Articles

Aeromóvel deve virar realidade no transporte para o Mundial de 2014 em Porto Alegre

In tecnologia on 15/09/2010 by E.M.Pinto Marcado:

https://i0.wp.com/deolhoem2014.terra.com.br/img/galeria_thumb/271/1656-610x370.jpg

Sugestão: Lauro Freitas

Em 2014, quando desembarcarem na capital gaúcha, visitantes do mundo todo vão conhecer um meio de transporte futurista. Mas engana-se quem pensa que a tecnologia é nova. Ligando o aeroporto ao terminal de trens urbanos mais próximo, o aeromóvel foi criado em 1978 anos pelo pelotense Oskar Coester, que só viu o veículo transportar passageiros comercialmente na Indonésia – em Porto Alegre, apesar de ter sido cogitado como alternativa para diminuir o trânsito de ônibus no centro da cidade, o vagão movido a ar vem servindo para ensaios científicos.
https://i2.wp.com/deolhoem2014.terra.com.br/img/galeria_thumb/271/1652-610x370.jpg
Especialmente para o blog, o empresário que desmontava motores na infância, especializou-se em automação aeronáutica e trabalhou para a Varig em seus áureos tempos, conta porque o aeromóvel demorou a se tornar realidade no país, diz que não tem ressentimentos e comemora o fato de ver, enfim, sua criação servindo à sociedade. Leia, a seguir, os principais trechos da entrevista que Coester concedeu a este blog.

A gente não inventa, descobre o que já existia
“Entrei na Varig na era do jato. Convivi com [seu fundador] Rubem Berta, que dizia: ‘Não adianta voar mais rápido se não chegarmos ao aeroporto´. Foi aí que comecei a estudar a me fazer perguntas. A tecnologia e os materiais do aeromóvel são conhecidos, mas o movimento se dá de maneira diferente. Costumo dizer que a gente não inventa, descobre o que já existia.”

Vagão à vela
“Um carro pesa, em média, uma tonelada e transporta 1,2 passageiro. É menos de 10% de carga útil. Do ponto de vista ecológico, é inaceitável. A via elevada não enfrenta obstáculos e tem baixo custo. Mas tinha o problema da fumaça. Então comecei a pensar no se movimentar sem tracionar. Lembrei do barco a vela e do vagonete que existe nos molhes de Rio Grande. Usando minha formação em aerodinâmica e eletrônica, decidi gerar o vento com um ventilador”

Nos anos de 80, o ovo de Colombo
“Em 1977, montei um protótipo do aeromóvel com uma cadeirinha para um passageiro, numa pista de 30 metros. Aquilo apareceu no jornal como “o ovo de Colombo”. Fiquei perturbado. Depois em acostumei. Levamos o aeromóvel para a feira de Hannover, na Alemanha, onde transportamos 18 mil passageiros em nove dias”.

Aeromóvel para substituir os ônibus
“Em 1982, começamos a construir o aeromóvel na avenida Loureiro da Silva. Terminei a linha com dinheiro do meu bolso.  A idéia da Metroplan (órgão de gestão urbana e regional do estado do Rio Grande do Sul) era tirar os ônibus do centro. Aquele trecho significava 1/3 deste anel. Mas a linha piloto nunca parou. Até hoje, é usada para ensaios dos trabalhos de engenharia”

Economizando energia
“Calculei o gasto energético do aeromóvel em 40 watts por passageiro/km. Segundo o IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo), o ônibus gasta 64 watts e o aeromóvel, 32 watts. É até menos do que eu tinha estimado.”

Inovação provoca reação
“Toda inovação provoca reação nas pessoas. Muitos achavam que o veículo poderia abalroar, mas o aeromóvel pesa 10 toneladas, enquanto um vagão de trem pesa entre 60 e 70 toneladas.”

Conversa com o Ministro
“Em 2007, vi que usar o aeromóvel no corredor de ônibus era desafiar o poder. Fui, então, conversar com o Ministro de Ciências e Tecnologia, com a idéia de usar o aeromóvel em aeroportos”.

Olhos marejados
“Antes de ficar ressentido pelo que aconteceu, agradeço aos que me ajudaram. Na década de 80, todo mundo estava metendo o pau, eu estava fazendo testes com o aeromóvel e apareceu um cidadão, que ficou olhando. Ele perguntou se eu estava enfrentando dificuldades financeiras com o projeto. E me disse: ‘o senhor sabe… eu tenho uma poupança’. Até hoje me emociono com isso”

Sucesso na Indonésia
“Em Jacarta, na Indonésia, o aeromóvel funciona há 21 anos, com as mesma rodas que parafusamos aqui.”

Tecnologia para todos
“O projeto precisa servir à sociedade como um todo. Enquanto não me convencerem de que estou errado, não vou desistir”

2014 é oportunidade
“Esta oportunidade [o Mundial de 2014] é muito boa. E o melhor é que é aqui no Brasil. Quando inauguramos o aeromóvel na Indonésia, o presidente da República estava lá. Daqui a pouco, teremos o nosso presidente inaugurando o aeromóvel aqui.”

Fonte: Terra

Anúncios

19 Respostas to “Aeromóvel deve virar realidade no transporte para o Mundial de 2014 em Porto Alegre”

  1. Precisamos desse meio de transporte no Rio de janeiro
    Transporte em massa é péssimo, e os trabalhadores de regiões distantes sofrem com a demora e a dificuldade financeira para se deslocar ao trabalho.
    Não me parece ser tão absurdo e caro assim, parabéns ao Governo pela iniciativa

    ABs.

  2. bom

  3. Parabéns ao sr. Oskar Coester.

  4. Da hora o projeto, quem sabe chega a outras cidades.
    Aqui em SP, um destes virou um corredor suspenso para ônibus, é bom, mas enfim,
    e na outra parte um monotrilho… (em construção), junto com o metro
    melhorou muito o trânsito aqui, difícil ter congestionamento.

  5. Desde pequeno, ouvi falar do Coester. Hoje sou engenheiro e tenho ele como um exemplo. Me orgulho muito desse conterrâneo.
    Parabéns por esse novo empreendimento. Vc é uma lenda..

  6. FOI CRIADO EM 1978 ANOS!!!!!
    Nossa, e a gente ainda reclama da demora do FX…
    kkk

  7. Puxa vida, fantástico!!! Meu Deus!! não teve uma santa alma no Brasil para ajudar a implantar este projeto… so no Brasil mesmo, o povo desacreditado.. Antes tarde do que nunca

  8. Como sempre digo, ninguém quer investir em novas tecnologias. É melhor comprar pronto.

    Se todos os empresários de transporte, que fazem o trajeto entre Rio e SP, se juntassem em um conglomerado e investissem no trem bala, tudo ficaria mais fácil.
    Mas parece que fazer lobby contra é que é mais fácil.

    Ótima reportagem, achei que o aeromóvel (não sabia que era esse o nome) nem funcionava, muito menos que o idealizador colocou dinheiro do próprio bolso para ver a idéia se concretizar.

  9. O projeto é todo nacional, tecnologia 100% brasileira.
    A Trensurb é uma estatal (federal).
    Essa obra é do PAC da Copa, não é propaganda política. (não sou a favor deste governo).
    Segue um link de animação da obra.

    http://www.e21digital.com.br/clientes/fase3aeromovel/

  10. O que aconteceu ao Coester e sua criação, foi uma enorme injustiça!
    Creio que nunca, em toda a história de nosso País, existiu período mais injusto para os Patriotas e reais Empreendedores do que os anos 80 e 90. Só os Políticos gananciosos é que se deram bem. Oxalá que isso mude, daqui para frente.

  11. Aqui em curitiba poderia ser feito o mesmo, temos pistas exclusivas para os ônibus (http://www.curitibacityphotos.blogger.com.br/avenida%20parana.jpg), seria um projeto interessante esse aeromóvel por aqui, ligando o Aeroporto de São José dos Pinhais ao Estádio Joaquim Américo. Atravessaria quase toda a cidade.

  12. Bem que as autoridades e o capital privado (que depender só do Estado é dose), poderiam olhar com mais carinho este projeto e a viabilidade de novas linhas. O foco seria aumentar a capacidade do projeto, porém, reduzindo-se o custo de implementação e manutenção. Uma remodelada com as novas tecnologias disponíveis (ex. diminuir ainda mais o peso com uso de compósitos contemporâneos).

    Devido ao baixo consumo energético, isto cai com uma luva para aqueles que precisam reduzir o gasto energético (muitos países europeus – pode-se negociar ToT) e ao mesmo tempo, melhorar o sistema público de transporte.

    Teremos sérios problemas em um futuro não tão distante em grandes cidades (nossa sociedade infelizmente escolheu o caminho do transporte individual em detrimento ao público), referente a mobilidade urbana (se as cidades pararem os negócios seguem o mesmo caminho), e neste aspecto, é necessário considerar todas os projetos que se demonstrem viáveis. Não existe uma única solução mágica…

    Boa sorte ao engenheiro e parabéns pela pesquisa e trabalho. Conforme o relato, é uma solução viável não apenas para o Brasil mas também, para ser exportado para muitos outros países com os mesmos problemas.

    Abs.

    Ps. Péssimo exemplo de desperdício de talentos e inovações, elementos essenciais para o futuro do país.

  13. Putzzz,,infelizmente tantos brasileiros criativos e inteligentes que nao sao valorizados no Brasil ate que fiquem “famosos” no exterior..

  14. Nós exportamos esta tecnologia e nunca funcionou aqui…. Isso é piada… é pegadinha né?

  15. O Levy Fidelix ( um político brasileiro que fala de Aerotrem, ou Aeromóvel há anos) agradeçe emocionado. Tirando a brincadeira de lado é um belo exemplo de perseverança que se concretiza..As ferrovias levaram centenas de anos para se firmarem.. Espero que o aeromóvel leve menos tempo..

  16. Pois é: enquanto uns brasileiros acreditam nos seus sonhos e não desistem nunca, outros apontam o dedo e transformam qualquer coisa que não entendem em chacota.

    Senhor, iluminai essas almas. Eles não sabem o que fazem…

    E, para finalizar, parabéns é pouco para o Sr. Oskar Coester! Esse é o tipo de brasileiro que precisamos, e não os que ficam em casa em frente à TV, sentados confortavelmente em seus sofás, reclamando de tudo – e conheço um sem número de pessoas assim… Infelizmente.

  17. Parabéns a nós brasileiros por mais esse passo em direção à indpendência tecnológica e soberania nacional !

  18. Parabéns ao sr. Oskar Coester! Aqui, em Belém, essa invenção é muito necessária para melhorar esse trânsito infernal. Acorda governo do Estado! Acorda! As soluções estão aqui dentro do Brasil.

  19. Darkman :
    Precisamos desse meio de transporte no Rio de janeiro
    Transporte em massa é péssimo, e os trabalhadores de regiões distantes sofrem com a demora e a dificuldade financeira para se deslocar ao trabalho.
    Não me parece ser tão absurdo e caro assim, parabéns ao Governo pela iniciativa
    ABs.

    Concordo totalmente com vc,de magê direto p o centro , a Barra , e td esses lugares. Sds.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: