Articles

Mídia chinesa alerta Japão sobre escalada na disputa por ilhas

In Conflitos, Geopolítica on 20/09/2010 by Lucasu

https://i1.wp.com/www1.american.edu/TED/ice/images/diaoyut.jpg

Prisão de capitão de navio pesqueiro reavivou conflito na região

A mídia chinesa advertiu o Japão nesta segunda-feira (20) de que o país está se arriscando à intensificação de represálias chinesas por causa de uma disputa por águas territoriais.

A imprensa da China também alertou que muitos cidadãos apoiam o uso da força militar para resolver a antiga reivindicação por pequenas ilhas na área.

O governo da China suspendeu neste domingo (19) o intercâmbio de alto nível com o Japão e ameaçou adotar novas medidas pelo fato de um tribunal japonês ter decidido estender até o dia 29 a prisão de Zhan Qixiong, capitão de um pesqueiro que colidiu no começo do mês com duas embarcações da Guarda Costeira do Japão, perto das ilhas reivindicadas pelos dois países.

O jornal Global Times, um tabloide popular com foco em assuntos internacionais, publicou um editorial sobre a questão.

– A China deveria ter um conjunto de planos para impor mais sanções ao Japão, conduzindo uma batalha diplomática com o Japão por meio de retaliações sucessivas.

O jornal também publicou uma pesquisa feita online, segundo a qual 96% das pessoas que responderam disseram apoiar o uso da força militar para resolver a disputa sobre as ilhotas, chamadas de Diaoyu pela China e Senkaku pelo Japão.

Copyright Thomson Reuters 2009

Fonte: R7

Anúncios

20 Respostas to “Mídia chinesa alerta Japão sobre escalada na disputa por ilhas”

  1. A cobra vai fumar Estados Unidos apoiam o Japaõ,Coreia do sul apoia Estados Unidos,Russia apoia china,Coreia do norte apoia china,so resta saber o desenrolar da historia que defilcilmente acabara em guerra.No meu ponto de vista comcordo com a china.

  2. Essas ilhas são Chinesas, o japão está tendo idéias erradas,a 2 GM ainda está presenta nas mentes dos Chineses e coreanos; e melhor pensarem e mt, antes de qualquer ação.Sds.

  3. Não seria um teste para saber até onde a corda consegue ficar esticada?

  4. aff ¬¬ propaganda do R7

    Mas não acredito que a chine use a força na
    questão das ilhas… Não agora.

  5. aff ¬¬ propaganda do R7

    Mas não acredito que a china use a força na
    questão das ilhas… Não agora.

  6. Agora não, mas já estão dando o recado….

  7. Em uma guerra convencional acho q o Japão, hoje, derrotaria novamente a China.
    De qualquer forma, é bom ficar esperto e se armar, pois os chineses estão esperando o momento certo para começar a botar mais as mangas de fora.
    O Japão vai ter que ser forte.

  8. Tudo é blefe, ela quer se posicionar no mundo não só economicamente mas também militarmente. Quer aparecer para o mundo, dizendo que existe!.. Só não consigo entender como grandes quantias estrangeiras são investidas na china, um país que já provou por A mais B estar se preparando para tomar vários territórios. Só se os setores econômicos também acharem que é um blefe, mas se não for, é muito difícil separar setor economico de setor militar. Um interfere e muito no outro…

  9. O Japão possui várias disputas territoriais com outros países próximos, como a Rússia e Coréia do Sul além da própria China.
    Não digo de que a posse de tais ilhas seja merecidamente de um ou de outro país, pois essa questão deveria ter sido resolvida com o fim da 2GM.
    Em todo o caso, o Japão não deveria estar com a sua guarda costeira dentro de um território em disputa. Mas também, o pesqueiro em sua manifestação intensional ofensiva, não deveria ter colidido com os navios da guarda costeira japonesa, o que poderia ter ocasionado em um acidente com fatalidades. O que “justificaria” a prisão do capitão, se não fosse que estes estivessem em território sob disputa.

    O que observo é que a China está claramente contestando a antiga hegemonia do Japão/EUA na região asiática, se reafirmando como uma nova potência na região.
    Tal disputa, aliado ao fervor nacionalista da população chinesa e aos próprios ressentimentos passados, contribuem ainda mais para uma postura mais agressiva da China. Tal pequeno incidente que poderia ser resolvido diplomaticamente, serve apenas como justificativa para a China mostrar os seus músculos.

  10. *
    “Ao manter sua moeda subvalorizada e inundar os mercados mundiais com bens artificialmente baratos, a China segue uma política predatória de comércio externo. Isso mina mais a industrialização do mundo em desenvolvimento que a do Ocidente.

    Ainda assim, os EUA evitam qualquer tipo de pressão sobre a China. A política atual dos EUA contrasta com a do país nos anos 70 e 80, quando o Japão emergiu como potência econômica mundial. O governo do Japão manteve o iene subvalorizado e ergueu barreiras encobertas aos bens externos, o que desencadeou fortes pressões – e coerções periódicas – pelos EUA em busca de concessões japonesas.

    Hoje, os EUA não têm como adotar a mesma abordagem com a China, em grande parte porque a China também é uma potência militar e política e porque os EUA dependem do apoio chinês em uma série de questões internacionais – da Coreia do Norte e Mianmar ao Irã e Paquistão. Em contraste, o Japão continuou uma potência econômica totalmente pacifista.

    É de importância fundamental o fato de a China ter se tornado uma potência militar mundial antes de ser uma potência econômica. O poderio militar foi conquistado por Mao Tsé-tung, o que permitiu a Deng concentrar o esforços em expandir com rapidez a força econômica do país.

    Sem a segurança militar criada por Mao, poderia não ter sido possível que a China desenvolvesse força econômica na escala que desenvolveu. Na verdade, o crescimento de 13 vezes da economia nos últimos 30 anos produziu recursos ainda maiores para a China afiar suas garras militares.

    A ascensão da China, portanto, é tanto obra de Mao como de Deng. Porque se não fosse o poder militar chinês, os EUA tratariam a China como outro Japão.”

    *(Por Brahma Chellaney)

  11. Wi, mas há a divisão entre se armar para defesa, e se armar para alguma atitude beligerante. A não ser que seja uma tática de latir para não ser mordido. Todas estas atitudes de ameaça às ilhas e ao Tibet estão se tornando cada vez mais reais. Mas mesmo assim a China é o país que mais atrai investimentos estrangeiros. Qualquer notícia de ataque chines despencará ações das empresas que lá investiram.

  12. É o grande gafanhoto mostrando sua verdadeira face. Isso refere-se ao Japão, e quando nós precisarmos nos impor, qual será a reação?

  13. F-22 para o Japão Já!!

  14. -VIDA DE GADO,(Versão japonesa).

    O governo japonês está em uma situação conflitante,más é internamente; e utiliza astúcia “populista” para ludibriar os seus cidadãos.
    Uma parte considerável do povo japonês,já se posicionou contra as bases americana naquele arquipélago, e agora o governo japonês busca uma forma para confundir a opinião publica japonesa, que estas bases americanas são necessárias.
    Caso o Japão saia do limite tolerável pelos os chineses;os chineses invadem essas ilhotas em dois tempos,vap e vup..heheheheh.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: