Articles

Exército e Panda Security fazem parceria contra o cibercrime

In Guerra cibernética, Inteligência e Espionagem on 16/09/2010 by E.M.Pinto Marcado: ,

https://i1.wp.com/www.pitchengine.com/brands/pandasecurity/images/67374/PandaSecurityLogoHighRes.jpg

Sugestão: Lauro  Freitas

Hermano Freitas

A Panda Security e o Exército brasileiro anunciam um acordo para o desenvolvimento de rápidas respostas táticas e estratégicas contra as ameaças cibernéticas à segurança do Exército, com o uso da plataforma de segurança corporativa da companhia. O contrato, com valor de R$ 292,5 mil, tem duração de dois anos. Segundo a Panda, houve redução no valor da oferta em função da importância da parceria, anunciada nesta quinta-feira em São Paulo.

De acordo com a Panda, já estão sendo realizadas a instalação de 37,5 mil licenças da plataforma de segurança corporativa da companhia nos computadores que compõem a rede do exército (cerca de 60 mil máquinas espalhadas pelo Brasil), assim como o treinamento de pessoal. Já há 350 militares treinados na plataforma e, até o final do contrato, mais 700 estarão aptos a trabalhar com a tecnologia.

Segundo o general de brigada Antonio dos Santos Guerra Neto, comandante do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX), a tecnologia ajudará a proteger informações comerciais, técnicas e estratégicas das forças armadas. “Nosso acordo prevê que a Panda repasse ao CCOMGEX o modelo de funcionamento desenvolvido no Conselho de Cibersegurança espanhol e a transferência dos conhecimento adquiridos pela entidade”, disse.

O militar afirmou também que a parceria foi firmada dentro da orientação do Ministro da Defesa, Nélson Jobim, para que as Forças Armadas não sejam mais meras compradoras de tecnologia, mas que também haja transferência de conhecimentos. O acordo inclui o envio de conteúdos virtuais com suspeita de códigos maliciosos para o Panda Labs, localizado em Bilbao, e a resposta em até 24 horas com detalhes técnicos do mapeamento destes códigos e os procedimentos adequados para prevenção e detecção, assim como eventuais vacinas.

O CEO da Panda, Juan Santana, destacou a importância do Brasil como exportador de malwares. Além disso, afirmou que para conter a onda de cibercrimes é preciso uma cooperação internacional. “Sabemos que na maioria das vezes o local de produção dos código maliciosos não é o mesmo lugar onde eles causam impacto”, afimou. Ele disse ainda que a Panda recebe 55 mil novos vírus ao dia, mantendo atualmente um banco de dados com 45 milhões de pragas. Uma equipe do exército brasileiro irá pra a Espanha conhecer as instações da Panda Security, uma das líderes mundiais em tecnologias de antivírus, detecção, prevenção e combate às ameaças e crimes virtuais.

Fonte: Terra

Anúncios

16 Respostas to “Exército e Panda Security fazem parceria contra o cibercrime”

  1. Muito boa essa noticia!!!Virus e um caso serio principalmente quando se trata de segurança nacional.

  2. E-mails vindo do Brasil sao carregados de trojans. Muita pirataria com sofware fajuta e uma grande maioria de computadores no Brasil usa essa softare para fazer o scan dos attachemnts. raramente detectam alguma coisa.

  3. O EB precisa ser informado de que existem empresas 100% brasileiras capacitadas a proverem soluções de segurança eletrônica.

  4. B.O.B :
    Muito boa essa noticia!!!Virus e um caso serio principalmente quando se trata de segurança nacional.

    E sem falar q os ataques a um país começam sempre por seus computadores de defesas , mt bom.Sds.

  5. Alguem poderia me dizer algo sobre esta informação, peguei no site sistema de armas.
    “Encontra-se em fase de desenvolvimento um Navio de Transporte e Apoio (NaTrAp) de 9.000 toneladas com capacidade de levar 500 tropas, convôo capaz de operar dois helicópteros simultaneamente e duas rampas de 40 toneladas, uma na popa e outra a lateral. Outras notícias citam que o navio poderá substituir também o Navio Tanque Marajó sugerindo que será do tipo Joint Support Ship, mas deveria ter um deslocamento bem maior”.
    É verdaderia a informação, a MB estaria desenvolvendo um navio assim.

  6. Panda Security né e podemos ficar tranquilos…Todo o trafego diario na rede mundial tem um assustador volume de 94% de virus de todos os tipos.De inocentes adwares a mine rootkits inteligentes.Todos os dias surgem centenas de milhares de novos virus na rede.Osw laboratorios das empresas de antivirus so conseguem detectar virus conhecidos ou seja,que tenham seus codigos armazenados em suas listagens.Um virus novo dificilmente é detectado.Apenas atravez de analizes comportamentais consegue-se detectar alguma coisa.Sorria se voce tem um antivirus em sua maquina e saiba que ele apenas te dá a sensação de segurança.E esta sendo lançada a conexão via rede eletrica.Em breve tua geladeira,microndas,televisor pode começar a ligar e desligar sozinho ou voce bota na globo e ele de subito vai para a record…Quem vem na dianteira a doença ou o remedio?O crime ou a lei?

  7. Panda Security né e podemos ficar tranquilos…Todo o trafego diario na rede mundial tem um assustador volume de 94% de virus de todos os tipos.De inocentes adwares a mini-rootkits inteligentes.Todos os dias surgem centenas de milhares de novos virus na rede.Osw laboratorios das empresas de antivirus so conseguem detectar virus conhecidos ou seja,que tenham seus codigos armazenados em suas listagens.Um virus novo dificilmente é detectado.Apenas atravez de analizes comportamentais consegue-se detectar alguma coisa.Sorria se voce tem um antivirus em sua maquina e saiba que ele apenas te dá a sensação de segurança.E esta sendo lançada a conexão via rede eletrica.Em breve tua geladeira,microndas,televisor pode começar a ligar e desligar sozinho ou voce bota na globo e ele de subito vai para a record…Quem vem na dianteira a doença ou o remedio?O crime ou a lei?

  8. inócuo ao meu ver frente a cyberwar… para virus do tipo ‘papai e mamae’ rsrsr.. tranquilo…

    agora frente uma nação atacando eletrônicamente outra……. panda…rsrsrs.. piada

    ou as FAs desenvolvem um ‘cyberpelotão” ou sai da internet… ;)

  9. Fiquei preocupado com esta notícia!

    A Panda fornece proteção para quais plataformas?

    Para Windows sei que fornece, más no caso deste sistema não tem muito o que fazer, ele próprio é um “malware”, de fábrica…

    O Windows possui “portas dos fundos”, as quais, os serviços de inteligencia estadunidenses tem acesso, portas que passam através de firewalls e antivírus instalados…

    Sistemas estratégicos que requeiram alta estabilidade e segurança devem ser criados especificamente para exercer suas funções e não devem jamais ser terceirizados, especialmente com empresas estrangeiras.

    Más pode ser que esta parceria com a Panda se refira a sistemas secundários, que não necessitem de um grau de segurança muito elevado…

  10. Pena q um sistema estrangeiro estará dentro de todos os computadores do EB, o q é temerário para uma instituição militar q tem como missão constitucional preparar a Força Terrestre para defender a Pátria, garantir os poderes constitucionais, a lei e a ordem.

    Se utilizassem o Linux, talvez não precisassem contratar a Panda Security.

  11. É só usar Linux!

    pronto! já ia economizar!

    Linux não tem virus!

  12. todas as organizacoes que sao maiores, com grandes redes de computadores, tem ambientes de Tecnologia da Informacao heterogeneos. Isto eh praticalmente inevitavel. Muitas aplicacoes necessariamente rodam em Windows, por exemplo: AutoCad (para desenhos parametricos), so para citar uma…

    a Panda eh uma boa empresa, e foi um bom negocio para o pais pela economia feita. Podemos ate evoluir para algo mais profundo, mas acho dificil.

    Isto nao resolve o problema de gestao de TI do governo federal, a maioria dos orgaos publicos sao vulneraveis. Alem das forcas armadas existe a questao de infra estrutura do governo, energia, portos, aeroportos, ferrovias, bancos, estradas, sistema tributario.. Existem brechas conhecidas em muitos casos. Inclusive aquela historia do apagao de energia de 2008 (?) ter sido uma invasao…

    pra fechar minha opiniao (que eh baseada nas informacoes que disponho neste momento), considero como melhor exemplo de boa governanca em TI a Coreia do Sul, la o governo desenvolve e fornece um antivirus gratuito a populacao, alem de manter centros de monitoramento da infra estrutura de internet (os vizinhos deles obrigam a ter um posicionamento mais rigido). Em todo caso, acho que o Brasil esta atrasado demais nesta area… Parece-me que falta uma estrategia unificada que permeie orgaos federais e estaduais… Atualmente, eh casa um por si…

  13. cada…

  14. levy :
    É só usar Linux!
    pronto! já ia economizar!
    Linux não tem virus!

    Voce que pensa que Linux nao tem virus.Pra começar o linux foi criado por Hackers justamente para sairem da dependencia da Microsoft.Ele e de codigo aberto,ou seja,pode ser modificado.Nosso governo implantou em muitas repartiçoes o uso do Linux e do BrOffice.Temos inteligentes para criarmos um Linux cada vez mais inexpulginavel e um sistema assim associado a um renomado laboratorio antivirus como tem a Panda que consertesa fara sistema anti-invazao contra virus e todas as demais variantes…EXISTE UM LINUX HACKER CHAMADO BACK TRAKE QUE JA ESTA NA SETIMA VERSAO E CONTEM DAS AS FERRAMENTAS NECESSARIAS PARA SE INVADIR UM SISTEMA OU REDE E ELE NAO MAO DE QUEM CONHECE PODE SER USADO PARA O BEM.

  15. Eu também acredito, que seja em sistemas secundários e não os críticos, que costumam ser especificamente militar e dedicados.

    Em meu ver, a solução ou é o código aberto como o linux (mais barato) ou o desenvolvimento próprio (mais caro e demorado) incluso hardware dedicado.

    De uma forma ou de outra, vai ser um bela ordália (prova, desafio), a criação de um cybercomando no Brasil.

    Abs.

  16. Caraca!!! Agora percebo que o que está faltando às forças armadas não é capital financeiro para a compra de armas, está faltando mesmo é gente competente! Faltam líderes visionários e com coragem de empreender, ao invés de ficar apenas fazendo revista à tropa e organizando formaturas para dizer que estão trabalhando…

    Pois a área de guerra cibernética é uma das poucas que não necessita de investimentos vultosos em material bélico, em razão de as armas utilizadas serem meros algorítimos estruturados, ou seja, algo imaterial, criado pela mente humana, desta frma, bastava fazer como Israel fez e faz, oferecer abrigo e emprego aos Hakers mais talentosos, mas seria pedir demais! Não tem desculpa, é imcompetência mesmo!

    Agora o jeito é compartilhar nossos dados extratégicos com uma empresa “extrangeira”, para que estes realizem o difícil exercíco de pensar…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: