Articles

Boeing e Marinha Estadunidense realizam ensaios com novo sistema de designação de alvos para o Super Hornet

In Aviões de Combate, Defesa, Sistemas de Armas, tecnologia on 04/09/2010 by konner7 Marcado: , , ,

https://i2.wp.com/files.air-attack.com/MIL/f18sh/f18c_cvn76_20071204.jpg

A Boeing Company e o esquadrão VX-31 de ensaios em voo da Marinha dos Estados Unidos (US Navy) iniciaram, no laboratório de armas avançadas da divisão de armas do Centro Naval de Armas de Guerra Aérea (NAWC – Naval Air Warfare Center), os ensaios com o Distribution Targeting System, destinado ao caça F/A-18E/F Super Hornet. Os ensaios com esse sistema de designação de alvos estão sendo realizados em China Lake e deverão estar concluídos em novembro de 2011.

O Distributed Targeting System emprega hardware e software que processa dados com grande precisão a fim de fornecer soluções de designação de alvos para as tripulações do Super Hornet. Esse esforço para dar realçada capacidade de designação de alvos faz parte do programa da Marinha dos Estados Unidos que objetiva modernizar a capacidade do F/A-18E/F em um ambiente de guerra com rede centralizada. Esse trabalho faz parte do plano de desenvolvimento do Super Hornet que assegurará àquele caça a capacidade para manter paridade ou estar à frente de ameaças conhecidas ou emergentes durante as próximas décadas.

“O Distributed Targeting System ampliará a avançada e já considerável capacidade multifunção do Super Hornet como aeronave de combate”, afirma Kory Matthews, vice-presidente da Boeing para os programas F/A-18 e EA-18.

Fonte: Tecnologia&Defesa

Anúncios

14 Respostas to “Boeing e Marinha Estadunidense realizam ensaios com novo sistema de designação de alvos para o Super Hornet”

  1. Ao contrário do Rafale, cujos sistemas tais como o SPECTRA e o OSF possuem nomes pomposos e eficácia duvidosa, o SUper Hornet possui uma real capacidade multifunção. É uma pena que o antiamericanismo infantil e o nacionalismo tosco do núcleo decisório do GF certamente irá impedir a FAB de ser dotada desse magnífico sistema de armas.

  2. Comprar um super hornet com os misseis sob custódia numa base aérea dos estados unidos(como fez o chile no caso dos AIM-120 AMRAAM) não seria um bom negócio, seria como comprar um pit bull desdentado para proteger a sua casa.Os eua não liberaram nem os codecs do F-5, tendo a força aérea e a EMBRAER se virarem para descobrir os segredos do caça.Eles não são confiáveis e a força aérea sabe disso.

  3. Realmente não são confiaveis, tanto que o motor do ST é russo e o helicoptero que a FAB levou pra ajudar o chile são chineses.E os codigos fontes devem ser liberados sim pois se não for ele nem finalista do FX2 seria.
    E a FAB sabe que ele é o melhor pra ela, só não pode falar já que militar não tem opinião.

  4. novobrasuk :
    Comprar um super hornet com os misseis sob custódia numa base aérea dos estados unidos(como fez o chile no caso dos AIM-120 AMRAAM) não seria um bom negócio, seria como comprar um pit bull desdentado para proteger a sua casa.Os eua não liberaram nem os codecs do F-5, tendo a força aérea e a EMBRAER se virarem para descobrir os segredos do caça.Eles não são confiáveis e a força aérea sabe disso.

    Esse é o tipo de balela que os

    novobrasuk :
    Comprar um super hornet com os misseis sob custódia numa base aérea dos estados unidos(como fez o chile no caso dos AIM-120 AMRAAM) não seria um bom negócio, seria como comprar um pit bull desdentado para proteger a sua casa.Os eua não liberaram nem os codecs do F-5, tendo a força aérea e a EMBRAER se virarem para descobrir os segredos do caça.Eles não são confiáveis e a força aérea sabe disso.

    Esse é o tipo de balela que os acéfalos ideológicos adoram citar para desqualificar o produto americano. Quem diz isso comete equívoco crasso pois o histórico de operação de vetores made in USA diz exatamente o contrário. Aproposta americana é muito no que diz respeito aos sistemas oferecidos ao Brasil e a posse dos mesmos. Por seu turno, os Mirage 2000 estão voando em Anápolis sem mísseis. Estes são, para piorar, poodles desdentados.

  5. hms tireless :

    novobrasuk :Comprar um super hornet com os misseis sob custódia numa base aérea dos estados unidos(como fez o chile no caso dos AIM-120 AMRAAM) não seria um bom negócio, seria como comprar um pit bull desdentado para proteger a sua casa.Os eua não liberaram nem os codecs do F-5, tendo a força aérea e a EMBRAER se virarem para descobrir os segredos do caça.Eles não são confiáveis e a força aérea sabe disso.

    Esse é o tipo de balela que os

    novobrasuk :Comprar um super hornet com os misseis sob custódia numa base aérea dos estados unidos(como fez o chile no caso dos AIM-120 AMRAAM) não seria um bom negócio, seria como comprar um pit bull desdentado para proteger a sua casa.Os eua não liberaram nem os codecs do F-5, tendo a força aérea e a EMBRAER se virarem para descobrir os segredos do caça.Eles não são confiáveis e a força aérea sabe disso.

    Esse é o tipo de balela que os acéfalos ideológicos adoram citar para desqualificar o produto americano. Quem diz isso comete equívoco crasso pois o histórico de operação de vetores made in USA diz exatamente o contrário. Aproposta americana é muito no que diz respeito aos sistemas oferecidos ao Brasil e a posse dos mesmos. Por seu turno, os Mirage 2000 estão voando em Anápolis sem mísseis. Estes são, para piorar, poodles desdentados.

    Pra quem acha que balela é só clicar no link abaixo e ouvira uma palestra de um “acéfalo ideológico” ,nas palavras de nosso amigo hms tireless,por favor meu camarada não quero desqualificar seu comentário a única coisa que eu quero salientar é que não podemos confiar nos americanos no que confere em matéria de aquisição de eqeuipamento de defesa.E nem só em americanos não podemos confiar nem nos Franceses assim como os Russos.Ninguem vai nos dar de mão beijada décadas de desenvolvimento tecnológico.

    segue o link http://www.youtube.com/watch?v=GURWeWJsyR8

  6. Curioso que o vetor que é a linha de frente da fab é o f-5 que é americano, ja que os M2000 so servem pra fazer show e treinado com simulação em computador porque nem misseis eles tem.

  7. OS matra super 530 estão lá sim, o que não veio ainda foi o lote sequnecial do Derby, nem mesmo o AIM-120C, este é que não viria, o senado ainda não liberou (o americano).
    sds
    E.M.Pinto

  8. E.M.Pinto :
    OS matra super 530 estão lá sim, o que não veio ainda foi o lote sequnecial do Derby, nem mesmo o AIM-120C, este é que não viria, o senado ainda não liberou (o americano).
    sds
    E.M.Pinto

    Os de mísseis de Manejo certamente estão lá, ao contrário dos reais. Quanto ao lote sequencial do Derby isso certamente não diz respeito aos EUA pois sua tecnologia é totalmente israelense. Quanto a liberação de armas americanas basta ver o acordo celebrado pelos indianos, que adquiriram mísseis Harpoon Block II para modernizar seus Jaguares. Não creio que teriaos problema em obter os AIM-120C

  9. Tireless, expressei-me mal, é óbvio que Israel não depende dos EUA para liberar os Derby.
    Por outro lado todo e qualquer processo de compras de armamento americano passa inevitávelmente pelos senado, não creioq ue o Brasil teria problemas com eles, mas se eles tivessem problemas conosco certamente não teríamos os mísseis.
    a Índia é a bola da vez nos eua tal como era a inglaterra até a pouco, o comparativo é perigoso pois podemos é ficar chupando o dedo em muitas coisas.
    Que eu saiba a FAB adqeuiriu
    10 mísseis Matra Super 530D + 4 de treinamento, também vieram no pacote 22 mísseis Matra Magic 2+ 6 de treinamento, tudo junto na aquisição do M 2000, que já reportei 1 milhão de vezes fui contra.
    Os Derby foram 28 e não sei mas nada sobre outras aquisições.
    sds
    E.M.Pinto

  10. E.M.Pinto :
    Tireless, expressei-me mal, é óbvio que Israel não depende dos EUA para liberar os Derby.
    Por outro lado todo e qualquer processo de compras de armamento americano passa inevitávelmente pelos senado, não creioq ue o Brasil teria problemas com eles, mas se eles tivessem problemas conosco certamente não teríamos os mísseis.
    a Índia é a bola da vez nos eua tal como era a inglaterra até a pouco, o comparativo é perigoso pois podemos é ficar chupando o dedo em muitas coisas.
    Que eu saiba a FAB adqeuiriu
    10 mísseis Matra Super 530D + 4 de treinamento, também vieram no pacote 22 mísseis Matra Magic 2+ 6 de treinamento, tudo junto na aquisição do M 2000, que já reportei 1 milhão de vezes fui contra.
    Os Derby foram 28 e não sei mas nada sobre outras aquisições.
    sds
    E.M.Pinto

    Relaxa Amigo E.M! as vezes a gente se expressa mal mesmo! Quanto ao Super 530, os mísseis que foram entregues já estão com a sua validade vencida e os franceses andam enrolando para enviar novos mísseis.

  11. A pergunta que faço é.
    Os franceses não entregam? ou FAb não pediu e não encomendou? ou pior ainda concordou em comprar os que ai estão?
    Faço esta mesma pergunta para o caso do Derby.
    sds
    E.M.Pinto

  12. Como eu disse anteriomente não podemos confiar nem nos estados unidos e nem em franceses.Devemos continuar o desenvolvimento do A-Darter com a africa do sul e pensar numa nova parceria com outros países.Já o AIM-120C esse não vem mesmo, a Raytheon até vende o missíl mas o senado estadunidense dirá NÃO.Os F-5 só são a linha de frente da FAB por foram vendidos como excedente da USAF, na época o FAB queria o F-4 Phantom, mas advinha o que aconteceu…. acertou o “tio sam” vetou, e a FAB comprou o Mirage IIID/EBR, que eu me lembre na época também concorria para equipar a Força Aérea o Saab-37 Viggen e como sabemos foi vencido.Pois é!! infelizmente a história se repete.

  13. Amigo E.M!
    A FAB pediu mas os franceses não entregam. È negociação governo a governo, o fabricante (MBDA) não está envolvido, até porque a produção do Super 530 já encerrou

  14. E os Derby, por que não chegaram ainda?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: