Articles

Nota de Falecimento:GENERAL ROBERTO DE PESSÔA 1910 – 2010

In História on 20/09/2010 by E.M.Pinto

https://i1.wp.com/www.operacional.pt/wp-content/uploads/2010/08/gen_de_pessoa.jpg

Oficial fez cursos de especialização em educação física na Alemanha Nazista, mas foi treinado em Fort Benning, nos Estados Unidos

GENERAL ROBERTO DE PESSÔA 1910 – 2010

O primeiro paraquedista militar do Brasil, general Roberto de Pessôa, morreu na madrugada de sexta-feira última no Rio, onde morava. Tinha 100 anos e um orgulho: o de ter inspirado a criação da mais poderosa força especial do Exército Brasileiro, a Brigada de Infantaria Paraquedista.

A ligação do general Pessôa com a tropa aerotransportada teve início na Alemanha, em 1936, sob o regime nazista. O oficial brasileiro, então com 26 anos, era tenente especializado em educação física e fora enviado a Berlim para aprender, e depois adaptar às condições do Brasil, as avançadas técnicas de treinamento militar praticadas pela Wehrmacht, o conjunto das forças militares alemãs.

Visitando um centro de instrução nos Alpes, o tenente Roberto de Pessôa acompanhou “com fascínio e entusiasmo”, como escreveu no regresso ao Rio, o adestramento dos batalhões de elite do Exército alemão. “A possibilidade de levar a tropa pelo ar e lançá-la diretamente sobre o teatro de operações representa um notável fator multiplicador da capacidade”, disse em seu relatório.

Estavam em andamento os Jogos Olímpicos de Berlim. Pessôa tentou inscrever-se no curso de paraquedistas do III Reich. Embora tenha sido aprovado na série de testes de aptidão física, foi vetado – a administração nazista já concentrava recursos na formação dos seus próprios combatentes. Conseguiu, entretanto, o registro na Escola de Planadorismo. Pela proximidade, acompanhou boa parte do ciclo dos paraquedistas. Prolongando sua estada na Alemanha, passou pela rigorosa Academia de Esportes do III Reich. As disciplinas aprendidas e trazidas por ele para o Brasil ainda são empregadas no Exército.

Todavia, a meta de criar a infantaria paraquedista no País ainda estava por ser atingida. Em 1944, em plena 2.ª Guerra Mundial, Pessôa negociou uma vaga em Fort Benning, onde o governo dos Estados Unidos treinava o contingente aerotransportado. Em outubro ele recebia a insígnia da tropa – o primeiro militar brasileiro preparado nessa modalidade de operação. Durante a invasão da Normandia, Pessôa estava lá, agregado à seleta 101.ª Divisão Aerotransportada. No Brasil, depois de arregimentar e selecionar voluntários para Fort Benning, encerrou a carreira em 1966, como comandante do Batalhão de Infantaria Santos Dumont, no Rio.

O Plano Brasil presta assim a sua homenagem e dirige aos familiares e amigos do Gen. Pessoa os sinceros e profundos  pesares.

Porém, não só a tristeza fica após a partida do Gen. Roberto de Pessoa, fica também a nossa admiração, orgulho e gratidão a este brasileiro por todos os feitos em nome do seu país e do seu Exército.

O Brasil, o Exército Brasileiro e especialmente os nossos para -quedistas de ontem, hoje e amanhã lhe devem a história.

E.M.Pinto

Plano Brasil

Veja a matéria do Plano Brasil sobre o Gen. Roberto de Pessoa no link.

Roberto de Pessoa o Homem que enganou Hitler

Fonte: Estadão


Anúncios

15 Respostas to “Nota de Falecimento:GENERAL ROBERTO DE PESSÔA 1910 – 2010”

  1. A Paraíba lamenta sua ida.. mas orgulhosa de seu heroísmo e conquistas.

  2. uma pena…
    fiquei emocionado com a historia do velhinho hardcore qdo passou no globo esporte… ainda tirou uma foto da placa de “proibido fotografar” dentro da escola de planadores nazista :D

  3. Bravo Soldado que por nós sempre sera lembrado.Sua alma agora nos inspira.Sua coragem e audacia é simbolo para nossos soldados e orgulho ao paraquedismo militar Brasileiro…Meus pesames a familia e muito obrigado a ti soldado honrado.

  4. Enlutado, não poderia deixar de expressar com grande pesar as minhas condolências a família do Gen Roberto De Pessoa, o nosso eterno pára-quedista militar número um. Este grande cidadão e patriota, nascido em Pernambuco, viveu cada momento de sua produtiva existência sempre preocupado com o destino da Nação Brasileira.

    Arrojado e inquieto, além da trajetória aqui descrita nesta comovente Nota de Falecimento do Plano Brasil, quero acrescentar, entre outras, a sua participação, na década de 40, como diretor do Centro Regional de Educação Física, sediado à época, no Regimento Guararapes – 14º BI Mtz e como pilo civil, fundador e primeiro presidente do Aeroclube de Pernambuco.

    Foi também Comandante do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Recife – CPOR/R – em 1943, além de criador da Escola Normal de Educação Física de Pernambuco – Fesp. Assumiu a Secretaria de Segurança Pública e comandou a Polícia Militar de Pernambuco no começo dos anos 50.

    Pára-quedistas militares de todo o Brasil!
    Em homenagem póstuma ao Gen Roberto de Pessoa!
    Para o “canguru” … “100-zero” !!

  5. adeus velho condor,nós brasileiros temos muito orgulho do sr.

  6. Meus sentimentos a família e que Deus o acompanhe em seu novo salto…O Exército ganhou um novo patrono…

  7. Meus pesames a família…

    Infelizmente o nobre paraquedista foi chamado para ajudar em outras batalhas…

    Sds.

  8. A história real deste homem certamente se transformará em um belo filme!
    Adeus a este grande herói brasileiro!

  9. BRAÇO FORTE :
    Enlutado, não poderia deixar de expressar com grande pesar as minhas condolências a família do Gen Roberto De Pessoa, o nosso eterno pára-quedista militar número um. Este grande cidadão e patriota, nascido em Pernambuco, viveu cada momento de sua produtiva existência sempre preocupado com o destino da Nação Brasileira.
    Arrojado e inquieto, além da trajetória aqui descrita nesta comovente Nota de Falecimento do Plano Brasil, quero acrescentar, entre outras, a sua participação, na década de 40, como diretor do Centro Regional de Educação Física, sediado à época, no Regimento Guararapes – 14º BI Mtz e como pilo civil, fundador e primeiro presidente do Aeroclube de Pernambuco.
    Foi também Comandante do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva de Recife – CPOR/R – em 1943, além de criador da Escola Normal de Educação Física de Pernambuco – Fesp. Assumiu a Secretaria de Segurança Pública e comandou a Polícia Militar de Pernambuco no começo dos anos 50.
    Pára-quedistas militares de todo o Brasil!
    Em homenagem póstuma ao Gen Roberto de Pessoa!
    Para o “canguru” … “100-zero” !!

    BRAÇO FORTE ele era Paraibano.

  10. É com profundo pesar que recebemos a notícia de falecimento deste grande patriota brasileiro,GENERAL ROBERTO DE PESSÔA.Em meu nome,de minha diretoria e da Liga da Defesa Nacional,Diretoria do Estado do Rio de Janeiro,enviamos sinceras condolências a todos familiares,e ao mesmo tempo renovamos votos de estima e grande admiração por tão nobre vida patriótica,dedicada a liberdade e ao abrilhantamento de toda nação brasileira.

    Dr.Ricardo Barradas
    Diretoria de Projetos Cívicos e Culturais
    Diretoria do Estado do Rio de Janeiro
    LIGA DA DEFESA NACIONAL

    culturaldnrj@gmail.com

  11. Perdemos um grande homem, mas ganhamos mais um arcanjo cingido no céu.
    Salve! A grande Brigada Pára-quedista tem muito orgulho de você!

  12. Gen Roberto de Pessoa , o pai do paraquedismo militar do exercito brasileiro
    o “01” , aquele q inspirou a mim e a muitos q tentaram ser paraquedistas, digo tentaram pq nem todos conseguem ,ja diz a velha frase “MUITOS QUEREM, POUCOS TENTAM, ALGUNS CONSEGUEM” , o verdadeiro “ETERNO HEROI” da brigada, fica a saudade e o orgulho de pertencer a essa tropa de elite a qual ele, o gen De Pessoa implantou no brasil, o criador da brigada,poie se n fosse por ele nada disso existiria
    meu pesames a família,
    Gen descanse em PAZ. . .

    BRASIL ACIME DE TUDO ! ! !

    ASS: SD VILELA pqdt nº75.308 (cia cmdo bda inf PQDT)

  13. Peço desculpas ao nosso amigo Rafael PB pelo meu erro de digitação.
    Já paguei mais 100 pelo ato falho!
    Realmente o nosso herói e amigo Gen Roberto De Pessôa era filho da Paraíba, terra de Homens de grande valor.

  14. Não creio que atinja o centenário como o velho Mestre; muito embora já esteja até bem proximo. A perda de R. de Pessoa, me colhe como a perda de um membro da familia… da grande familia de homens do espaço que após contaminados pelo virus do paraquedismo, saltando de T7,(um guarda chuva melhorado)que se não fizessem a aterragem perfeita, tinha logo um pé quebrado. Depois, com Charles Astor no velho Aero Clube em Manguinhos, quantas vezes improvisavamos com paraquedas chamados B8 usados pelos pilotos da aeronáutica, colocavamos uma argola com um fio de nylon que passavamos sob a perna para que esta forçasse a abertura do paraquedas ao sair dos aviões geralmente Cessnas. Perdemos nosso maior lider, mas não perderemos a lembrança da tecnica que ele nos trouxe e seu carinho. Por ele nasceram vários, Penha Brasil, Djalma Dias Ribeiro, Santa Rosa, Gilseno e tantos e tantos outros como os Icaros Modernos, a turma do COP e um sem número de herois forjados todos na semente de nosso Gen Roberto De Pessoa. A ele o tributo do grande líder que foi e o nosso respeito e eterna saudade.

  15. Grande homem Gen. De Pessôa um exemplo de espirito patriotico que todos devemos ter.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: