Articles

Americana que foi solta no Irã agradece ajuda do Brasil em sua libertação

In Geopolítica on 21/09/2010 by E.M.Pinto

https://i2.wp.com/f.i.uol.com.br/folha/mundo/images/10264410.jpegSugestão: Gérsio Mutti

CRISTINA FIBE
DE NOVA YORK

A americana Sarah Shourd, que ficou 410 dias presa no Irã acusada de espionagem, se encontrou ontem com o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, para agradecê-lo pelos apelos que o Brasil fez por sua libertação, que aconteceu na semana passada.

Ela se reuniu com Amorim, que está em Nova York para os debates da Assembleia Geral da ONU, também para pedir que o país continue a interceder pela soltura dos outros dois americanos, Josh Fattal e de Shane Bauer –seu noivo. Ambos foram presos ao lado dela em 31 de julho do ano passado.

“Agradeço pela oportunidade de falar com o ministro, pelo interesse e pelo envolvimento do Brasil. Mas não posso comentar nada além disso”, disse Sarah, ao final do encontro de meia hora com Amorim, na sede da Missão do Brasil na ONU. Ela estava acompanhada de sua mãe e de parentes de Fattal.

Alex Fattal, irmão de um dos americanos ainda detidos, afirmou esperar que o Brasil possa continuar “falando constantemente com os iranianos”.

“É uma grande ajuda, sabemos disso”, afirmou, em português, depois de explicar que já morou em Belém.

Amorim foi cauteloso ao mencionar o peso das intervenções brasileiras na soltura de Sarah. Ele disse, no entanto, que a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, o agradeceu pela libertação.

Questionado se o governo americano havia se manifestado para agradecer ao Brasil, o ministro afirmou que, ao encontrar-se com Hillary, anteontem, disse a ela: “Está contente que soltamos… que saiu um dos hikers [os três faziam uma caminhada quando foram presos]?”.

Segundo Amorim, Hillary respondeu com um “muito obrigada!”.

APELO

O ministro disse, no entanto, que “a gente não deve ficar tomando os créditos para si”, embora tenha enviado uma mensagem a seu colega iraniano, Manouchehr Mottaki, “agradecendo que as ponderações do presidente Lula tenham sido escutadas”.

Amorim afirmou ainda que o Brasil continuará trabalhando pela libertação dos outros presos. “É uma situação que não está resolvida. Como a própria moça disse, ela só se sente um terço livre, porque o noivo dela e o amigo ainda estão lá.”

Ele disse ver a soltura de Sarah como um “sinal de que há uma abertura”.

Antes do encontro, Amorim participou de reunião ministerial dos Brics (grupo que reúne Brasil, Rússia, China e Índia).

Ao fim do encontro, o ministro ressaltou que “no ano que vem, estaremos todos no Conselho de Segurança, os quatro, então será também uma oportunidade de coordenar posições. A Índia concorre a uma vaga como membro não permanente do conselho, mesma posição que o Brasil ainda ocupará em 2011.

Fonte: Folha

Anúncios

22 Respostas to “Americana que foi solta no Irã agradece ajuda do Brasil em sua libertação”

  1. BOM VER QUE NOSSA VOZ BRASIL SE FAZ OUVIR PELO MUNDO,E QUE SEJA SEMPRE EM DEFESA DOS MAIS FRACOS, PARABENS A NOSSA DIPLOMACIA QUE NOS ULTIMOS TEMPOS TEM TIDO MAIS ACERTOS DO QUE ERROS, MAS QUE QUANDO ERRAMOS, ERRAMOS NA NA ANCIA DE ACERTAR COMO TODA A NACAO QUE TEM BONS PROPOSITOS. MELHOR QUE ISSO E SABER QUE SOMOS RESPEITADOS ENQUANTO NACAO,E VIVEMOS UM PERIODO DE CRESCIMENTO ECONOMICO E SE CONTINUAR-MOS ASSIM EM POUCAS DECADAS SEREMOS O PAIS DO FUTURO NAO O PAIS DA PROMESSA ,JA ATE PAGAMOS NOSSA DIVIDA EXTERNA E EMPRESTAMOS DINHEIRO AO FMI QUE ATE MENOS DE UMA DECADA MANDAVA NAO BRASIL.COM RESPEITO AOS MAIS FRACOS COM IGUALDADE AS SUPERPOTENCIAS BRASIL ACIMA DE TUDO…E QUE DEUS NOS GUIE E ABENCOE…

  2. Vilson

    Disse bem!

    sds

  3. Depois de jogar o ministro Celso Amorim(Brasil) naquela negociação junto com a Turquia, pra convencer o Irã a aceitar um acordo nuclear, e depois a sra Hillary dizer que não pediu esse acordo, fazendo o Brasil passar por uma saia justa, nem acredito que o Brasil voltou a se prestar a este papel um povo arrogante.

    É impressionante a arrogância em dizer um simples “obrigado”!!!

  4. mas que baranga, se fosse eu deixava lá!

  5. O engraçado é que o Irã exece com maestria o papel de gângster da comunidade internacional vide a prisão destes três americanos sem noção. Prende para depois chantagear. E eis que o Brasil vem exercer o papel de “intermediário” entre a comunidade e o gângster. Mais um papelão da nossa diplomacia “ativa e altiva” ideologizada, palanqueira, bolivariana e amadora. E nosso presidente se consolida no papel de Neville Chamberlain do Séc. XXI.

  6. hms_tireles discordo de vc quanto ao Irã ser gângster,se vc vive com um vizinho que lhe ameaça com um porrete,e maltrata seus outros vizinhos,vc tem o direito de querer se armar com um porrete tb e a detestar esse vizinho,não adianta confronto entre vizinhos,o dialógo é a melhor solução e muito menos rotular os outros com adjetivos prejorativos,o Irã é um país de uma cultura milenar,não um país de um bando de fanaticos,eles tem direito a viver a sua vida da forma que acharem melhor,cabe lembrar que fanatismo por fanatismo religioso,o fanatismo ocidental foi 10x pior do que o fanatismo do ISLÃ,cabe lembrar as Cruzadas,na qual os cruzados perseguiam e matavam os Judeos,tanto que o Islã dava proteção aos Judeus,existia muitos membros nas altas cortes do Islã,cito em Damasco no qual era grande a influencia de conselheiros Judeus,Saladino mesmo protegia os Judeus e tinha alguns conselheiros.

  7. jorge..rsrsrs,não achei a americana feia amigo,tem seu charme,agora se ela não for da CIA,é a mulher mais louca do mundo,pois fazer montanhismo nas montanhas do Irã e d+.

  8. BARCA :hms_tireles discordo de vc quanto ao Irã ser gângster,se vc vive com um vizinho que lhe ameaça com um porrete,e maltrata seus outros vizinhos,vc tem o direito de querer se armar com um porrete tb e a detestar esse vizinho,não adianta confronto entre vizinhos,o dialógo é a melhor solução e muito menos rotular os outros com adjetivos prejorativos,o Irã é um país de uma cultura milenar,não um país de um bando de fanaticos,eles tem direito a viver a sua vida da forma que acharem melhor,cabe lembrar que fanatismo por fanatismo religioso,o fanatismo ocidental foi 10x pior do que o fanatismo do ISLÃ,cabe lembrar as Cruzadas,na qual os cruzados perseguiam e matavam os Judeos,tanto que o Islã dava proteção aos Judeus,existia muitos membros nas altas cortes do Islã,cito em Damasco no qual era grande a influencia de conselheiros Judeus,Saladino mesmo protegia os Judeus e tinha alguns conselheiros.

    Longe de mim querer criticar o povo ou cultura iraniana, a quem respeito muito. Minha crítica, e continua a adjetivar como gângster, é ao regime tocrático medieval de lá, que ainda possui tintas fascistas.

  9. Eu não quero desmerecer a ajuda diplomática do Brasil, mas acredito que o Irã não quis dar crédito a nenhum país alinhado aos EUA para libertação da americana. Acho que ela foi obrigada a dar essa mensagem ao Brasil na ONU.

    Mas mesmo assim, acho que diplomacia brasileira está agindo de forma apropriada mantendo-se observadora mas atenta.

  10. Com toda a certeza que o ministro Celso Amorim “sabe” que a mulher está ligada à espionagem americana, os iranianos também sabe, os americanos fingem que não, aliás, todo mundo finge que o grupo de “hikers” (de repente um codinome pra disfarçar, e o Celso Amorim deixou a dica no ar: ““Está contente que soltamos… que saiu um dos hikers [os três faziam uma caminhada quando foram presos]?”).
    Pessoal, ninguém faz diplomacia se não conhece os fatos!
    Podem ter certeza que vai rolar alguma vantagem para o Brasil por conta disso, por isso o obrigado seco da Dona Hillary.

  11. E os outros dois servirão, ainda, como moeda de troca para o Irã ganhar tempo em sua pesquisa de armas nucleares.
    Sem faltar com respeito a ninguém mas, a maioria que comentou esta matéria não conseguiu ler nas entrelinhas o que realmente aconteceu.
    Traduzindo: os americanos mandaram para o Irã um grupo de espionagem/sabotadores que foi pego; os iranianos ameaçaram e para não ver a casa cair a Dona Hillary (por quem sou apaixonado) teve que apelar à diplomacia brasileira, abrindo parcialmente o jogo, para tentar retirar os incompetentes que nem conseguiram atravessar direito a fronteira do Irã. O Brasil disse que, sim, intercederia pelos “coiós (pessoa de baixa capacidade mental) se os americanos lhes dessem algo em troca.
    Alguém quer arriscar a dizer qual a o “presente” que os brasileiros escolheram?

    Façam suas apostas, senhores!!

  12. julio :Com toda a certeza que o ministro Celso Amorim “sabe” que a mulher está ligada à espionagem americana, os iranianos também sabe, os americanos fingem que não, aliás, todo mundo finge que o grupo de “hikers” (de repente um codinome pra disfarçar, e o Celso Amorim deixou a dica no ar: ““Está contente que soltamos… que saiu um dos hikers [os três faziam uma caminhada quando foram presos]?”).Pessoal, ninguém faz diplomacia se não conhece os fatos!Podem ter certeza que vai rolar alguma vantagem para o Brasil por conta disso, por isso o obrigado seco da Dona Hillary.

    Realmente foi um obrigado seco. Pois o Irã não quer e não vai atender nenhum pedido dos americanos. Eles (Irã) não querem EUA falando diretamente com eles, por isso colocam o Brasil no meio.

  13. Desculpem-me postar, mais uma vez, em separado, mas no jogo da diplomacia não existem mocinhos nem bandidos!

  14. julio :E os outros dois servirão, ainda, como moeda de troca para o Irã ganhar tempo em sua pesquisa de armas nucleares.Sem faltar com respeito a ninguém mas, a maioria que comentou esta matéria não conseguiu ler nas entrelinhas o que realmente aconteceu.Traduzindo: os americanos mandaram para o Irã um grupo de espionagem/sabotadores que foi pego; os iranianos ameaçaram e para não ver a casa cair a Dona Hillary (por quem sou apaixonado) teve que apelar à diplomacia brasileira, abrindo parcialmente o jogo, para tentar retirar os incompetentes que nem conseguiram atravessar direito a fronteira do Irã. O Brasil disse que, sim, intercederia pelos “coiós (pessoa de baixa capacidade mental) se os americanos lhes dessem algo em troca.Alguém quer arriscar a dizer qual a o “presente” que os brasileiros escolheram?
    Façam suas apostas, senhores!!

    Uma vaga permanente no CS.

  15. BARCA :
    jorge..rsrsrs,não achei a americana feia amigo,tem seu charme,agora se ela não for da CIA,é a mulher mais louca do mundo,pois fazer montanhismo nas montanhas do Irã e d+.

    uhauhauah… é mesmo! Não sabe nem mentir… hehehe … montanhismo no Irã… hehhehe…
    Que burra, dá zero pra ela!

  16. gostei da ex refém… ;)

  17. Nem um beijinho e um amasso nessa magrela rola…No many tanks

  18. realmente ela é uma verdadeira baraaaanga!!!
    chega até cegar a vista e faz bala de canhão dobrar à esquina!!! heheheheh

  19. lucena :realmente ela é uma verdadeira baraaaanga!!!chega até cegar a vista e faz bala de canhão dobrar à esquina!!! heheheheh

    NÃO BARANGA NÃO,MAS UMA JABIRAQUINHA JURASSICA SIM rsrsrsrs

  20. Pra mim os verdadeiros gansters da humanidade são os GOVERNOS americano e inglês,vejam o que fizram lá.Mentiram,invadiram e dividiram o país entre confrades.Não tenho dúvividas que mentirão,invadirão e tomarão um contra-ataque que vai doer feio.Não tenho nada contra os povos destes países.
    Pra quem diz que a teocracia islâmica é anti-semita e que nega o holocausto como a toda hora vemos na mídia do ocidente assistam a este vídeo polêmico e fiquem de queixo caido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: