Articles

Sistemas de armas suecos no Brasil: AT-4

In Armas pessoais, Defesa, Plano Brasil, tecnologia on 08/09/2010 by Vympel1274 Marcado: , ,

Autor: Vympel1274

Plano Brasil

AT4 (e suas variantes AT-4AT4 CS, AT4 CS HPAT-4 CS AST) é um lança-rojão (terminologia utilizada das forças armadas Brasileiras) de calibre 84 mm, portátil, sem recuo e alma lisa, construída na Suécia pela Saab Bofors Dynamics (anteriormente Bofors Anti Armour Sistems). A Saab teve considerável sucesso de vendas com o AT4, tornando-se uma das mais comuns armas anticarro no mundo. Pretendia-se dar as unidades de infantaria um meio para destruir ou incapacitar veículos blindados e fortificações, embora geralmente não seja suficiente para derrotar um moderno tanque principal de batalha (MBT). É utilizado no Brasil pelo Exército Brasileiro e o Corpo de Fuzileiros Navais dentro dos grupos de combate, podendo variar de uma a duas peças por grupo de combate, dependendo da disponibilidade do armamento e das características do tipo de fração.

Comandos do Exército Brasileiro em deslocamento, dotados do sistema anticarro AT-4

1. Características

O AT-4 é produzido com um uso intensivo de plástico e fibra de vidro, com o intuito de dar resistência á impactos e leveza, além de baratear sua produção. Sua unidade de pontaria ficam protegidas por coberturas móveis, que são deslizadas pelo operador por ocasião da preparação para o tiro.

A designação “CS” representa “Espaço Confinado” referindo-se a carga propelente sendo projetado para operar com eficiência dentro dos edifícios em um ambiente urbano. A designação “HP” quer dizer “alta penetração”, ou seja, incremento na capacidade de penetração em blindagens. A designação “AST” quer dizer “anti-estrutura”, com a finalidade de ser utilizado contra estruturas de concreto armado ou tijolos. O lançador e a munição são fabricados e embalados como uma única unidade, com o lançador descartado após o tiro.

Massa de mira á frente

Alça de mira á retaguarda

Sistema de disparo

Visão seccionada de uma munição do tipo  HEAT do AT-4

Visão do lançador e da sua munição do tipo  HEAT .

2. Variantes:

Atualmente, são oferecidas para exportação as seguintes versões:

AT-4 em sua configuração básica;

AT-4 CS HP (Espaço confinado alta penetração);

AT-4 CS AST (Espaço confinado anti-estrutura);

AT- 4 / M136 (Versão básica do AT-4 de fabricação sueca produzida nos Estados Unidos).

AT-4

O Saab Bofors Dynamics AT4 é um sistema anticarro descartável de calibre 84mm e de tiro único. É leve (cerca de 7 kg) e fácil de operar. O lançador é feito em sua maior parte de plástico reforçado com fibra de vidro, com alumínio no enturi á retaguarda, almofada para o ombro e cobertura de plástico nos extremos. As partes principais do rojão anticarro disparado pelo AT-4, são o conjunto de aletas dobráveis, o detonador, o cone de cobre e a carga oca composta de HMX/TNT, com um revestimento especial.

Versão básica do sistema anticarro AT-4

As aletas se extendem automaticamente após o projétil ser disparado e sair do tubo lançador para estabilizar em pleno vôo. O detonador tem um dispositivo de segurança para impedir detonação acidental. Com o impacto, a espoleta detona a carga oca, mesmo em ângulos de impacto tão íngremes como 80° em relação ao alvo. O desenho especial da carga oca provoca danos por sobrepressão e intensa fragmentação dentro do alvo.  A alça de mira é ajustada de fábrica para 200 m.

Dados técnicos:

Calibre: 84 mm

Peso: 6.7 kg

Comprimento: 1 metro

Penetração em blindagem: > 420 mm

Velocidade inicial: 290 m/s

AT-4 CS HP (Espaço confinado alta penetração)

A AT4-CS (Espaço Confinado) é um sistema portátil disparado por somente um homem, descartável e projetado para ser disparado em espaços confinados (daí o “CS” na designação) e é um desenvolvimento do modelo anterior AT4. O sistema dispara um único rojão de calibre 84 milímetros de alta velocidade. O sistema vem completo com uma alça de ombro, punho dobrável na parte anterior do tubo lançador e equipamentos de proteção pessoal para o tiro. É um sistema otimizado para operar em área urbana, contra elementos blindados.

Versão CS HP (Espaço confinado e alta penetração) do sistema  AT-4  calibre 84 mm

O tubo lançador é produzido com fibra de vidro reforçado com partes em alumínio, visando diminuir o peso total, aumentando também sua resistência á impactos. A abordagem “espaço confinado” implica que o sistema pode ser acionado a partir das aberturas dos quartos, sem o receio de enorme e mortal área de sopro á retaguarda, que pode ferir ou matar quem estiver na área compreendida á retaguarda do lançador.

O modelo CS oferece a possibilidade de disparo de dentro de cômodos

A munição, uma vez acionada a partir do lançador, é estabilizada em vôo por aletas dobráveis. As variedades das ogivas são duas, uma de alta penetração (HP) e uma do tipo de sensibilidade reduzida (RS). O peso da arma é de apenas 7,5 kg.

Dados técnicos:

Calibre: 84 mm

Peso: 7.8 kg

Comprimento: 1.4 metros

Penetração em blindagem: > 500 mm

Velocidade inicial: 220 m/s

AT-4 CS AST (Espaço confinado anti-estrutura)

A ogiva em tandem do AT-4 CS AST é projetada para ser capaz de derrotar um grande número de diferentes objetivos, que vão desde um inimigo posicionado atrás de uma parede de tijolos pesados ou paredes de concreto, um inimigo dentro de uma fortificação ou em um veículo blindado leve. Dependendo da escolha do artilheiro para a configuração do detonador,  usando um seletor de modo existente na arma, o rojão irá detonar na parede do edifício ou na sala seguinte, criando um novo ponto de entrada. É otimizada para o emprego em áreas urbanas, contra pessoal abrigado em estruturas ou fortificações.

Versão CS AST (Espaço confinado e anti-estrutura) do sistema anticarro AT-4

O AT4CS AST combina o poder de destruição da ogiva em tandem com a capacidade de aumento de sobrepressão ocasionada por espaços confinados. Onde outras armas anticarro convencionais forçariam o operador a utilizar janelas portas para atingir alvos no interior de construções , o AT4 CS AST com sua ogiva secundária em tandem perfura a parede externa e posteriormente a ogiva principal detona no interior da construção, multiplicando seu efeito antipessoal.

Dados técnicos:

Calibre: 84 mm

Peso: 8.9 kg

Comprimento: > 1 metro

Velocidade inicial: 205 m/s

AT-4 M136

A AT4 M136 é anunciado como o principal sistema de arma leve anticarro do Exército dos Estados Unidos, disponíveis para esquadrões de infantaria e é baseado no sistema original anticarro AT4 de fabricação sueca lançado do ombro. O sistema pode ser usado por um único operador contra alvos blindados que representem uma ameaça para os pelotões de infantaria. Essencialmente, o AT4 M136 funciona como um canhão sem recuo, permitindo a penetração de alvos blindados, disparando um rojão calibre 84 mm, medindo cerca da metade do comprimento do tubo de lançamento.

Versão de produção americana do AT-4 / M136, com previsão de instalação de sistema de intensificação de luminosidade.

O rojão do M136 é uma munição anticarro de alto explosivo, de calibre 84 milímetros Sua estabilização é feita por aletas que se desdobram após o rojão deixar o tubo de lançamento. O lançador em si é um tubo de uma única peça envolta em fibra de vidro e é descartável após um disparo.

3. Histórico em combate:

O sistema AT-4 foi utilizado durante a invasão do Panamá, na guerra do Iraque e do Afeganistão.

Disparo do sistema anticarro AT-4, de calibre 84 mm.

Militares da 12ª Bridada de Infanteria Leve Aeromóvel do Exército Brasileiro, dotados com o sistema anticarro AT-4 de calibre 84 mm.

Bibliografia:

http://www.saabgroup.com/

Anúncios

7 Respostas to “Sistemas de armas suecos no Brasil: AT-4”

  1. Olha, nada contra o armamento, mas essa nomenclatura dada a ele pelas nossas forças armadas é de matar hein?? PQP!!
    Lança-rojão?? Daqui a pouco guerra vira festa caipira…kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Cassio :
    Olha, nada contra o armamento, mas essa nomenclatura dada a ele pelas nossas forças armadas é de matar hein?? PQP!!
    Lança-rojão?? Daqui a pouco guerra vira festa caipira…kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    uhauahauhauah…. boa….

  3. “….embora geralmente não seja suficiente para derrotar um moderno tanque principal de batalha (MBT).”

    Ótimo. Vamos utilizá-lo para destruir os perigosos Jeeps e caminhões.

  4. Deveríamos ter milhares dessas aqui, bom mesmo seria fazer igual aos EUA fabrica-los !

    sds.

  5. Bom, eu acho agradável a nomenclatura, dado que os nomes são genuinamente brasileiros, assim como o restante de todo armamento, feio seria um nome em inglês, penso eu.

  6. Cassio :
    Olha, nada contra o armamento, mas essa nomenclatura dada a ele pelas nossas forças armadas é de matar hein?? PQP!!
    Lança-rojão?? Daqui a pouco guerra vira festa caipira…kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    São mt boas, transportaveis, precisas e confiáveis, e q o BRASIL está pensando ou já , pensando fazer ou em produzir sobre licenças . Sds.

  7. Campos,
    De acordo com o Aurélio “rojão” é um foguete. Foguete é um dispositivo com propulsão própria. Esta granada não tem propulsão própria como uma granada foguete de bazuca (ou bazooka), ela é “extraída” do tubo por força de uma carga de ejeção.
    A rigor o nome “lança-rojão” não é tecnicamente correto, embora tenha se generalizado por força do hábito, já que é semelhante a uma bazuca usada anteriormente pelo EB.
    O AT-4 é um canhão sem recuo (CSR) do mesmo modo que seu primo reutilizável, o Carl Gustaf, só que é descartável.
    Outras armas usando “foguetes” poderiam receber a designação “lança-rojão” sem problemas se fossem usadas pelo EB, mas não são. Alguns exemplos: B-300/SMAW, M-72, RPG-7, Apilas, etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: