Articles

Posse do Chefe do Estado-Maior Conjuntos das Forças Armadas

In Defesa on 07/09/2010 by E.M.Pinto Marcado:

https://i2.wp.com/www.defesanet.com.br/imagens/1009/20100906,029,DeNardi.jpg

Sugestão: Gérsio Mutti

Foi  empossado na manhã desta segunda-feira (06 Setembro), no edifício-sede do Ministério da Defesa, em Brasília, o GENERAL DE EXÉRCITO JOSÉ CARLOS DE NARDI, o primeiro Chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, do Ministério da Defesa. O cargo foi criado pela Lei Complementar nº 136, de 25.8.2010, que lançou as bases para a estruturação da Nova Defesa.

A cerimônia comandada pelo Ministro da Defesa Nelson Jobim, e com a presença dos Comandantes das Forças Gen Enzo Peri, Brig Juniti Saito e Alm Moura Neto. Também com a presença do Ministro Samuel Pinheiro da SAE.

Na oportunidade foram assinadas duas portarias pelo Ministro Nelson Jobim. A primeira de N 1423estabelece as Diretrizes para o Estado-Maior Conjunto e a segunda estabelece  as subordinações das importantes  Secretaria de Ensino, Logística, Mobilização, Ciência e Tecnologia (SELOM) e da Secretaria de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais (SPEAI).

Além dos militares presentes ao evento representantes da indústria de defesa como o Sr Sami Houssanai (AVIBRAS), Raul Randon (Grupo Randon) e Sergio Jardim ( Clarion). O Senador Pedro Simon (PMDB/RS) e também o prefeito de Farroupilha (RS), sua cidade natal, Sr Ademir Baretta.

https://i2.wp.com/www.defesanet.com.br/imagens/1009/20100906,027,DeNardi.jpg

CURRÍCULO DO GENERAL DE EXÉRCITO JOSÉ CARLOS DE NARDI
CHEFE DO ESTADO-MAIOR CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS


Nascido em 06 de Janeiro de 1944, na cidade de Farroupilha, Estado do Rio Grande do Sul, é filho de Orlandino De Nardi e Célia Röessler De Nardi.

Incorporou às fileiras do Exército em 01 de Março de 1961, na então, Escola Preparatória de Porto Alegre.

Foi declarado Aspirante-a-oficial da arma de Artilharia em 16 de Dezembro de 1967, pela Academia Militar das Agulhas Negras.

Em 1973, tornou-se bacharel em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS).

Cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais em 1977, onde obteve o grau de mestre em aplicações militares e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército em 1981/82, onde obteve o título de doutor em aplicações, planejamento e estudos militares.

Comandou o 3° grupo de Artilharia Antiaérea, sediado em Caxias do Sul/RS, nos anos de 1991 e 1992.

Em 1993 realizou, na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), o curso de Política, Estratégia e Alta Administração do Exército (CPEAEX).

Foi adido militar à embaixada brasileira em Santiago, no Chile, no biênio 1994 – 1995.

Em 31 de março de 1998, foi promovido a Oficial-General (General-de-Brigada, de duas estrelas) sendo nomeado comandante da Artilharia Divisionária da 6ª Divisão de Exército, sediada em Porto Alegre-RS.

Em 2000, foi transferido para o Ministério da Defesa, onde exerceu a função de Subchefe de Logística do Estado-Maior de Defesa; tendo participado de várias atividades no exterior, tais como:

– representante brasileiro na reunião das Nações Unidas para criação das forças armadas do Timor Leste;

– representante brasileiro no Destacamento Militar da Comissão dos Países de Língua Portuguesa (CPLP); e

– secretário da reunião de Ministros da Defesa da CPLP em Brasília (2001).

Dois anos depois retornou à força para ser o Diretor de Serviço Militar.

Em julho de 2002, foi promovido a General-de-Divisão (três estrelas), sendo nomeado Secretário Geral do Exército e Presidente do Clube do Exército.

Em 2005, foi nomeado Comandante da 6ª Divisão de Exército em Porto Alegre/RS, quando, em 25 de novembro de 2006, por sua promoção a General-de-Exército (quatro estrelas) , foi designado Comandante Militar do Oeste, em Campo Grande/MS.

Em 08 de fevereiro de 2008 retornou ao Ministério da Defesa, como Secretário de Ensino, Logística, Mobilização, Ciência e Tecnologia.

Sua última função foi a de Comandante Militar do Sul (do Exército), assumida em 28 de novembro de 2008. Em 30 de abril de 2010, foi transferido para a reserva remunerada, após 49 anos no serviço ativo do Exército Brasileiro.

Atualmente é o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, função assumida em 06 de setembro de 2010.

Nelson Düring editor do DefesaNet com Gen De Nardi

Fonte: Defesanet

Anúncios

9 Respostas to “Posse do Chefe do Estado-Maior Conjuntos das Forças Armadas”

  1. -NOVOS TEMPOS,NA CASERNA.

    Está mais do que na hora de abrir as cortinas e deixar o sol entra para queimar o mofo e limpar a casa de telhas de aranha,o Brasil mudou e há a necessidades que as instituições acompanhe a nova sociedade brasileira.
    Sempre haverá alguns que detestam mudanças,mais é imperativo que todos progridam na sua totalidade,porque é a renovação de atitudes e idéias que dão o dinamismo na sociedade.

  2. Currículum impecável…

    Casa muito bem com os enormes desafios que teremos na área de Defesa e integração regional/mundial.

    Boa sorte General e sucesso!

    Sds.

  3. O rosto de cada um não mostra muito ânimo nas fotos. Espero estar enganado. Estão estes senhores aptos as ameaças modernas colocadas em frente, em um futuro próximo? O que pensam sobre soberania, pensões, número de praças, artefatos nucleares, cartéis de droga (ex México, Colombia, etc.), soldado do futuro, soldado do presente, distanciamento dos Estados Unidos pelo Governo atual??????

  4. Só quero saber o que Pedro Simon está fazendo aí..

  5. O EMFA já existia e terminaram com ele.Podem descer a ripa,mas os antigos ministérios em conjunto com o antigo EMFA funcionavam muito bem e,talvez,servissem para combater os contingenciamentos de recursos que o Banco Central(essa insituição criminosa) faz com os militares.

  6. Desejo que o General Nardi tenha boa sorte, saúde e energia para bem cumprir suas atribuições.

    A foto do General Nardi com o Nelson Düring, está engraçada…

  7. Jonnas :
    Só quero saber o que Pedro Simon está fazendo aí..

    Uai, acho que como Senador da Républica e politico sóbrio que é, além de conterrâneo do nomeado, é mais que uma obrigação prestigiar esta cerimônia!

  8. Já era hora das forças armadas interagirem cordialmente para realmente representarem a defesa do lema de ORDEM E PROGRESSO de nosso Pavilhão Nacional !!!

  9. acredito que, pelo EB nao estar tendo muito investimento, deram o cargo…
    na lei pelo menos nao preve rotatividade, mas eh um cargo politico, pode haver mudancas no futuro.

    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/LCP/Lcp136.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: