Articles

Discurso de Obama focará inclusão de Estado palestino na ONU

In Conflitos, Geopolítica, História on 23/09/2010 by E.M.Pinto

https://i2.wp.com/veja.abril.com.br/assets/pictures/17059/Negociacoes-diretas-Israel-Palestinos-size-598.jpg

Na Assembleia Geral das Nações Unidas presidente fará apelo para países árabes apoiarem processo de paz no Oriente Médio.

No esperado discurso do primeiro dia da Assembleia Geral da ONU, o presidente americano, Barack Obama, dirá nesta quinta-feira que é possível chegar a um acordo para permitir a entrada de um novo Estado membro, a Palestina, dentro de um ano, em um novo impulso a sua política de alcançar a paz no Oriente Médio.

Obama também fará um apelo aos países árabes, para que deem mais apoio ao processo de paz na região, afirmando que os amigos dos palestinos devem avançar no sentido de uma normalização das relações com Israel, de acordo com trechos de seu discurso divulgados de antemão pela Casa Branca.

Foto: AP

Hillary Clinton observa presidente palestino, Mahmoud Abbas (à dir.), enquanto ele aperta a mão de premiê israelense, Benyamin Netanyahu, nos EUA (2/09/2010)

“Muitos nesta sala se consideram amigos dos palestinos. Mas, agora, essas intenções devem ser apoiadas por fatos”, dirá o presidente americano na sede das Nações Unidas.

Obama deve declarar ainda que os atores regionais precisam privilegiar a tolerância entre o islamismo, o judaísmo e o cristianismo.

“Se o fizermos, poderemos conseguir um acordo quando retornarmos aqui no ano que vem; um acordo que leve à inclusão de um novo membro das Nações Unidas, o Estado independente da Palestina, que viva em paz com Israel”, dirá Obama.

Negociações

No dia 2 de setembro, com mediação dos EUA, representada pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, e o presidente palestino, Mahmoud Abbas, retomaram em Washington negociações diretas de paz após um hiato de quase dois anos.

Na última terça-feira, no entanto, Abbas lançou um ultimato e ameaçou romper as negociações de paz com Israel se o país não estender o prazo de congelamento na construção de assentamentos na Cisjordânia, que deverá terminar no domingo.

Tensão

O apelo para mais apoio às negociações de paz no Oriente Médio ocorre em meio ao aumento da tensão entre palestinos e israelenses. Na quarta-feira, a polícia antidistúrbios de Israel invadiu o complexo da Mesquita de Al-Aqsa, na Cidade Velha de Jerusalém, para remover do local palestinos que atiravam pedras contra o Muro das Lamentações, local de orações do judaísmo.

A tensão começou depois que um guarda israelense matou na quarta-feira o palestino Samer Sarhan, de 32 anos, em um local conflituoso de um bairro de Jerusalém Oriental – a parte árabe da cidade -, desencadeando confrontos de rua e acusações, por parte de palestinos, de que Israel está minando as negociações de paz patrocinadas pelos Estados Unidos.

Palestinos saíram às ruas depois do incidente, revirando carros e atirando pedras na polícia e em pedestres. A polícia afirmou ter respondido com gás lacrimogêneo, jatos de água e granadas de efeito moral. De acordo com a rede de TV CNN, 50 palestinos foram feridos por balas de borracha, disparadas pelos policiais israelenses. Desses, 15 foram levados para hospitais próximos. Cerca de 10 israelenses, segundo a Associated Press, ficaram feridos nos distúrbios.

Centenas de pessoas compareceram ao funeral do palestino morto, que tinha cinco filhos.

Fonte: Último Segundo

6 Respostas to “Discurso de Obama focará inclusão de Estado palestino na ONU”

  1. Eu DÚVIDO, q dentro de 1 ano venha a existir um Estado Palestinos, DÚVIDO, os SSioniSStras ñ querem mudar os Status Quo vigênte no OM. Querem q td continue como as coisas estão por lá.Td faram p levar os Palestinos a “sairem” desta pseudo-negociação de faz´de-contas.Já começaram matando Palestinos na Cisjôrdania, e vão continuar a prodizir motivos p a sublevação dos Palestinos , até os msm sairem da mesa de conversa fiada, e os acusarem de “Ñ dados a Acôrdos”, Quem viver verá. Sds.

  2. A TEORIA DO AMACIAMENTO DA FIBROSA E RIGIDA CARNE…Ela se da na pratica quando o altivo soberbo se encontra derrocado.E acham que acredito que se fara assim?Não.Não é somente o mal momento economico e a desaprovação social.Tem muito mais outras coisas por traz disso.Sempre quando estavam quebrando atiravam o pais em uma vova investida belica e isso mexia com o brio do povo e alavancava a economia,industrias e bancos.Não achem que é a desaprovação e o desemprego somente.Estão vulneraveis,necessitam suprirsem para recobrarem-se.A energia global esta na quase totalidade nas mãos de paises que não lhes são favoraveis.Restalhes o inocente Brasil.Vão quebrar a cara,não somos mais inocentes e não queremos mais servir de alimento a vampiros.Sera que o amigo Urso vai barganhar suas reservas hummmm…Afinal de contas tambem tem caninos protuberantes.

  3. Israel é a vitima da história! Anos e anos que muitos prejudicam os judeus. Desde a época de Jesus Cristo. Sou amante da cultura árabe/muçulmana, mais não sou a favor da criação do estado palestino.

    Imagine só: Israel já é detestada por tudo quanto é lado (países árabes) e cria-se mais um?! Mais problemas para Israel. Imagine que o estado da palestina cresça e tenha material bélico e inventa de entrar em confronto com Israel?

    As pessoas ficam falando Sionista aqui, Sionista ali… Mais é preciso colocar diversas questões na mesa antes de falar bobagem! Viva Israel!

  4. Brasimiliano :
    Israel é a vitima da história! Anos e anos que muitos prejudicam os judeus. Desde a época de Jesus Cristo. Sou amante da cultura árabe/muçulmana, mais não sou a favor da criação do estado palestino.
    Imagine só: Israel já é detestada por tudo quanto é lado (países árabes) e cria-se mais um?! Mais problemas para Israel. Imagine que o estado da palestina cresça e tenha material bélico e inventa de entrar em confronto com Israel?
    As pessoas ficam falando Sionista aqui, Sionista ali… Mais é preciso colocar diversas questões na mesa antes de falar bobagem! Viva Israel!

    Eu tbm sou amante da cultura Judaíca, Viva os Palestinos, q tem nesse momento milhares de soldados SSioniSStras em suas terras invadiadas , centnas de assentamentos, enclaves em suas terras tomadas pelas IDFs, é nem exército os Palestinos tem,p se defenderem, as armas q tem são “autorizadas” pelos seu senhore e invasores ,os SSioniSStras.Sou um fervoroso amante da cultura Judaíca, SSioniSStras nunca.Sds.

  5. As IDF estao na Cisjordania por força da agressao árabe. Se ela nao tivesse existido nao existiria ocupaçao. Parace que os árabes que todos veneram aqui nao sabem viver de forma civilizada e ordeira. Veja o que acontece em Gaza, e lá nao há assentamentos judaicos. Ordem é progresso.

  6. Jose Vanildes Luiz :
    As IDF estao na Cisjordania por força da agressao árabe. Se ela nao tivesse existido nao existiria ocupaçao. Parace que os árabes que todos veneram aqui nao sabem viver de forma civilizada e ordeira. Veja o que acontece em Gaza, e lá nao há assentamentos judaicos. Ordem é progresso.

    Vc está certo , em gaza ñ tem assentamentos , lá e um campo de concentração, a maior cadeia do mundo. Sds.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: