativa do Brasil.

As Partes saudaram a realização, em 10 de março de 2010, em Kiev, da V Reunião do Conselho de Administração da Alcântara Cyclone Space (ACS) e reiteraram o compromisso de apoio à empresa binacional e ao cumprimento seu atual cronograma geral, que prevê o primeiro lançamento do Cyclone-4 em fevereiro de 2012.

As Partes afirmaram o interesse comum em verificar as possibilidades de ampliação da cooperação na área espacial por meio, por exemplo, do desenvolvimento conjunto de veículo lançador de satélites Cyclone-5 e de satélite de sensoriamento remoto, entre outros projetos de interesse.

[…]”

Fonte: Panorama Espacial

Anúncios

22 Respostas to “Cooperação Brasil – Ucrânia”

  1. As coisa aqui custam mt a acontecer, ie, de bom , positivo, essa associação está a anos sendo falada. Então vamos vwer os frutos da mesma, rumo ao espaço.Pra cima e avante.Sds.

  2. O foguete Cyclone 4 é derivado do míssil SS 18.

    Sua performance é estimada em 5250 kg para altitudes de 300 km, em órbita baixa, enquanto que em órbita de transferência geoestacionária a capacidade é de 1800 kg, com inclinação de 2,3º.

    O cenário adotado corresponde a assumir que o Cyclone 4 obterá, em regime, uma fatia de 30% dos lançamentos previstos em seu nicho de atuação (até 4.500kg em lançamento LEO e 1.800kg em GTO).

    Nas condições assumidas, estima-se que o projeto se pagaria após o sétimo ano de operação (2013).

    Fonte: http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=16317 (compensa ler a íntegra)

  3. ótimo…..poucos sabem, mas a Ucrania é exemplo de tecnologia militar e aeroespacial, a Russia sugou muito a Ucrania na época da URSS.

    Mas seria bom a ABIN se é que funciona, ficar ligada, pois quem garante que os Franceses não vão sabotar novamente.

    Espero tambem que esse programa saia do papel, a “300” anos que se fala dessa parceria e nada de evoluir!

    abraço

  4. E corre pelos bastidores que possivelmente a Russia podera se juntar a Ucrania e Brasil.fora a Europa que incentiva e contribui.É os Anglos devem estar louquinhos esse seleto clube tem mais um associado com uma base previlegiadissima

  5. Teremos surpresas.Se não fecharem acordo amplo militar com os EUA ai vem aquilo que a maioria deseja SU-35BM fabricado do zero aqui.

  6. Atenção senhores passageiros Americanos,Suecos e Franceses,portadores do bilhetinho na cor rosa-choque,queiram tomar o portão principal,que se piquem…

  7. […] Read this article: Cooperação Brasil – Ucrânia « PLANO BRASIL […]

  8. Galileu, não acredito que a Ucrânia foi sugada neste período, já que toda a tecnologia lá existente, só existe por causa da URSS que lá montou diversos projetos.

  9. su-35bm ..fabricado aqui… hummmmm.. o que vc anda tomando safadinho…rsrsrs

  10. Uma coisa positiva que agora no governo Lula nao existe mais esse papo de ceder Alcantara para os americanos lancarem fogetes..agora o Brasil diz aceitamos russos, ucranianos , chineses menos americanos..e que da’ as regras sao os brasileiros..
    Na hora que o Brasil dominar a tecnologia dos VLS na mesma dimensao dos ucranianos, ninguem segura o Brasil sera show de bola..
    O Brasil com submarino nuclear, VLS nacional, FX2 (uma hora tem que sair) ai pode vir quente que eu estou fervendo..

  11. xtreme :
    su-35bm ..fabricado aqui… hummmmm.. o que vc anda tomando safadinho…rsrsrs

    Desde o segundo semestre do ano passado o Rasputin tem habitado a rampa do planalto oferecendo tudo do jeitinho que quisermos.Todos estão gentis conosco.Somos estretegicamente interessantes a todos>Carnes,grãos,agua,minerios e acima de tudo tecnologia em bio-combustiveis e petroleo muito petroleo.Querem participação no pré-sal e ai que a coisa pega.Vamos dizer não e esperarmos nossos militares serem Kamikases munidos de armas obsoletas suicidarem-se por nossa sociedade e nossos quadrilheiros politicos.

  12. de Boston :
    Uma coisa positiva que agora no governo Lula nao existe mais esse papo de ceder Alcantara para os americanos lancarem fogetes..agora o Brasil diz aceitamos russos, ucranianos , chineses menos americanos..e que da’ as regras sao os brasileiros..
    Na hora que o Brasil dominar a tecnologia dos VLS na mesma dimensao dos ucranianos, ninguem segura o Brasil sera show de bola..
    O Brasil com submarino nuclear, VLS nacional, FX2 (uma hora tem que sair) ai pode vir quente que eu estou fervendo..

    . . .
    Isso se algum governo pelo caminho não botar tudo
    por agua a baixo…

  13. O Brasil esta se consolidando aos poucos como potencia…

    Independentemente do presidente q vier, o Brasil era submisso principalmente pelo fator economico… a fragilidade economica do Brasil favorecia a forte influencia americana….

    hj em dia não somos mais tão economicamente dependentes dos EUA em termos economicos, oq nos dá mais autonomia

  14. De Boston…O Brasil disse não aos EUA sobre Alcantara antes do Lula ser Presidente e quem tomou essa atitude foi nosso Congresso pois se talvez a decisão fosse do Palacio do Planalto pudesse ter sido outra…Somos otarios pra tudo mas quando querem nos tormar um pedacinho de nós viramos bichos.

  15. “hj em dia não somos mais tão economicamente dependentes dos EUA”

    Na verdade, hoje nosso maior parceiro comercial, por ironia ou não, é a China… E todos sabemos que o dragão está com fome e ficará muito mais faminto no futuro (quando tiver criado a maior classe média do mundo).

  16. Nosso maior parceiro comercial e vai se tornando tambem nosso rival em exportações e disputa por mercados.Por enquanto nos precisam mas assim que a dependencia deles for diminuindo e aumentando seu poder naval vão mostrar as garras ao mundo inclusive a nós tambem.Sei que o São Jorge venceu o Dragão e a Onça?

  17. 1maluquinho :
    De Boston…O Brasil disse não aos EUA sobre Alcantara antes do Lula ser Presidente e quem tomou essa atitude foi nosso Congresso pois se talvez a decisão fosse do Palacio do Planalto pudesse ter sido outra…Somos otarios pra tudo mas quando querem nos tormar um pedacinho de nós viramos bichos.

    Questões estratégicas realmente precisam ser levadas a efeito independente do presidente ou quem esteja no poder deve ser projeto de estado e nunca projeto político.

  18. Floripa

    ‘Isso se algum governo pelo caminho não botar tudo
    por agua a baixo…’

    Lá no EUA, se algum presidente tivesse feito metade do que fhc fez aqui no Brasil, teria sido assassinado a “Lá Kennedy” , no meio do mandato…

  19. ito :

    1maluquinho :
    De Boston…O Brasil disse não aos EUA sobre Alcantara antes do Lula ser Presidente e quem tomou essa atitude foi nosso Congresso pois se talvez a decisão fosse do Palacio do Planalto pudesse ter sido outra…Somos otarios pra tudo mas quando querem nos tormar um pedacinho de nós viramos bichos.

    Questões estratégicas realmente precisam ser levadas a efeito independente do presidente ou quem esteja no poder deve ser projeto de estado e nunca projeto político.

    Com certesa amigo e me preocupa essa centralização de poder na classe politica porque de politicos ultimamente so tem saido o que não serve e não convem e que apenas servem e convem aos interesses e conveniencias deles primeiramente.

  20. Fred :
    Floripa

    ‘Isso se algum governo pelo caminho não botar tudo
    por agua a baixo…’
    Lá no EUA, se algum presidente tivesse feito metade do que fhc fez aqui no Brasil, teria sido assassinado a “Lá Kennedy” , no meio do mandato…

    O que que o FHC fez?

  21. anticomunista :

    Fred :
    Floripa

    ‘Isso se algum governo pelo caminho não botar tudo
    por agua a baixo…’
    Lá no EUA, se algum presidente tivesse feito metade do que fhc fez aqui no Brasil, teria sido assassinado a “Lá Kennedy” , no meio do mandato…

    O que que o FHC fez?

    Não sou muito interado no que o FHC fez e nem gosto mas te digo amigo que quando ele quebrou patente de remedios isso gerou um protesto dos EUA na ONU em que o Chanceler Americano disse:::”VOCES DEVERIAM INVESTIR MAIS EM PESQUISAS AO INVEZ DE FICAREM GASTANDO DINHEIRO COM COMPRAS DE ARMAMENTOS”…pergunte a alguem da classe militar que seja bem informado e te dira que no governo dele compramos muitos armamentos sem fazer alarde,sem anunciar aos quatro cantos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: