Articles

Raposa e Serra do Sol e o Imbróglio de Tarso

In Conflitos, Geopolítica, História on 02/09/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

Hiram Reis e Silva, Porto Alegre, RS, 02 de Setembro de 2010. para o Plano Brasil

Uma raça, cujo espírito não defende o seu solo e o seu idioma, entrega a alma ao estrangeiro, antes de ser por ele absorvida. (Rui Barbosa)

É sempre bom relembrar como o caso da Raposa e Serra do Sol foi tratado com “isenção” pelo então Ministro da InJustiça – Tarso Genro. O mesmo deu na época, uma clara demonstração de como uma autoridade da República “não deve agir” na resolução de conflitos deste gênero. Tarso foi a Roraima para ouvir, tão somente, as facciosas lideranças indígenas do CIR (favoráveis à demarcação contínua) deixando clara sua posição favorável à minoria separatista. A Força Nacional e a PF agiram como meganhas de republiqueta de 5ª categoria seguindo taxativamente a determinação de Tarso. O jornalista Reinaldo Azevedo publicou na ocasião um artigo mostrando a ação nazista e altamente condenável da Gestapo de Tarso Genro, candidato, infelizmente, mais uma vez, ao governo do Estado do Rio Grande do Sul.

– Raposa Serra do Sol: Entre a Realidade e a Mistificação Ongueira

Fonte: Reinaldo Azevedo

Tarso, fica claro a cada dia, é um perigo para a democracia. Esta evidente que ele se aproveita das licenças concedidas pelo estado de direito para transgredi-lo e para turvar a democracia. Não conhecíamos, até agora, detalhes da ação da PF em Raposa Serra do Sol. Vimos apenas o que publicou uma imprensa notavelmente bem-comportada (com o governo), que já tinha elegido (é o certo no caso, não ‘eleito’) os seus bandidos e os seus mocinhos. Como é usual no Brasil, quem produz um alfinete que seja corre o risco de ir parar atrás das grades. Pois bem. Clique no link:

www.defesanet.com.br/toa1/raposa_24.htm para ver o vídeo

Vale a pena ver o vídeo todo para ressaltar o ridículo de Tarso Genro e de seus homens de preto. Mas uma passagem, em especial, merece ser apreciada: a invasão da Fazenda Canadá, a partir de 6min31s. Os agentes chegam e se trava, então, o seguinte diálogo:

– Proprietário – Tem mandado judicial?

– Policial – Negativo.

– Proprietário – Não tem mandado judicial?

– Policial – Não temos mandado judicial.

– Proprietário – Então eu não vou permitir vocês entrarem sem mandado judicial.

– Policial – Então nós vamos entrar à força.

– Proprietário – Perfeitamente.

– Policial – Como está sendo feito em outras propriedades também.

– Segundo Policial – O sr. pode esclarecer como o sr. vai resistir a isso?

– Proprietário – Posso, posso, eu vou resistir…

– Segundo Policial – Como?

– Proprietário – Eu vou resistir dentro da legalidade, na Justiça.

– Segundo Policial – O sr. vai resistir de alguma outra forma?

– Proprietário – Eu vou resistir dentro da legalidade, na Justiça.

– Segundo Policial – Ok. Tudo bem.

E os meganhas cortam o cadeado, invadem a fazenda sem mandado judicial. O diálogo acima é por demais eloquente. Dispensa grandes considerações. Observem, se vocês quiserem um motivo adicional para indignação, que, mesmo depois de o proprietário ter deixado claro que vai resistir na Justiça, há uma espécie de provocação, tentando induzi-lo a dizer algo que caracterize resistência ativa à ação policial – o que, certamente, levaria a PF a fazer o que fez com outro fazendeiro: meter-lhe algemas nos braços. Este é o estado policial de Tarso Genro, o trotskista surtado. Como vocês bem sabem, a questão tramitava e tramita na Justiça, e os agentes federais jamais poderiam ter invadido uma propriedade sem mandado judicial. Como? ‘Não é propriedade’? ‘É tudo dos índios’? A questão, reitero, está sub judice. É mais um abuso de autoridade patrocinado pelo ministro da Justiça”.

– Raposa Serra do Sol enfrenta o teste das urnas

Fonte: Cristiane Agostine – Valor Econômico

Reproduzimos, abaixo, parte do excelente artigo da jornalista Cristiane Agostine analisando o momento político atual de Roraima e o preocupante cenário da Raposa gerado pela inépcia de um desgoverno descomprometido com os interesses da grande maioria do povo brasileiro e a soberania nacional.

Em uma pacata Rua de Boa Vista os cartazes de propaganda política pendurados na casa de Regina e Ivo Barilli informam.
“A luta continua”

No quintal da casa, dezenas de funcionários da fábrica de processamento de arroz da família Barilli ouvem atentamente Paulo Cesar Quartiero (DEM) e Izabel Itikawa (PSDB), candidatos ao Legislativo federal e estadual. Os temas são a expulsão dos arrozeiros da reserva Indígena Raposa Serra do Sol e a “perseguição” do Governo Federal contra os produtores rurais. No comício que reúne Barilli, Quartiero e Itikawa, três das seis maiores famílias produtoras de Roraima, as palavras de ordem são resistir, impedir novas demarcações e retornar à reserva da qual foram expulsos em 2009.

A proposta para os não-indígenas voltarem à reserva é a tônica de outro comício na capital, desta vez do governador e candidato à reeleição, José de Anchieta Junior (PSDB). A construção da hidrelétrica do Cotingo, no meio da reserva é o principal projeto para seu segundo mandato. Contrário à demarcação contínua das terras, Anchieta quer que a obra sirva de exemplo a outros governos. “Construir não vai ser fácil, mas quero abrir um precedente”, explica. “Vou buscar o desenvolvimento onde for preciso”. (…)

Paralelamente, está em julgamento a atuação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na homologação da reserva. O governo fez da demarcação sua bandeira, desde o primeiro ano da gestão. O resultado final, no ano passado, deve-se refletir nas urnas em outubro.

Lula foi a Roraima por duas vezes em seu mandato, mas só após a decisão do Supremo. Acusado de tirar a terra de quem queria produzir, foi repudiado em outdoors na capital e em uma das visitas o esquema de segurança foi reforçado, pois havia ameaça de que manifestantes jogassem ovos e tomates na comitiva.

No Estado em que a candidatura presidencial do PSDB obteve o maior percentual de votos em 2006 (59,7%), produtores rurais querem fazer da disputa eleitoral um protesto contra o governo do PT. Tentam transformar seu descontentamento em votos contrários à Dilma Rousseff. Indígenas, movimentos sociais, igreja, entidades de direitos humanos, no entanto, articulam-se para consagrar nas urnas o governo responsável pela homologação. Segundo Ibope do fim de julho, o candidato do PSDB à Presidência, José Serra, está à frente com 42% das intenções de voto contra 37% de Dilma.

“O governo do Estado sempre esteve do lado da gente, mas o Federal não. Sempre fez imposição, veio aqui demarcar impor”, reclama o produtor de arroz Genor Luis Faccio, que teve de deixar a reserva assim como os Itikawa, Barilli e Quartiero. “Quem vier pedir voto para o PT está enrolado”, afirma Faccio.

O Governo Federal e seus candidatos se defendem com o argumento de que foi Lula quem repassou o maior número de terras da União para o Estado, desde a criação de Roraima, em 1988: 6 milhões de hectares. Seria uma forma de compensar o 1,7 milhão de hectares homologados na Raposa Serra do Sol.

Os arrozeiros estão articulados em torno da campanha de Quartiero, seu principal líder. O candidato é um dos mais ricos do Estado: declarou patrimônio de R$ 8 milhões, sendo R$ 7,9 milhões em espécie, R$ 100 mil em uma empresa própria e apenas R$ 10 em máquinas agrícolas. “A principal atividade econômica do Estado chama-se eleições”, diz Quartiero. Entre suas principais propostas está a exploração de minerais, inclusive em Território Indígena. “De que adianta o ouro dormindo sob a terra, no meio do mato, se a gente chacoalha a população e não cai nada? Tem que fazer a transferência de recurso”, diz, em quase todos os comícios que participa. (…)

Os produtores rurais têm no governador Anchieta um grande aliado. Foi o tucano quem questionou junto ao Supremo a retirada dos arrozeiros da reserva em 2008 e paralisou ação da Polícia Federal até o julgamento do caso pelo STF, em 2009.

A hidrelétrica de Cotingo, principal proposta do governador, aparece também no material de campanha de diversos candidatos ligados ao governo e aos produtores rurais. A justificativa, assim como no caso da disputa pela reserva, é a soberania nacional. Boa parte da energia consumida em Roraima (65% do total) vem da Venezuela e os recentes problemas de desabastecimento no país vizinho afetaram o Estado. A nova hidrelétrica, dizem, supriria a demanda e possibilitaria a exportação do excedente. A obra poderia ser realizada fora das terras indígenas, mas a escolha é estratégica. “A forma como aquelas terras foram demarcadas esterilizou quase dois milhões de hectares”, diz. “Há muitos interesses em jogo lá”.

A proposta da hidrelétrica gera revolta entre os indígenas integrantes da direção do Conselho Indígena de Roraima (CIR). Marizete de Souza Macuxi reclama: “Isso vai ser uma nova invasão. Vão se apossar da terra, casar com as índias, voltar a morar na reserva. Fora as comunidades perto do rio que vão ser alagadas”. O entendimento jurídico sobre a construção da hidrelétrica divide Funai, Ibama e Ministério Público Federal: enquanto as duas primeiras dizem que pode haver brecha legal para a construção em terra indígena, o MPF diz que é inconstitucional. Divide os índios também. Os indígenas do CIR buscam ganhar força e espaço no Legislativo para evitar a criação de leis que permitam obras como a hidrelétrica de Cotingo, a exploração de terras indígenas e da flexibilização das leis ambientais. (…)

Os indígenas do CIR tentam vencer duas dificuldades. A primeira é numérica: eles estão em desvantagem, já que dos 395 mil habitantes de Roraima, 53 mil são índios, 13% do total da população, segundo o Conselho Indígena de Roraima. Destes, 19,5 mil vivem na Raposa Serra do Sol e menos da metade é ligada ao CIR. A segunda dificuldade é política. Em Roraima, o PT, principal partido de luta pelos direitos indígenas, enfrenta dificuldades. Na disputa presidencial, Lula só venceu no Estado em 2002. Naquela eleição, os petistas elegeram o governador Flamarion Portela, cassado dois anos depois de eleito. O senador Augusto Botelho também se desfiliou da legenda. Mesmo entre os índios, existe uma minoria deles que defendiam a demarcação e uma maioria que estava do lado da integração.

Entre os indígenas que não queriam a expulsão dos brancos da reserva, o presidente da Sociedade de Defesa dos Índios Unidos de Roraima (SODIUR), Silvio da Silva, começa a se articular para disputar a prefeitura de Pacaraima, Município em que está parte da terra indígena São Marcos, vizinha à Raposa Serra do Sol. Se não vencer, Silvio pretende candidatar-se a deputado, em 2014.

Das duas organizações indígenas da reserva, o Conselho Indígena de Roraima e a SODIUR, apenas esta declara voto e faz campanha nesta eleição. A sede da entidade, no centro de Boa Vista, está repleta de cartazes de Anchieta Junior. Com o carro lotado de material de campanha do PSDB, o presidente da entidade, Silvio da Silva, parte para as terras da Raposa Serra do Sol, onde ficará distribuindo folhetos e bandeiras.

Solicito Publicação

Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva

Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA)

Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS)

Acadêmico da Academia de História Militar Terrestre do Brasil (AHIMTB)

Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS)

Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional

Site: http://www.amazoniaenossaselva.com.br

E-mail: hiramrs@terra.com.br

Anúncios

45 Respostas to “Raposa e Serra do Sol e o Imbróglio de Tarso”

  1. Tarso “trosko” ??? Há há.
    Já vi que o coronel não conhecem o etimologia da esquerda nem a filiação do ministro.
    Decerto inventou o trotskista para colar o “surtado”.

  2. Lí e reli para me manifestar de forma o mais isento possível. Ao meu juizo, é claramente um artigo de caráter político e panfletário, nitidamente de oposição ao atual lider nas pesquisas eleitorais gaucha ao governo estadual, o ex-Ministro Tarso Genro. São argumentos aparentemente técnicos mas que não resiste a um exame histórico e geografico criterioso. Assim, são apenas visões particularistas e localizadas da questão, além de transparecer sentimentos arcaicos e extremistas de direita. Quem quiser entender e saber de verdade sobre a questão envolvendo as demarcações da terras conhecidas como Raposa do Sol, sugiro acessar o site do STF, ler as atas dos debates técnicos e jurídicos, das audiências púlicas disponíveis e, por fim, o extenso relatório paresentado ao plenário do STF pelo Ministro Relator da matéria, Ministro Aires de Brito.

  3. EXCELENTE MATÉRIA, CORONEL HIRAM.

  4. Mais uma vez os interesses de alguns se sobrepõem aos do país…

    Quando se trata de demarcação de terras indígenas (assunto que rende atenção mundial), nosso governo acaba tendo suas decisões condicionadas ao que a imprensa mundial quer ver acontecer, o que normalmente quer dizer acatando decisões de grupos que podem levar ou á um estado de insurreição (pois no momento que conseguem espaço, multiplicam seus esforços) ou torna legítimo as requisições desses grupos. Parece que não existe pensamento estratégico dos resultados das decisões tomadas nos dias de hoje. é assim que muitos países tem seu território perdido sofrendo intervenção de terceiros.

    A fase inicial de qualquer movimento insurreto é o convencimento político da população, o que, no caso dos sem terra (outro exemplo), já começa nos bancos escolares, os quais ensinam doutrinas que vão de encontro com o bem comum estabelecido pelo governo democraticamente eleito.

    Antes que alguem se faça ouvir, seria interessante termos pelo menos conhecimento de causa ou pelo menos o interesse de saber como se processa um ambiente de contra-insurgência, pois a prática é diferente do que se vê na televisão ou internet…

    Acima de tudo, respeito as opiniões apresentadas e pelo menos comedimento, sobre assuntos complexos, que não se resumem á propagandas de televisão ou net….

    Felicidades a todos!
    Brasil Acima de tudo

  5. sou contra a demarcação da reserva raposa serra do sol, do jeito que foi feita…

    más artigos como este, claramente politiqueiro e partidário só tem o efeito de desmoralizar a luta por uma tentativa de revisão desta demarcação.

    o texto cita PT e PSDB, defendendo e tratando o PSDB como se fosse um partido nacionalista, śo que não passam de um bando de traíras que se deixar, dão a amazonia pros gringos em troca de uma gorda conta bancaria…

    aliado dos trairas…o que o coroné tem na cabeça?

  6. Coronel, eu lhe pergunto o seguinte:
    – Por que na época dos vinte, cansativos e desastrosos, anos de capachismos militar, digo de ditadura militar,voces não impuseram uma derrota de ressabiar aos ONGuistas que ja estavam tomando conta do Brasil? Por que a Gestapo militar brasileira sob ordens dos EUA não impediu que os estrangeiros tomassem conta do Brasil? Ou as guardas nazistas da gestapo brasileira só serviam para massacrar o povo brasileiro que se insurgia contra o capachismos e entreguismo de certos setores militares? Não Coronel, os nossos militares não tinham forças para combater a tão poderosa ordem das coisa que assolava o Ocidente, os EUA e seus capachos europeus mandavam nos militares brasileiros, essa é a triste verdade que sempre se soube.
    Quanto a este Reinaldo Azevedo, não passa de mais um jornalistazinho tucano desesperado, fazendo de tudo para tentar acabar com o inevitável….o verdadeiro PROGRESSO DO BRASIL sob o comando das lideranças progressistas que ja estão levando o país ao inevitável desenvolvimento e a se tornar uma das cinco potências econômicas e militares do planeta. É Coronel o Brasil mudou e mudou para melhor, jamais o Brasil voltará a ser capacho de americano, como foi durante a ditadura e depois com governos medíocres e por ultimo um entreguista barato….quanta vergonha….assisti isso durante os últimos cinqüenta anos, e falo pros meus filhos que eles estão assistindo um Brasil que não vai mais ser barrado por gente que não presta, pois agora estão sendo lapidadas pessoas de grande extirpe, pessoas de grande patriotismo e caráter servil a pátria. Sim, os jovens de hoje sabem bem o que é ser patriótico, Coronel, e não vão jamais deixar que este país gigante seja chamado de adormecido ou de país do futuro, isso era o slogan da ditadura servil aos interesses imperialistas Anglo-americano. Agora quem manda no Brasil tem nome e sobre-nome…BRASILEIROS

  7. Vympel1274 :
    Mais uma vez os interesses de alguns se sobrepõem aos do país…
    Quando se trata de demarcação de terras indígenas (assunto que rende atenção mundial), nosso governo acaba tendo suas decisões condicionadas ao que a imprensa mundial quer ver acontecer, o que normalmente quer dizer acatando decisões de grupos que podem levar ou á um estado de insurreição (pois no momento que conseguem espaço, multiplicam seus esforços) ou torna legítimo as requisições desses grupos. Parece que não existe pensamento estratégico dos resultados das decisões tomadas nos dias de hoje. é assim que muitos países tem seu território perdido sofrendo intervenção de terceiros.
    A fase inicial de qualquer movimento insurreto é o convencimento político da população, o que, no caso dos sem terra (outro exemplo), já começa nos bancos escolares, os quais ensinam doutrinas que vão de encontro com o bem comum estabelecido pelo governo democraticamente eleito.
    Antes que alguem se faça ouvir, seria interessante termos pelo menos conhecimento de causa ou pelo menos o interesse de saber como se processa um ambiente de contra-insurgência, pois a prática é diferente do que se vê na televisão ou internet…
    Acima de tudo, respeito as opiniões apresentadas e pelo menos comedimento, sobre assuntos complexos, que não se resumem á propagandas de televisão ou net….
    Felicidades a todos!
    Brasil Acima de tudo

    Essa é tbm aminha visão destas reservas criadas ao sabor da mídia internacional, vlae ressaltar q temos de colocar dentro das mesmas núcleos do , de no mínimo 50 soldados; como um recado claro q nada poderá ocorrer ,sem a intervenção do governo,de maneira rápida e silenciosa, essas áreas devem ter um regime diferenciado,por serem tutelados do governo federal, Leia-se Funai, e expulsar as ONGs como a talda WWF e suas Parceiras, são peçonhentas ,elutam contra os interesses do BRASIL.Sds. .

  8. Reinaldo Azevedo não é jornalista, é um capacho pago pelo PSDB, representante do pior tipo de caluniador a seviço da política partidária mais suja, a Polícia pode entrar em uma propriedade privada sem mandato, e o Sr. Reinaldo sabe disso, um dos motivos que pode fazer a Polícia entrar em uma propriedade privada sem mandato, é a a suspeita de um crime em andamento.

    A demarcação da reseverva ocorreu nos governos anteriores, e o STF julgou favoravelmente a demarcação feita, portanto, nada mais existe o que acrescentar, é claro, o Sr. Reinaldo do pasquim da Veja quer fazer campanha política partidária, é o partido da VEJA conhecido por PIG, é lamentável que esse tipo de reporcagem ainda seja usado como exemplo, a Veja mente, mente o tempo inteiro, não é fonte confiável de qualquer fato.

  9. Enquanto ficarmos nos batendo por erros passados ou acusações jamais chegaremos a um denominador.Não vou nem entrar nessa questão mas não acham que existe algo maior e muito mais importante do que toda essa discordia e traumas?O Brasil deveria ser sempre a nossa prioridade.Ele é o nosso passado,o nosso presente e o nosso futuro.Essa questão entre uma parcela de nossa sociedade (e que representa a minoria segundo pesquisas) e nossa Ditadura,ate parece ISRAEL X PALESTINA…Isso tudo so faz mal a nós mesmos.

  10. Peguem um militante do PC do B ou do PCB e comparem-nos com um militante do PT.Notarão um universo de diferenças.PTistas são um universo de diversificadas posições dentro de uma mesma sigla que vivem em discordancia entre si mesmos.Quando não conseguem se fazer entender buscam logo a radicalidade.Durante a Ditadura estes ficavam debaixo das camas se borrando enquanto o PCB e o PC do B lutavam contra a opressão.Hoje os Comunistas da clandestinidade estão na legalidade e saltitantes de felicidade em habitar na Democracia e terem voz politica.O povo Brasileiro deveria observar essas coisas pois nosso futuro esta nas mãos de alguns lunaticos que de tanto ensistir,de tanto empurrar,a porta vai abrir.

  11. Todos as materias que vem sendo postadas por Militares logo surgem alguem desviando o assunto e partindo ate para uma forma derespeitosa em se expressar.Eu sou meramente um que gosta desse Blog e me entristece e muito alguns comportamentos que levem a contendas,que não soma e nem tampouco multiplica e somente divide e diminue.Eu peço aos matenedores deste conceituado Blog que estejam atentos a estes fatos.Obrigado.

  12. Maluquinho estamos, vez por outras agimos, e quando fazemos somos os ditadores.
    Fique tranquilo sua reclamação será considerada.
    Obrigado
    E.M.Pinto

  13. Fernando Gonzales :
    Coronel, eu lhe pergunto o seguinte:
    – Por que na época dos vinte, cansativos e desastrosos, anos de capachismos militar, digo de ditadura militar,voces não impuseram uma derrota de ressabiar aos ONGuistas que ja estavam tomando conta do Brasil? Por que a Gestapo militar brasileira sob ordens dos EUA não impediu que os estrangeiros tomassem conta do Brasil? Ou as guardas nazistas da gestapo brasileira só serviam para massacrar o povo brasileiro que se insurgia contra o capachismos e entreguismo de certos setores militares? Não Coronel, os nossos militares não tinham forças para combater a tão poderosa ordem das coisa que assolava o Ocidente, os EUA e seus capachos europeus mandavam nos militares brasileiros, essa é a triste verdade que sempre se soube.
    Quanto a este Reinaldo Azevedo, não passa de mais um jornalistazinho tucano desesperado, fazendo de tudo para tentar acabar com o inevitável….o verdadeiro PROGRESSO DO BRASIL sob o comando das lideranças progressistas que ja estão levando o país ao inevitável desenvolvimento e a se tornar uma das cinco potências econômicas e militares do planeta. É Coronel o Brasil mudou e mudou para melhor, jamais o Brasil voltará a ser capacho de americano, como foi durante a ditadura e depois com governos medíocres e por ultimo um entreguista barato….quanta vergonha….assisti isso durante os últimos cinqüenta anos, e falo pros meus filhos que eles estão assistindo um Brasil que não vai mais ser barrado por gente que não presta, pois agora estão sendo lapidadas pessoas de grande extirpe, pessoas de grande patriotismo e caráter servil a pátria. Sim, os jovens de hoje sabem bem o que é ser patriótico, Coronel, e não vão jamais deixar que este país gigante seja chamado de adormecido ou de país do futuro, isso era o slogan da ditadura servil aos interesses imperialistas Anglo-americano. Agora quem manda no Brasil tem nome e sobre-nome…BRASILEIROS

    Se o autor não fosse coronel, o Sr seria tão agressivo? Isso é raiva reprimida. Cuidado prá não ficar doente. Chute um poste. E não adianta me agredir também pois sou ligth.

  14. Quando puxam minha orelha rsrsrs aceito na boa amigo pois sei que voces apenas visam a qualidade.Obrigado.

  15. Francisco, creio que as ONG instalaram-se lá nos anos 90 antes disso não em lembro, posso estar enganado…
    sds
    E.M.Pinto

  16. Francisco não tenho nada contra o Coronel, mas ele tem tudo contra a verdadeira democracia que é lutar dentro da lei, como fez o PT e se existe bando de malucos enrraivecidos estes são dos radicais TUCANOS que não querem saber de repartir as coisas boas que este país oferece. Não sou de chutar poste, deixo isso pra voce se é que gosta, apenas coloco meus ponto de vistas democraticamente e o fato de ser o Coronel militar isso não é garantia de sabedoria e muito menos de liberdade ou democracia. Alias, democracia não se faz matando os outros, como fizeram na ditadura e como faz os EUA pra roubarem os outros países e depóis se dizem democráticos, tudo o que disse acima assino embaixo, tenho amigos Coroneis, como o Senhor Padilha que serviu comigo no 12º RECMEC, hoje 8º RECMEC e conheci muitos militares que se revoltaram com a tal burra ditadura implantada nesse país de maneira covarde.
    Também sou contra as famigeradas ONGs, um verdadeiro embuste Anglo-americano para mais uma vez tentarem surrupiar as riquezas de nosso país, fingem de maneira sordida que é para o bem da natureza, mas qualquer criança sabe que eles são os maiores malfeitores da natureza

  17. Reinaldo Azevedo, jornalista?

    O mesmo que responde por calúnia e injúria, por mentir em sua coluna?

    Quariero, um grileiro notório, agora é referência para aquele território?

    Por acaso, o texto é uma longa e péssima piada?

    Vamos aos fatos: Reservas indígenas são territórios da União e sobre as mesmas pesam e são competentes as ações das União, quer através das polícias ou das armas nacionais!
    Ponto!

    Outra: pode-se gostar ou não dos critérios de demarcação das terras indígenas, pode-se, como se deve, criticá-las, mas fazer disso um cavalo de batalha para atingir o Governo Federal é algo ridículo , para não dizer algo mais ofensivo.

    Observa-se, de forma indisfarçada, uma hostilidade crescente contra o ex-ministro da justiça, Sr. Tasso Genro. Em geral, demandada das mentes tacanhas das viúvas do regime autoritário parido no 1º de Abril de 1964. Pois que saibam, Tasso Genro foi de longe o melhor ministro da justiça que houve nos últimos tempos, na medida que foi o único a dar ouvidos aos reclames da Polícia Federal.

    Será o Governador do Estado do Rio Grande do Sul (segundo as pesquisas de opinião até aqui realizadas), onde herdará a missão de fechar a fronteira aos criminosos, que hoje transitam impunes, graças ao processo contínuo de desmoralização das polícias gaúchas, em especial, da Brigada Militar.
    É o que se espera, do próximo Governador.

    E tenho dito.

  18. Não estou de maneira nenhuma achando que o Coronel participou de algum ato criminoso ou que pos a segurança pública em xeque, nada disso, acho até que ele se preocupa muito com as famigeradas ONGs que estão as espreitas em nosso país, e até elogio por esta preocupação. Sei também que muitos militares foram contra a ditadura da maneira como aconteceu e nem sei se o CORONEL na época tinha cacife para manifestar sua opinião, portanto não culpo o Coronel por nada do que aconteceu e ninguém da minha familia partricipou nem de um lado nem de outro, falo pelo atrazo que o país sofreu durante estes longos anos e também falo no pós ditadura,não houve progresso porque muitos presidente como Color e FHC só sujaram o nome do país, Sarney foi um fracasso e Itamar este sim foi o início do que esta ocorrendo de bom. Nada contra o Coronel e até espero que ele continue a publicar aqui neste espaço, mas tem como obrigação dos avanços que o Brasil esta tendo de postar coisas boas e principalmente da área militar ja que entende muito disso, mas na política militar é um desastre e principalmente quando posta com base em algum jornalistazinho tucano aí a coisa fica muito feia, ruim para a democracia e para as liberdades verídicas de expressão.

  19. Ilya Ehrenburg :
    Quariero,
    um grileiro notório,
    agora é referência para aquele território?

    RSRSRSRS GOSTEI NOTA 100 RIMOU VALEU

  20. Acho que o 90% do povo brasileiro está a mitade do caminho, dando por superada a época dos militares e daqueles poucos guerrilheiros que vamos ser sinceros tinham em mente a ditadura do proletariado.

    Não devemos esquecer, são épocas muito distintas, naquela época o comunismo era uma alternativa real, e o comunismo não era a linha do PT atual, que nem existia, era a luta pelo poder para impor um regime tipo o russo.

    Amigos, esse tempo passou, passou. O marxismo caiu em 1989 mostrando ao mundo que seu objetivo de uma “ditadura democrática” era uma utopia. Se há corrupção na chamada democracia, imaginem num governo que não tem oposição.

    Vamos todos defender Amazônia, mas devemos lembrar que estamos no século 21, onde a esquerda entendeu que aquele regime não prestou, e muita direita entendeu que naqules anos o Brasil acatava a política americana, porque tinham um inimigo mundial, mas hoje seguir aos americanos é um ato de traição à patria.

    Naquela época o comunismo era una alternativa real, os jovens de esquerda achavam que podia-se impor o comunismo, partindo de um grupo de poucos militantes de vanguarda. E os militares achavam que tinham que combatir essa ideologia que realmente ia conquistando país por país.

    Mas agora, falar assim de Tarso Genro, não tem sentido, se ele cometeu erros, a gente tem que criticar pontualmente esses erros. Mas acussações tipo daquela época…só revivem aquele conflito, que não devemos esquecer, era de escala mundial.

    A esquerda estava certa em certo sentido, os americanos eram um perigo. Hoje o Lula no discurso na UniLA lembrou que o Chaves lhe disse que quando era professor na escola de guerra lá na Venezuela, os americanos diziam: “O INIMIGO É O BRASIL. O INIMIGO, É, O BRASIL.” Não sei se o Chaves está falando a verdade, mas perfeitamente pode ser, os amercanos sabiam que o gigante ia acordar nalgum momento.

    É impossível reviver o conflito dos 60 e 70, porque agora não existe o ‘mundo socialista’, a URSS caiu, não dá para nenhum dos dois bandos usar aquela terminologia pra se referir ao contrário. A China também não é hoje um típico país comunista. Nosso medo da China, não tem nada a ver com o comunismo, e sim com o capitalismo selvagem, com salários que beiram a escravidão.

    Eu fico pensando naquela frase: “THE ENEMY IS BRAZIL”, é muito forte vir e falar assim para vizinhos nossos. Sendo que o Brasil nunca tinha feito a menor propaganda contra os americanos.

    Brasil não é inimigo de ninguém, vamos prevalecer justamente por isso, porque o Brasil está tentando comerciar com todos os países do mundo, sejam ‘comunistas’, muçulmanos ou ‘democráticos’. Olha que já temos que pôr todo entre aspas, rsrs, nem tão comunistas, nem tão democráticos (ver Zeitgeist).
    BRASIL ACIMA DE TUDO!

  21. Concordo com voce MILTON….São outros tempos.Não é so nosso povo que aprendeu e cresceu politicamente.Nossos Militares tambem.Hoje temos um grande povo a suster e a evoluir.Cada vez mais riquesas a preservar,exxtrair e proteger.Devemos todos nos unirmos por um Brasil coeso,moderno e cada vez mais justo.

  22. Um Coronel que se vale de Reinaldo Azevedo como fonte de leitura para escrever artigos, que me perdoem os colegas, demonstra capacidades intelectuais questionáveis. A linguagem utilizada me lembra a de militares doutrinados na escola de “Las Americas” do Panamá, conhecida base do departamento de estado americano e da Cia. Logo se vê que está parado no tempo, convivendo com fantasmas do passado. Gabriel Garcia Marquez ilustrou suas obras literárias com traços pscológicos deste tipo de militar. Pois é, o século XXI vai ser “torturante” para esses tipos de militares. Os valores da democracia e da ética engendram um nacionalismo mas maduro, sem truculência, onde o debate de idéias se converte em instrumento central para atingir consensos.

  23. “Mais do que nunca!… neste país!” Militante vira ditador e guerrilheiros mandam nas FA’s

  24. “A hidrelétrica de Cotingo, principal proposta do governador”
    Se ele é governador, então faça logo essa hidrelétrica, não tem porque esperar ao segundo mandato.
    Com licença, mas os tucanos não são famosos por nacionalistas.
    Seja como for, a matéria fala de propostas interessantes como a exploração de minerais para ontem. O estado tem o direito, mas gostaria que as Ongs reclamaram para que a população entenda que o interesse de muitas delas é deter o desenvolvimento do país.
    Eu, e acho muitos, apoiam a defesa da Amazônia, a soberania, a produção de minério, o povoamento com civis e militares, o uso sustentável (MangUnger) mas quando tem uma propaganda tucana implicita, eu me afasto, porque acho que a defesa do país, não pode ter bandeira política.
    Acho a iniciativa do Coronel muito valiosa, é um ponto de partida, mas se tratando de soberania tem que ser uma proposta além dos políticos, que vise a união de todos os brasileiros.

  25. Pois é, maluquinho, a gente tem que agir rápído, porque o berço esplêndido pode vir a ser um problema se a gente não o usa.
    Se a gente começa brigar dentro do país, vamos estar ajudando aqueles do “divide et impera”.

  26. Eu conheço militares que pensam de forma diversa.

    Os militares presos ao passado, em geral, não são os mais brilhantes, pois, repetir brados alheios é algo mais fácil, convenhamos… Do que bradar por si.

  27. Não sei se os termos, “politiqueiro, partidário, capachismo militar, gestapo brasileira” venham a serem salutares em debates…como disse antes, o comedimento deveria ser prioridade nas respostas, pois assim evita-se de rotular quem postou tais palavras de algo que o indivíduo talvez nem seja…

    tenhamos mais consideração e respeito com os editores que trabalham para manter o Blog com o alto nível que lhe é peculiar…

    Brasil acima de tudo

    e “Jedi” …

  28. Outra grande obra “literária” do coronel:

    “O Porco Fedorento de Dilma – por Hiram Reis e Silva”

    Noticias – 26/04/10

    http://www.rondonoticias.com.br/?noticia,79004,o-porco-fedorento-de-dilma-por-hiram-reis-e-silva
    ……………………

    Sinceramente? É um nível baixíssimo, típico “jornalismo” de esgoto…

  29. essa materia foi muito politizada mesmo. ou é do “tucanato traira” ou dos “petralhas sem lei” num tem outra alternatinao nao?

  30. Texto de Chomsky, “o novo inimigo são as potências do terceiro mundo”.

    Every year, the White House presents Congress with a glossy propaganda pamphlet explaining why you have to have a huge Pentagon budget, and Congress passes it. Every year prior to the collapse of the Soviet bloc it was the same: “The Russians are coming — we need to defend ourselves.” The interesting pamphlet to look at was March 1990, after the Berlin Wall had fallen and the Soviet Union was collapsing. Even the most wild fanatic couldn’t claim that the Russians were coming. So what did they do? The Bush Administration submitted the glossy pamphlet, same as before — we need a huge Pentagon budget, everything’s the same — but the pretext had changed. It’s not the Russians. Now it’s, and I’m quoting, “the technological sophistication” of Third World powers — that’s the new enemy. So the enemy is Brazil getting too sophisticated, so we need a huge Pentagon budget. We also have to protect what they call the “defense industrial base,” a term that means high-tech industry. In other words, the public funds high-tech industry via the Pentagon.

  31. Fala-se muito de “guerra contra o terror”, ou seja matar camponeses que vivem num mundo feudal no AFG ou PAK.
    Mas, a verdadeira guerra é esta: contra as potências concorrentes, essa é a verdadeira guerra, todo aquilo de tenho um UAV que mata pontualmente um terrorista, tudo isso é fumaça, a guerra é contra as potências concorrentes.

    As potências concorrentes que Chomsky, sempre despreciativo com elas, (especialmente, e como todo inteletual americano com o Brasil) cataloga ‘do terceiro mundo’, não são todas do tal terceriro mundo, porque é óbvio que está incluindo a China. A conduta de muitos escritores, ditos defensores do ‘terceiro mundo’, é assim, eles não vão de parar de falar de ‘terceiro mundo’, porque é um jeito de AFASTAR isso. Um europeu ou um americano ve no horizonte as novas potências se aproximando, como os colonos viam vir os índios lá na cima do morro.
    Ele vai usar na sua retórica todos termos que AFASTEM esse perigo, termos que falem que essas potências, nem são potências, e que vivem num mundo sem lei, etc, etc, como os romanos falavam dos bárbaros.

    O intelectual americano pode gostar do Brasil, como paraíso, seu povo etc, mas o intelectual americano é contra o Brasil como potência, quando se fala do Brasil entre as principais economias do mundo, o intelectual americano (demócrata, marxista ou anarquista) e seus seguidores das Ongs, viram malucos contra.
    Esquecem tudo, e não param de falar em favela corrupção e no caso do Cameron “índios da Amazônia sendo assassinados com mísseis”.

    A guerra do Pentágono não é contra o seu agente Osama, nem contra o seu aliado e agente Saddam, nem contra os camponeses(papoula) do AFG, nem contra as FARC.
    Tudos esses ‘inimigos’ não passam de escusa, para ir se aproximando e cercando as novas potências.

  32. Acho incrível… eu gosto mesmo é quando dói!

    Incrível como que opniões contrárias a da “esquerda vigente” sempre doem tanto e são rebatidas dizendo que é “de baixo nível” que é “baixo” ou “de esgoto”…

    Esse é o caminho para um país que queria trilhar para o futuro? O dialogo onde uma idéia oposta é tão respeitada assim?

    Não vou negar que o Cel, do qual sou fã, é forte em seus termos, eu mesmo seria menos incisivo talvez, porém quando se é menos incisivo se cai na vala de simplesmente “não ser ouvido ou ignorado”. Absurdamente triste… Absurdamente triste…
    E tudo é levado para o lado do partidarismo, ou seja, se criticar alguém é ser imediatamente partidário do outro?!?!?!?

    Enfim, eu mesmo sei elogiar e criticar candidatos que eu defendo, se é sofismo ou qualquer outra coisa que os nobres “órfãos da mureta” pensem… Por mim tanto faz, me resguardo essa capacidade, potencial e consciência, ninguém é só bem e ninguém é só mal, mas eu gosto mesmo é quando dói…
    E quando os amados de quem defende os restos da mureta sentem tanta dor que vem reclamar com o de sempre, não é válido e é de baixo nível.

    Salve Cel. Hiram, a democracia e liberdade de expressão são as bençãos que aqueles que tanto lutaram para ter hoje rezam para deixar de existir…
    No final, o que é pior?
    Quem tem uma linearidade?
    Ou quem vestia vermelho ontem e hoje se parece mais com o azul do que se quer com um amarelinho???

    EU GOSTO MESMO É QUANDO DÓI!

  33. NOVAS POTÊNCIAS
    assim é como deve-se falar do Brasil Índia e China.
    Tudo aquele que chame o Brasil de potência “regional”[*] ou ‘emergente’ ou ‘do terceiro mundo’ dá para suspeitar, se realmente não é dos que estão sofrendo a crise (um grande roubo) chamada dos subprime, e está na verdade, zangado com a corrupção no seu país (EUA Grecia etc).

    Os povo americano e os povos dos países europeus estão num problema muito sério, mas, a negação manda, e no lugar de reclamar desse roubo, dedicam-se a falar mal e tentar minimizar e rebaixar o sucesso de países como o Brasil.

    [*]doidice, Brasil é potência regional há décadas.

  34. Beto :
    Os valores da democracia e da ética engendram um nacionalismo mas maduro, sem truculência, onde o debate de idéias se converte em instrumento central para atingir consensos.

    Não me manifestarei quanto o total de teu post amigo pois respeito tua opinião e as demais tambem.Hoje vivemos novos tempos,temos muitas outras prioridades a vencermos e isto se dara somente com a união de toda nossa sociedade.Nossos Militares jamais estiveram tão conscientes e tão enganjados com as necessidades e interesses de nosso Brasil e de nosso povo.Soldado tambem é povo e o Brasil somos nós os Brasileiros.

  35. Vympel1274 :
    Não sei se os termos, “politiqueiro, partidário, capachismo militar, gestapo brasileira” venham a serem salutares em debates…como disse antes, o comedimento deveria ser prioridade nas respostas, pois assim evita-se de rotular quem postou tais palavras de algo que o indivíduo talvez nem seja…
    tenhamos mais consideração e respeito com os editores que trabalham para manter o Blog com o alto nível que lhe é peculiar…
    Brasil acima de tudo
    e “Jedi” …

    100% e meio contigo amigo…Enquanto misturar-mos ideologias e passados jamais chegaremos ao futuro,porque perdemos tempo e ainda nos dividimos,nos fracionamos.Aquele que tenha magoa de militares pare enfrente a uma unidade militar e em alto e bom tom bote tudo pra fora e faça o mesmo todo aquele que discorda desse ou daquele partido ou ideologia.O Brasil é muito mais importante e merece nosso apreço.

  36. Luiz9medeiros :
    Acho incrível… eu gosto mesmo é quando dói!
    Incrível como que opniões contrárias a da “esquerda vigente” sempre doem tanto e são rebatidas dizendo que é “de baixo nível” que é “baixo” ou “de esgoto”…
    Esse é o caminho para um país que queria trilhar para o futuro? O dialogo onde uma idéia oposta é tão respeitada assim?
    Não vou negar que o Cel, do qual sou fã, é forte em seus termos, eu mesmo seria menos incisivo talvez, porém quando se é menos incisivo se cai na vala de simplesmente “não ser ouvido ou ignorado”. Absurdamente triste… Absurdamente triste…
    E tudo é levado para o lado do partidarismo, ou seja, se criticar alguém é ser imediatamente partidário do outro?!?!?!?
    Enfim, eu mesmo sei elogiar e criticar candidatos que eu defendo, se é sofismo ou qualquer outra coisa que os nobres “órfãos da mureta” pensem… Por mim tanto faz, me resguardo essa capacidade, potencial e consciência, ninguém é só bem e ninguém é só mal, mas eu gosto mesmo é quando dói…
    E quando os amados de quem defende os restos da mureta sentem tanta dor que vem reclamar com o de sempre, não é válido e é de baixo nível.
    Salve Cel. Hiram, a democracia e liberdade de expressão são as bençãos que aqueles que tanto lutaram para ter hoje rezam para deixar de existir…
    No final, o que é pior?
    Quem tem uma linearidade?
    Ou quem vestia vermelho ontem e hoje se parece mais com o azul do que se quer com um amarelinho???
    EU GOSTO MESMO É QUANDO DÓI!

    É Luiz dói mesmo em saber que a dreita retardada não fez nada que preste neste país…sabe por que? Porque são ladrões só sabem roubar o povo e colocar dinheiro nos paraisos fiscais.
    Dói pra direita ver que um torneiro mecânico fez mais, em oito anos, que a direita em 200 anos…porque são ladrões e burros.
    O país ta indo pra frente, pra frente de uma direita retardada que vive de ilusão, de hollywood e de outras coisas que não são nossas. Este povo que esta aí é um povo de orgulho e não como uma elite vadia e entreguista como esta que se apoderou do Brasil.
    Dói saber que são capacho, eu sei que dói, mas quem é que manda ser capacho, todo o capacho merece ser pisoteado é é assim com a dita direita brasileira…que de brasileira não tem nada…são nada no mundo todo.

  37. Fernando Gonzales :
    Não estou de maneira nenhuma achando que o Coronel participou de algum ato criminoso ou que pos a segurança pública em xeque, nada disso, acho até que ele se preocupa muito com as famigeradas ONGs que estão as espreitas em nosso país, e até elogio por esta preocupação. Sei também que muitos militares foram contra a ditadura da maneira como aconteceu e nem sei se o CORONEL na época tinha cacife para manifestar sua opinião, portanto não culpo o Coronel por nada do que aconteceu e ninguém da minha familia partricipou nem de um lado nem de outro, falo pelo atrazo que o país sofreu durante estes longos anos e também falo no pós ditadura,não houve progresso porque muitos presidente como Color e FHC só sujaram o nome do país, Sarney foi um fracasso e Itamar este sim foi o início do que esta ocorrendo de bom. Nada contra o Coronel e até espero que ele continue a publicar aqui neste espaço, mas tem como obrigação dos avanços que o Brasil esta tendo de postar coisas boas e principalmente da área militar ja que entende muito disso, mas na política militar é um desastre e principalmente quando posta com base em algum jornalistazinho tucano aí a coisa fica muito feia, ruim para a democracia e para as liberdades verídicas de expressão.

    Parabéns, agora o Sr foi mais democrático em seu comentário e mais educado também. Pena que ache que o mundo se divide em PT e PSDB. Isso é litígio de vocês. A muitos só interessa não deixar que este grande país seja entregue a mãos alheias ou que nosso povo seja escravizado em pról de uma classe dominante, seja ela yanke ou inspirada nos soviets. Será que nossos governantes não podem ser mais nacionalistas e deixarem de se inspirar em doutrinas estrangeiras ? Será que não podem ter mais amor pelo povo brasileiro e trabalhar para seu bem e não apenas para angrariar seus votos ?

  38. Fernando…

    Se você acha que realmente tudo que se passou serviu para nada e você só enxerga desgraça… Eu acho que é uma pena…

    Se a carapuça te serviu para se doer, eu achou uma pena em dobro…

    Eu reconheço que um governo de vertente política diferente fez muito pelo país como sei que o outro de vertente que mais me agrada fez muito e também errou, assim comoo atual ainda erra, pois ainda está lá e o futuro igualmente irá acertar e errar e assim caminha a humanidade…

    A diferença é que creio profundamente ser mais capaz de escutar o outro lado e processar o que ele fala, aliás… se não me engano tem setores de um governo vermelho que são comandados por um cara que até filiado aos do outro lado é…
    Isso é o certo, saber conversar e usar pontos positivos e tentar criar novos…

    Agora, se como sempre tem que se trazer para o lado de um nacionalismo vinculado a partidarismo, aí… você pode pensar o que quiser meu amigo, a liberdade que tanto se lutou para ter serve para isso, e serve para nos divertir com gente que transforma tudo em cavalo de batalha e não sabe escutar o que o outro lado pode dizer e colaborar…

    Afinal de contas, assim como o grande diabo satã ocidental chamado EUA, é mais fácil para que acha que é de um grupo de cá criar um vilão e bater nele o quanto for e dizer que é lesa pátria e o escambal, do que sentar numa mesa e dialogar…

    Sorte que quem está no trono não pensa tanto quanto você!

  39. Luiz9medeiros:

    EU GOSTO MESMO É QUANDO DÓI!

    uuuiiiiiii!!!!

  40. Vympel1274 :
    nosso governo acaba tendo suas decisões condicionadas ao que a imprensa mundial quer ver acontecer, o que normalmente quer dizer acatando decisões de grupos que podem levar ou á um estado de insurreição (pois no momento que conseguem espaço, multiplicam seus esforços) ou torna legítimo as requisições desses grupos. Parece que não existe pensamento estratégico dos resultados das decisões tomadas nos dias de hoje. é assim que muitos países tem seu território perdido sofrendo intervenção de terceiros.

    Infelizmente nosso atual governo demonstra uma imaturidade em politica externa acatando artificios Internacionais simplesmente por honrar compromissos muitas vezes firmados por falta de um bom oculos de leitura.Ate parece que são hipinotizados pela sigla ONU que não tem nada de imparcial.E muitos de nós deixamos de pensar como Brasileiros para assinar-mos embaixo por ideologias ou partidarismos e quem perde somos nós mesmos porque o Brasil somos nós os Brasileiros e não entidades,organismos ou pessoas Internacionais ou mesmo Nacionais.Cuidemos do futuro de nossas futuras gerações sem demagogias e sem entrar-mos para a historia como aqueles que entregarão de vez o Pais a ganancia e a cobiça.

  41. Fred :
    Luiz9medeiros:
    EU GOSTO MESMO É QUANDO DÓI!
    uuuiiiiiii!!!!

    :D
    Pense o que você quiser meu caro, mas pelo visto você também gosta!

  42. Na boa…O Brasil de hoje não merece essa radical esquerda e essa intransigente direita…Não se iludam,hoje para nós subversivos,terroristas,narco-guerrilheiros e torturadores,opressores,são todos bandidos e como bandidos serão tratados por nossas leis.Não nos iludimos mais por ideologias e doutrinas e soldados são os guardiães do nosso povo,do nosso territorio,confiamos neles.Testem-nos,ordenem que apontem e disparem na multidão e verão se voltarem a quem ordenou metralhando-os.Eles entendem que comando errado não se executa.São os maiores defensores de nossos direitos e de nossas integridades.Em nossa sociedade hoje não tem mais espaço para subversivos e nem para opressores.Queiram tomar o portão principal e que se piquem antes que sejam feitos de exemplo para os demais.

  43. REFLITAM….É Brasileiro aquele que somente visa interesse ideologico ou partidario,sobrepondo ate aos Nacionais?E aqueles que visam beneficiar correligionarios externos priorizando-os primeiro que os necessitados Nacionais?E aqueles que articulam e manipulam centralizar poder arregimentando simpatizantes das classes para não terem obstaculos e nem opositores?Isto é Democracia ou Comunismo do seculo 21?Aproveitem o momento mas tenham ciencia que o povo não é bobo e jamais queiram vernos empunhando uma espada.A metamorfose da indignação transforma o cordeirinho em mamute e tudo que ficar na frente da manada sera massacrado…THE END PLIM PLIM REDE BOBO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: