Articles

Argentina agradece veto à entrada de Fragata britânica

In Defesa, Geopolítica, Naval, Navios de Guerra on 23/09/2010 by E.M.Pinto

https://i0.wp.com/upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/c5/HMS_Manchester_D95.jpg/800px-HMS_Manchester_D95.jpgSugestão: Roberto_mg_bh

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, agradeceu a recente atitude de seu congênere uruguaio, José Mujica, que impediu a entrada de uma fragata da Marinha da Grã-Bretanha no porto de Montevidéu, onde a fragata se reabasteceria antes de ir para as Ilhas Malvinas (Falkland).

A fragata Hms Gloucester D-96 pediu às autoridades uruguaias permissão para atracar na capital uruguaia e se reabastecer de combustível e víveres, mas o governo negou o pedido. O caso ocorreu há mais de uma semana.

“Em nome de todos os argentinos, quero agradecer o gesto imenso que você teve em impedir que um navio de guerra britânico pudesse se reabastecer nos portos uruguaios”, disse Cristina, em vídeo postado hoje no site da agência estatal de notícias Télam.

O governo argentino havia solicitado aos países vizinhos que não dessem apoio a navios britânicos que navegam para as Ilhas Malvinas, epicentro da guerra de 1982 entre Argentina e Grã-Bretanha. Buenos Aires tenta recuperar o arquipélago no Atlântico Sul, em poder dos britânicos desde 1833.

Fonte: Estadão

29 Respostas to “Argentina agradece veto à entrada de Fragata britânica”

  1. É isso aí, não adianta muito, más sempre é bom dificultar a vida dos piratas…

  2. Nem sei o que eles estão fazendo no Uruguai, ao invés de usar Ascenção – Tristão da Cunha como de costume.

  3. Um dos motivos da OTAN se interessar pelo o Atlântico Sul é o apóio a Inglaterra.
    Tem que impor dificuldade mesmo. O custo de manter esta ocupação tem que se tornar insuportável.

  4. Isso só mostra pouca visão do governo uruguaio em relações internacionais. Mostra que eles não têm condições de manter relações com países que não fazem fronteira com eles.

  5. Sem esquecer que o Uruguai só existe como Nação graças aos ingleses.

  6. Beleza o que o Uruguai fez, povo que tem vergonha na cara, não é como alguns ditos brasileiros que são vaquinhas ensinadas a ficar de quatro, não conseguem emprego nem para pagar a internet, vivem as custas dos país e querem dar palpite furado.
    Grande visão politica o Uruguai teve.

  7. que lixo esse presidente uruguaio …

    vejamos… um país que vive de lavagem de dinheiro… obviamente vai apoiar seu maior fornecedor de corruptos …ops .. quis dizer ….fornecedor de dinheiro… rsrsrsrs

    ótimo que o Brasil firmou acordo militar com a Inglaterra… assim um HMS Ocean (navio de assalto anfíbio e porta-helicópteros) o maior da frota inglesa… pode navegar em águas placidas verde-amarelas…rsrsrs

  8. Wi :
    É isso aí, não adianta muito, más sempre é bom dificultar a vida dos piratas…

    Henrique :
    Nem sei o que eles estão fazendo no Uruguai, ao invés de usar Ascenção – Tristão da Cunha como de costume.

    Roberto_mg_bh :
    Um dos motivos da OTAN se interessar pelo o Atlântico Sul é o apóio a Inglaterra.
    Tem que impor dificuldade mesmo. O custo de manter esta ocupação tem que se tornar insuportável.

    Temos de dar apoio aos hermanos, isso é pura chantagem dos ingleses. Sds.

  9. Fabio ASC :
    Isso só mostra pouca visão do governo uruguaio em relações internacionais. Mostra que eles não têm condições de manter relações com países que não fazem fronteira com eles.

    Achei um ‘mino’ dos Uruguaios aos Argentinos.
    Tudo bem, ‘Los Hermanos’ não gostam dos ‘British’ mas mesmo assim, só mostrou que a opinião do Uruguai internacionalmente, é tão ou mais pequena que seu território.
    Os Argentinos estão piores que a China com Taiwan, ficam de “bumbum” (pra não dizer um termo mais forte) doendo, por algo que não podem ter e nem se quer bancar direito na atual economia que estão, os Britânicos estão fazendo é um favor a eles, administrando as Malvinas, menos uma dor de cabeça aos Argentinos.

  10. Não sei as razões reais para a negação do abastecimento, não acho que os Uruguaios estejam puxando saco dos Argentinos quem já esteve no Uruguay sabe que eles não morrem de amores por eles.
    Creio sim que Uruguay (suposição) pode ter e evitado um incidente diplomático com os Argentinos.
    Quem conhece mar del plata sabe que dá pra ver uma margem e outra, e de um lado está Buenos Aires e do Outro Montevidéo separadas por alguns Km, a entra da de um navio de guerra de uma não que está em litígio justamente pela posse das FalKlands-Malvinas e cujo navio se dirigia para lá passando praticamente pelas portas da sua capital, poderia causar um embaraço para o governo Uruguayo que nada tem haver com a pendenga entre britânicos e Argentinos.
    Acho que esta razão é mais plausível que as justificativas preconceituosas de muitos aqui.
    Basta tomar como exemplo um análogo, China e Japão estão em litígio pelas ilhas no pacífico reclamadas por ambas e também disputadas em guerras e também de posse de um dos lados, porém o outro lado se nega aceitar tanto a derrota quanto a vitória.
    Como reagiriam China e Japão caso a Coreia cedesse seus portos ao abastecimento de um navio proveniente do adversário e cujo destino seria, olhem só, as ilhas em questão?
    Sds
    E.M.Pinto

  11. Perguntas/;

    1 – Será que a RN nãosabia disto? Como prepararam uma viajem desta então?

    2 – Por que nãoabasteceram aqui no Brasil?

    3 – Como é feito o pgto deste tipo de abastecimento?

  12. Reportagem exibida dia 14/09/2010 no Jornal da Globo (GLOBO).

    Em Marambaia, no sul do estado do Rio de Janeiro, 120 fuzileiros navais do Brasil embarcaram para a operação conjunta com 539 fuzileiros britânicos. Eles treinaram em diferentes situações militares.

    Sobre isso a Kirchner não fala nada… =D

  13. Não vamos confundir as coisas.
    A Argentina tem todo o direito de pleitear pacificamente a posse das Malvinas.
    Porem isso é um problema deles, não nosso.
    Nesse caso, adotar uma atitude como a do Uruguai não nos traria nenhuma vantagem.

    Não se esqueçam que quando Evo Morales tomou as refinarias da Petrobrás a força, nenhum de nossos “aliados” sulamericanos emitiu sequer uma nota de solidariedade ao governo brasileiro. Na verdade, todos eles estão sempre torcendo pra que a gente se ferre. Como diz o ditado, “a inveja é uma merda”.

  14. Gunsalmo :
    Não vamos confundir as coisas.
    A Argentina tem todo o direito de pleitear pacificamente a posse das Malvinas.
    Porem isso é um problema deles, não nosso.
    Nesse caso, adotar uma atitude como a do Uruguai não nos traria nenhuma vantagem.
    Não se esqueçam que quando Evo Morales tomou as refinarias da Petrobrás a força, nenhum de nossos “aliados” sulamericanos emitiu sequer uma nota de solidariedade ao governo brasileiro. Na verdade, todos eles estão sempre torcendo pra que a gente se ferre. Como diz o ditado, “a inveja é uma merda”.

    ================================================

    É verdade quanto a falta de manifestação de apóio. Mas um interesse puxa outro interesse. O interesse hj é a posse das Malvinas, sendo assim como podemos afirmar que ali não seria uma área de apoio contra nossos(Brasil) interesses? Hj o Ártico está em disputa antes do degelo, e o Antártico, já foi toda prospectada? E o domínio das rotas? A briga da China pelas ilhas Spratly não é somente as riquezas naturais é por manter rotas abertas, ou seja, em caso de conflito não haver o estrangulamento de recursos.

  15. A argentina tem todo o direito a ilha, inclusive até de guerra se for necessario o erro dos argentinos foi ter enterrado seu programa nuclear, se tivessem a arma atomica a ingleterra pensaria 10 vezes antes de fazer qualquer coisa, acho engraçado a mediocridade e terceiromundismo de muitos brasileiros de sempre achar que devemos nos dobrar diante de países falidos (mortos de fome) do primeiro mundo.
    Isso é um problema de todos, povo que não tem visão acham que a inglaterra esfomeada está de olhos só nas ilhas malvinas? o que eles querem é ficar mais perto do pre-sal e sabem que nesta região existe uma riqueza por debaixo do oceano, só um débil mental não perceberia isso, mas como eles (do norte) sabem que débil mental tem de sobra aqui no sul, eles ném se preocupam.
    Se nossos vizinhos querem que agente “se ferre”, imagine estados unidos ou inglaterra se podessem ja teriam jogado suas ogivas nucleares encima de nós todos.

  16. A ilha é inglesa de corpo e alma… FATO !

    e não adianta essa querela xenofoba ruela 3º mundista do tipo tudo de fora é nocivo..rsrsrs

    ainda bem que os militares brasileiros tem uma visão global para um problema regional… ‘sejam bem vindos ao nossos portos marinha britânica’…rsrsrs

  17. Concordo com vetar navios Britânicos em caso de conflito armado nas Falkland, como ocorreu em 1982…

    Agora hoje? Em paz?
    Isso é besteira…

    As Falklands são britânicas e assim continuarão sendo até a independência ou assim desejaram os britânicos ou a população das ilhas!

  18. Os Uruguaios existem é graças ao Brasil senão ja teriam sidos anexados pela Argentina a tempos.Vejo neste gesto uma demonstração de solidariedade e reconhecimento de legitima propriedade Argentina no quesito Malvinas….Nem nosso repressor regime militar serviu de logistica a Ingleses.

  19. Luiz9medeiros :Concordo com vetar navios Britânicos em caso de conflito armado nas Falkland, como ocorreu em 1982…
    Agora hoje? Em paz?Isso é besteira…
    As Falklands são britânicas e assim continuarão sendo até a independência ou assim desejaram os britânicos ou a população das ilhas!

    Sera mesmo impossivel que suditos da Rainha resolvam se tornar subordinados a Argentina.

  20. Gente, é lamentável que algumas pessoas ainda sustentem o pensamento lacaio em nosso país. Que o ingLeses se explodam! Quanto mais longe deixarmos essa gente longe do atlântico sul, melhor para nós, simples. Ou seja, o uruguaios acabaram dado uma mãozinho pros hermanos na asfixia das operações dos “britishes” nas malvinas, mas tem consequência pros uruguaio certamente. Os hermanos saberão agradecer em algum momento. Lembrem-se que nas relaçoes internacionais não ha amizade, mas interesses.

  21. carlos argus :

    Wi :
    É isso aí, não adianta muito, más sempre é bom dificultar a vida dos piratas…

    Henrique :
    Nem sei o que eles estão fazendo no Uruguai, ao invés de usar Ascenção – Tristão da Cunha como de costume.

    Roberto_mg_bh :
    Um dos motivos da OTAN se interessar pelo o Atlântico Sul é o apóio a Inglaterra.
    Tem que impor dificuldade mesmo. O custo de manter esta ocupação tem que se tornar insuportável.

    Temos de dar apoio aos hermanos, isso é pura chantagem dos ingleses. Sds.

    Solidariedade terceiro-mundista realente é uma porcaria! ficam fazendo picunha a toa…

  22. Minhas perguntas, que são boas niguém responde né……

    Maluquinho, é Graças a Inglaterra mesmo, lembra da Colônia Cisplatina?????

  23. Quando o Brasil tiver 100% da tecnologia de construção de seu míssil “exocet” a argentina poderia ser um bom comprador kkkkkk

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: