Articles

F-X2: General da USAF encontra-se com Jobim em Brasília

In Aviões de Combate, Defesa, Naval on 08/09/2010 by E.M.Pinto Marcado: , ,

https://i2.wp.com/www.mythwallpaper.com/uploads/allimg/408/100109/f_18_hornet_8.jpg

Sugestão: Darkman

Em visita a Brasília, o general norte-americano Douglas Fraser, responsável pelo Comando Sul das Forças Armadas dos EUA, se reuniu ontem com o Ministro da Defesa, Nelson Jobim. O general da Força Aérea americana também esteve com comandantes do Exército, Enzo Peri, e da Aeronáutica, Juniti Saito. A visita ocorre em momento que o governo dos EUA espera uma resposta do Planalto sobre a ocorrência F-X2, para compra de 36 caças e na qual a Boeing participa com o F/A-18 Super Hornet. Os EUA sustentam que Fraser veio ao Brasil para condecoração do general Floriano Peixoto, por sua atuação no Haiti, à frente da Missão de Paz da ONU. Peixoto recebeu a Legião do Mérito do Departamento de Defesa, uma das mais altas condecorações dadas a militares pelos EUA.

Fonte: Correio Braziliense via Cavok

Anúncios

15 Respostas to “F-X2: General da USAF encontra-se com Jobim em Brasília”

  1. Pode ser, pode ser.

    Agora, pra mim, tanto faz se o Brasil comprará Rafale, Gripen, F-18, Su-35, Typhoon, F-16, J-10, Tejas…

    O que importa agora é que se assine logo esse contrato e os caças comecem a chegar, antes que peças de F-5, Xavante ou M2000 continuem a cair sobre nossas cabeças…

  2. Se é para comprar (gastar dinheiro) com equipamento americano, prefiro não ter nada. Vai dar na mesma. Os problemas vão desde peças de reposição até equipamentos mal feitos (para não dizer com problemas de origem, peças com desgaste prematuro e até mesmo sabotados), sem falar na fortuna gasta. Melhor comprar qualquer outra coisa, mas que não tenha nada de americano.

  3. Seria a reviravolta esperada que justificaria o atraso atual na decisão do FX-2. Afinal, segundo os especialistas da Folha de São Paulo, para o qual muitos blogs dão extrema credibilidade, 36x desenhos do SAAB Gripen NG estaria sendo ofertado ao Brasil por 6 bilhões de dolares, 36x F18E/F Super Hornet por 7,7 bilhões de dolares e 36x Dassault Rafales por 10,2 bilhões de dolares. Como todos os defensores do SAAB Gripen dizem que este é o mais barato, o mais adequado a situação atual da FAB e que o Rafale é o mais caro, impossível de ser mantido pela FAB, rainha de hangar e por ai vai… Eu pergunto: não estão pedindo muito por este arremedo de caça Sueco?
    O F18E/F não é o melhor custo benefício de todos eles, excetuando-se o fato de embarcos futuros por parte dos americanos. Bem, eu penso da seguinte forma, se for pra comprar tecnologia americana que se compre da fonte não do terceiro, do outsourcing, não da filial… Compre logo da fonte e negocie com eles os armamentos. Seria uma aproximação entre os estados de fundamental importância estratégica e econômica para o Brasil. Pode dar sim o Super Hornet.

  4. iiiiiiiiiii, tem coisa aí! O negócio é comprar a todos e enganar a todos como os israelenses fizeram e faz, criarmos nossos caças escondidos sem revelar e quando tiver tudo proto ai é tarde para os poderosos do mundo.

  5. Campanha Eleitoral:

    F 15 SILENT EAGLE JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  6. Senhores,
    Aviação de caça para a estratégia brasileira de defesa do nosso território ante uma invasão é irrelevante. Portanto, tanto faz o ganhador do FX-2. O papel da FAB será, em um eventual ataque assimétrico por parte de um conjunto de potências, desempenhar o papel de alvo prioritário pelas forças aéreas e resistir alguns minutos até ser completamente neutralizada. É mais importante ao MD o 1A2 da Imbel que os caças e se levarmos esta doutrina a risca o equipamento furtivo e imprevisivel nos mares é o submarino, tenha ele a capacidade que tiver, pode dar trabalho a uma força invasora. Esta é a estratégia e tudo que vier para somar é lucro mas não prioritário. Por isso o pessoal não entende as semelhanças entre o 1A2 e os atuais Imbel FAL. Poderíamos sim investir em armas anti-aérea modernas com ajuda israelense e russa que possam detectar ameaças furtivas como os SU50, F35 e F22. No mais o pau vai comer mesmo é no chão e cada um terá que defender seu quarteirão. [ ]s FX-2 é irrelevante. 200x destas aeronaves são irrelevantes. Vale mais para manter a pompa de bailes de formatura dos cadetes e para sair em revistas especializadas.

  7. Estava estes dias pensando, porque não fazer um projeto em parceria com China, um país que trabalha de todas as formas tentando se desenvolver. já fez até caça de combate, tem projeto de um caça de 5ª geração e outros projetos relevantes até mesmo em parceria com o Brasil(satelites). Eu adimiro os chineses lutam para vencer e já chegou longe, mesmo com muita desigualdade e um governo totalmente fechado, mas luta para ser uma grande potência enquanto nós só esperamos que tudo vai cair do Céu sem tentar e lutar, tomara que não seja uma bomba.

  8. Ah ah ah ah eu ja sabia a muito tempo…Ou fecharão com eles e mais um amplo acordo militar reciproco,vultuosas encomendas a industria nacional,facilitação de aquisições de armamentos e tecnoligias não antes repassadas a ninguem e por ai vai…Este é o poder do humilhador de orgulhosos e destruidor de intransigentes o fabuloso PRÉ-SAL…E se não sair,a vem SU35BM Tupyniqim…Uh Aceita.

  9. Hummm a Russa tem alcance ate 10mil de altitude e a Chinesa 12mil mas prefiro o provado e testado THOR pra anteontem e o maximo que purerem e buscar rapido e rasteiro um sistema anti-misseis de longo alcance,esses são nossos calcanhares de Aquiles,aquilo que praticamente estamos zerados e o que realmente proporciona pesadas perdas ao superior invasor.Muitos submarinos de todos os tipos.Desenvolvimento de embarcações pequenas,rapidas e equipadas com armamentos e sofisticados recursos…Brasil acima de tudo liberdade.

  10. Se estourar uma invasão ao Brasil vai ter tanta gente entregando as filhas para os soldados americanos, que não quero nem ver…

  11. Alguem acredita em transferencia de tecnologia? Se nao, entao vamos ao que interessa: o maior numero de cacas pelo menor preco e aos poucos tentarmos copiar , como fazem china india e israel. E volto a repetir: se fizermos um, saberemos como modificar e fazer a nossso gosto.Entao vamos comprar uma bolada desses “towners”voadores da china ou os da india e aos poucos meter os peitos e fazer o nosso ou quem sabe eles nao se interessem em passar a tecnologia ‘roubada” ? Por mais loucura q isto tudo seja , talves seja melhor do que cair nessa de transferencia de tec dos usa franca etc , mas so o futuro nos mostrara.

  12. E se sairem os boeing, dai se me resta dizer : FUI !!!!!!

  13. bom de briga :
    Alguem acredita em transferencia de tecnologia? Se nao, entao vamos ao que interessa: o maior numero de cacas pelo menor preco e aos poucos tentarmos copiar , como fazem china india e israel. E volto a repetir: se fizermos um, saberemos como modificar e fazer a nossso gosto.Entao vamos comprar uma bolada desses “towners”voadores da china ou os da india e aos poucos meter os peitos e fazer o nosso ou quem sabe eles nao se interessem em passar a tecnologia ‘roubada” ? Por mais loucura q isto tudo seja , talves seja melhor do que cair nessa de transferencia de tec dos usa franca etc , mas so o futuro nos mostrara.

    Eles, os ianks, só transferem dívidas, tecnológia nunca, eu dúvido…fora os f18. Sds.

  14. E quem é que acredita em transferência de tecnologia “total” da França?
    Éééé, os EUA são mesmo malvados, são bicho-papões, conspiram contra tudo e todos.
    Tanto é que a espinha dorsal da FAB são caças americanos, né?
    Alguns comentaristas se esquecem que o FA-18E é o único com alta escala de produção, único com radar AESA em operação, e que é e será o principal caça da US Navy por muitos anos ainda.
    Querem a rainha dos hangares e o caça de papel?
    Se é para se ter um parceiro estratégico, que seja com uma potência de verdade, e que se não é o principal parceiro econômico do Brasil, é um dos mais importantes. Eles prometeram transferência necessária, ou pelo mesnos o que a FAB deseja. Pelo menos eles foram sinceros.

    De acordo com alguns pensamentos, deveríamos parar de beber coca-cola.

  15. Jussara :
    Se é para comprar (gastar dinheiro) com equipamento americano, prefiro não ter nada. Vai dar na mesma. Os problemas vão desde peças de reposição até equipamentos mal feitos (para não dizer com problemas de origem, peças com desgaste prematuro e até mesmo sabotados), sem falar na fortuna gasta. Melhor comprar qualquer outra coisa, mas que não tenha nada de americano.

    ASSIINO EMBAIXO…Quando não vem faltando vem comprometido…Os caras não gostam de repassar nada a ninguem e são protecionistas ao extremo.O fechasse logo de Rafale ou chuta-se o balde e vai pro PAK-FA coomprando alguns SUs prontos pra reforçar enqunto aguardamos.Vai ser a maior furada se cairem na armadiolha americana de promessas de aquisições vultuosas de C-390 e Super-Tucano.Mas os almofadinhas de Brasilia não podem ver uma verdinha…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: