Articles

Bush pensava em invadir Iraque desde o início, revelam documentos

In Defesa, Geopolítica, Terrorismo on 23/09/2010 by E.M.Pinto

https://i2.wp.com/www.nicholsoncartoons.com.au/cartoons/new/2004-04-07%20Moqtada%20al-Sadr%20spectre%20Bush%20Powell%20Iraq%20450297.JPG

Documentos divulgados mostram que assessores do então presidente queriam derrubar Saddam Hussein assim que chegaram à Casa Branca.

Assessores do ex-presidente americano George W. Bush (2001-2009) já pensavam em derrubar Saddam Hussein assim que chegaram à Casa Branca, e tentaram justificar uma guerra com o Iraque meses depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. A revelação vem à luz com documentos oficiais divulgados na quarta-feira nos Estados Unidos.

Poucas horas depois dos ataques de 11 de Setembro, o então secretário de Defesa Donald Rumsfeld mencionou um ataque ao Iraque e a Osama bin Laden, líder da rede Al-Qaeda, segundo as notas de uma reunião realizada no mesmo dia dos atentados incluídas nos arquivos liberados.

Rumsfeld pediu a um advogado do Pentágono que ajudasse um auxiliar a obter “apoio” e demonstrar uma suposta ligação entre o regime iraquiano e o líder da rede terrorista Al-Qaeda, segundo os documentos divulgados pelo Arquivo Nacional de Segurança, um instituto de pesquisas independente com sede em Washington.

Anos depois, o governo dos Estados Unidos reconheceu que o governo de Saddam Hussein não teve qualquer relação com os ataques às Torres Gêmeas de Nova York e ao Pentágono, que deixaram 3.000 mortos.

Em junho e julho de 2001, altos funcionários do governo afirmaram que tubos de alumínio confiscados no Iraque eram a prova de que o país tentava fabricar armas nucleares, antes de submeter o material a uma análise preliminar, afirmam dois memorandos do Departamento de Estado dirigidos ao secretário da época, Colin Powell.

Um dos memorandos expressa ainda o interesse do governo americano em “divulgar a apreensão” em  benefício próprio e revelar a história adequada sobre os tubos, que teve a suposta conexão com armamento atômico rapidamente descartada.

O Iraque também esteve no centro de um memorando de julho de 2001 dirigido à então assessora de Segurança Nacional Condoleezza Rice, a quem Rumsfeld pedia uma reunião de alto nível para falar da política a respeito de Bagdá.

Depois de mencionar que as sanções contra o Iraque haviam fracassado e que a defesa aérea iraquiana melhorava, Rumsfeld adverte: “Em poucos anos, os Estados Unidos sem dúvida enfrentarão um Saddam dotado de armas nucleares. Se o regime de Saddam fosse derrubado, teríamos uma posição melhor na região e em outros pontos (…) Um grande êxito no Iraque reforçaria a credibilidade e influência dos Estados Unidos em toda a região”, escreveu o secretário de Defesa.

Talibãs

Outro documento mostra que Rumsfeld discutiu planos bélicos para o Iraque apenas dois meses depois da ofensiva contra o regime dos talibãs, executada pela Aliança do Norte afegã com o apoio logístico dos Estados Unidos, no fim de 2001. Segundo o texto, Rumsfeld ordenou ao general Tommy Franks, que estava à frente do Comando Central Americano, que preparasse as tropas para a “decapitação” do regime iraquiano.

Leia também:

Em uma lista com data de 27 de novembro de 2001, Rumsfeld enumera possíveis detonadores que poderiam ser usados pelo governo Bush para justificar o início de uma guerra: uma ação militar iraquiana contra um enclave no norte do país protegido por Estados Unidos e Reino Unido, o vínculo de Saddam com os atentados de 11 de setembro, os então recentes ataques com antraz, e os conflitos com as inspeções da ONU ao arsenal iraquiano.

Em um memorando de 18 de dezembro de 2001, a unidade de análises do Departamento de Estado advertiu que França e Alemanha provavelmente seriam contrárias a uma invasão do Iraque sem provas concretas de que Bagdá estava por trás dos atentados contra Washington e Nova York.

Também destacou que um apoio da Grã-Bretanha teria um custo político para o então primeiro-ministro Tony Blair (1997-2007), e poderia provocar uma reação violenta da comunidade muçulmana britânica.

Os documentos divulgados na quarta-feira foram entregues pelo governo americano com base em um pedido fundamentado no direito de liberdade de informação.

Fonte: Último Segundo

18 Respostas to “Bush pensava em invadir Iraque desde o início, revelam documentos”

  1. Opa! Não foi mencionado que o Bush filho queria vingar por causa de uma plano que Sadan tinha pra eliminar o Bush Pai. A outra é que Dick Cheney e Donald Rumsfeld são ligados a ALLIBURTON, gigante no ramo do petróleo.

  2. Só não vê quem não que 11 setembro foi um jogo de cartas marcadas, ja tem provas demais quanto ao golpe.

  3. a aquela historia que diz que foi os proprios americanos(governo) que forjaram os ataques de 11 de setembro, para ter um intuito de movimentar a sua econoia belica atacando o afeganistao e posteriormente o iraq.

    nao acredito muito nesta historia(se bem que neste mundo o homem é capaz de tudo).
    a alguns anos atras os EUA acusaram a russia de ter atacado um predio em moscou para ter o intuito de atacar a chechenia, nestas circusntancias, se o caso de moscou for verdade porque nao os ataques do 11 de setembro tb nao sao?

    bem acho que estou viajando demais,sei la (sera)!!!!!

    sds a todos

  4. Mais uma prova que o 11 de setembro foi ataque de falsa bandeira, como muitos efetuados pelos americanos. A propósito, o que descobriram sobre os “ataques”com antrax? NADA.

  5. Leonardo, existem varias fotos mostrando barras de ferro da estrutura do WCT cortadas em ângulo(ângulo de corte de demolição) com metal derretido, coisa que só seria possível com térmita. A temp de queima do combustivel não seria o suficiente para derrubar o predio.

    A casa branca fazia uma simulação de ataque no exato momento do ataque, o que criou varios aviões falsos no sistema de radar.

    No pentágono somente uma foto mostra um agente carregando 2 pedaços de lata pequenos de resto não existe uma unica foto com pedaços do avião, detalhe nunca vi uma foto de queda de avião que não desse para ver varias peças deles, desde trem de pouso até o titanium das turbinas que se tornam liquido somente a 1800ºc.

    O outro avião que caiu em um campo, não tem uma unica foto com pedaços dele também.

    Existem varias linhas de pensamento nos EUA, que dizem que o pentágono foi atacado por um míssil do próprio EUA, até a curva que se diz oficialmente que o avião fez antes de bater no pentágono é falsa por que pilotos que tem experiência com avião dizem que ele não tem capacidade de fazer tal curva, muito menos com os pilotos mal treinados.

    Sabe-se de ligação antiga da familia Bush com a familia do Bin Laden desde a guerra do Afeganistão.

    Ja tem provas demais que foi um ataque ao infringido, para ter como garantir petróleo e o oleoduto para transporte.

    E agora a bola da vez é o Irã, so que o Irã tem muitas defesas com míssil.

    Fiquem de olho pessoal o império esta caindo, PIB de 14T divida de 13T.

    O próximo golpe já esta planejado, esperem e verão o AMERO ser criado no NAFTA, e o fim do Dollar ferrar com paises como o nosso se F, por ter esse dinheiro em caixa.

  6. Eles estavam pensando em acabar com o Iraque por causa que sabiam que se ele se fortalesesse,seria o fim da geo-politica norte americana na região,por isso atacaram um pais inocente,e o mundo nada fez para impedir essse fato,o mesmo talvez possa aconteçer com o Irã que futaramente possa exerce maior influencia na região e ao mesmo tempo criando uma imagen negativa comtra os Estados Unidos.

    AMERICANOS,BRITANICOS,RAÇA QUE NÃO PRESTA SÃO O LIXO DO MUNDO!!!

    »»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»»
    Presidência da República
    Subchefia para Assuntos Jurídicos

    LEI Nº 7.716, DE 5 DE JANEIRO DE 1989.
    Mensagem de veto Define os crimes resultantes de preconceito de raça ou de cor.

    O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

    Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    Art. 2º (Vetado).

    Art. 3º Impedir ou obstar o acesso de alguém, devidamente habilitado, a qualquer cargo da Administração Direta ou Indireta, bem como das concessionárias de serviços públicos. (Vide Lei nº 12.288, de 2010) (Vigência)

    Pena: reclusão de dois a cinco anos.

    Art. 4º Negar ou obstar emprego em empresa privada. (Vide Lei nº 12.288, de 2010) (Vigência)

    Pena: reclusão de dois a cinco anos.

    Art. 5º Recusar ou impedir acesso a estabelecimento comercial, negando-se a servir, atender ou receber cliente ou comprador.

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 6º Recusar, negar ou impedir a inscrição ou ingresso de aluno em estabelecimento de ensino público ou privado de qualquer grau.

    Pena: reclusão de três a cinco anos.

    Parágrafo único. Se o crime for praticado contra menor de dezoito anos a pena é agravada de 1/3 (um terço).

    Art. 7º Impedir o acesso ou recusar hospedagem em hotel, pensão, estalagem, ou qualquer estabelecimento similar.

    Pena: reclusão de três a cinco anos.

    Art. 8º Impedir o acesso ou recusar atendimento em restaurantes, bares, confeitarias, ou locais semelhantes abertos ao público.

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 9º Impedir o acesso ou recusar atendimento em estabelecimentos esportivos, casas de diversões, ou clubes sociais abertos ao público.

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 10. Impedir o acesso ou recusar atendimento em salões de cabelereiros, barbearias, termas ou casas de massagem ou estabelecimento com as mesmas finalidades.

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 11. Impedir o acesso às entradas sociais em edifícios públicos ou residenciais e elevadores ou escada de acesso aos mesmos:

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 12. Impedir o acesso ou uso de transportes públicos, como aviões, navios barcas, barcos, ônibus, trens, metrô ou qualquer outro meio de transporte concedido.

    Pena: reclusão de um a três anos.

    Art. 13. Impedir ou obstar o acesso de alguém ao serviço em qualquer ramo das Forças Armadas.

    Pena: reclusão de dois a quatro anos.

    Art. 14. Impedir ou obstar, por qualquer meio ou forma, o casamento ou convivência familiar e social.

    Pena: reclusão de dois a quatro anos.

    Art. 15. (Vetado).

    Art. 16. Constitui efeito da condenação a perda do cargo ou função pública, para o servidor público, e a suspensão do funcionamento do estabelecimento particular por prazo não superior a três meses.

    Art. 17. (Vetado).

    Art. 18. Os efeitos de que tratam os arts. 16 e 17 desta Lei não são automáticos, devendo ser motivadamente declarados na sentença.

    Art. 19. (Vetado).

    Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    Pena: reclusão de um a três anos e multa.

    § 1º Fabricar, comercializar, distribuir ou veicular símbolos, emblemas, ornamentos, distintivos ou propaganda que utilizem a cruz suástica ou gamada, para fins de divulgação do nazismo. (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.

    § 2º Se qualquer dos crimes previstos no caput é cometido por intermédio dos meios de comunicação social ou publicação de qualquer natureza: (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    Pena: reclusão de dois a cinco anos e multa.

    § 3º No caso do parágrafo anterior, o juiz poderá determinar, ouvido o Ministério Público ou a pedido deste, ainda antes do inquérito policial, sob pena de desobediência: (Redação dada pela Lei nº 9.459, de 15/05/97) (Vide Lei nº 12.288, de 2010) (Vigência)

    I – o recolhimento imediato ou a busca e apreensão dos exemplares do material respectivo;

    II – a cessação das respectivas transmissões radiofônicas ou televisivas.

    § 4º Na hipótese do § 2º, constitui efeito da condenação, após o trânsito em julgado da decisão, a destruição do material apreendido. (Parágrafo incluído pela Lei nº 9.459, de 15/05/97)

    Art. 21. Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. (Renumerado pela Lei nº 8.081, de 21.9.1990)

    Art. 22. Revogam-se as disposições em contrário. (Renumerado pela Lei nº 8.081, de 21.9.1990)

    Brasília, 5 de janeiro de 1989; 168º da Independência e 101º da República.
    JOSÉ SARNEY
    Paulo Brossard

  7. Epic fail (como diriam os gringos) -> Um grande êxito no Iraque reforçaria a credibilidade e influência dos Estados Unidos em toda a região”, escreveu o secretário de Defesa.

  8. Me parece absurdo tentar desacreditar o fato de que aviões se chocaram com as torres gêmeas. Tanto mais prq os choques se seguiram com certo intervalo, o que obviamente faz supor que há inumeras testemunhas oculares; pessoas que certamente tiveram suas atenções despertadas por causa do primeiro impacto.

  9. Esse assunto sobre 11 de setembro é bem “estranho”.
    Se você juntar as peças, verá que tem vários indícios de que o Governo americano forjou um ataque a si próprio, principalmente no pentágono, mas é dificil também acreditar que eles teriam coragem de matar sua própria gente no caso do WTC.

    Mas como eu NÃO confio nas pessoas e sei que elas se vendem por $$$, logo eu acredito em tudo!!!

  10. sobre os avioes jogados nas torre gemeas é obvio que aconteceu e dos outros avioes jogados em outros alvos no EUA é verdade tb, o que eu quiz dizer é que acredito na possibilidade(naos estou afirmando que isso aconteceu), de que o governo americano pode ter armado para que isso acontecesse , para eles ter um proposito de invadir o afeganistao e posteriormente o iraq.

    sds a todos.

  11. Hauhau ninguém nunca disse que eles não se chocaram contra as torres, mas, eles não derrubaram as torres, seria muito mais lógico se eles tivessem abalado algo que a parte acima de onde eles bateram caise para o lado não que o predio quase todo inabaládo desmorona-se como se fosse implodido.

    Da uma olhada nesse link http://m.albernaz.sites.uol.com.br/tempfusao.htm vc vai ver a temperatura de fundição do aço, que é no minimo 1400 ºc a temp de queima do combustível do avião seria no maximo 900ºc, em um espaço de tempo.

    Agora vamos dizer que a pancada teria ferrado com o todas as vigas o que não aconteceu, nunca que o prédio teria caido do modo que caiu do modo panqueca, cairia para o lado.

    Da uma olhada nesse documentário -> http://video.google.com/videoplay?docid=-1437724226641382024#

    Pula a primeira parte sobre religião, assiste a segunda e terceira, a terceira e quase que somente sobre o 11 setembro.

    Obs. No video um engenheiro do prédio reconhece que o prédio não deveria ter caido já que ele foi projetado para aguentar o ataque dos aviões contra as torres.

    Alexandre :
    Me parece absurdo tentar desacreditar o fato de que aviões se chocaram com as torres gêmeas. Tanto mais prq os choques se seguiram com certo intervalo, o que obviamente faz supor que há inumeras testemunhas oculares; pessoas que certamente tiveram suas atenções despertadas por causa do primeiro impacto.

  12. Foi um crime premeditado,logo tinha intenções em cometar genocidio mesmo; qdo a ONU irá prender e julgar td q tomaram parte neste crime?Sds.

  13. Roberto_mg_bh :
    Opa! Não foi mencionado que o Bush filho queria vingar por causa de uma plano que Sadan tinha pra eliminar o Bush Pai. A outra é que Dick Cheney e Donald Rumsfeld são ligados a ALLIBURTON, gigante no ramo do petróleo.

    Vale citar que o notebook da petrobras com dados sobre o pre-sal sumiu em um container da Halliburton…só pra acrescentar.

  14. Usaram uma “tragédia” pessoal – os atentados ao World Trade Center – como desculpa para aventurismo militar, uma desculpa eficiente em granjear apoio público. Isso só dá suporte àqueles que pensam dos atentos de 11 de setembro que eles foram trabalho do próprio governo americano.

  15. http://www.911truth.org/article.php?story=20061014120445472#mission

    Existem diversos sites como esse e inclusive sites que contam com o apoio dos ENGENHEIROS E CONSTRUTORES do WTC a favor da idéia de que os atentados do 11/09 foram feitos com ajuda do governo americano.

    O site está em inglês, mas basta colocar o link no google e clicar em traduzir a página e pronto, a informação estará diante de seus olhos.

  16. Procura documentários sobre o assunto, não sobra muito para não achar que foi o próprio EUA. Se basear em o que a panela da mídia mundial nos passa, não serve como base.

    Alguem ja leu que o predio do WTC, foi segurado em mais de 3Bilhões, 3 dias antes do atentado?

    Rafael :
    Usaram uma “tragédia” pessoal – os atentados ao World Trade Center – como desculpa para aventurismo militar, uma desculpa eficiente em granjear apoio público. Isso só dá suporte àqueles que pensam dos atentos de 11 de setembro que eles foram trabalho do próprio governo americano.

  17. Pois é… E os planos de invasão do Afeganistão estava na mesa de Bush em 09/09… Mas eles não tinham um motivo, até que veio o 11/09…

    Tenho fé de que um dia a verdade aparecerá…

  18. Edu Nicácio :
    Pois é… E os planos de invasão do Afeganistão estava na mesa de Bush em 09/09… Mas eles não tinham um motivo, até que veio o 11/09…
    Tenho fé de que um dia a verdade aparecerá…

    Daqui a 50 anos, aproximadamente,ou depois. Sds.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: